sábado, 12 de outubro de 2013

CONFIRMADO= ASSALTANTE MORRE APÓS TROCAR TIROS COM A POLICIA MILITAR NA ZONA RURAL DE JANDUIS.

Desde as primeiras horas do dia de hoje 12, O Cap. Brilhante, juntamente com o GTO de Apodi, Cap. Carvalho e Rádio Patrulha de Caraúbas, realizavam buscas naquela região, após receberem informações do 2º Batalhão de Mossoró que os suspeitos de terem participado do rapto do gerente do posto bancário do Bradesco da cidade de Areia Branca, crime ocorrido na última quinta-feira (10). 

Estavam escondidos na Zona Rural de Janduís, mais precisamente no Sítio Retiro. Segundo o Capitão Brilhante, foi montado um cerco no entorno do sítio Retiro, onde outros suspeitos e comparsas também se encontravam. No momento em que a polícia se aproximava, os elementos perceberam e abriram fogo, de imediato ouve o revide, e um dos suspeitos identificado como João Paulo Duarte, de 27 anos, natural de Janduís, foragido da cadeia pública de Caraúbas, foi atingido socorrido pelos próprios policiais para o hospital de Caraúbas, mas não resistiu as gravidades dos ferimentos vindo a óbito. 

Com João Paulo a polícia encontrou uma espingarda calibre 12, um revólver 38, uma espingarda bate-bucha, 18 munições de cal. 12, 03 munições de cal. 38 sendo que uma deflagrada, 01 papelote de cocaína, 03 relógios, 03 celulares, capa de chuva, 03 mochilas, potência de som, lanternas, blusão e pochete. Os outros suspeitos conseguiram fugir entrando em uma região de mata fechada, mas a policia continua as buscas no intuito de prender o restante do bando.

Além de ser suspeito de ter participado do crime na cidade de Areia Branca, a polícia também informou que João Paulo era apontado como responsável por vários assaltos a comerciantes da região, como também assaltos praticados nas estradas entre as cidade de Caraúbas, Campo Grande, Janduís e Messias Targino, apontado também como autor do assalto a um veículo da prefeitura de Messias Targino, como também ter sequestrado um prefeito da região. Um dos seus principais comparsa era Manuel Cícero, mas conhecido por "pelado", acusado de um duplo homicídio na cidade de Apodi.
Na foto João Paulo, morto na troca de tiros
Na foto Pelado (foragido)

*Fonte: Sentinelas do Apodi.

CAPITÃO BRILHANTE E GTO DE APODI TROCA TIROS COM ASSALTANTE NA ZONA RURAL DE JANDUIS.

Acabo de receber a informação de que por volta de 14:30, houve uma intensa troca de tiros entre o GTO de Apodi comandado pelo Capitão Brilhante, juntamente com a Policia Militar de Caraúbas e Messias Targino, e o assaltante João Paulo, foragido da justiça acusado de vários assaltos na região. O confronto se deu na Zona Rural de Janduis. Não temos informação se existe alguém ferido.

Relembre a última ação criminosa de João Paulo AQUI!
Em instantes mais informações...

Fonte: Sentinelas do Apodi.

RECORDANDO O FESTIVAL DA CRIANÇA DO BAIRRO BACURAU I, EM ANOS ANTERIORES

Foto: Guilherme também cantou!Foto: Entrega de lanches e lancheiras!Foto: Brindes para a criançada!Foto: Entrega de brindes...Foto: Emiliano, integrante do Conselho.Foto: Crianças Felizes!Foto: Géssica cantando!Foto: Crianças cantavam!Foto: As crianças participavam!Foto: Festival da Criança do Bacurau I, em Apodi, anos atrás era assim...Foto: Era uma verdadeira Festa das Crianças do bairro...Foto: Meninos cantando...Foto: As mães acompanhavam seu filhos no Festival da Criança do Bacurau I...Foto: As mães acompanhavam seu filhos no Festival da Criança do Bacurau I...Foto: As crianças participavam das brincadeiras...Foto: Viva as Crianças!!!Foto: Crianças contando piadas, no Bacurau I.Foto: Parabéns a todas as crianças do bairro Bacurau 1, do IPE, Bico Torto, Baixa do CAIC, Bacurau 2, das Malvinas, dos Sítios, de todo Apodi!!!

Tenente-coronel da PM morre atropelado em Natal

Morreu atropelado na noite desta sexta-feira (11), em Natal, o tenente-coronel mais antigo da Polícia Militar do Rio Grande do Norte ainda em atividade. Luciano Queiroz de Araújo, de 57 anos de idade, tinha 30 anos de serviços prestados à corporação. Ele foi atingido por um Fiat Strada em frente ao bar do Roberto Carlos, na avenida Amintas Barros, bairro de Governador Dix-Sept Rosado. O motorista foi levado para a delegacia e autuado por homicídio culposo (sem a intenção de matar). Ele pagou fiança e depois foi liberado.

Segundo o Comando de Policiamento Rodoviário Estadual, o condutor do veículo fez exame de bafômetro, mas o teste deu resultado negativo. “Foi um acidente, uma fatalidade”, comentou o coronel Francisco Araújo Silva, comandante geral da PM. “Ele já estava perto de aposentar. Era o mais antigo em atividade dentro da corporação aqui no estado. Presto minhas condolências aos familiares e amigos desse honrado militar", lamentou.

Ainda de acordo com o comandante, o tenente-coronel Luciano, como era mais conhecido na corporação, trabalhava atualmente como subdiretor do Centro de Estudos Superiores da PM.
O corpo do oficial foi levado para perícia no Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) e posteriormente liberado para sepultamento.

O velório está sendo realizado neste sábado (12) no cemitério Morada da Paz, em Emaús. A missa será celebrada às 16h e o enterro em seguida, às 17h.
Portal G1 Natal
Foto Facebook
O Câmera.

ATENÇÃO PARA MAIS UM CAPÍTULO DA NOVELA CLÁUDIA REGINA: Em Mossoró Juíza inocenta Cláudia e Wellington pela terceira vez

A juíza Ana Clarisse Arruda Pereira, da 34ª Zona Eleitoral de Mossoró, prolatou sentença hoje que beneficia a prefeita e o vice-prefeito cassados de Mossoró, Cláudia Regina (DEM) e Wellington Filho (PMDB). Ela não se convenceu de denúncia feita pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).

Segundo os autos, o empresário Edvaldo Fagundes (Grupo Líder), durante a campanha de 2012, deu entrevista ao extinto jornal Correio da Tarde, em que anunciava apostas volumosas em relação à disputa municipal. Acrescentava, à ocasião, que doaria todo o resultado do acerto para instituições de caridade.

Ele vinculava sua aposta à vitória de Cláudia e Wellington, a quem ajudou na campanha.

Na entrevista, ao extinto jornal Correio da Tarde, o empresário disse que havia apostado na vitória dos candidatos da coligação “Força do Povo” e que se ganhasse doaria o dinheiro as instituições de caridade.

Ana Clarisse não viu consistência na representação do MPE.

“(…) Resta claro que a atitude do Sr. Edvaldo Fagundes de Albuquerque, especificamente a de fazer promessa genérica de doação de dinheiro a instituição de caridade no caso de vitória nas urnas dos demais representados, não se enquadrou no que prevê o artigo 41-A da Lei das Eleições”, arguiu a magistrada.

Em setembro, Ana Clarisse já rejeitara duas outras denúncias, que pediam a cassação de Cláudia e Wellington Filho. Agora, há um total de três decisões favoráveis aos dois, em sua vara.
Leia mais CLICK AQUI
Via JBelmont.