segunda-feira, 27 de maio de 2013

PARABÉNS A PREFEITURA DE RUSSAS-CE - BANDA DE MÚSICA É CULTURA! É VALORIZAÇÃO E RESPEITO!

Banda de Música Maestro Orlando Leite

A Secretaria de Cultura e Turismo de Russas, recentemente ampliou o número de integrantes da Banda de Música Maestro Orlando Leite. Através de um processo seletivo, 40 novos integrantes passam a fazer parte desse patrimônio histórico-cultural da Cidade de Russas. Com essa ampliação, a banda de música agora se torna um lugar de inclusão social e educacional, onde a maioria dos novos integrantes é composta por estudantes da rede pública.

Segundo o Maestro Ernani Barbosa, “a partir de agora a banda vai se tornar um lugar de inclusão social, onde jovens e adultos terão a oportunidade de tornarem-se grandes músicos e cidadãos”.

O Governo Municipal assegurou um investimento de aproximadamente R$ 17 mil que serão utilizados na compra de novos equipamentos, além dos materiais para manutenção que são repostos regularmente. Atualmente todos os 81 integrantes da Banda recebem uma Bolsa Auxílio que é pago em uma data fixa, diferente de como acontecia nos anos anteriores. Agora cada integrante recebe seu benefício individualmente no dia 2 de cada mês.

A Banda de Música Maestro Orlando Leite é uma das mais reconhecidas no Ceará e desde a sua fundação, em 18 de agosto de 1984, vem desenvolvendo um trabalho excepcional na formação de grandes músicos que atualmente são reconhecidos em diversas partes do nosso estado, país e até mesmo no exterior.

Saiba mais, acesse: http://russas.ce.gov.br/destaque/banda-de-musica-maestro-orlando-leite-passa-por-ampliacao/

FONTE: http://russas.ce.gov.br/http://bandaluizdefranca.blogspot.com.br/

Apodi: homem é morto a tiros.

Local do Crime 

Na manha desta segunda-feira (27/05/2013), por volta das 10:30hs, a Central de Operações da 2ª Companhia de Policia Militar, sediada em Apodi, recebeu a informação que na Rua Joaquim Teixeira de Moura, Centro da cidade, nas proximidades da Madeireira Pica-Pau, teria ocorrido disparos de arma de fogo, e um homem teria sido atingido.

De imediato foi enviado uma equipe da Radio Patrulha, que ao chegar ao local indicado, constataram a veracidade da informação. A vitima dos disparos foi a pessoa conhecida como “Atacio ”, que foi atingindo na região da cabeça.

Os policiais militares socorreram a vitima para o Hospital Regional de Apodi, mas a vitima não resistiu aos ferimentos, morrendo ao dar entrada naquela unidade hospitalar.

A Policia Militar foi informada, por populares, quem teria sido o autor do crime, e após diligencias localizou o acusado e o conduziu a Delegacia de Policia Civil de Apodi.

*Blog F5 Apodi

Apodi sente o peso dos seus 1.602.659 km²

Os municípios de Apodi e Pau dos Ferros pertencem a Mesorregião Oeste Potiguar, porém são de microrregiões distintas. Microrregião da Chapada do Apodi e Microrregião de Pau dos Ferros respectivamente.

Não pretendo fazer uma explicação técnica dos dados acima, tendo em vista não ter formação nessa área, mas vamos analisar do ponto de vista prático o que pode ter ocorrido, ao longo do tempo, pra que as economias das duas cidades assumirem comportamentos diametralmente opostos.

Primeiro, vamos focar a questão territorial, as duas freguesias ou vilas inicialmente possuíam áreas territoriais semelhantes, Apodi manteve seus quase 1.603 km². Essa vasta extensão territorial, faz com que o município tenha quatro regiões distintas dentro de um mesmo município, com caraterísticas peculiares. São elas: a região do vale, a região da areia, a região da pedra e a região da chapada. Com isso a sede, com o tempo, tornou-se polo apenas de suas comunidades. São mais de uma centena de comunidades distribuídas por uma imensa zona rural, que geram riquezas, mas que dependem dos parcos recursos do município para se desenvolverem e que ano após ano fica provado que esses recursos são insuficientes.

Existem no município grandes potencialidades e muitas possibilidades de desenvolvimento, mas isso não acontece pela falta de investimento. O que se vê é que quando o município se volta para atender as necessidades de uma região, deixa de atender outra. É a síndrome do lençol curto, quando se puxa o lençol para cobrir o vale descobre-se a região da areia, quando se quer cobrir a região da pedra, descobre-se a região da chapada e vice-versa e quando se puxa para atender a sede, o que normalmente acontece, descobrem-se todas as outras.

De sorte que sem condições de fazer investimentos em suas potencialidades, o município anda de marcha à ré sem condições de se destacar como polo dos demais municípios da microrregião da chapada do Apodi, correndo o risco de perder a posição de liderança para o vizinho município de Caraúbas, o que já começa a acontecer como no caso da Ufersa.

Já o município de Pau dos Ferros abdicou da vasta extensão territorial emancipando todos os seus distritos criados em divisão territorial datada de 1º de dezembro de 1955, Pau dos Ferros era constituída de quatro povoados; Sede, Joaquim Correia, Rafael Fernandes e Riacho de Santana. Porém todos foram extintos ou elevaram-se à categoria de cidades, restando atualmente apenas a Sede.

Essa corajosa decisão fez com que a gigante vila de Pau dos Ferros fosse reduzida a apenas 259,960 km², praticamente sem zona rural e esse processo continua acontecendo devido à necessidade de expansão da próspera zona urbana. O limite entre o campo e a cidade está deixando de ser visível e a população do campo vem decrescendo a cada ano.

Também por causa do crescimento do município e cidades próximas, foi criada a Microrregião de Pau dos Ferros, da qual a cidade de Pau dos Ferros é polo. A microrregião reúne além de Pau dos Ferros, outros dezesseis municípios. São alguns deles: Francisco Dantas, José da Penha, Marcelino Vieira, Paraná, Pilões, Portalegre, Riacho da Cruz, Rodolfo Fernandes, São Francisco do Oeste, Severiano Melo, Taboleiro Grande, Tenente Ananias e Viçosa. Em 2006 sua população foi estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em cerca de 116.160 habitantes em uma área total de 2.672,604 km². O Produto Interno Bruto (PIB) per capita médio de R$ 2.144,52 em 2003. Localiza-se na Mesorregião do Oeste Potiguar.
Dessa forma a cidade de Pau dos se consolidou como líder de sua microrregião como sempre foi desde os tempos dos Rocha Pita isso motivado naturalmente pela sua localização geográfica.
Para que a cidade de Apodi possa melhorar o seu IDH serão necessários investimentos e como as receitas por aqui não sobram, o remédio é cortar despesas. Pau dos Ferros ousou e transformou despesas em receitas, a médio e longo prazo. Acertou em cheio quando emancipou seus distritos e reduziu o seu território a menos de vinte e cinco por cento do total.

Apodi está ainda em uma posição privilegiada e tem uma região com características bem distintas, a região da chapada, que pode se mostrar viável pra seguir por conta própria e isso, diferentemente de décadas atrás, poderá ser comprovado cientificamente através dos estudos de viabilidade municipal. Isso dependerá de um processo que se desencadeará em breve, onde a população do município de forma amadurecida e bem informada estará apta para dar o seu veredicto.

Por: Vandilson Targino, tecnólogo em Administração Pública.
Josenias Freitas.

Alunos do Grupo de Astronomia apresentam sua primeira palestra em escola de Apodi

O Projeto de Extensão "Divulgação da Astronomia no Ensino Médio da Região Médio-Oeste Potiguar” do Grupo de Astronomia do IFRN Câmpus Apodi, realizou sua primeira apresentação na Escola Nossa Senhora da Conceição, em Apodi, no dia 17 deste mês. A Palestra sobre Astronomia e Observação do Céu foi coordenada por Erika Leite, Míria Curinga, Vitória Carvalho, Tonny Kentenich e Luana Bandeira, alunos do 4º ano do Curso Técnico Integrado de Biocombustíveis e orientada pelo professor João Maria Bezerra.

Há ainda a previsão de apresentações em outras escolas do ensino médio nas cidades de Apodi, Governador Dex-Sept Rosado, Rodolfo Fernandes e Itaú, onde além da palestra sobre a astronomia, serão ministradas oficinas para confecção de luneta lunar de baixo custo e lançamento de foguete alternativo a ar, como também será feita a observação do céu com o Telescópio Celestron, pertencente ao Instituto.

O objetivo é despertar nos alunos do ensino médio da região do Médio-Oeste Potiguar o interesse e a vocação pela ciência e pela investigação científica, levando conhecimentos sobre Astronomia, mostrando suas implicações no dia-a-dia, desmistificando alguns assuntos e ampliando o conhecimento sobre o Universo. O grupo também espera incentivar os alunos a participarem das Olimpíadas Brasileiras de Astronomia – OBA, e proporcionar a integração entre estudantes de diversas escolas e cidades em torno de um tema comum, envolvendo e incentivando a participação da sociedade, de forma que gere a formação de agentes multiplicadores locais.

O Projeto de Divulgação será apresentado pelos alunos no Encontro Regional de Astronomia do RN, que se realizará nos dias 30, 31/05 e 01/06, em Natal.