sábado, 12 de janeiro de 2013

Doze cidades estão em colapso D'água no RN


O Rio Grande do Norte tem 12 cidades que dependem exclusivamente da água trazida pelos carros-pipa. A maioria está na região do Alto Oeste. São elas: Luís Gomes, Riacho de Santana, Água Nova, Pilões, João Dias, Antônio Martins, Olho D'água dos Borges, Serrinha dos Pintos, Doutor Severiano, Equador, Carnaúba dos Dantas e São José do Seridó. Ontem, o Governo do Estado reconheceu a paralisação dos sistemas nesses municípios. Na quinta-feira (10), a Secretaria de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) informou que eram seis cidades nessa situação
A escassez de água afeta diretamente as zonas rurais de 122 municípios no Estado, ou seja, 73 por cento das cidades.
A escassez de água afeta diretamente as zonas rurais de 122 municípios no Estado, ou seja, 73% das cidades potiguares. Essa é considerada a pior estiagem dos últimos 30 anos. Na Operação Pipa, o Governo do Estado atende 28 cidades e o Exército, outras 94. A Defesa Civil do RN contratou 31 carros-pipa que distribuem água para a 26.727 pessoas. Já o Exército atua com 246 carros-pipa e beneficia 199.198 pessoas.
Ontem, o Governo do Estado divulgou as ações que estão sendo realizadas para o enfrentamento da estiagem. Uma dessas soluções é o monitoramento dos mananciais de abastecimento. Obras estruturantes, monitoramento de mananciais e a busca de fontes alternativas de abastecimento completam as ações.
Segundo o secretário de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Gilberto Jales, 12 poços foram perfurados na cidade de Luís Gomes, que também recebe o reforços de carros-pipa. A previsão é que sejam perfurados mais 52 poços, até fevereiro, principalmente na Região do Alto Oeste que apresenta a situação mais crítica. A Região do Seridó começa a apresentar cidades com colapso de abastecimento.
Estão sendo feitas 700 barragens subterrâneas sob a responsabilidade do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater). Outras duas mil barragens estão previstas. A Caern, juntamente com a Semarh e o Instituto de Gestão de Águas do Rio Grande do Norte (Igarn), trabalha para a busca de novas fontes de abastecimento e no planejamento para eventuais necessidades de racionamento.
Para as cidades de Olho D'água dos Borges, Francisco Dantas e Doutor Severiano, estas duas últimas em situação de alerta, os técnicos da Caern estudam novas fontes alternativas de abastecimento. Na barragem Passagem das Traíras, na Região do Seridó, já houve fechamento para o melhor planejamento do uso da água. O primeiro trecho da Adutora do Alto Oeste, com 70 quilômetros de extensão, que atende as cidades de Luís Gomes, Major Sales, Água Nova e Rafael Fernandes, está em teste.


Com a conclusão dos serviços observados durante os testes, a adutora passa a funcionar normalmente neste trecho. Gilberto Jales explica que medidas foram tomadas antes mesmo da confirmação da estiagem. E neste momento, segundo o secretário, a situação está sendo acompanhada de perto. "As soluções serão dadas caso a caso", afirma.


Municípios devem atuar na prevenção


Atualmente 142 municípios do RN em estado de emergência em virtude da estiagem. No dia de 11 de abril de 2012, o Governo declarou situação de emergência nos municípios potiguares atingidos pela falta de chuvas. No dia 09 de outubro um novo decreto prorrogou a situação por mais 180 dias (seis meses).
Segundo o coordenador Estadual da Defesa Civil (Cedec), Tenente Coronel Josenildo Acioli, até o momento,123 municípios criaram por Lei Municipal a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compedec). Para receber recursos federais o município precisa ter essa Coordenadoria criada por lei e instalada.
"A Cedec em parceria com a Defesa Civil Nacional visitou os municípios em Situação de Emergência. Nosso objetivo é avaliar os danos causados pela estiagem, o abastecimento pelos carros pipas, sistema de cisterna e a estrutura montada pela prefeitura para auxiliar a população", informou o coordenador.
Coronel Acioli enfatiza a importância da criação da Compedc. "É preciso que as prefeituras se conscientizem que o trabalho da Defesa Civil também é de prevenção e que as coordenadorias municipais precisam ser criadas para auxiliar o município em períodos como este. Também é necessário a criação do Comitê de Fiscalização Municipal que irá cooperar de forma integrada com as ações do carro-pipa do Governo do Estado", informou o Coronel.

TN/J Belmont.


APODIENSES QUE COLARAM GRAU...

Comunincadora Ana Oliveira cola grau mais uma vez... Parabéns!!!
Assinando a minha 2ª formatura. Cada uma, uma emoção especial. Muito feliz.
  
Alenilda Fernandes, parabéns!!!
 Josivânia e Umberlândia, parabéns!!!

Saúde Pinto, parabéns!!!
Até que fim o dia da colação de grau está chegando heheeh e vamos nós...apenas mais um passo na vida e muitos outros ainda serão dados se Deus quiser!!!
 Hessinho Mayard, também colou grau, e vai aqui os nossos parabéns!!!

Estudantes colam grau em solenidade no Campus Central




Estudantes dos cursos de Ciências Econômicas; Ciências Contábeis; Turismo; Gestão Ambiental; Serviço Social; Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, Radialismo e Publicidade e Propaganda; Ciências Biológicas; Direito; Pedagogia; Letras nas habilitações em Língua Portuguesa, Língua Inglesa e suas respectivas literaturas; Música; Geografia; História; Ciências Sociais; Filosofia; Matemática; Física; Química e Enfermagem do Campus Central, do Campus Avançado de Patu, do Campus Avançado de Assú, dos Núcleos Avançados de Alexandria, Caraúbas, Areia Branca e Nova Cruz receberam o grau de Bacharel e/ou Licenciado na Solenidade de Colação de Grau da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

Nesta solenidade, os graduados Jhuliane Evelyn da Silva, do curso de Letras, habilitação em Língua Inglesa do Campus Central, e José Lindoécio de Farias, do curso de Ciências Contábeis, do Núcleo Avançado de Educação Superior de Alexandria receberam a Comenda do Mérito Acadêmico, concedida ao aluno concluinte do curso de graduação que obtiver o melhor desempenho acadêmico no seu curso, entre os aptos a colar grau, ao fim de casa semestre letivo, tendo para isso, que ter desenvolvido durante o curso atividades de pesquisa e extensão.

Como Paraninfo Geral das turmas concluintes foi escolhido o senhor Wagner Alves da Silva, graduado em 2012 pela UERN no curso de Pedagogia, tendo sido o primeiro aluno surdo a conseguir concluir um curso de graduação na instituição. Em seu discurso, que foi realizado na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) e traduzido por interprete do Departamento de Apoio à Inclusão (DAIN), Wagner Alves falou sobre as dificuldades para conseguir concluir o curso de graduação e destacou a importância do DAIN em sua formação. Como pedagogo, ele é bolsista do Centro de Apoio ao Surdo (CAS), professor de crianças surdas e aluno do Curso de Letras, habilitação LIBRAS, no Estado da Paraíba. Wagner agradeceu à UERN pela sua formação, ao DAIN pelo apoio recebido e externou o desejo de continuar sua formação, com a pós-graduação. “Desejo um dia voltar a essa instituição como pós-graduado”, afirmou.

O Magnífico Reitor da UERN, Professor Milton Marques, em seu discurso, destacou a importância do DAIN, departamento que tem proporcionado a efetivação da inclusão dentro da Universidade e destacou o exemplo do Paraninfo Geral das turmas concluintes, Wagner Alves, que conseguiu concluir seu curso de graduação no mesmo tempo destinado aos demais estudantes do curso. “A UERN foi a primeira Universidade do Rio Grande do Norte a implantar um departamento de apoio à inclusão e segunda no Nordeste”, afirmou o Reitor, que ainda falou sobre a importância da presença da instituição no interior do Estado. “A UERN vai às cidades menores, mais distantes. Está presente em 17 diferentes municípios e 90% das cidades do Estado estão a menos de 50Km de um campus ou de um núcleo da UERN”, argumentou o Reitor.

O Reitor ainda elencou algumas das prioridades para 2013, como o prédio da FANAT, em Mossoró; a conclusão do Prédio da área acadêmica e administrativa do Campus do Seridó, em Caicó e a conclusão da obra ao lado do Complexo Cultural da UERN em Natal.