sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Procuradores vão acompanhar ações de prevenção de desastres no Rio


Rio de Janeiro – Um grupo de trabalho formado por 18 procuradores do Ministério Público Federal vai acompanhar, nos próximos meses, as ações que estão sendo feitas pelas autoridades públicas para prevenir desastres naturais no estado do Rio de Janeiro, como as chuvas que mataram quase mil pessoas na região serrana fluminense em 2011. O grupo se reúne hoje (16) com representantes das secretarias de Defesa Civil Nacional e estadual.
Daqui a 15 dias, está prevista uma reunião com o secretário estadual de Obras, Hudson Braga. Segundo a procuradora Luciana Gadelha, o Brasil gasta mais na recuperação de desastres do que na prevenção, o que provoca desperdício de recursos público e, mais importante, mortes. “No Brasil, o Poder Público tem uma cultura de só adotar medidas, depois dos desastres.”
Segundo ela, o MPF quer saber como funcionam os sistemas de defesa civil, como é a comunicação à população, que obras vêm sendo realizadas para a prevenção, entre outras informações.
“Pretendemos atuar de forma coordenada e em parceria com o poder público no estado e nos municípios. Nossa atuação será através de reuniões e, eventualmente, de recomendações ao estado do Rio ou às prefeituras. Se as recomendações não forem suficientes, aí sim, entraremos com uma ação judicial [contra as autoridades]”, disse a procuradora.

*Fonte: Agência Brasil.

120ª Morte violenta em Mossoró em 2013

Uma divida com traficantes, pode ter sido a motivação para mais uma morte violenta, registrada pela Central de Operações da Policia Militar, no final da tarde de quinta feira 15 de Agosto de 2013, na Avenida Alberto Maranhão no Bom Jardim em Mossoró, Rio Grande do Norte.

Romário Rodolfo Felipe da Silva, “Romário da Baixinha” de 19 anos de idade, residente em uma vila, próximo a casa do sorveteiro, no bairro Bom Jardim, foi alvejado três vezes, na perna, peito e cabeça e morreu no local.

Segundo informações, Romário teria pedido o celular de um entregador que fazia entrega de gaz no local e quando conversava com alguém, foi surpreendido por dois elementos em uma motocicleta, que após efetuarem os disparos, fugiram do local sem serem identificados. Nada foi levado da vitima. Romário estava em uma motocicleta traxx, que foi deixada no local, cerco de 10 metros de onde caiu sem vida.

Populares informaram que “Romário da Baixinha” como era conhecido, residia no local há pouco mais de dois meses, era viciado e estava devendo dois mil reais de uma compra de entorpecente. A informação não foi confirmada pelos policiais que atenderam a ocorrência. A família não deu qualquer tipo de informação no local.

As viaturas da área fizeram o isolamento para os procedimentos realizados pela equipe do Instituto Técnico e Cientifico de Policia, Itep. O corpo de Romário Rodolfo Felipe da Silva foi removido e será necropsiado na sede da unidade em Mossoró.

*Informações e imagens: O Câmera.

CONCURSO DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO RN SERÁ DIA 1º DE SETEMBRO

A Fundação Carlos Chagas (FCC) confirmou o dia 1º de setembro para a aplicação das provas do concurso da Assembleia Legislativa. As provas objetiva e discursivas serão realizadas nos turnos matutino e vespertino. No período da manhã para os cargos de Técnico Legislativo, todas as habilitações e à tarde os cargos de Analista Legislativo, todas as habilitações e para o cargo de Assessor Técnico do Controle Interno.

No total, 28.265 pessoas se inscreveram no concurso que abriu 85 vagas em 15 cargos. Mais da metade dos inscritos – 15.919 – optou pelo cargo de técnico legislativo, nível médio e salário de R$ 2.609,48, que tem 43 vagas, totalizando 346 candidatos por vaga. O cargo mais concorrido proporcionalmente é o de Técnico do Controle Interno, salário de R$ 17.025,00, que conta com 927 concorrentes para uma vaga.

A remuneração para os cargos de analista (Analista Legislativo, Arquitetura, Analista de Sistema, Biblioteconomia, Enfermagem, Engenharia Civil, Jornalismo, Medicina e Psicologia) é de R$ 6.215,20. Além do cargo de técnico legislativo, os outros cargos de nível médio são operador de som, programador, taquigrafia e técnico em hardware, com remuneração de R$ 2.609,48.

Confira quantos candidatos se inscreveram para os cargos:

Analista legislativo - Analista de sistema - 519
Analista legislativo - Analista legislativo - 7.367
Analista legislativo - Arquitetura - 266
Analista legislativo - Biblioteconomia - 180
Analista legislativo - Enfermagem - 944
Analista legislativo - Engenharia Civil - 188
Analista legislativo - Jornalismo - 171
Analista legislativo - Medicina - Clínica Geral - 345
Analista legislativo - Psicologia - 499
Assessoria técnico do controle interno - 927
Técnico legislativo - Operador de som - 218
Técnico legislativo - Programador - 199
Técnico legislativo - Taquigrafia - 79
Técnico legislativo - Técnico em Hardware - 444
Técnico legislativo - Técnico legislativo - 15.919.

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO