sábado, 20 de setembro de 2014

O Velho Apache Antenado quer saber

Se Rosalba tem tanto voto e poder de decidir o pleito, causo de que não anuncia seus candidatos e acaba logo com o pleito?
 (Quem quer rosa?)
Ora, se uma candidata aparece em primeiro lugar na pesquisa, então, logo gritam que isso é o apoio da governadora Rosalba Ciarlini.

Se outro candidato está na rabeira das pesquisas, de imediato, alguém avisa que é pelo fato de não ser apoiado pela Rosa.

Então, o Velho Apache Antenado quer saber:

- Sendo assim, então, o que é que está faltando para que Rosalba faça uma daquelas reuniões no Sítio Canto, em que ela chega e faz cara de surpresa com um grupo de dondocas – as mesmas de sempre – gritando “é a Rosa, é a Rosa”, e ao lado de seus candidatos, anuncia o voto e acaba logo com o pleito?

Até evitaria tanto trabalho da Justiça Eleitoral que só teria o trabalho de diplomar e empossar os candidatos da mulher.

O Velho Apache Antenado também não entende como é que tem tanto candidato querendo o apoio da governadora, porém, ninguém quer aparecer, em público, com a Rosa…


De: Carlos Skarlack.

Ameaça de rosalbista faz efeito…

…adesivo em carro silencia políticos governistas e de oposição
Esta sexta-feira, 19, foi marcada por reuniões em que o caos na saúde pública de Mossoró foi o assunto em pauta.

Pela manhã, teve reunião na Câmara Municipal de Mossoró em audiência pública.

Pela tarde, teve reunião na Prefeitura Municipal de Mossoró em audiência com o Sindiserpum.

E, para variar, no início da noite teve mais reunião na Casa de Saúde Dix-sept Rosado.

Sempre, a falta de recursos sendo apontada como fator gerador do verdadeiro caos na saúde de Mossoró.

E, pasmem, nenhuma voz se levantou para cobrar da governadora do Estado, Rosalba Ciarlini, que pague o que o Estado deve ao município de Mossoró.

Não sei quanto é o rombo, mas, entendemos que o dinheiro que o Governo do Estado tem recebido do Governo Federal e deixado de repassar ao município não é o suficiente para solucionar todos os problemas.

Todavia, é estarrecedor que quase ninguém se aventure a pelo menos lembrar e cobrar que Rosalba faça sua parte.

Somente a vereadora Izabel Montenegro teve coragem de cobrar que o Governo do Estado pague o que deve ao município.

Da bancada governista, nenhum vereador se pronunciou sobre o problema.

Mas, entendo, estamos em tempo de eleição e, como um rosalbista, em tom de ameaça através de um adesivo de seu carro, alertou que quem fizesse alguma critica ao nome de Rosalba não teria o seu voto, então, tá tudo dominado.

Ninguém critica Rosalba, pois, pasmem, quem o fizer vai tostar nos quintos dos derrotados nas urnas de outubro.

Ao menos é o que os rosalbistas avisam.

Então, tá…


Por Carlos Skarlack.

EX PRESIDENTE LULA APOIA ROBINSON PARA O GOVERNO DO RN

O ex presidente da república Luis Inácio Lula da Silva participa do programa eleitoral do candidato a governador Robinson Faria.
A presidente e candidata a reeleição Dilma Rousseff sempre esteve na frente em pesquisas realizadas no Rio Grande do Norte. Com a posição de Lula, o cenário político no estado poderá sofrer alterações, pois os eleitores de Henrique podem deixar de votar em Dilma.
Henrique começou sua campanha desejando o fim do radicalismo eleitoral nas terras potiguares, mas parece que está longe  de acontecer.
Já o vice governador, Robinson Faria continua querendo a todo custo chegar ao governo do estado e faz de tudo para subir nas pesquisas.

Obstetrícia: Drama mossoroense define quem vive e quem vai morrer

A audiência pública promovida ontem na Câmara Municipal de Mossoró, sobre caos na obstetrícia no município, deveria ser exibida no guia eleitoral. Voltamos à barbárie.
Segundo o médico Manoel Nobre, do Hospital da Mulher Parteira Maria Correia, por lá estão selecionando quem pode nascer ou morrer.
A intervenção judicial da Casa de Saúde Dix-sept Rosado (CSDR) agravou a situação. Há casos de óbitos.
As mães abonadas têm seus filhos em Natal ou Fortaleza. As mães sem igual sorte sofrem com seus bebês.
A quem caberá o título de novo “Herodes”?
A audiência foi proposta pelo vereador Tomaz Neto (PDT).
Nota do Blog - Conversei com o jornalista Jacson Damasceno da TV Ponta Negra, à tarde de hoje, sobre essa situação. Ele esteve no Hospital da Mulher.
“Eu nunca podia imaginar que isso tivesse acontecendo em Mossoró em pleno século XXI”, exclamou.
“São mulheres dividindo cama, outras em pé, sentadas, mulher com feto morto e podendo morrer. Meu Deus, o que é isso?” – se indignou.
Levou para Natal uma realidade que a propaganda oficial e parte da imprensa disfarçam ou escondem.


