domingo, 1 de junho de 2014

75º Morte violenta em Mossoró em 2014

Um crime de homicídio foi registrado na noite de domingo 01 de Maio de 2014, no Bairro Abolição III em Mossoró Rio Grande do Norte.

Leony Bezerra de Anchieta dos Santos, 19 anos de idade, foi alvejado por vários disparos de arma de fogo, não resistui aos ferimentos e veio a óbito no local.

Segundo informações, o jovem chegava em sua residência quando dois indivíduos em uma moto o abordaram, efetuaram os disparos e fugiram.

Uma ambulância do Samu ainda foi ao local, mas o mesmo já se encontrava sem vida. Uma viatura da Polícia Militar esta realizando o isolamento até a chegada do Instituto Técnico e Científico de Polícia que fará a remoção do corpo para sede do órgão.


*O Câmera.

ACIDENTE REGISTRADO NA ESTRADA DE ACESSO A BARRAGEM DE SANTA CRUZ DO APODI

(Foto: Cedida / Josean Costa)
A Polícia Militar de Apodi registrou na tarde deste domingo (01/06) um grave acidente que, por pouco, não tornou-se uma grande tragédia. O fato aconteceu na estrada que liga a BR – 405 á Barragem de Santa Cruz, na zona rural de Apodi.

Um veículo do tipo Gol, ocupado por duas pessoas, trafegava no sentido à rodovia federal quando capotou em meio a via de acesso. O motivo teria sido o estouro de um dos pneus, fazendo com que o condutor perdesse o controle sobre o automóvel.

SAMU conduz Wilson Keytson até o hospital de Apodi

As vítimas identificadas como Wilson Keytson Almeida da Silva, de 23 anos, e Gilmar, de idade desconhecida, não sofreram graves ferimentos, mas precisaram do atendimento do SAMU.

Wilson, natural e morador da cidade de São Bento/PB, sofreu uma luxação em uma das mãos e foi levado ao Hospital Regional Hélio Morais Marinho em Apodi. Seu companheiro, que é morador da cidade de Itaú, recusou o atendimento na unidade hospitalar.
Wilson relata detalhes do acidente

À reportagem do SOS Notícias do RN, Wilson revelou que esta é a segunda vez que capota em um automóvel, tendo, na primeira, sofrido mais lesões do que na última. O jovem apresentava-se levemente alcoolizado, mas ciente de suas palavras.

*Fonte: Josemário Alves do SOS Notícias do RN.

ACIDENTE NA ESTRADA DA BARRAGEM DE SANTA CRUZ EM APODI

Um acidente aconteceu na estrada que dá acesso a Barragem de Santa Cruz do Apodi. 
Em instantes, mais informações e os detalhes do acidente...

Motocicleta com queixa de roubo no sistema foi localizada dentro de um matagal as margens da BR 405 na zona rural de Mossoró

Um popular que tem que costuma sair de casa para pegar passarinho foi surpreendido na manhã de ontem, sábado com a presença do que restou de uma motocicleta tomada de assalto em Mossoró, em uma estrada carroçável, próximo ao KM 08 da Br 405, saída para a cidade de Apodi.
O popular avisou a um amigo policial que acionou a Central de Operações e a motocicleta foi removida do local e aguarda a presença do proprietário para fazer o resgate.

*Informações eimagens: O Câmera.
 

Acusado por vários delitos na região e três crimes de homicídios foge do Centro de Detenção em Apodi

João Paulo Silva Dias, 37 anos de idade morador da Favela do Fio, Mossoró, fugiu do Centro de Detenção Provisório da cidade de Apodi no tarde de sábado 31 de Maio de 2014 onde cumpria pena no regime fechado.
João Paulo tinha sido preso no dia 08 de Maio, na comunidade de Boa Vista em Severiano Melo, acusado de porte ilegal de arma de fogo, violência doméstica e receptação de motocicleta roubada e segundo informações o mesmo responde por três crimes de homicídios.
Quem tiver alguma informação que possa ajudar as autoridades na recaptura desse elemento, ligue para os telefones 190, 3333-2737, 9677-6004. Não precisa se identificar. 


*Marcio Morais/O Câmera.

