quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

MUNICÍPIO DE APODI QUER MELHORAR EDUCAÇÃO FECHANDO ESCOLAS

É lamentável o município de Apodi tomar uma decisão de fechar escolas na zona rural.

A alegação das autoridades, é o baixo índice de alunos matriculados, então resolvem fecha os estabelecimentos de ensino, dizendo ser para melhorar a educação. Não dá para entender o melhoramento da nossa educação, fechando-se escolas.

Não faz muito tempo, a Escola Isolada Ponta, que funcionava no Sítio Ponta 2 foi fechada, porque tinha poucos alunos e mesmo contra a vontade de alguns pais disseram que iam oferecer transportes para os alunos estudarem na Escola do Sítio Barra. 

Agora, o município quer fechar a escola do Sítio Barra e transportar os alunos para o Sítio Córrego ou para a cidade. Será que isso tudo é o melhoramento para a educação do município?

No Assentamento Paulo Canapum, os pais de alunos vivem o mesmo drama. A escola da comunidade está sendo fechada também, e os alunos vão ser transportados para o Sítio do Góis.

No Sítio Reforma, a Escola Municipal Francisco Pedro de Medeiros também está sendo fechada. 

Outras comunidades vivem o mesmo dilema e o estímulo para as crianças estudarem cai bastante, pois as famílias são conscientes, de que as crianças devem estudar sempre na escola mais próxima de suas casas.

Do Sítio Barra, alguns pais de alunos irão protestar o fechamento da escola, na sessão da Câmara Municipal nessa quinta feira, 23 de janeiro de 2014.

Esperamos que o gestor do município possa fazer algo para melhorar a nossa educação, sem fechar as escolas. Como? Incentivando os alunos a estudarem mais, oferecendo educação de qualidade, nomear pessoas para lecionarem, que seja da comunidade e outras ações e fazendo com que as famílias estejam na escola.

Presidente Dilma: “a Arena das Dunas é tão bonita quanto Natal”

 
A permanência da presidente Dilma Rousseff em solo potiguar durou menos de duas horas. Ao final da rápida solenidade de inauguração da Arena, a presidente concedeu uma rápida entrevista coletiva.

Dilma Rousseff evitou falar sobre a crise cambial e disse que “aqui eu falo de futebol, economia só em Davos”.

A presidente chamou atenção que o Arena das Dunas foi concluído com 3% a menos do orçamento previsto. “Essa arena é tão bonita quanto a cidade de Natal”, disse Dilma Rousseff. Ela também enfatizou a função multiuso do empreendimento como forma de gerar renda e viabilidade econômica da arena.
 
*Panorama Político.

Ficou no Palanque: Erradicação das casas de taipas.

Foto: Jânio Duarte, assessor exonerado da PMA

Todos sabemos que o atual prefeito Flaviano Monteiro defendia como ninguém a erradicação das casas de taipas, dizia que se fosse eleito não iria permitir que nenhum filho de Apodi morasse nas casas feitas com barro, e ainda acusava os outros prefeitos de não lutarem para mudar essa realidade, pois bem até agora o prefeito não se pronunciou sobre o assunto, ele já deveria ter acionado suas forças estaduais e federais, para ter solucionado esse problema que ele dizia que era prioridade, mas, até agora, não fez nada para solucionar esse problema.

Mais uma promessa que ficou esquecida no palanque da mudança.
 

*Emerson Medeiros.

Dilma inaugura Arena das Dunas e elogia beleza do estádio

Acompanhada por políticos, ex-jogadores e pelo secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, Dilma deu pontapé de abertura na Arena das Dunas.

A presidente Dilma Rousseff inaugurou oficialmente a Arena das Dunas. Ao lado de Rosalba Ciarlini e diversas autoridades, a presidente foi ao campo no início da noite desta quarta-feira (22) e deu o pontapé simbólico na "brazuca", bola oficial da Copa do Mundo de 2014. Dilma disse que o estádio surpreendeu pela beleza.

Ladeada por diversos políticos e ícones do futebol brasileiro, como Bebeto, Cafu e Marinho Chagas, Dilma Rousseff percorreu as dependências do estádio antes de chegar até o gramado. No caminho, a presidente cumprimentou os convidados e, após a inauguração oficial, falou sobre a importância que a Copa tem para o Brasil e a responsabilidade de se organizar um evento do tamanho da maior competição esportiva do ano.

"Nós temos muito o que apresentar. Somos um país que tem não só o que apresentar em termos de desenvolvimento, mas também grandes craques. Somos o país do Pelé, do Cafu, do Bebeto, dos novos craques, do Neymar e tantos outros. Temos um treinador que é campeão, o Felipão, outro também, o Parreira, e por isso tenho certeza que faremos a Copa das copas, dentro e fora de campo", disse a presidente.

Evitando tratar sobre questões referentes à economia e à Arena da Baixada que corre o risco de ficar fora da Copa do Mundo, Dilma disse que confiava na organização do comitê local de Curitiba e que acredita que o estádio do Atlético Paranaense será palco da Copa do Mundo. "Vamos torcer para dar certo", disse a presidente.

Já sobre Natal, Dilma não foi econômica nas palavras. A presidente elogiou a Arena das Dunas e o fato da obra ter saído mais barata do que o projeto inicial, além de apresentar soluções sustentáveis e ser um dos mais bonitos estádios do Brasil.

"Eu fiquei encantada com a beleza desse estádio e com o fato de que ele saiu 3% abaixo do preço orçado, que vai ganhar o selo da ecologia, o estádio que empregou quatro mil trabalhadores, entre eles, apenados. Além de todo o legado em termos de mobilidade e drenagem que o Brasil ganhará, deixaremos também um estádio como esse, que servirá não só para o futebol, mas para convenções, grandes reuniões e para contribuir com o turismo em Natal", garantiu a presidente.

Na opinião da presidente, "o estádio é tão bonito quanto Natal". 


*TN.

Detento paga propina para diretores de prisão em dez vezes no cartão de crédito


 A compra da bomba aparece como pagamento para que Walker e outros comparsas circulassem livres da cela O Ministério Público (MP) do Rio Grande do Norte ofereceu denúncia à Justiça do Estado contra dois ex-diretores da Penitenciária Rogério Coutinho Madruga (Alcaçuz), em Nísia Floresta, na Grande Natal, que teriam cobrado e recebido propina de presos que desejavam ter facilidades dentro da prisão, benefício de progressão de pena ou a transferência de presídio.

Segundo os promotores do MP, em um dos casos, o detento Walker A. da Silva pagou a compra para uma bomba d’água para a penitenciária com o seu cartão de crédito, de bandeira Visa, parcelando o valor em dez vezes.
 
A investigação aponta que a compra da bomba aparece como pagamento para que Walker e outros comparsas circulassem livremente fora da prisão.
 
*JBelmont.

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO