quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

ROSALBA GARANTE REAJUSTE SALARIAL PARA OS PROFESSORES SEGUNDO PISO SALARIAL DA CATEGORIA

Governadora Rosalba Ciarlini anuncia reajuste salarial para os professores este ano seguindo o aumento do Piso Nacional da Categoria. "Sempre que houver aumento do piso, faremos reajusta aqui também", disse a governadora em entrevista concedida na manhã desta quinta-feira (12) a uma rádio de Natal.
Rosalba também garantiu que serão implantadas neste ano todas as promoções horizontais de professores do Estado que estão pendentes.
A governadora afirmou que os 14 planos de cargos e salários dos servidores, incluindo o da Educação, continuarão sendo implantados, de forma gradual, levando em consideração os limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal.
Rosalba disse ainda que os 3.500 aprovados no concurso público da Educação serão chamados para o ano letivo de 2012 e que uma força tarefa para cuidar da admissão dos concursados será montada.
FONTE: SEEC/RN
VENHA VER NOTÍCIAS.

INCÊNDIO EM PRÉDIO RESIDENCIAL DE NATAL

Na manhã de hoje (25/01) o prédio residencial Príncipe de Astúrias na rua Praia de Muriú, em Ponta Negra, pegou fogo. As chamas começaram no 8º andar, mas de acordo com o Corpo de Bombeiros, também atingiu o 6º e o 7º andares. O restante dos 19 andares não registraram danos.
Os Bombeiros chegaram ao local por volta das 5h e conseguiram controlar o fogo. Apesar das grandes proporções, as chamas não fizeram vítimas.
De acordo com informações repassadas pelo major João Eduardo, ainda não é possível precisar as causas do incêndio. A suspeita, contudo, é de que o fogo tenha se originado de um curto circuito elétrico. "Apenas após a perícia teremos os dados concretos sobre as causas e a ocorrência de danos à estrutura do edifício", disse.

Acidente envolvendo veículo do PSF do Município de Cel. João Pessoa e motocicleta deixa três pessoas feridas

Motocicleta envolvida no acidente
Um acidente de trânsito do tipo colisão envolvendo um veiculo do Programa Saúde da Família (PSF) do município de Coronel João Pessoa e uma motocicleta deixou três pessoas feridas, duas delas necessitaram ser removidas para outras unidades de saúde. O fato aconteceu por volta das 21h00min desta terça-feira (24) na RN 177 que liga os municípios de São Miguel e Coronel João Pessoa nas proximidades do matadouro público municipal de São Miguel. De acordo com informações, o veículo do tipo Fiat Uno de cor branca e placas MZB 5284/RN que era conduzido pela pessoa de João Bosco Alves de Souza de 48 anos de idade, seguia com destino à cidade de Cel. João Pessoa quando colidiu frontalmente com a motocicleta Honda Titan de cor vermelha e placa MYJ 2516/RN que era guiada pela pessoa de José Alves dos Santos de 25 anos de idade, residente no Sitio Cachoeira, Zona Rural de São Miguel, que seguia em sentido contrário. Após a colisão o condutor do Fiat Uno perdeu o controle de direção do mesmo vindo a descer um barranco às margens na Rodovia Estadual e a capotar várias vezes. Populares que residem nas proximidades de onde ocorreu o fato imediatamente acionaram a guarnição policial do município de São Miguel que de imediato se deslocou até o local e socorreu o condutor do veículo Fiat Uno bem como a passageira do referido veículo que foi identificada como sendo a pessoa de Maria de Fátima da Silva de 33 anos, residente no Sitio Carrasco, Zona Rural de Cel. João Pessoa. Enquanto isso o condutor da motocicleta foi conduzido até o Hospital Municipal de São Miguel por uma ambulância do município. Após receber os primeiros socorros no Hospital Municipal, João Bosco Alves de Souza foi transferido para o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) da cidade de Mossoró para ser submetido a um exame de tomografia tendo em vista a forte pancada sofrida na cabeça. Já José Alves dos Santos sofreu fratura exposta na perna esquerda e após atendimento no Hospital Municipal teve de ser transferido para o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG) na capital do estado. A outra pessoa envolvida no acidente sofreu apenas escoriações e após receber atendimento, foi médica e liberada.
Fonte: São Miguel News.
Corinthians Bate Flu por 2 a 1 e leva a Copinha pela Oitava Vez
Fechado Flamengo Anuncia volta de Vagner Love até 2014
(Foto: Site Oficial do Flamengo)

Ministro anuncia mudança nas diretorias do Dnocs

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, afirmou ontem que haverá mudanças nas diretorias do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) e Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). Ele destacou que, sobre o caso específico de Elias Fernandes Neto, que é diretor-geral do Dnocs, vai conversar com o vice-presidente Michel Temer e com líder do PMDB na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves, para argumentar que a substituição é a melhor solução. "A posição do ministério é de promover mudanças em todos os quadros de dirigentes desses órgãos. Essas alterações devem sair até o início de fevereiro", afirmou.
Ontem, o portal do jornal O Globo destacou que a saída de Elias é dada como certa no Palácio do Planalto. Mas ainda estava em diálogo uma tentativa de um acordo com o PMDB, para evitar desgaste na base aliada. "Vou fazer as negociações políticas com o PMDB. Pretendemos manter o espaço do partido, mas as mudanças são necessárias agora", disse o ministro, em entrevista veiculada pelo Jornal Nacional.
A reportagem do portal de O Globo informou que Henrique Eduardo Alves reagiu à possibilidade de nova substituição no Dnocs. Para ele, não há motivos para a mudança, já que as supostas irregularidades apontadas no relatório da Controladoria Geral da União no Dnocs foram esclarecidas pelo ministro da Integração Nacional. "Vão tirar o Elias por quê? Eu não vou nem discutir isso. Esse relatório da CGU não é uma posição final. A Controladoria é um órgão opinativo. Já tem uma resposta encaminhada pelo ministro Fernando Bezerra com os esclarecimentos. Quem decide se há irregularidade ou não é o TCU (Tribunal de Constas da União). Não era para nem mesmo o Albert Gradvhol ter saído. Agora, o Elias tem que sair por causa disso? É um absurdo", disse Henrique Eduardo, numa referência à demissão de Gradvohl, da diretoria administrativa.
No início da noite, o Ministério da Integração emitiu uma nota oficial sobre as futuras decisões. "O Ministério da Integração Nacional reafirma a posição de renovar os quadros das empresas vinculadas à pasta. Este processo de mudança se iniciou no final do ano passado. A reestruturação visa aperfeiçoar práticas de gestão do ministério e de suas vinculadas", destacou a nota.
No Dnocs, o engenheiro Fernando Ciarlini assumiu a diretoria de infraestrutura e o economista Vitor de Souza Leão, profissional de carreira da Controladoria Geral da União (CGU), a administrativo-financeira, no lugar de Albert Gradvhol. A solenidade para posse de Vitor de Souza foi ontem, em Fortaleza, onde está localizada a sede do órgão.
"Ressalta-se que novos nomes para a composição dos quadros das vinculadas serão anunciados até o início de fevereiro. As alterações deverão ser feitas após as devidas avaliações", acrescentou a nota. Enquanto isso, o PPS anunciou que vai solicitar investigação no Dnocs.
Elias Fernandes nega irregularidades
O diretor-geral do Dnocs, Elias Fernandes, emitiu uma nota oficial na qual nega qualquer irregularidade na gestão do órgão. Segundo ele, a complementação salarial, chamada Vantagem de Pessoal Nominalmente Identificada (VPNI), nos percentuais de 70% e 100% do vencimento básico de níveis médio e superior, foi estabelecida por decreto lei. Segundo o relatório da Controladoria Geral da União esse benefício levou a desvio de quase R$ 120 milhões.
"Foi implementada através de Decreto-Lei nº 2.438, de 1988, não tendo o Dnocs governança sobre a implantação da política salarial dos seus servidores e instado o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão a se posicionar acerca do tema", escreveu o diretor geral na nota.
Ao explicar os convênios firmados pelo Dnocs com as prefeituras do Rio Grande do Norte, Elias Fernandes disse que a responsabilidade pela execução das obras é totalmente dos prefeitos. Ele destacou que as negociações somam R$ 12 milhões. O valor contradiz o apontado pelo relatório da CGU que apontou R$ 14,7 milhões como tendo sido recebidos por 37 prefeituras potiguares.
Para Elias Fernandes não há que "se falar" em desvio já que todo processo está sendo apurado pelo Ministério da Integração Nacional. "Não há de se falar em desvios, pois as providências já tomadas foram comunicadas ao Ministério da Integração Nacional, à Controladoria Geral da União e ao Tribunal de Contas da União para as devidas análises e julgamento", escreveu na nota oficial.
O diretor geral do Dnocs explicou ainda a obra da Barragem de Congonhas, citada no relatório da CGU. Segundo ele, a construção, no valor de R$ 160 milhões, está paralisada devido a problemas no licenciamento ambiental. "O contrato com o consórcio que iria construir a obra foi rescindido por este diretor geral, com publicação pelo Diário Oficial da União em 29 de dezembro de 2011", completou.
Suspeitas
O jornal O Globo publicou uma reportagem na edição de ontem na qual aponta supostas irregularidades de R$ 312 milhões no Dnocs e direcionamento de verbas de Defesa Civil para o Rio Grande do Norte. As supostas irregularidades foram levantadas, segundo a reportagem, em auditoria da Controladoria Geral da União. A CGU também teria constatado "concentração significativa" de convênios. O relatório CGU destacou que os municípios do RN receberam tratamento diferenciado. Dos 47 convênios firmados pelo órgão, 37 foram com prefeituras do Rio Grande do Norte, que contrataram R$ 14,7 milhões.
TN Online.