Brasil perde Marinho Chagas, o Bruxa na arte de atacar

Para quem acompanhou o futebol ainda romântico e total dos anos 1970 ao vivo, em vídeos ou até pelo Canal 100, a imagem era clássica. Inesquecível. Bola pelo lado esquerdo. Seja na seleção brasileira, onde foi o craque da Copa de 1974. Seja no Botafogo, camisa que mais vestiu e exibiu sua técnica. Seja na terceira versão da máquina do Fluminense, em 1977. Seja no São Paulo, onde foi campeão paulista. Seja no americano Cosmos de Pelé, Beckenbauer, Carlos Alberto. Seja no ABC, onde deu os primeiros passos, era comum ver as arrancadas de Francisco das Chagas Marinho. O Marinho Chagas. O Marinho Bruxa, como era carinhosamente chamado. Aquele dos longos cabelos louros que balançavam ao vento à medida que dava velocidade às jogadas. Pinta de playboy, usava uma pulseirinha preta no pulso e tinha um canhão, mas um tremendo canhão na perna direita. Era lateral-esquerdo, mas era destro. E tinha também um furor incansável pelo ataque. Foi um dos que melhor souberam avançar da defesa. Na Copa de 1974, onde figurou na seleção dos melhores, não teve medo do carrossel holandês de Cruyff & Cia. O Brasil foi eliminado, mas o lateral não queria saber de censura. Partiu em direção ao gol até o fim do jogo, e teve até problemas com o goleiro Emerson Leão por conta disso. Marinho era tão ousado que, na estreia pelo Botafogo, jura ter tido personalidade suficiente para dar chapéu em Pelé. Pois bem. Marinho Chagas, que também teve problemas sérios com o álcool depois que parou de jogar, está morto, aos 62 anos.

A informação foi confirmada na manhã deste domingo pela família do jogador. Ele estava internado desde a tarde de sábado no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, depois de passar mal num encontro que participava com colecionadores de figurinhas de álbum de Copa do Mundo, na capital paraibana.

 Ele conversava com uma pequena multidão, quando começou a vomitar sangue e foi levado para o hospital.

Inicialmente, o ex-atleta foi levado para a Unidade de Pronto-Atendimento Oceania de João Pessoa. E no local, foi diagnosticado com "hemorragia digestiva alta". Como os médicos tiveram dificuldades para estabilizar o quadro clínico do jogador e para estancar a hemorragia, ele foi transferido para o Hospital de Emergência e Trauma, mais bem equipado para esse tipo de procedimento.

No Trauma, os médicos colocaram um balão no estômago de Marinho Chagas, com o objetivo de estancar a hemorragia, mas ainda assim seu quadro clínico permaneceu “muito grave”. E por este motivo ele foi mantido sedado.

Por volta de 3h, ele não resistiu e morreu. Em conversa com a família, os médicos disseram que o jogador chegou a tomar mais de 10 bolsas de sangue, para repor a perda provocada pela hemorragia, mas que nem isto foi suficiente para reverter o quadro grave que se instalou.

Confirmado o óbito, a Prefeitura de Natal informou à família que vai providenciar o traslado e o velório do ex-jogador. A promessa é que ele seja homenageado em sua terra antes de ser enterrado.

Marinho Chagas, ex-lateral do Botafogo (Foto: Divulgação/Botafogo)
Relembre a trajetória do jogador

Marinho Chagas nasceu em Natal, capital do Rio Grande do Norte, em 1952. Começou a jogar futebol pelo ABC, onde foi campeão potiguar de 1970, e ao longo da carreira também registrou uma passagem pelo arquirrival América-RN. É idolatrado em sua terra natal e um mês antes de sua morte foi homenageado com uma estátua de sete metros de altura, feita em sua homenagem pelo artista plástico Guaraci Gabriel. Antes, em fevereiro, já tinha sido homenageado com uma marchinha de carnaval, ao ser homenageado pelo bloco Jegue Empacado.

Apesar de toda a fama que tem em sua terra, Marinho brilhou mesmo foi no Rio de Janeiro, onde foi ídolo pelo Botafogo. Lateral-esquerdo tal qual Nilton Santos, ele foi o dono da posição no Glorioso entre 1972 e 1977. E muito por isso considerado o sucessor da Enciclopédia do Futebol.

Título, inclusive, que muito honrava Marinho. Quando Nilton Santos morreu em novembro de 2013, o potiguar se disse "muito abalado" com a perda e resumiu de forma impactante o que sentia pelo bicampeão mundial:

Figurar entre os melhores jogadores da história do Botafogo é uma honra enorme, pois este foi o único clube em que o meu maior ídolo jogou".

Marinho Chagas, se referindo a Nilton Santos

- Figurar entre os melhores jogadores da história do Botafogo é uma honra enorme, pois este foi o único clube em que o meu maior ídolo jogou.

Ele também se orgulhava de sua estreia pelo Botafogo, justamente contra o Santos de Pelé. E dizia que logo no primeiro lance roubou a bola do Pelé e deu um lençol nele. No seguinte, tocou entre as pernas do Rei.

Jogou a Copa do Mundo de 1974, na Alemanha, em que o Brasil terminou na quarta colocação, após perder da Holanda na disputa por uma vaga na final e da Polônia na decisão de 3º lugar. Mas mesmo com a eliminação, Marinho Chagas acabou sendo eleito o melhor lateral-esquerdo daquele Mundial.

Quando deixou o Alvinegro, em 1977, se transferiu para o Fluminense, onde jogou por uma temporada. Mas, curiosamente, não ganhou nenhum título de destaque por equipes cariocas.

O potiguar ainda teve a honra de jogar ao lado de Pelé de Carlos Alberto Torres, quando ele foi jogar no Cosmos dos Estados Unidos. No país, ainda jogou no Strikers.

 
Marinho Chagas na Copa do Mundo de 1974: cabeleiras lhe renderam apelido de Bruxa (Foto: Reprodução / FifaTV)
Quando voltou ao Brasil, foi para vestir a camisa do São Paulo. Brilhou na equipe paulista e conquistou em 1981 o título estadual pelo Tricolor. Antes de se aposentar, ainda jogou por Bangu, Fortaleza e Augsburg, da Alemanha.

Mais recentemente, vinha tendo problemas com o consumo de álcool, o que deixou sua saúde muito debilitada.

No ano passado, chegou a passar 10 dias internado na UTI de um hospital de Natal, entre a vida e a morte, justamente por causa de uma hemorragia digestiva. Na época, ele prometeu parar de beber para estar vivo na Copa do Mundo do Brasil, que começa daqui a 11 dias.
Ao longo desta última semana, contudo, estava bem. Nos dias que antecederam o evento, deu entrevistas, falou sobre Copa do Mundo e sobre o Botafogo, seu clube do coração.


*globoesporte.com.

74ª Mortes violentas em Mossoró - A vitima foi retirada de casa e morta no meio da rua

Com mais uma morte o mês de Maio em Mossoró termina como começou muito violento. Em cinco meses foram mortas 74 pessoas. Praticamente uma morte a cada dois dias.
Gilbecleyton Fernandes Oliveira, 27 anos residente na cidade de Baraúna foi morto com um disparo de pistola 380 e uma descarga de arma tipo cartucheira a queima roupa no preito.
O crime foi registrado pela Central de Operações da Policia Militar por volta das 21 horas 30 minutos de sábado 31 de Maio de 2014, na Rua Encanto, Bairro Itapetinga no Loteamento Cidade Oeste localizado as margens da RN 117 a cerca de 10 quilômetros de Mossoró.
Segundo informações, Gilbecleyton residia em Baraúna e estava na residência de uma namorada em Mossoró há três dias. Na noite de hoje elementos dizendo ser policiais invadiram a residência onde ele bebia em companhia da namorada e de um amigo e perguntaram os nomes de todos.
Encapuzados os elementos mandaram a família deitar no chão, na área da casa, arrastaram Gilbecleyton e o executaram em frente ao portão da residência. Ainda segundo informações, os acusados antes de fugirem pediram desculpas às pessoas que estavam na casa.
Uma equipe do Instituto Técnico e Cientifico de Policia, Itep realizou os procedimentos no local e removeu o corpo que será necropsiado na sede do órgão em Mossoró. 


*Informações e imagens: O Câmera.
      

Maurício Torres, principal narrador da TV Record, morre aos 43 anos

Maurício Torres não apresentava nenhum problema de saúde até sentir-se mal em um vôo do Rio de Janeiro para São Paulo, no dia primeiro de maio. Ao descer em São Paulo, Maurício Torres foi internado no Hospital Sírio Libânes com problemas cardíacos e acabou não se recuperando, vindo a falecer na tarde deste sábado.
Com apenas 43 anos e nascido no Rio de Janeiro, Maurício Thomé Torres começou a trabalhar no rádio esportivo no início dos anos 1990 e logo entrou para a Rede Globo, principalmente para atuar nos canais à cabo ligados a Globo, como Sport TV e Globo News. Depois, em 2005, buscou seu espaço na Rede Record onde foi contratado para ser a principal referência das transmissões da emissora.

O enterro de Maurício Torres ainda não tem o horário confirmado, mas será neste domingo no Rio de Janeiro.


*JBelmont.

Colisão carro com motocicleta na Br 304 com uma pessoa morta no local

Uma colisão frontal envolvendo uma motocicleta e um veículo de passeio termina com a morte do motoqueiro no local. O acidente aconteceu no Km 33 da BR 304, em frente à empresa Subaé Pneus, saída de Mossoró para Fortaleza, por volta de 21 horas de sábado 31 de Maio de 2014.
Ideilton Nunes Maia, 35 anos de idade, residente na Rua Nilo Peçanha no bairro Bom Jardim, morreu no local antes da chegada do socorro medico.
Segundo informações colhidas pelos Patrulheiros da Rodoviária Federal, a vitima conduzia a motocicleta teria saído de uma Rua paralela e invadido a BR na motocicleta com os faróis apagados e colidiu de frente com o veiculo que trafegava no sentido Mossoró Fortaleza.
Duas pessoas que ocupavam o veiculo nada sofreram. Eles permaneceram no local acionaram o socorro medico e a Rodoviária Federal. Uma testemunha disse ter visto o motoqueiro trafegando de forma perigosa na via, momentos antes do acidente.
Após os procedimentos no local o corpo de Ideilton Nunes foi removido e será necropsiado na Sede do Itep em Mossoró. 


*Informações e imagens: O Câmera.

Com benção do acerbispo de Natal, novo aeroporto começa a funcionar oficialmente em São Gonçalo



Com benção do acerbispo de Natal, novo aeroporto começa a funcionar oficialmente em São Gonçalo

As operações do Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves começaram com cerca de 10 minutos de atraso, após uma benção do arcebispo de Natal, dom Jaime Vieira Rocha.

Previsto para ser iniciado às 8h30, o check-in só foi aberto às 8h40, mas os primeiros passageiros não reclamaram da demora. O primeiro voo a decolar está previsto para às 10h50, com Fortaleza como destino.

Com 20 minutos de antecedência o voo JJ 3306 da TAM inaugurou o novo aeroporto, em São Gonçalo

FOTOS: Nadjara Martins
Do blog do BG/JBelmont.

MORRE EX JOGADOR MARINHO CHAGAS

 Marinho Chagas na Luta FM de Apodi
Lamentavelmente, Marinho Chagas que foi hospitalizado ontem em João Pessoa depois de passar mal e sofrer uma forte hemorragia digestiva, faleceu na capital paraibana na madrugada deste domingo, aos 62 anos. Ele estava na capital paraibana participando de um encontro de colecionadores de figurinhas e lançando a réplica da camisa que ele usou na Copa de 1974.

Marinho foi na minha opinião o maior nome do futebol potiguar de todos os tempos, sendo escolhido o lateral do século. Começou a carreira no Riachuelo e depois jogou no ABC, Náutico, Botafogo, Fluminense, Cosmos NY, São Paulo, América, teve passagem pelo futebol alemão.

Nesta semana durante o evento de lançamento da camisa retrô em uma choperia de Natal, Marinho Chagas estava bem e confiante no sucesso da Copa do Mundo e na conquista do título. Animado e descontraído como sempre, a Bruxa como ficou conhecido disse ao repórter Marksuel Figueiredo do Arena da TV Ponta Negra que ” Aqui em Natal minha camisa vai vender mais que a de Neymar”.

O time do céu ganha mais um craque, o maior de todos! Descanse em paz meu amigo Marinho Chagas!


*Informação: TN.

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO