quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Morre o músico Magro Waghabi, do MPB4


Cala-se uma das vozes do lendário grupo MPB4. O músico Antônio José Waghabi Filho, conhecido como Magro, morreu aos 68 anos, na manhã desta quarta-feira (8), em São Paulo, onde estava internado.
Nascido em Itaocara, na Região Noroeste do Rio de Janeiro, em 14 de novembro de 1943, o compositor, arranjador e vocalista integrava, ao lado de Rui, Aquiles e Miltinho, o principal grupo vocal masculino da MPB.
De acordo com informações do G1, o velório será na Beneficência Portuguesa de São Paulo, no bairro de Paraíso, na Zona Sul da capital paulista, pela manhã desta quarta. O corpo será cremado nesta quinta (9), no Cemitério da Vila Alpina, na Zona Leste.
Magro estava internado no CTI do Hospital Santa Catarina, desde a última sexta-feira (3), devido a complicações de um câncer na próstata descoberto há 10 anos, e já diagnosticado com metástase.
Há exatos três meses, o grupo apresentou em Natal o show "MPB4 em recital" , remetendo ao s primeiros anos de carreira, quando o quarteto se apresentava sozinho, sem a banda que passou a acompanha-los em shows mais recentes. Esse formato "de antigamente" daria lugar para o novo trabalho do MPB 4 , o seu Cd de boleros, intitulado "Contigo Aprendi", que teve direito a release de luxo, escrito por Caetano Veloso. Confira:
"O MPB4 tomou esse nome quando a sigla estava ainda em vias de ganhar a acepção que comumente lhe damos hoje. É uma definição de não-gênero (ou de quase-gênero) que engloba a produção de música popular feita no Brasil por autores e intérpretes majoritariamente oriundos da classe média letrada. O termo, de certa forma, se opunha, em seus começos, às formas importadas do pop internacional, às versões de música estrangeira e à criação popularesca de aspecto fácil ou vulgar.
Com o passar do tempo, esse critério de discriminação foi mudando de forma e hoje, como diz uma locutora da rádio MPB FM, "MPB é tudo". Mas não é exatamente uma expressão que abarque o que indica as iniciais que a formam: não significa, para quem a pronuncia ou a ouve, "música popular brasileira". Assim, você pode ouvir alguém perguntar se alguém é "axé ou MPB", "sertanejo ou MPB", mesmo "popular ou MPB".
O quarteto de Niterói, que ajudou a forjar o conceito, nunca se restringiu a ele. Na verdade, criadores não cabem nem mesmo nos rótulos que se autoimpõem. Em muitos momentos da minha vida, amei o termo MPB por causa do conjunto, de sua história, de sua integridade, de sua rica despretensão. Se tomássemos os termos "música", "popular" e "brasileira" e nos perguntássemos sobre eles à audição do quarteto, sentiríamos que cada termo lhe é perfeitamente adequado.
Desde a sua fundação (e atravessando os anos de colaboração com Chico Buarque) esse conjunto tem sido a voz do Brasil. Sem procurar emular as harmonizações do tipo americano dos grupos vocais dos anos 1940/50, eles criaram um estilo flexível e relaxado, atributos tão tipicamente brasileiros.
À medida que o próprio termo que eles tomaram para apelido foi se abrindo para searas variadas, eles foram, sem alarde, aprofundando o olhar sobre nossa tradição viva (não nossa tradição oficializada ou fossilizada). Ouvi-los cantar boleros em versões para o português é reconhecer a profundidade com que a canção americana de língua espanhola entrou na alma das pessoas da nossa geração. Quem sai homenageada é a tradição de versões de boleros de que a verdadeira MPB pode se orgulhar.
O bom gosto dos arranjos (onde o violão brasileiro aparece com sua delicadeza, sem deixar de honrar a garra de violões à Los Panchos) comprova a sinceridade e o carinho com que essas canções foram abordadas. São os caras de Niterói dizendo a cada um dos artistas que os ensinaram a fruir as belezas que vinham do México ou de Cuba, adaptando-as à língua portuguesa. Sinto ternura e orgulho por participar desse projeto tão rico, tanto musical quanto historicamente." (Caetano Veloso).

Dom Delson deixa a Diocese de Caicó para assumir como bispo de Campina Grande


Após 6 anos e 10 meses de pastoreio, o Bispo da Diocese de Caicó, Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, seguirá para outra diocese. O anúncio oficial aconteceu nesta manhã, quarta-feira (08/08), através da cadeia de rádio formada pelas emissoras da Diocese, Rural AM e FM e Rural de Parelhas e rádio Caturité de Campina Grande. A Diocese de Campina Grande/PB está vacante a cerca de um ano, desde a saída de Dom Jaime Vieira Rocha para a Arquidiocese de Natal.
O Santo Padre, o papa Bento XVI, realizou a transferência de Dom Delson na manhã de hoje, 8 de agosto, para a diocese vacante de Campina Grande (PB).
Dom Manoel nasceu Biritinga (BA) em 1954. Estudou Filosofia e Teologia no Seminário São Francisco de Assis, em Nova Veneza (SP). Tem mestrado em Ciência da Comunicação, na Pontifícia Universidade Salesiana, em Roma, e licenciatura em letras pela Universidade Católica de Salvador (BA).
Dom Manoel Delson também foi ministro provincial em Salvador (1998 e 2001) e exerceu o cargo de Definidor Geral para a América Latina junto à cúria geral dos Capuchinhos (2002 a 2006).
Seu lema episcopal é “Ide aos meus irmãos” (Jo 20,17).Que o Espírito Santo o ilumine, dê sabedoria, discernimento e fortaleza em seu novo pastoreio, e que Maria Santíssima o cubra com o seu manto santo e o abençoe para que seja feliz em sua missão de pastor diocesano de Campina Grande.
Setor de Comunicação – Diocese de Caicó.

HOJE É O ANIVERSÁRIO DE MUNDOSO...


Raimundo Marcolino de Oliveira ( MUNDOSO ) mora no Síotio Ponta II e recebe os parabéns hoje de todos os amigos. 
Que essa data se repita por muitos e muitos anos.
Parabéns!!!

Policia localiza desmanche de carro roubado em Mossoro

Colaboração Jornalista Fabiano Morais/O Câmera
Em Mossoró a polícia rodoviária federal descobriu um desmanche de carros roubados onde supostamente funcionaria uma sucata. O prédio, que não despertava nenhuma suspeita de irregularidade, fica as margens da BR 405, no km quatro, saída para a cidade de Apodi. Segundo a polícia rodoviária federal no local foram encontradas peças e vários carros roubados, alguns já estavam sendo desmanchados.
Um verdadeiro arsenal de peças desmontadas, carrocerias de caminhões e uma caminhonete tipo S10 com queixa de roubo foi localizada na sucata. Segundo o chefe da delegacia da polícia rodoviária federal em Mossoró, Alhiatar Gibson, são muitos os indícios da existência de uma grande quadrilha.
Por volta de 14 horas de segunda feira 06 de Agosto, um caminhão com carga de vergalhões de ferro que estavam sendo transportados de fortaleza para uma usina eólica em galinhos, no litoral norte, foi interceptado próximo a Aracati. O motorista do caminhão ficou cerca de 4 horas e meia em poder dos assaltantes. O mesmo foi liberado na zona rural de Aracati e foi socorrido pelo condutor de um veiculo escolar.
Os responsáveis pela carga foram atrás e acabaram chegando através da informação de populares que o caminhão estaria no local encontrado pela polícia. O empresário, dono da transportadora, Ciro chaves, esteve no local para fazer o reconhecimento do material roubado e do caminhão, que estava sendo desmontado pelos indivíduos.
A partir daí a polícia chegou à prisão de dois envolvidos. O dono da sucata e outro homem que desmanchava os veículos fugiram do local.
O comando da operação localizou no desmanche o caminhão tomado de assalto no dia de ontem, uma caminhonete S10 e dois tanques com os números do chassi adulterados, alem de uma ferramenta utilizada para alterar a numeração de chassis de veículos. Segundo o patrulheiro da PRF Augusto, apenas uma letra, faz a diferença em toda numeração.
A operação teve o apoio das polícias civil e militar e seguirá pelos próximos dias pra tentar chegar à prisão de mais integrantes.







Prestação de contas dos candidatos está disponível no portal do TSE

Está disponível desde a última segunda (6), os dados da prestação de contas dos candidatos a prefeito das Eleições 2012 que podem ser acessados via internet. As informações envolvem as despesas dos candidatos até a data da primeira prestação de contas parcial dos candidatos a prefeito e vereador.
Os dados, presentes no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) podem ser acessados no link: http://inter01.tse.jus.br/spceweb.consulta.prestacaoconta2012/ ou através do caminho: Eleições - Eleições 2012 - Prestação de Contas.
saiba mais
TCE divulga lista dos políticos e gestores que tiveram prestação de contas reprovadas 
A divulgação destas informações faz parte do processo de fiscalização eleitoral, tanto pelos demais concorrentes ao pleito de 2012, como pela própria sociedade, como prevista na Lei nº 9.504/1997.
Fonte: TN Online.

Terceirizados da Saúde fazem paralisação de advertência e podem entrar em greve

Parte dos servidores terceirizados para a prestação de serviços na rede estadual de Saúde realizaram paralisação de advertência na manhã desta quarta-feira (8). Os funcionários reclamam de suposto atraso nos pagamentos por parte do Governo do Estado e, por isso, realizaram as paralisações no hospital Walfredo Gurgel e Santa Catarina. Os profissionais podem entrar em greve na segunda-feira (13).
De acordo com o presidente do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem, Técnicos, Duchistas, Massagistas e Empregados em Hospitais e Casas de Saúde do estado (Sipern), Domingos Ferreira, o Governo ainda não teria realizado o repasse referente ao pagamento à empresa SAFE, que tem contrato para locação de mão-de-obra para a higienização, lavandeira, serviço de maqueiros e manutenção de equipamentos nos hospitais.
"O problema é recorrente e é por isso o protesto. Há pessoas que não receberam saíram de férias em maio e estão sem os salários. Queremos providências", disse o sindicalista.
Ainda segundo o presidente do Sipern, há aproximadamente 800 funcionários na mesma situação e, até as 19h de ontem (7), que seria o último dia para o pagamento, os repasses à empresa não foram efetuados. Por isso, há a possibilidade de paralisação.
O Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde do estado (Sindsaúde) afirmou que já ficou definido que os profissionais irão cruzar os braços a partir da próxima segunda-feira devido ao atraso de salários. As assembleias, de acordo com o Sindsaúde, ocorreram durante as paralisações de advertência e está sendo respeitada a lei de greve.
O sindicato afirma que o atraso dos salários é recorrente e a empresa alega que o problema é uma dívida que o Governo deixou em 2010, que impede o pagamento dos salários. Segundo o Sindsaúde, oss trabalhadores também estão há dois anos sem receber as férias e os problemas já foram discutidos na Procuradoria Regional do Trabalho, sem solução.

Fonte: TN Online.