terça-feira, 8 de julho de 2014

Ex-deputado Plínio de Arruda Sampaio morre aos 83 anos em SP

O ex-deputado federal Plínio de Arruda Sampaio (PSOL-SP) morreu nesta terça-feira (8), aos 83 anos, em São Paulo. Ele completaria 84 anos no próximo dia 26.

Promotor público aposentado, Plínio Sampaio estava internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para tratar um câncer ósseo. Ele era casado havia quase seis décadas com Marietta Ribeiro de Azevedo e tinha seis filhos.

Filiado ao PSOL, o ex-parlamentar concorreu ao Palácio do Planalto nas eleições de 2010. Na ocasião, obteve 886 mil votos e terminou a disputa eleitoral na quarta colocação, com 0,87% dos votos válidos.

Ligado à Igreja Católica, Plínio ingressou na política no final da década de 1950, como subchefe da Casa Civil do então governador de São Paulo, Carvalho Pinto. À época, ele atuava na Juventude Universitária Católica, organização que surgiu a partir da Ação Católica Brasileira.

Paulistano, Plínio foi eleito pela primeira vez para a Câmara dos Deputados em 1962, pelo extinto Partido Democrata Cristão (PDC). Ao longo da carreira política, ele exerceu três mandatos como deputado federal.

No Legislativo, Plínio participou, em 2 de abril de 1964, da sessão que declarou vaga a Presidência da República no Congresso Nacional, ato que homologou o golpe ao presidente João Goulart. No mesmo ano, ele foi cassado pelo Ato Institucional nº 1 e teve de se exilar no exterior.

Durante o regime militar (1964-1985), Plínio Sampaio viveu no Chile e nos Estados Unidos. Retornou ao Brasil em 1976, no início do processo de abertura política.

Ele foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), em 1980. Redigiu o estatuto da legenda fundada por operários, sindicalistas e intelectuais. Nos anos 80, também se engajou na campanha das Diretas Já. 

Plínio de Arruda Sampaio, ao lado da mulher Marietae do filho Francisco, em imagem de março de 2014 (Foto: Rosanne D'Agostino/G1)

Saída do PT
 

Em 1982, concorreu a deputado federal, mas acabou não se elegeu – terminou como primeiro suplente do PT. Ele chegou a assumir uma cadeira na Câmara quando Eduardo Suplicy se licenciou do parlamento para concorrer à Prefeitura de São Paulo.

Na eleição seguinte, em 1986, Plínio Sampaio foi eleito pelo PT para a Assembleia Geral Constituinte. Durante a elaboração da atual Constituição, ele defendeu um modelo de reforma agrária que previa o fim dos latifúndios.

Nas eleições estaduais de 1990, disputou o governo de São Paulo, mas foi derrotado. O vencedor foi candidato do PMDB, Luiz Antônio Fleury Filho.

Em 2005, durante o escândalo do mensalão, Plínio de Arruda Sampaio se desfiliou do PT por discordar do resultado de uma eleição interna que escolheu o candidato do antigo Campo Majoritário, Ricardo Berzoini, para a presidência do partido. Na ocasião, outros nomes históricos petistas, como Hélio Bicudo, deixaram a legenda. 

Plínio Sampaio em seu escritório, na casa onde morava, no bairro Alto de Pinheiros, em São Paulo,
em 2013 (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

Após sair do PT, se filiou ao PSOL. Um ano depois, voltou a disputar o governo paulista, mas foi novamente derrotado. Com 532 mil votos, terminou em quarto lugar o pleito vencido pelo tucano José Serra (SP). A última eleição que Plínio Sampaio disputou foi em 2010, quando já tinha 80 anos. Ele concorreu a presidente da República pelo PSOL. Recebeu 886,8 mil votos e terminou em quarto lugar, atrás de Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV).

Mesmo octogenário, se tornou popular no microblog Twitter nos últimos anos ao se oferecer, quase diariamente, para responder a perguntas sobre política e religião. Ele tinha quase 83 mil seguidores na rede social.


*G1.

Brasil sofre goleada da Alemanha em vexame histórico e disputará 3º lugar


Daqui a 10, 20, 50 anos, dirão aos brasileiros que a Seleção, lá atrás em 2014, perdeu uma semifinal de Copa do Mundo para a Alemanha, em casa, por 7 a 1. Esse texto é para quem era garotinho ou nem sequer havia nascido na época. Tomara que o encontrem na internet e tentem entender o que nenhuma palavra pôde explicar aos que estiveram no Mineirão, em Belo Horizonte, ou aos 200 milhões que viram, de alguma forma, o massacre imposto por uma das grandes equipes daqueles tempos a um time absolutamente entregue à pressão e à ausência do craque Neymar.

Neymar era o melhor jogador daquela geração brasileira, mas teve uma vértebra fraturada nas quartas de final, contra a Colômbia, numa joelhada de Zuñiga. O Mineirão, na tarde de 8 de julho, não viu o atacante, mas viu Miroslav Klose chegar a 16 gols e bater o recorde de Ronaldo como maior artilheiro das Copas. Viu Schweinsteiger, Khedira, Kroos, Özil e Müller, em exibições exuberantes, decretarem a maior humilhação brasileira na história do torneio, em atuação abaixo da mais destrutiva das críticas.

Aquela Seleção disputou o Mundial sob o peso de se livrar do fantasma do Maracanazo. Sim, há mais tempo ainda, em 1950, o Uruguai quebrou o favoritismo brasileiro na final da Copa e venceu por 2 a 1. Os jogadores daquele time, simbolizados pelo goleiro Barbosa, jamais se livraram da tragédia. O “Mineirazo” de 2014 soa como um pedido oficial de desculpas aos vice-campeões do mundo.

Luiz Felipe Scolari era o técnico. Com o respaldo de três semifinais em três Copas disputadas e do pentacampeonato conquistado em 2002. A escolha dele por Bernard, menor e mais novo jogador daquele grupo, para substituir Neymar mostrou-se equivocada, embora seja impossível atribuir a isso a diferença entre os dois times. Nem se uma equipe profissional jogasse com 10 durante 90 minutos seria tão fragilizada.

Não se sabe se o Brasil do futuro será diferente, mas aquele de 2014 mostrou durante toda a Copa do Mundo, fragmentos de despreparo técnico, tático e emocional. Reclamavam quando se falava em “Neymardependência”, mas estar em campo naquele time, olhar para o lado e não acha-lo, mostrou-se um fardo pesado demais para as limitações dos companheiros.

Nessa tarde histórica, a Alemanha classificou-se para a final contra Argentina ou Holanda, que disputam a outra semifinal no dia seguinte. O perdedor do jogo de São Paulo enfrenta o Brasil, sábado, na capital federal, pelo terceiro lugar. Uma posição que poderia ser honrosa, mas que a Seleção tornou vexatória.
Fernandinho se pendura na rede depois de mais um gol da Alemanha: maior vexame da Copa (Foto: AP)

5 a 0 em 18 minutos

Em 2014, a Fifa tinha um tempo limite para a execução dos hinos. O brasileiro era cortado pela metade, mas a torcida nos estádios segurava o canto durante toda a primeira parte. Os alemães ouviram o brado mais retumbante do que nunca. Com a camisa de Neymar nas mãos, David Luiz e Julio César cantaram a plenos pulmões. Um espetáculo tão bonito que até Neuer, goleiraço alemão, aplaudiu de braços erguidos.

Dali para frente, só mesmo os europeus mereceram palmas. Vestidos com um uniforme que fazia referência ao Flamengo, eles demoraram mais de três minutos para terem a bola dominada no campo de ataque e passaram os outros 42 fazendo o que queriam.
Recordista: Klose comemora 16º gol em Copas, um à mais que Ronaldo (Foto: Getty Images)

Em 18 minutos, a Alemanha fez cinco gols. É verdade. Müller, o gol histórico de Klose, duas vezes Kroos e Khedira deixaram o país atônito. Eram gols de tabelas, toques rápidos, de uma seleção que jogava por controle remoto contra outra de chumbo nos pés. Numa rara tentativa de ataque do Brasil, Bernard, 1,66m de altura, trombou em Neuer, 1,93m. Metáfora perfeita da diferença entre os dois lados.

As lágrimas tão polêmicas dos olhos dos jogadores brasileiros já eram vistas na arquibancada, nas crianças, nos adultos, numa geração que não mais precisaria ler sobre o Maracanazo depois de viver aquela tarde. Vaias, ofensas e policiais correndo para todos os lados, inibindo brigas, foram o retrato melancólico do fim do primeiro tempo.

Precisava ter?

Felipão trocou Hulk e Fernandinho por Ramires e Paulinho. Certamente para impedir um desastre maior e sem esperança alguma de empate. Como seria disputar 45 minutos sabendo que não havia mais nada a fazer? O Brasil, teve, ao menos, um início digno.

Neuer fez quatro ótimas defesas em conclusões de Ramires, Oscar e duas de Paulinho. O chute sem qualquer força de Fred, centroavante de apenas um gol na Copa até a semifinal, desencadeou a revolta do público. No banco estava Jô, atacante do Atlético-MG, mas em quem Felipão demonstrou não ter a menor confiança para mudar qualquer cenário.

O meia Willian já estava à beira do campo para substituir Fred quando viu a Alemanha, no ritmo dos leves treinos que marcaram toda a preparação brasileira durante a Copa, já se poupando para a final, marcar o sexto: Schürrle, parceiro de Willian no Chelsea. Sob qualquer ótica havia um requinte de crueldade.
 
Schürrle comemora o sexto gol sobre o Brasil, enquanto Julio César lamenta (Foto: Reuters)
Se o centroavante brasileiro foi vaiado até quando apareceu no telão, o alemão saiu aplaudido por quem vestia amarelo. O Mineirão reverenciou o histórico Klose. Justo.

Schürrle ainda fez outro, o mais bonito da partida. E sobrou a Oscar balançar a rede para o Brasil, aos 45. O gol do fiapo de honra que sobrou à Seleção.
 
Schurrle comemora, e Julio César engatinha para longe da meta (Foto: André Durão / Globoesporte.com)

Devem dizer até hoje, tempo em que você pesquisou esse texto na internet, que seria diferente com Neymar e Thiago Silva, grande zagueiro, capitão que estava suspenso. É possível que fosse mesmo. Mas se Barbosa sofreu por tanto tempo, esses 23 jogadores e essa comissão técnica serão lembrados para sempre como protagonistas de uma humilhação sem igual. Ou coadjuvantes, se quisermos valorizar ainda mais o timaço alemão. Uma geração que vinha de duas eliminações em semifinais – uma delas em casa, porém com luta e hombridade – e persegue o título com afinco.

A Alemanha, que já havia jogado bola com índios, cavalgado, caminhado na orla e cantado hinos dos clubes brasileiros, segue levando a Copa como uma "brincadeira". Pode ser que o destino dessa jovem geração do Brasil reserve glórias semelhantes, mas se livrar do 8 de julho de 2014, que terminou com gritos de olé dos brasileiros para a Alemanha, será tarefa inglória.


*globoesport.com

UMA VAGA PARA CINCO CANDIDATOS AO SENADO PELO RN

Cinco candidatos disputam a vaga de senador pelo Rio Grande do Norte nas eleições de outubro. O número é o mesmo do que o de postulantes ao governo estadual. Das três cadeiras a que o estado do Rio Grande do Norte tem direito no Senado, apenas a ocupada atualmente por Ivonete Dantas (PMDB) - que era segunda suplente da atual governadora Rosalba Ciarlini (DEM) - faz parte do pleito de 2014.

Ivonete Dantas, que passa por um problema de saúde, não irá concorrer à reeleição. No lugar dela, o PMDB vai apoiar a candidatura da professora e atual vice-prefeita de Natal Vilma Maria de Faria (PSB).

Além dela, disputam a vaga: a professora e atual deputada federal Fátima Bezerra (PT), a professora Ana Celia (PSTU), o terapeuta Roberto Ronconi (PSL) e o Professor Lailson de Almeida (PSOL). Cada concorrente conta com dois suplentes, que assumem o cargo em caso o eleito se licencie, ou deixe o cargo antes do término do mandato, de oito anos.

O prazo para solicitar registro de candidatura terminou no sábado (5). Os requerimentos ainda precisam ser homologados pela Justiça Eleitoral.

Confira os candidatos e os respectivos suplentes:

Candidata: Ana Celia (PSTU).

1º Suplente: Alexandre Guedes Fernandes.
2º Suplente: Sandra Macedo Barbalho.

Candidato: Roberto Ronconi (PSL).
1º Suplente: Ricardo Bezerra de Farias.
2º Suplente: Aldenor Alves dos Santos.

Candidato: Professor Lailson (PSOL).
1º Suplente: Izacy Gerlane da Silva Melo.
2º Suplente: Moacy Silvério da Silva.

Candidata: Fátima (Coligação Liderados pelo Povo - PT, PSD, PC do B, PT do B, PP, PEN, PRTB e PTC).
1º Suplente: Jean-Paul Terra Prates.
2º Suplente: Theodorico Bezerra Netto.

Candidata: Vilma Maria de Faria (Coligação União pela Mudança - PSB, PMDB, PR, PROS, PDT, SD, PSC, PTB, PPS, PHS, PSDB, PSDC, PRB, PTN, PV, PMN e PRP)
1º Suplente: Flavio José Cavalcanti de Azevedo.
2º Suplente: Edmilson Gomes da Costa.

Do G1-RN.

Oportunidade de trabalho para Técnicos em Zootecnia

Informamos aos egressos do curso Técnico em Zootecnia do Campus Apodi, que o Instituto Nordeste Cidadania-INEC está selecionando candidatos para vagas de ASSESSOR DE MICROCRÉDITO (AGROAMIGO) para as cidades de Apodi, Pau dos Ferros e Umarizal. O candidato deverá ter conhecimento em informática, experiência profissional, comunitária e/ou conhecimentos sobre a comunidade e os processos produtivos locais e, obrigatoriamente, possuir Habilitação – Categoria “A”. Está sendo oferecido, entre outros benefícios, Salário Base + Situacional + Remuneração Variável; Plano de Saúde e Odontológico; Auxílio Alimentação e Auxílio Cesta Básica.
Interessados deverão preencher a ficha de inscrição no site www.inec.or.br (link Trabalhe Conosco) ou enviar currículos para o endereço eletrônico juliana.cbec@inec.org.br e thamires.mcm@inec.org.br até o dia 10/07/2014.

Contatos: (84) 4008-1868 / 9125-6805 - Juliana / Thamires

Além dessa oferta o INEC também oferece vagas para as cidades de Cajazeiras, Guarabira e Catolé do Rocha, no estado da Paraíba. Informações no site http://www.inec.org.br/

12º Homicídio em Umarizal em 2014: Mulher foi morta a tiros em sua residência

Por volta das 23:40 horas, segundo informações de populares, um só elemento em uma motocicleta e armado chegou na residência de Mikaely Lucena da Silva, 26 anos, na Rua Francisco Raimundo de Freitas, no bairro Caraíbas, e efetuou vários disparos na mesma, a qual teve morte no local.

Mikaely é casada e seu marido não se encontrava em casa no momento do crime, e ainda segundo informações, a mesma estava dentro de casa, e havia abrido o portão e saído para fumar, momento que o elemento chegou e quando ela tentou fechar o portão, a mesma foi alvejada e caiu já sem vida na área (garagem) da casa.

A Polícia Militar foi acionada pelo Blog Umarizal News, a qual compareceu no local e isolou o local do crime até a chegada dos peritos do ITEP, para a perícia e remoção do corpo para a sede daquele instituto.

Até o momento não se sabe qual o motivo que levou a assassinarem Mikaely, pois segundo informações dos vizinhos não existe nenhum motivo aparente para tal barbaridade. As investigações ficaram a cargo da Polícia Civil do município, que tem como titular a Delegada Liana Aragão.

Esse é o décimo segundo homicídio ocorrido na cidade de Umarizal somente no ano de 2014, e é o décimo segundo que não tem autoria definida.

Veja mais imagens CLICANDO AQUI:  


 Fonte: Umarizal News.

LAETE OLIVEIRA PROPÕE INSTITUIÇÃO DA SEMANA DA CULTURA EVANGÉLICA EM APODI

Passando pelo facebook do Vereador Laete Oliveira, encontramos a seguinte matéria:
"Proposta que institui no Município de Apodi a "Semana da Cultura Evangélica" já foi entregue aos líderes dirigentes de instituições religiosas, Pastores: Agnaldo, Davi Marroque, Álisson, Fco Wellington, Rosalba Domingos, Cícero e Jaime Mariano".

Câmara Municipal de Apodi/RN aprova projetos do poder executivo em sessão extraordinária

Os Vereadores do município de Apodi/RN se reuniram na manhã desta segunda-feira, 07 em uma sessão extraordinária, onde trataram especificamente de projetos de lei enviado a casa pelo poder executivo, aprovando os três por maioria de votos.

Veja o resumo:

Sessão Extraordinária do dia 07 de julho de 2014:

• Projeto de Lei N.º 030/2014 – Dispõe sobre a autorização para abertura de Credito Adicional no valor R$ 700.000,00 (setecentos mil reais) para construção, ampliação, reforma e conservação de praças públicas, que especifica e dá outras providências. Aprovado por 08 (oito) votos favorável e 04 (quatro) contrários.

• Projeto de Lei N.º 033/2014 – Autoriza o Poder Executivo a firmar convênio com a UNIVAP – União do Vale do Apodi, até o limite e na forma que especifica, e dá outras providências. Aprovado por 09 (nove) votos favorável e 03 (três) contrários.

• PROJETO DE LEI N.º 035/2014 – Autoriza o Município de Apodi/RN a realizar contratação temporária de excepcional interesse público e da outras providencias. Aprovado por 11 (onze) votos favorável e 01 (um) contrário.
 
*Fonte: Josenias Freitas.

Lagoa Salgada e Pau dos Ferros recebem programa de educação ambiental

O Programa “Agentes do Saneamento” formará multiplicadores de educação ambiental nos municípios de Lagoa Salgada e Pau dos Ferros.

Os municípios de Lagoa Salgada e Pau dos Ferros receberão o programa “Agentes do Saneamento”, que promove educação ambiental, com foco na utilização consciente da água.

A assistente social Roberta Falcão e a educadora ambiental Marineida Oliveira viajarão até essas duas cidades, a fim de capacitar agentes comunitários de saúde, endemias e vigilância sanitária nas duas cidades.

Hoje, 8, às 9h30, o encontro será com 25 agentes de Lagoa Salgada, que comparecerão ao auditório do Projovem. Na sexta, 11, às 9h, será a vez de Pau dos Ferros, com público estimado em 100 agentes que se reunirão no auditório da Câmara Municipal. A expectativa é, com isso, abranger a toda a população dos dois municípios, uma vez que são os agentes comunitários que vão às residências e trabalham em contato direto com a população.

No treinamento, os agentes participam de dinâmicas de grupo, assistem a vídeos educativos e aprendem a ensinar de forma didática a como se preservar a água, os mananciais, aprender sobre o esgotamento sanitário e a utilizar esses recursos de maneira sustentável.

Programa ‘Agentes do Saneamento’ é uma ação de educação ambiental em parceria com as secretarias de saúde dos municípios participantes, e as ações são desenvolvidas pela Gerência de Qualidade do Produto e Meio Ambiente (GQM) da Caern. O programa tem por finalidade também levar às comunidades conhecimentos úteis no que diz respeito ao desmatamento das matas.

A estratégia de formar multiplicadores é uma tendência crescente dentro das organizações, sendo que no Programa, isso se externaliza: a Caern treina multiplicadores dentro das comunidades, em várias regiões do Rio Grande do Norte.


*Gazeta do Oeste.

Duas pessoas foram detidas portando ilegalmente armas de fogo na zona rural de Governador Dix Sept Rosado

Uma operação comandada pelo Capitão Carvalho, no comando do Grupo Tático Operacional de Apodi, prendeu no Projeto de Assentamento Nossa Senhora da Conceição, no Sítio Mororó, na zona rural de Governador Dix Sept Rosado, no Rio Grande do Norte, pai e filho, portando ilegalmente varias armas de fogo.

Francisco Nobre de Oliveira, de 68 anos de idade e seu filho, Aluízio Nobre de Oliveira, foram detidos em casa e com eles os militares encontraram três espingardas, sendo uma calibre 12, uma espingarda de pressão e uma bate bucha, com grande poder de fogo e um revolver calibre 38.

Pai e filho foram conduzidos para a Delegacia de Plantão em Mossoró onde foram apresentados a autoridade de plantão. Seu Francisco teve um filho assassinado dentro de casa no Assentamento na semana passada e disse na delegacia que estava andando armado com medo de ser morto, já que vem recebendo ameaças. Por está portando arma de uso permitido, eles pagaram fiança e foram liberados.



*O Câmera.

FORRÓ NO SÍTIO!!


Agricultor foi executado na madrugada de hoje na Serra do Mel

O agricultor Cesar Nildo Carlos de Almeida, "Cesar de Julio Bento" 46 anos de idade, foi executado na madrugada de hoje, 07 de Julho, na Vila Brasilia no municipio de Serra do Mel no Rio Grande do Norte. Segundo informações da Policia, um veiculo com varias pessoas se dizendo policia e fortemente armados, acordaram o agricultor que residia no conjunto novo, há pouco tempo e o executaram dentro de casa com disparos de pistola 380 e escopeta.

A Polícia local ainda não tem uma explicação para o crime. Membros da família da vitima tiveram seus nomes envolvidos em delitos na cidade, mas aparentemente estavam tranquilos.

Cesar de Julio Bento, até pouco tempo mantinha um pequeno comercio "Bodega" na Vila Minas Gerais, onde residia, mas segundo informações, ultimamente estava morando com a família na Brasília e mantinha um pequeno Bar na Vila Goiás.

O corpo de Cesar Nildo continua no Instituto Técnico e Científico de Polícia, Itep em Mossoró, onde será necropsiado.


*O Câmera.

Barbosa decide adiar aposentadoria e ficar mais um mês no Supremo

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, pediu nesta segunda-feira (7) ao Ministério da Justiça para adiar a publicação do pedido de aposentadoria voluntária do serviço público enviado na semana passada. Barbosa decidiu adiar a aposentadoria porque tinha questões pendentes relacionadas à transição para discutir com o ministro Ricardo Lewandowski, atual vice do STF e que assumirá a presidência após a aposentadoria de Barbosa.
O Ministério da Justiça é responsável por avaliar se Barbosa preenche os requisitos para se aposentar (tempo de serviço, por exemplo). Depois, o processo vai para a presidente Dilma Rousseff assinar, e a Casa Civil publica um decreto. A previsão era de que o decreto fosse publicado nesta semana. Com o adiamento, a aposentadoria deve sair no dia 6 de agosto, depois que o recesso do Judiciário terminar. 


*JBelmont.