Por Carlos Santos AQUI

Via JBelmont.

Marina diz que não quer entrar no 'vale tudo' para vencer a eleição

A candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, afirmou nesta sexta-feira (19) que, apesar de ter perdido pontos nas últimas pesquisas eleitorais, não pretende mudar o rumo de sua campanha eleitoral. A presidenciável ressaltou durante agenda eleitoral em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, que não quer entrar no "vale tudo" para vencer a eleição de outubro.

“Eu que eu pretendo fazer junto com o Beto [Albuquerque, candidato a vice] e com a nossa aliança é continuar apresentando propostas, falando a verdade, não fazendo agressões. Não as mentiras e as calúnias que tem sido feitas contra mim. Vamos continuar fazendo uma campanha limpa, comprometida com a democracia. Não queremos entrar no vale tudo para ganhar a eleição”, disse Marina em entrevista coletiva no município que é o berço político do Partido dos Trabalhadores (PT). Pesquisa Datafolha* divulgada nesta sexta aponta que a candidata do PSDB perdeu três pontos percentuais em comparação com o último levantamento do instituto. Na pesquisa anterior do Datafolha, divulgada no dia 10, Marina tinha 33% das intenções de voto. Já o levantamento desta sexta mostrou a ex-senadora com 30%.


Dilma Rousseff (PT), por outro lado, oscilou de 36% para 37% no Datafolha. O candidato do PSDB Aécio Neves ganhou dois pontos percentuais da pesquisa de 10 de setembro para esta última, passando de 15% para 17%.

Questionada sobre se estava preocupava com o aumento da vantagem da presidenciável petista sobre ela, Marina foi taxativa. “Não estou preocupada. Para mim, estamos dando uma contribuição cidadã. Nesse momento, estamos tranquilos. Vamos continuar fazendo o debate. Não vamos combatê-los com as mesmas armas”, enfatizou.

Ao final da entrevista, Marina participou de um ato público em frente à igreja matriz de São Bernardo. Egressa do PT, a candidata destacou em seu discurso o papel histórico que aquela praça teve na luta contra ditadura militar. Em razão do peso simbólico daquele local, ela disse que fez questão de ir até lá como candidata à Presidência para assegurar que, se eleita, irá dar continuidade às conquistas sociais das últimas décadas.

A Praça da Matriz, no centro de São Bernardo, foi ponto de concentração de trabalhadores durante as greves lideradas pelo ex-presidente e então sindicalista Luiz Inácio Lula da Silva no final dos anos 1970 e início dos anos 1980 no ABC.

“Nós sabemos que nesta praça, na frente desta catedral, tivemos lutas históricas pela conquista da democracia, pela renovação do sindicalismo, nos movimentos contra a carestia na década de 1970. Agora, fizemos questão de vir até aqui para dizer que o nosso compromisso em continuar avançado nas conquistas que o povo brasileiro a duras penas alcançou”, ressaltou Marina em seu discurso.


Do G1 SP

Após erro do IBGE, Aécio diz que governo causa dano a instituições

Instituto corrigiu nesta sexta dados do PNAD que foram divulgados quinta.
Para presidenciável do PSDB, há pressão sobre estudiosos do IBGE e Ipea. 

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, afirmou nesta sexta-feira (19), após o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciar erro na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), que o governo federal causa "dano" às instituições.

De acordo com o IBGE, a Pnad referente a 2013 anunciada na quinta-feira apresentava equívocos em diversos índices, como o de analfabetismo e o índice de Gini, que calcula o nível de desigualdade no país. O instituto corrigiu dado nesta sexta informando que, no caso da desigualdade, houve diminuição em vez de aumento, ao contrário do que constava na primeira pesquisa divulgada.

"É impressionante o dano que o governo federal vem causando às instituições do país. Na ânsia de se manter no poder, o governo não hesita sequer em colocar em xeque instituições que são guardiãs da memória da sociedade brasileira”, disse Aécio, por meio de nota divulgada à imprensa.


 Do G1, em Brasília.