terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Presidente de sindicato é assassinado a tiros em Parnamirim, RN

Tiros atingiram vidro do lado do motorista, onde estava João Alexandre (Foto: Muriu Mesquita/Inter TV Cabugi)

Um sindicalista foi executado a tiros na tarde desta terça-feira (14) em Parnamirim, na Grande Natal. João Alexandre Alves Neto, de 40 anos, chegava à sede do Sindicato dos Empregados do Comércio, do qual era presidente, quando foi atingido por disparos de arma de fogo. O comerciário chegou a ser socorrido, mas morreu no local.
 
Marcas dos disparos que mataram sindicalista (Foto: Muriu Mesquita/Inter TV Cabugi)
Os responsáveis pelos tiros estavam em um carro preto. Os suspeitos se aproximaram do veículo da vítima, um Corolla, e atiraram no vidro do lado do motorista, onde João Alexandre estava. O crime foi presenciado por moradores, que acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

João Alexandre ainda chegou a ser retirado do carro, porém faleceu na calçada. Os suspeitos não foram identificados pela polícia até o momento.


*G1.

Policia Militar localiza chassi de motocicletas dentro de cacinbão.

Apodi - Por volta das 4 horas da tarde de hoje 14/01, a Polícia Militar recebeu uma denúncia, dando conta, que em um cacimbão localizado na Lagoa, mais precisamente no Estreito, havia vários quadros "chassi" de motocicletas jogados.

De imediato os policiais foram até o local informado e constataram a veracidade da ocorrência.

Com a ajuda do CB. Cláudio e de um popular a policia conseguiu tirar apenas um quadro que estava na madeira que serve de base para o motor, mas existia vários submersos no poço. Por conta da profundidade do poço e do fim do dia, não foi possível tirar os os demais quadros, mas os trabalhos serão retomados amanhã dia 15.

A ferrugem impediu que os policiais conseguissem identificar a numeração dos mesmos, mas com certeza, trata-se de motocicletas roubadas as quais foram desmontadas e pra dificultar a localização do chassi, que é uma das partes numeradas que identifica o veículos, são jogados em locais de difícil acesso.

O quadro foi entregue para a delegacia de policia civil de Apodi e depois será encaminhados para o ITEP, onde passará por perícia para ser identificado.
Em Fevereiro do ano passado, com a baixa da água, a Policia Militar encontrou também na Lagoa do Apodi, mas precisamente na Crôa de Jaco, dois quadros de motocicletas roubas, onde foram encaminhadas a delegacia e posteriormente ao ITEP para identificação dos mesmos.
 

*Fonte: Sentinelas do Apodi.

Governo detalha devolução à União de verbas para segurança

O Governo do Estado detalhou a devolução à União dos recursos que deveriam ser aplicados em segurança pública no Rio Grande do Norte. Dos R$ 12,08 milhões que o Ministério da Justiça disse que o estado devolveu, o Executivo afirmou que a parte que coube à administração estadual foi de R$ 10,4 milhões. A justificativa para a devolução foi a existência de entraves burocráticos que "ultrapassam os limites de atuação da Secretaria de Defesa Social".

Segundo o titular da Sesed, Aldair da Rocha, durante a gestão anterior do Governo do Estado, entre 2007 e 2010, a pasta celebrou 19 convênios nas diversas áreas da segurança pública, somando o montante de R$ 29 milhões. Porém, durante a gestão de Rosalba Ciarlini, que começou em 2011, Aldair da Rocha disse que a burocracia impediu parte dos investimentos.

Além dos supostos problemas de regularização fundiária dos imóveis onde funcionam as delegacias, o Governo do Estado também teria encontrado dificuldade em pagar as contrapartidas de convênios devido ao limite prudencial do estado. A suposta existência de convênios vencidos de gestões anteriores, ações aguardando pronunciamentos judiciais, bem como prestações de contas de convênios anteriores, também foram citadas como justificativa para a Sesed devolver parte dos valores repassados.

De acordo com Aldair da Rocha, os R$ 10,4 milhões foram devolvidos fracionadamente durante os anos de 2011, 2012 e 2013. Contudo, ele argumenta que R$ 4 milhões foram provenientes dos rendimentos resultantes de aplicação obrigatória. Por isso, dos R$ 29 milhões que foram conseguidos, R$ 6,4 milhões foram realmente devolvidos, além dos R$ 4 milhões que foram frutos da aplicação obrigatória.

Na atual gestão, a Sesed afirma ter executado ou ter em execução R$ 22,6 milhões em prol da modernização e aparelhamento do sistema de segurança do Estado.

"Diversas medidas vêm sendo adotadas a fim de produzir o melhor aproveitamento dos recursos oriundos dos programas e convênios desenvolvidos em parceria com o Governo Federal, tais como a implantação do escritório de projetos que serve como um núcleo de produção de projetos dentro das entidades que compõe a segurança pública e como escritório orientador aos entes conveniados, tais como prefeituras municipais que aderem ao sistema integrado de segurança pública do estado", disse Aldair da Rocha através de nota. 


*TN.

Água na pista causa acidente com carreta em Mossoró

Água na pista pode ter sido a causa de um acidente com uma carreta tanque que transporta combustível, na Avenida do contorno em frente ao cemitério novo, na BR 304 em Mossoró no Rio Grande do Norte.

A carreta com placas de Recife no Estado de Pernambuco "HOM 4205" e o cavalinho com placas "BSF 6283" de João Pessoa na Paraíba, está equipada para transportar asfalto liquido, mas no momento do acidente estava vazia.

O motorista perdeu o controle do veiculo, rodou na pista e o tanque atravessou a mureta de proteção que divide as vias. O cavalinho ficou parcialmente destruído, mas o motorista “Daniel Costa Paiva de Souza”, 32 anos de idade, natural de Fortaleza no estado de Ceará, foi socorrido apenas uma escoriação na cabeça.

Segundo informações do condutor que trafegava de Natal para Fortaleza, água pista o fez perder o controle do veiculo e rodar na pista. O cavalinho ficou de um lado da mureta de proteção e o tanque de combustível, ficou do outro.

Daniel estava consciente e orientado, mas foi conduzido para o Hospital Regional Tarcísio Maia por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, Samu.


*Informações e imagens: O Câmera.

ASSALTO NA AGÊNCIA DO BRADESCO DE BARAÚNA

Elementos ainda não identificados pela polícia, bem armados e utilizando um veículo caminhonete tipo Estrada praticaram um assalto na Agência do Bradesco da cidade de Baraúna, fato ocorrido por volta das 14 horas e 20 minutos, desta terça feira, 14 de janeiro de 2014.

De acordo com as primeiras informações, uma funcionária teria sido feita de refém, e estaria nas mãos dos bandidos que fugiram na citada caminhonete.

A Polícia Militar de Baraúna e Mossoró, G T O, Força Tática, realiza diligências por estradas carroçáveis, sítios, fazendas, da região de Baraúna, com o objetivo de localizar e prender os assaltantes.

GREVE NO INÍCIO DAS AULAS DA REDE ESTADUAL DE ENSINO

Rômulo Arnald informa que categoria já encaminhou reivindicação para o Governo do Estado.

A antecipação da volta às aulas no calendário letivo 2014, planejada para todo o Brasil, pode não acontecer na rede estadual de ensino do Rio Grande do Norte. Isso porque devido ao não atendimento às pautas de reivindicação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN (Sinte/RN), os docentes mantêm indicativo de greve para o próximo dia 22.

O Sinte vem negociando com o Governo do Estado desde setembro do ano passado, quando foi firmado acordo que previa o atendimento a pautas como revisão do Plano de Carreira do Magistério, redimensionamento do porte das escolas e gratificação dos diretores, complementação na base salarial dos funcionários da educação e convocação dos concursados.

"O indicativo de greve continua de pé. Fizemos assembleia dia 11 deste mês, enviamos ofício ao Governo do Estado comunicando a decisão e até agora não obtivemos nenhuma resposta do Governo, nem se marcou data para nos receber", disse o coordenador-geral do Sinte, Rômulo Arnald.

A secretária de Estado da Educação e da Cultura, Betânia Ramalho, disse que só poderá responder aos trabalhadores da educação após o estudo dos impactos no Orçamento do Governo gerados pelo atendimento às pautas do Sinte.

"Para responder, nós precisamos de informações concretas. Já recompomos direitos represados desde 2006, como aposentadorias e promoções horizontais. Agora precisamos esperar o resultado do estudo de impacto, mas pelo menos o reajuste do piso e o 1/3 de férias estão garantidos", afirmou a secretária Betânia Ramalho.

O Governo do Estado e o Sinte têm apenas uma semana para fazer o acordo que pode evitar a greve, até então confirmada para o dia 22 deste mês. O Sindicato espera apenas que a lei seja cumprida e que não está disposto a abrir mão das pautas, que já seriam recorrentes, enquanto o Governo pede paciência para que se possa analisar a situação.


*Informações: JBelmont.

Vereador Laete Oliveira afirma que haverá reviravolta na eleição da mesa diretora da CMA


Após enchente, mais de 340 pessoas estão sem moradia em Itaóca, SP

A Defesa Civil do Estado de São Paulo divulgou, no fim noite desta segunda-feira (13), que 83 famílias foram afetadas pelo temporal que atingiu Itaóca, no interior de São Paulo. Segundo o boletim mais recente, 332 pessoas estão desalojadas e nove famílias ficaram desabrigadas após a enchente.

Os desabrigados e os desalojados foram levados para a Escola Municipal Elias Lages de Magalhães. Ainda segundo a Defesa Civil, oito pessoas morreram e outras 12 estão desaparecidas. Para fazer as buscas, a Polícia Militar conta com 15 bombeiros, quatro cães farejadores e cinco viaturas.

O coordenador estadual de Defesa Civil, coronel PM Marcos Aurélio, está na cidade prestando assistência aos afetados. O objetivo da Defesa Civil é instalar, ainda nesta terça-feira (14), um Posto de Comando Unificado, que ficará no Fundo Social do Município.

 
A Defesa Civil já disponibilizou materiais de ajuda humanitária e está enviando uma segunda remessa, que sai de São Paulo e Registro. Os municípios vizinhos, como Apiaí e Ribeira disponibilizaram caminhões e retroescavadeiras para auxiliar nos trabalhos de limpeza e desobstrução das vias. Já a Sabesp está fornecendo água potável e caminhão pipa para limpeza das ruas.
Cenário é de destruição no Vale do Ribeira (Foto: Solange Freitas / G1) 
Temporal
 
As chuvas que causaram estragos em Itaóca e nas cidades vizinhas começaram no início da noite do domingo (12) e se prolongaram durante boa parte da madrugada. Um dos rios que corta o município de 3 mil habitantes chegou a transbordar e afetou pelo menos 100 casas, que tiveram de ser desocupadas.

Segundo o chefe de gabinete da Prefeitura, João Batista Belizário, o Rio Palmital transbordou na noite de domingo (12) e causou a enchente. A cidade ficou sem luz, e a Prefeitura ainda contabiliza os estragos.

De acordo com Belizário, o número de mortos pode ser ainda maior. "Duas pessoas morreram quando um carro rodou em uma ponte e caiu dentro do rio. Várias outras morreram no bairro Guarda Mão. As casas foram arrastadas pela chuva com os moradores dormindo dentro delas", conta.

No início da manhã, o prefeito da cidade, Rafael Rodrigues de Camargo (PSD), decretou estado de calamidade pública em Itaóca. A Defesa Civil agora trabalha no resgate das famílias que estão ilhadas. Ainda segundo informações da Prefeitura, o centro da cidade foi inundado. Todo o município ficou sem energia elétrica, reestabelecida apenas por volta das 11h30 desta segunda-feira.

De acordo com a Defesa Civil, além das 100 moradias afetadas, houve queda de três barreiras, o que dificulta o acesso à cidade. O órgão informa que os trabalhos de limpeza e desobstrução das vias estão em andamento. A Força Tarefa do Corpo de Bombeiros também está a caminho do local para ajudar no resgate de possíveis vítimas soterradas.
Governador Geraldo Alckmin visitou área atingida pelas chuvas no Vale do Ribeira, interior de São Paulo.


Fonte: G1.

DNOCS terá delegados para 2ª Conferência Nacional de Proteção e Defesa Civil

O DNOCS deverá ter uma participação ativa na 2ª Conferência Nacional de Proteção e Defesa Civil (2ª CNPDC), a ser realizada de 27 a 30 de maio, em Brasília. A presença começa nas etapas estaduais por meio das Coordenadorias do DNOCS nos Estados - as datas serão convocadas pelos governos estaduais até o dia 3 de fevereiro -, com a formalização da indicação de delegados para participarem da Conferência Nacional, recomenda a chefe do Gabinete do DNOCS, Raquel Cristina Batista Vieira Pontes.

A Assessoria de Comunicação do Ministério Nacional divulgou que os governos dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal têm até o dia 3 de fevereiro para convocar a 2ª Conferência Nacional de Proteção e Defesa Civil (2ª CNPDC) nas suas localidades. O prazo foi determinado pelo Regimento Interno da conferência,
publicado no Diário Oficial da União, na última sexta- feira (3). A convocação neste período é condição necessária para que os representantes eleitos participem da etapa nacional, que será realizada de 27 a 30 de maio, em Brasília.

"É importante que os governos marquem as datas das conferências no prazo e convidem ao debate a população, agentes de defesa civil, comunidade científica, conselhos profissionais", afirmou o diretor de Minimização de Desastres do Ministério da Integração Nacional, Armin  Braun. A intenção, segundo Braun, é a de que a 2ª CNPDC possibilite a construção de uma cultura e política pública de proteção e defesa civil.

As conferências estaduais deverão ocorrer em data a ser escolhida pelo governo, dentro do período de 20 de março a 20 de abril. Os estados da Paraíba e de São Paulo já convocaram suas conferências. A etapa estadual paulista está agendada para os dias 12 e 13 de abril na capital. Em João Pessoa, as discussões sobre proteção e defesa civil estão marcadas para 10 de abril.

Para convocar uma conferência estadual, o governo deve publicar no Diário Oficial do Estado a data de realização, objetivos, horário, local, além de formação da comissão organizadora estadual. Depois, é preciso agendar a etapa no site da 2ª CNPDC (www.2cnpdc.mi.gov.br). No campo "Biblioteca" do portal também está disponível o modelo de convocação das estaduais.

Sobre a 2ª CNPDC

Novo processo de mobilização e consulta, a 2ª Conferência Nacional de Proteção e Defesa Civil promove a participação, o controle social e a integração das políticas públicas relacionadas à Proteção e à Defesa Civil. Coordenada pela Secretaria Nacional de Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional, a proposta é definir princípios e diretrizes para a reorganização do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil, criando condições para a implantação da Política Nacional de Proteção e Defesa Civil (Lei 12.608/12).

Para isso, serão realizadas diversas etapas por todo o país, divididas em: municipais, intermunicipais, estaduais, distrital, livres, virtuais e a etapa nacional. A previsão é que 1,8 mil pessoas participem da Conferência Nacional, a ser realizada em Brasília de 27 a 30 de maio de 2014. Destas, esperam-se 1,7 mil delegados, dentre agentes de Defesa Civil, representantes da sociedade civil e da comunidade científica e dos conselhos profissionais e de políticas públicas.
 

(Com informações da Assessoria de Comunicação).

RN DEVOLVE RECURSOS DA SEGURANÇA PARA O GOVERNO FEDERAL

A segurança pública é um dos principais problemas apontados pelos potiguares. O número de homicídios aumenta a cada ano e a sensação de insegurança predomina entre a população. Apesar do cenário, as ações de combate ao crime e melhoria do sistema de segurança pública sofreram revés. O Rio Grande do Norte foi um dos Estados brasileiros que mais devolveram verbas federais que deveriam ser destinadas a melhorias nesta área de segurança. Nos últimos três anos, Municípios, Estado e ONG’s devolveram R$ 12,08 milhões. Governo do Estado explicou que parte da verba seria destinado em reformas de delegacias.

Confira os sete estados que mais devolveram recursos:
São Paulo - R$ 23,3 milhões
Rio Grande do Norte - R$ 12,08 milhões
Rio Grande do Sul - R$ 7,9 milhões
Pernambuco - R$ 7,71 milhões
Rio de Janeiro - R$ 7,71 milhões
Paraná - R$ 7,68 milhões
Amazonas - R$ 7,52 milhões

BRASIL - R$ 135,35 milhões.

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO