terça-feira, 29 de maio de 2012


VIOLÊNCIA EM MOSSORÓ: 54ª MORTE DE FORMA VIOLENTA EM 2012


Informações e fotos: O Câmera.
O corpo de um jovem aparentando 20 anos de idade foi localizado por um vaqueiro em uma estrada carroçável, no Sitio Monte Castelo, próximo a Empresa Halliburton, após o posto da Policia Rodoviária Federal saída para Natal, cerca de 10 km na zona rural de Mossoró.
Investigadores da Policia civil receberam a informação logo pela manhã, mas o corpo só foi encontrado pela policia no inicio da tarde.
O jovem apresentava quatro perfurações provocadas por disparos de arma de fogo, um dos disparos no olho, transfixando para a região posterior da cabeça, um disparo na região da orelha esquerda e dois na região do abdômen.
Dr. Otavio Domingos, Perito do Instituto Técnico e Cientifico de Policia, Itep, acredita que o adolescente tenha sido morto no local e nas primeiras horas da manhã de hoje. O jovem não portava documento de identifica.
Investigadores da Policia civil estiveram no local, juntamente com uma equipe da Rocam e da viatura da área.
O corpo foi removido para a sede do Itep e ficará aguardando a presença de familiares para o reconhecimento e liberação.








Demóstenes diz no Conselho de Ética que não sabia das relações de Cachoeira


Em depoimento que presta na manhã desta terça-feira (29) ao Conselho de Ética do Senado, o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) negou envolvimento com jogos ilegais e disse que não sabia das relações do empresário Carlos Augusto de Almeida Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira.
Demóstenes disse que só depois da prisão do empresário e com a deflagração da Operação Monte Carlo é que teve consciência das relações que Cachoeira mantinha com outros políticos, governadores e demais agentes públicos. O senador chegou ao plenário do Conselho de Ética com 40 minutos de atraso.
"Eu não tinha uma lanterna da popa, não tinha como saber no que eu me relacionava com esse empresário e que ele mantinha relações com cinco governadores", disse Demóstenes. "Hoje, com essa lanterna na popa, eu dou conta de ver, mas antes, com essa lanterna na proa, eu não via", disse o senador.
Demóstenes é suspeito de ligações estreitas com Carlinhos Cachoeira e de ter usado seu mandato para beneficiar o suposto esquema comandado pelo empresário, que está preso desde o dia 29 de fevereiro, acusado de comandar jogos ilegais e de liderar uma rede de influência envolvendo agentes públicos e privados.
Em sua defesa, Demóstenes usa um tom emocional para convencer os senadores de sua inocência no processo aberto contra ele para apurar quebra de decoro parlamentar. "Eu redescobri Deus. Parece um fato pequeno, mas minha atuação era mais pautada pelos homens que pela fé", disse o senador, ao se referir à sua postura antes da investigação vir a tona.
Demóstenes sempre manteve uma postura crítica a atos de corrupção e era um dos senadores que mais evocavam as questões éticas contra os demais colegas, principalmente contra os senadores governistas. "Eu pude ver o quanto fui cruel com os outros. Isso fazia com que essas pessoas pudessem ficar com uma imagem ruim", disse.
"Devo dizer aos senhores que vivo o pior momento da minha vida, que eu jamais imaginaria passar por isso. A partir de 29 de fevereiro desse ano [quando a Operação Monte Carlo foi deflagrada pela Polícia Federal], eu passei a enfrentar algo que nunca tinha passado em toda minha vida. Depressão, remédio para dormir que não funcionam, fuga dos amigos. É talvez a campanha sistemática mais orquestrada da história do Brasil", disse o senador.
Ao evocar sua família, Demóstenes disse que ainda precisa dar explicações para esclarecer suas ações. "Tive que enfrentar não só a desconfiança de todos, tive que enfrentar tudo", disse.
O senador ainda negou que se patrimônio teria quadruplicado nos últimos anos. Segundo ele. Ele relatou a compra de um apartamento no valor de R$ 1,2 milhão, cuja entrada de R$ 400 mil teria sido dada por sua mulher. A outra parte, R$ 800 mil, seria financiada. "Eu só vou terminar de pagar quando tiver 80 anos", defendeu-se.
O senador confirmou que recebeu um aparelho de celular via rádio do empresário Carlinhos Cachoeira, mas alegou que não tinha informação que esse celular era sigiloso. "Recebi para meu conforto. Era um celular que falava nos Estados Unidos, não era com exclusividade, eu falava com muitas outras pessoas, nunca tive essa informação de que era sigiloso. Se era sigiloso, como é que foi grampeado? Aliás, a maneira mais fácil de se grampear é através de rádio", questionou.
O depoimento no Conselho de Ética ainda prossegue com a apresentação inicial de Demóstenes Torres.
*Fonte: Agência Brasil.

PRECATÓRIOS: FRAUDE DESVIOU R$ 14,1 MILHÕES

Desembargador Caio Alencar preside comissão no TJRN

Os desvios no setor de precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte atingiram o montante final de R$ 14.122.740,33, segundo informações apuradas pela TRIBUNA DO NORTE. O número é menor do que o esperado até meados da auditoria iniciada no setor, que indicava um valor de cerca de R$ 20 milhões. O relatório final será enviado à presidente do Tribunal de Justiça do RN, Judite Nunes, que o remeterá para o Conselho Nacional de Justiça. A comissão investigativa não se pronunciou sobre o assunto.
Os mais de R$ 14 milhões de desvios comprovados são referentes a cerca de 520 operações fraudulentas, entre guias de pagamentos, cheques e autorizações de transferências bancárias. Além disso, a equipe do Tribunal de Contas do Estado, em conjunto com servidores do TJRN, identificaram 11 laranjas, a maioria deles empregados e ex-empregados de Carla Ubarana. Apenas Carlos Fasanaro, Carlos Palhares e Cláudia Sueli foram denunciados à Justiça até o momento. Entre todos os laranjas, Fasanaro foi o mais acionado por Carla Ubarana e George Leal, com 221 fraudes operadas e mais de R$ 8 milhões que passaram em sua conta.
A diferença entre o valor relatado por Carla Ubarana - de R$ 20 milhões - e o encontrado pela comissão - pouco mais de R$ 14 milhões - não é preocupante, segundo fontes ouvidas pela TRIBUNA DO NORTE. Tanto pessoas próximas a Carla Ubarana quanto próximas a investigação afirmam que a própria acusada não sabe exatamente quanto dinheiro foi desviado do setor de precatórios. Por outro lado, Carla manifestou desde o início a opinião de que os auditores do TCE não conseguiriam chegar ao valor exato de dinheiro desviado. "Foi levantado o valor possível de ser comprovado. Nesse caso, há documentos que comprovam cada centavo", diz uma fonte.
A comissão que investiga o setor de precatórios foi criada ainda em janeiro, sob a presidência do desembargador Caio Alencar. Com o fim dos trabalhos, a comissão será desfeita e o desembargador irá se aposentar amanhã. 
Essas suspeitas culminaram na Operação Judas, realizada no dia 31 de janeiro, que prendeu Carla Ubarana, considerada a chefe do esquema, George Leal, seu marido, e três laranjas: Carlos Fasanaro, Carlos Palhares e Cláudia Sueli. Posteriormente, em delação premiada, Carla Ubarana afirmou que os desembargadores Rafael Godeiro e Osvaldo Cruz foram co-autores dos desvios. O Superior Tribunal de Justiça afastou os dois liminarmente. O processo corre em segredo de justiça.
Ao mesmo tempo, o Conselho Nacional de Justiça iniciou processo administrativo disciplinar para apurar a conduta dos dois desembargadores. Ainda não há a decisão sobre quem será o relator do caso no CNJ. Dos 12 membros, onze votaram favoravelmente à investigação.
A reportagem da TRIBUNA DO NORTE entrou em contato com a Assessoria de Comunicação do TJRN, que informou que ainda não há informações sobre um posicionamento oficial da presidente da Corte, Judite Nunes.

Terremoto provoca cancelamento de amistoso entre Itália e Luxemburgo

Quinze mortes já foram confirmadas após os tremores de terra que atingiram o norte da Itália nesta terça-feira

Dois tremores de terra, de 5,6 e 5,8 graus de magnitude, atingiram na manhã desta terça-feira o norte da Itália, na região de Emilia Romagna, e provocaram o cancelamento do amistoso entre a seleção italiana de futebol e Luxemburgo, que aconteceria na tarde desta terça-feira.
A partida, marcada para as 15h45 (de Brasília), seria realizada no Estádio Enio Tardini, na cidade de Parma, a cerca de 60 km do epicentro do terremoto. A decisão pelo cancelamento do jogo foi tomada em conjunto entre a federação italiana de futebol e a Prefeitura da cidade de Parma.
Quinze mortes já foram confirmadas pela polícia da cidade de Modena devido ao desmoronamento de edifícios causado pelo terremoto. Além dos mortos, há muitos feridos e a estrutura dos edifícios da cidade encontra-se danificada, o que pode causar novos desmoronamentos.
O amistoso contra a seleção de Luxemburgo seria o primeiro da Itália em preparação para a Eurocopa, que acontece entre os dias 08 de junho e 1º de julho na Polônia e na Ucrânia. A equipe nacional italiana passa por um período instável devido à acusação do zagueiro Leonardo Bonucci, da Juventus, convocado pelo técnico Cesare Prandelli para a competição européia, estar envolvido em esquema de manipulação de resultados. 
* Fonte: Gazeta Esportiva.

FESTA DA UNIVAP NA ACDA DE APODI

Confira aqui as fotos da seresta show de Alexandro Bandeira na ACDA. O evento que aconteceu no último sábado foi em prol da UNIVAP. Foi uma noite muito agradável para todos que prestigiaram.
Jornal Correio do Oeste.






















DOCUMENTÁRIO CONTA HISTÓRIA DE BLOGUEIRO EXECUTADO EM SERRA DO MEL

Informação: Voz de Areia Branca.
Um documentário que pede justiça. Promete ser assim o trabalho “De ferro e flor”, registro audiovisual dirigido pela jornalista Adriana Amorim e pelo ativista digital Tiago Aguiar. O documentário conta a história de Edinaldo Filgueira, blogueiro e presidente do Partidos dos Trabalhadores (PT) em Serra do Mel, assassinado em maio de 2011. O prefeito do município, Josivan Bibiano, foi indiciado pela Polícia Civil como mandante do crime.
O documentário foi lançado no sábado passado, em Salvador/BA, durante a terceira edição do Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, com discussões sobre Direitos Humanos, liberdade de expressão e blogosfera.
Edinaldo Filgueira era dono do pequeno jornal O Serrano, e atualizava um blog, denunciando irregularidades e problemas ocorridos no município. Sua atuação jornalística teria sido, segundo as investigações da Polícia Civil, a principal motivação para o crime. Além do prefeito da cidade, mais oito pessoas foram indiciadas pelo crime. Nenhum foi julgado ainda.
O título do documentário é baseado no poema escrito por Ferreira Gullar para homenagear o líder camponês Gregório Bezerra. Confira:
“Mas existe na terra
Muito homem de valor
Que é bravo sem matar gente
Mas não teme o matador.
Que gosta de sua gente
E que luta a seu favor
Como Gregório Bezerra
Feito de ferro e de flor”. 

53ª Morte violenta em mossoró em 2012

*Informações: O Câmera.
A Central de Operações da policia Militar registrou no final da noite de segunda feira 28 de Maio de 2012, mais uma morte de forma violenta. O crime aconteceu por volta de 23 horas e 40 minutos, na Rua central da Favela do Tranquilim, no Bairro Dom Jaime Câmara em Mossoró.
Jose Elcio da Silva, 38 anos de idade, servente de pedreiro, morado da Rua Beny Saldanha no bairro Liberdade, sofreu cerca de 10 cutiladas de faca peixeira e morreu antes da chegada do socorro Medico. Uma equipe de socorristas do Samu ainda foi ao local, mas Elcio já estava morto.
A Central de Operações da policia recebeu a informação, através de um irmão de Elcio, que chegou a favela e encontrou o irmão agonizando, mas ele não soube informar quem seria o autor do homicídio.
Os policiais da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas, Rocam, Juntamente com a viatura da área, que atenderam a ocorrência, não souberam informar se a vitima tem envolvimento com algum negocio ilícito. A equipe de Policia Civil de plantão, informou que a vitima ja cumpriu pena acusado de roubo e ha cerca de 5 meses estava em liberdade.
Jader Viana, perito do Instituto Técnico e Cientifico de Policia, Itep, acredita que a vitima tenha entrado em luta corporal com o acusado. Jader acredita que a vitima ainda tentou correr, mas foi alcançado e mesmo depois que caiu foi golpeado varias vezes. O perito encontrou no corpo de Elcio cerca de 10 perfurações provocadas por faca peixeira.
O corpo foi removido para a sede do órgão, onde serão realizados os procedimentos de necropsia.



DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO