segunda-feira, 18 de março de 2013

JANILSON DE CARVALHO NÃO É MAIS O MAESTRO DA BANDA DE MÚSICA DE APODI

Faz tempo, que percebemos o desinteresse da gestão municipal em ter Janilson de Carvalho como maestro da Banda de Música Antônio de Pádua Leite.
Hoje quem responde pela banda é Jose Marcone Torres Medeiros como maestro da nossa banda municipal.
Boa sorte!

Congresso aprova emenda de R$ 19 milhões proposta pelo deputado Fábio Faria para UERN de Apodi

O relatório final do Orçamento Geral da União (OGU) aprovado essa semana pelo Congresso Nacional confirmou uma emenda da bancada do Rio Grande do Norte no valor de R$ 19 milhões para a construção de um campus da Universidade Estadual (UERN) no município de Apodi, região do Médio Oeste. A emenda foi proposta pelo deputado federal Fábio Faria (PSD/RN), atual segundo vice-presidente da Câmara dos Deputados.

“No ano passado, já empenhamos R$ 1 milhão para o início do projeto do Campus da UERN em Apodi e esta nova emenda, no valor de R$ 19 milhões, será suficiente para a conclusão de toda a unidade. Nossa expectativa é que as obras comecem em breve, conforme programado pela administração da Universidade, em parceria com a Prefeitura, que cedeu o terreno”, disse Fábio Faria.

O prefeito de Apodi, Flaviano Monteiro (PC do B), informa que a doação definitiva do terreno para a UERN já foi aprovada na Câmara Municipal e comemora o empenho da emenda ao OGU 2013. “Este é um pleito muito antigo de toda a região da Chapada e acabará com o sofrimento de tantos jovens que todos os dias seguem de ônibus por mais de 80 quilômetros até Mossoró para realizarem o sonho de cursar o ensino superior”, completa Flaviano.

*Wllana Dantas.

Presença do papa na Jornada Mundial da Juventude deve atrair 2,5 milhões de fiéis

O efeito da escolha de um papa latino-americano elevou a previsão de público para a Jornada Mundial da Juventude para 2,5 milhões de peregrinos, meio milhão a mais de fiéis do que estava sendo estimado pelos organizadores. A avaliação foi feita na última sexta-feira (15), pelo diretor de Preparação Pastoral da jornada, padre Arnaldo Rodrigues.

O encontro ocorrerá no Rio, de 23 a 28 de julho, e se for confirmada a expectativa, será o segundo maior na história, superado apenas pela edição de 1995, em Manila, nas Filipinas, com 4 milhões de participantes. A vinda ao Brasil será a primeira viagem apostólica do papa Francisco.

"Nós estamos nos empenhando ainda mais com esta grande novidade que a Igreja traz, que é o papa Francisco, o primeiro papa latino-americano. Haverá um aumento no número de peregrinos, para conhecer pessoalmente o novo papa, nesta que será a primeira viagem apostólica. Alguns falam que ele é quase um brasileiro, de tão próximo de nós que está. Os jovens vão se empenhar ainda mais para vir à Jornada Mundial da Juventude, o que nos faz trabalhar mais, para deixar bem preparada a jornada para este aumento de peregrinos", disse padre Arnaldo.

O padre destacou que a logística de recepção do público está bem encaminhada, incluindo a grande área verde em Guaratiba, na zona oeste da cidade, onde ficarão acampados os jovens que vão assistir à missa campal do papa Francisco, no domingo, 28 de julho, quando será anunciado o próximo país a receber o evento.

"Nós trabalhávamos com a expectativa de público entre 1,5 milhão e 2 milhões. Agora estamos trabalhando com a meta de 2 milhões a 2,5 milhões de peregrinos. Graças a Deus, temos um apoio muito grande dos três níveis de governo e de entidades particulares para atendermos a essa demanda de hospedagem, mas estamos contando muito com a ajuda das famílias para acolhermos esses peregrinos".

Segundo padre Arnaldo, estão cadastradas 300 mil residências, mas o número necessário poderá oscilar entre 500 mil e 750 mil lares. Um bom número de fiéis deverá ficar instalado em colégios públicos, pois a jornada ocorrerá durante as férias de inverno. Como legado, ele disse que as escolas receberão melhorias, como nova pintura e reforma nas instalações.

A segurança do evento será feita pelos três níveis de governo, envolvendo forças federais, estaduais e do município, dentro do conceito de cidade segura. A previsão é que 60% dos participantes sejam da América do Sul. "Creio que agora teremos uma presença bem significativa de peregrinos da Argentina: no ranking de inscrições, eles estão em primeiro lugar, tanto como peregrinos quanto como voluntários".

O calendário de eventos da jornada começa no dia 23 de julho, quando o arcebispo do Rio, dom Orani Tempesta, celebrará uma missa acolhendo os peregrinos no palco a ser montado em Copacabana, próximo ao Leme. No dia 24 haverá atividades espalhadas pela cidade. No dia 25, também em Copacabana, os jovens acolherão o papa no palco montado na praia.

No dia 26 haverá uma Via Sacra, em Copacabana, com a presença do papa, acompanhando e rezando com os jovens. O dia 27 terá uma vigília em Guaratiba, com a presença do papa Francisco. No dia 28 de julho, o papa rezará a missa campal pela manhã e, em seguida, retornará ao Vaticano. O papa ficará hospedado na casa do arcebispo, no alto do Sumaré, mesmo local onde ficou João Paulo II, quando visitou a cidade.

Com informações da Agência Brasil.

RESULTADO DO CAMPEONATO POTIGUAR 2013

PLACAR DA 5ª RODADA
ASSU 2 x 1 ALECRIM

BARAUNAS 0 x 0 POTIGUAR

AMÉRICA 1 x 0 A B C

SANTA CRUZ 1 x 2 CORINTIANS

CLASSIFICAÇÃO

1º ASSU 12

2º América-RN 12

3º Corintians 10

4º ABC 7

5º Potiguar-MO 7

6º Alecrim 5

7º Baraúnas 2

8º Santa Cruz 1

PRÓXIMOS JOGOS:

SEXTA RODADA DIA 20 QUARTA-FEIRA 20:30 h

AMÉRICA x ASSU

ALECRIM x A B C

CORINTIANS x POTIGUAR

BARAUNAS x SANTA CRUZ

144 MUNICÍPIOS POTIGUARES CONTINUAM EM ESTADO DE EMERGÊNCIA

A governadora Rosalba Ciarlini prorrogou o estado de emergência em 144 municípios potiguares. O novo período é de 180 dias.

Para medida, a chefe do Executivo estadual observou que “o relatório da SEMARH sobre a situação volumétrica dos principais mananciais do Estado, da Secretaria de Estado e do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH), através de sua Coordenadoria de Gestão de Recursos Hídricos, já começa a alertar as autoridades devido à redução do volume de água de alguns reservatórios, ocasionados pela estiagem e que as poucas chuvas não serão suficientes para a recuperação da recarga dos principais mananciais que abastecem os municípios”.


CONFIRA QUAIS SÃO OS MUNICÍPIOS QUE TIVERAM O ESTADO DE EMERGÊNCIA PRORROGADO:

1) Acari, 2) Assu, 3) Afonso Bezerra, 4) Água Nova, 5) Alexandria, 6) Almino Afonso, 7) Alto dos Rodrigues, 8) Angicos, 9) Antônio Martins, 10) Apodi, 11) Areia Branca, 12) Baraúnas, 13) Barcelona, 14) Bento Fernandes, 15) Bodó, 16) Brejinho, 17) Boa Saúde, 18) Bom Jesus, 19) Caiçara do Norte, 20) Caiçara do Rio do Vento, 21) Caicó, 22) Campo Redondo , 23) Caraúbas, 24) Carnaúba dos Dantas, 25) Carnaubais, 26) Cerro-Corá, 27) Coronel Ezequiel, 28) Campo Grande, 29) Coronel João Pessoa, 30) Cruzeta, 31) Currais Novos, 32) Doutor Severiano, 33) Encanto, 34) Equador, 35) Felipe Guerra, 36) Fernando Pedroza, 37) Florânia, 38) Francisco Dantas, 39) Frutuoso Gomes, 40) Galinhos, 41) Governador Dix-Sept Rosado, 42) Grossos, 43) Guamaré, 44) Ielmo Marinho, 45) Ipanguaçu, 46) Ipueira, 47) Itajá, 48) Itaú, 49) Jaçanã, 50) Jandaíra, 51) Janduís, 52 ) Japi, 53) Jardim de Angicos, 54)Jardim de Piranhas, 55) Jardim do Seridó, 56) João Câmara, 57) João Dias, 58) José da Penha, 59) Jucurutu, 60) Lagoa Nova, 61) Lagoa Salgada, 62) Lagoa d’Anta, 63) Lagoa de Pedras, 64) Lagoa de Velhos, 65) Lajes Pintadas, 66) Lajes, 67) Lucrécia, 68) Luís Gomes, 69) Macaíba, 70) Major Sales, 71) Marcelino Vieira, 72) Martins, 73) Messias Targino, 74) Monte das Gameleiras, 75) 76) Monte Alegre, 77) Mossoró, 78) Nova Cruz, 79) Olho d’Água dos Borges, 80) Ouro Branco, 81) Passagem, 82) Paraná, 83) Paraú, 84) Parazinho, 85) Parelhas, 86) Passa e Fica, 87) Patu, 88) Pau dos Ferros, 89) Pedra Grande, 90) Pedra Preta, 91) Pedro Avelino, 92) Pendências, 93) Pilões, 94) Poço Branco, 95) Portalegre, 96) Porto do Mangue, 97) Serra Caiada, 98) Rafael Fernandes, 99) Rafael Godeiro, 100) Riacho da Cruz, 101) Riacho de Santana, 102) Riachuelo, 103) Rodolfo Fernandes, 104) Ruy Barbosa, 105) Santa Cruz, 106) Santa Maria, 107) Santana do Matos, 108) Santana do Seridó, 109) Santo Antônio, 110) São Bento do Norte, 111) São Bento do Trairi, 112) São Fernando, 113) São Francisco do Oeste, 114) São João do Sabugi, 115) São José do Campestre, 116) São José do Seridó, 117) São M. de Touros, 118) São Miguel, 119) São Paulo do Potengi, 120)São Pedro, 120) São Rafael, 121) São Tomé, 122) São Vicente, 123) Senador Elói de Souza, 124) Serra Negra do Norte, 125) Serra de São Bento, 126) Serra do Mel, 127) Serrinha dos Pintos, 128) Serrinha, 129) Severiano Melo, 130) Sítio Novo, 131) Taboleiro Grande, 132) Taipu, 133) Tangará, 134) Tenente Ananias, 135) Tenente Laurentino Cruz, 136) Tibau, 137) Timbaúba dos Batistas, 138) Touros, 139) Triunfo Potiguar, 140) Umarizal, 141) Upanema, 142) Venha-Ver, 143) Viçosa e 144) Vera Cruz.

Eleição para reitor movimenta Uern


 
A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) está na reta final das eleições para reitor. Três candidatos disputam a reitoria da universidade, com eleições marcadas para a próxima quarta-feira (20).

CANDIDATOS


Gilton Sampaio de Souza é diretor do campus avançado de Pau dos Ferros. Formado em Letras pela instituição a qual disputa essas eleições, ele tem mestrado pela UFRN na mesma área, doutorado pela Unesp em Linguística e Língua Portuguesa e pós-doutorado pela Universidade de Paris 8, na França.

Pedro Fernandes Ribeiro Neto, graduado em Ciência da Computação na Universidade Estadual do Ceará (UECE), ingressou na UERN no ano 1998, quando entrou para o quadro de professores através de concurso. Em 2000, Pedro Fernandes começou o mestrado em Engenharia Elétrica em Campina Grande/PB. No ano seguinte concluiu o mesmo curso e deu início ao doutorado.

Ana Lúcia Dantas, 44 anos, candidata de centro ao cargo de reitora da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), é formada pelo curso de Física, mesma área a qual fez mestrado e doutorado.

ESTRUTURA

As eleições da próxima semana ocorrerão na instituição que tem o campus central em Mossoró e outros cinco campi (em Caicó, Pau dos Ferros, Patu, Natal e Assu) distribuídos pelo Estado.

A universidade tem também onze núcleos avançados (em São Miguel, Alexandria, Umarizal, Caraúbas, Apodi, Areia Branca, Macau, João Câmara, Touros, Santa Cruz e Nova Cruz).

No processo seletivo de ingresso na universidade neste ano, foram disponibilizadas 2.602 vagas, distribuídas nos núcleos avançados e nos campi da UERN.

Três candidatos disputam reitoria da UERN:

Pedro Fernandes, candidato representante da atual gestão, Ana Dantas, candidata de centro, e Gilton Sampaio, candidato oposicionista, disputam a maior quantidade de votos a ser obtidos na próxima quarta-feira (20), quando ocorrerá a eleição para a escolha do reitor da UERN. O vencedor será empossado no segundo semestre deste ano, no dia 28 de setembro.

Neste mesmo dia, será definido também o novo nome a ocupar o cargo de vice-reitor da universidade. Apesar de os candidatos se apresentarem em chapas, a escolha das funções é totalmente independente, podendo ser eleito reitor e vice de chapas diferentes.

cedida: Gilton Sampaio de Souza
É candidato a reitor da UERN fazendo oposição à atual gestão, junto ao seu candidato a vice-reitor, o professor Lúcio Ney de Souza, do departamento de Matemática. Seu vice é o docente mais antigo em exercício na universidade e já ocupou o cargo de vice-reitor anteriormente. Formado em Letras, Gilton Sampaio tem pós-doutorado em Estudos Comparados: Português e Francês pela Universidade de Paris 8, na França. Atualmente diretor do campus avançado de Pau dos Ferros da universidade, Sampaio ingressou em 1994 na carreira acadêmica como professor efetivo da UERN.

As principais propostas do candidato envolvem a busca de autonomia financeira da universidade aliada a uma gestão descentralizada, na qual os campi e faculdades tenham condições de gerenciar seus recursos financeiros; um projeto para toda a UERN, envolvendo a implantação de restaurantes universitários e residências em todos os campi avançados e central, além de reestruturação e construção de bibliotecas; atualização e aquisição de equipamentos e programas vinculados à tecnologia. Sampaio sugere a implementação do plano de capacitação técnica e reformar e atualizar os planos de cargos e salários dos docentes e servidores técnico-administrativos, equiparando os salários pagos aos técnico-administrativos da UERN aos de instituições federais de ensino.

Faz parte das propostas de Sampaio, a implantação do sistema de transportes coletivo, e a aquisição de um "circular" em Mossoró, fazendo o percurso entre o campus central da universidade até as vias de acesso a ônibus no entorno do campus. Outra proposta do candidato é a democratização no voto para escolha do reitor. Segundo Sampaio, 70% do poder de voto pertence aos professores, 15% para os alunos e 15% para servidores técnico-administrativos.

O candidato, esperançoso sobre os resultados, reclama que "há 44 anos o mesmo grupo vem controlando a universidade", mas esclarece que seus questionamentos não são em relação às pessoas, e sim ao modelo "altamente centralizador".

Sampaio também diz que é o único dos três candidatos a estudar na UERN e isso "é um diferencial favorável à sua eleição".

                                                    Cedida: Ana Lúcia Dantas

Candidata de centro ao cargo de reitora da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), é formada em Física e fez pós-doutorado na Universidade do Colorado, na mesma área. Atualmente ela está à frente do departamento de Ciências da Computação em Natal e do mestrado de Física em Mossoró.

As principais bandeiras levantadas na campanha da candidata, que afirma ter "chances reais de vitória" mesmo com dois meses de campanha, são a adoção de um novo modelo de gestão, de forma que a universidade passe a funcionar de forma mais participativa. Ela afirma que é necessário que "a universidade tenha uma autonomia política pedagógica e administrativa e, para isso, temos uma grande batalha política". A implementação dos restaurantes e residências universitários, além do aumento do acervo bibliográfico são pontos destacados pela candidata. Dantas afirma também que pretende buscar uma melhoria na infraestrutura dos campi e dos núcleos. "Precisamos que se crie um ambiente acadêmico", disse.

Também é projeto da candidata igualar a participação dos votantes na escolha da reitoria. "Atualmente a divisão de 70% para professores, 15% para estudantes e 15% para técnicos é desproporcional. Vamos igualar e deixar um terço de peso para cada grupo de votantes" explicou. A candidata afirma ainda que a "valorização dos servidores" está inclusa na campanha, através de uma melhora no plano de cargos e carreiras. Dantas também tem como objetivo "buscar maior orçamento para a universidade". Ela cita como exemplo os campi de Caicó e Natal, esse último com unidade a ser construído na zona Norte, além do complexo esportivo do campus de Pau dos Ferros, como os principais investimentos.

Segundo ela, o governo federal repassará R$ 3,2 milhões, conseguidos através de empréstimo com o Banco Mundial para a obra, que está parada desde 2010, e para equipar o prédio. "A gente espera que até abril as obras sejam retomadas", disse.

Ana Dantas tem como candidata a vice-reitora a professora Gláucia Russo, atualmente vice-diretora da Faculdade de Serviço Social (FASSO). Gláucia Russo é tutora do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde) e coordena o Núcleo de Estudos e Ações Integradas na Área da Criança e do Adolescente (NECRIA).

                                  
                                             cedida: Pedro Fernandes

Graduado em Ciência da Computação na Universidade Estadual do Ceará (UECE), ingressou na UERN no ano 1998, quando entrou para o quadro de professores através de concurso. Em 2001 Pedro Fernandes começou o doutorado na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Atualmente, Fernandes é professor do curso de Ciência da Computação da UERN no campus de Mossoró e trabalha com projetos de pesquisa e extensão. Entre o ano de 2008 e dezembro do ano passado esteve à frente da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação (Propeg).

Candidato apoiado pela atual gestão da reitoria da universidade, Pedro Fernandes lembra que lançou sua candidatura por ter sempre boa relação com a reitoria. Sobre seus planos para dar continuidade à gestão, ele afirma que é preciso "avançar em algumas áreas e iniciar outras".

Devido aos seus quatro anos à frente da Pró-reitoria, Pedro Fernandes pretende dar continuidade aos investimentos na área de pesquisa e extensão, assim como melhorar a assistência estudantil, através da concessão de bolsas de estudos para os envolvidos na área de pesquisa.

Também faz parte das propostas de Fernandes implementar melhorias estruturais como residências e restaurantes universitários nos campi e núcleos da UERN.

Ele considera ainda uma revisão no plano de capacitação dos servidores técnico-administrativos, que deixaram de ser terceirizados em 2011. Fernandes pretende também dialogar com políticos, visando mais investimentos à universidade, se unindo, inclusive, com o governo federal.

De acordo com Fernandes, seu candidato a vice-reitor, Aldo Gondim, tem 26 anos de instituição, é professor do curso de Educação Física e tem trajetória voltada às atividades de extensão, além de ser coordenador do Fórum dos Diretores de unidades e campi avançados. Gondim já teve dois mandatos como chefe do departamento de Educação Física em Mossoró e dois mandatos como diretor da faculdade de Educação Física.






 
































*Fonte: TN Online.