quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Ação judicial pede cassação de Robinson por uso de fakes na campanha

A coligação União Pela Mudança protocolou junto ao Tribunal Regional Eleitoral uma ação judicial eleitoral para a abertura de investigação sobre a rede de perfis falsos usados nas redes sociais para caluniar o candidato do PMDB ao Governo do Estado, Henrique Alves. A relatora será a corregedora eleitoral, Maria Zeneide Bezerra, e a investigação será conduzida pela Polícia Federal. Os advogados pedem no processo a cassação do registro do candidato do PSD ao Governo do Estado, Robinson Faria, e de seu vice, Fábio Dantas, por “abuso de poder”.

De acordo com a ação, a rede de fakes têm o objetivo de “desequilibrar o pleito de 2014 em prol do candidato Robinson Faria”. A representação aponta que os responsáveis pelo exército de perfis falsos são o candidato do PSD ao Governo do Estado, Robinson Faria, o candidato a vice-governador, Fábio Dantas, o blogueiro Bruno Giovanni, a media social Fernanda Andrade, a empresa Mais Data Soluções Technológicas, entre outros. A rede utilizava perfis falsos e sites, além de alugar perfis famosos na internet, como o do Pinta Natalense, no twitter, para realizar uma “campanha de difamação contra o candidato do PMDB”, segundo os termos da ação.

O blogueiro Bruno Giovanni, do conhecido Blog do BG, é, segundo a representação, o responsável pelas redes sociais da campanha do vice-governador Robinson Faria ao Governo do Estado. O contrato entre Bruno Giovanni se dá através da empresa C.F. de Macedo Moura Rodrigues, que possui o nome fantasia de Iluminar Som e Luz. Dados da prestação de contas do candidato Robinson Faria mostram que a empresa de Bruno Giovanni recebeu até o momento o valor de R$ 140 mil.

Giovanni foi o responsável por alugar, em maio de 2014, o famoso perfil do twitter Boy Naldinho, o Pinta Natalense, que tem mais de 50 mil seguidores e desde então tem “postado várias mensagens caluniosas, difamatórias e injuriosas contra o candidato Henrique Eduardo Alves”. A informação de que Bruno Giovanni alugou o perfil foi confirmada em depoimento espontâneo e autorizado pelo verdadeiro dono do “Pinta Natalense”, Rodrigo Sérvulo.
A partir de agosto, o contrato entre Rodrigo Sérvulo e a campanha de Robinson Faria se deu, de acordo com a ação, através da empresa Mais Data Soluções Technológicas através de Mariana Revoredo e Ana Cláudia Costa, “que postaram, a partir daquela data, injúrias, calúnias e difamações contra o candidato Henrique Eduardo Alves”.

Foi também a empresa Mais Data Soluções Technológicas a responsável pela criação do site RNVerdade, ainda de acordo com os dados do processo. O site também tem “o objetivo de disseminar propaganda negativa contra o candidato Henrique Eduardo Alves”, nas palavras do advogado Kennedy Diógenes, um dos que assinam a ação.

Os advogados da coligação, em conversa gravada com uma funcionária da empresa Mais Data, obtiveram de uma funcionária chamada Amanda a confirmação de que a Mais Data “presta serviço para a campanha do candidato a Governador Robinson Faria, atuando no envio de mensagens de texto para celulares com material de propaganda eleitoral, bem como para a campanha da candidata Cristiane Dantas, esposa do candidato a vice-governador Fábio Dantas, no monitoramento e alimentação de redes sociais”.

Para o jurídico da Coligação União Pela Mudança, "a propaganda paga em referência possui caráter nitidamente criminoso ao atuar sempre de forma anônima para agredir a honra e imagem do candidato da coligação autora, tudo isso se valendo da estrutura de campanha montada pelos candidatos investigados". No processo, além da cassação dos candidatos, é pedida a inelegibilidade de todos os investigados.

Fonte: Nominuto

Origem humilde traz preconceito, diz Marina à CNN

Em entrevista à rede americana de TV CNN exibida nesta quarta-feira (1º), a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, se queixou da "campanha de desqualificação" que diz estar sofrendo na corrida eleitoral. Ela disse que, por causa de sua "origem humilde", ainda enfrenta preconceitos e paga "um preço muito alto" ao ter que provar sua capacidade.

Questionada pela jornalista Christiane Amanpour sobre sua trajetória de vida, Marina disse que teve uma vida difícil, que viveu num "regime de semiescravidão até os 16 anos" na floresta amazônica, perdeu a mãe aos 14 e teve que cuidar dos irmãos. Disse que ainda convive com preconceitos e que "é muito fácil atribuir qualquer opinião para desqualificar uma pessoa com a minha origem".

"Pessoas que têm a minha origem têm que provar que pensam, têm que provar que são inteligentes, têm que provar o tempo todo que são competentes, que são capazes de governar uma empresa, que são capazes de ter uma posição de liderança e um cargo público. E, obviamente que na Presidência da República, as exigências ficam maiores", afirmou.

Na entrevista, Marina também foi lembrada sobre a espionagem da inteligência norte-americana sobre o governo e a presidente Dilma Rousseff e em seguida questionada sobre a relação do Brasil com os Estados Unidos. Marina respondeu o que foi feito pelas agências é "inaceitável e deve ser repudia do com toda a veemência".

"No entanto, é preciso que se busque a superação desse impasse. E isso significa não só em relação ao Brasil, mas em relação a todos os outros países. É fundamental que se estabeleça um novo padrão para a relação entre os diferentes países, orientada pelo princípio de uma cultura de paz, uma cultura de cooperação, do exercício da liderança fraterna", afirmou.

Marina também falou da motivação de sua candidatura, após a morte de Eduardo Campos, em agosto, bem como de propostas nas áreas de saúde, educação, segurança e infraestrutura. Disse ser preciso recuperar a confiança de investidores no Brasil para recuperar o crescimento econômico após erros cometidos pelo atual governo.

Em outro momento, foi indagada por ser evangélica e como isso afetaria direitos dos homossexuais, por exemplo. A candidata repetiu que seu programa é o que reconhece mais direitos para a comunidade LGBT, preservando a possibilidade de união civil entre pessoas do mesmo sexo, admitindo a adoção de crianças por casais gays, a transferência de direitos previdenciários e herança em caso de morte. "Todos os direitos que estão assegurados para os casais heterossexuais estão assegurados para os casais homoafetivos", disse.

*G1.

Aécio acusa Correios de não entregar cartas de campanha em Minas Gerais

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, afirmou nesta quarta-feira (1º), durante evento de campanha em Mogi das Cruzes (SP), que entrará com ação na Justiça contra o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, e o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro, devido a denúncias de que eleitores de Minas Gerais teriam ficado sem receber correspondências de sua campanha.

Na terça-feira, a coligação de Aécio já havia anunciado que acionaria o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por denúncias de suposto favorecimento dos Correios à campanha de Dilma Rousseff em Minas Gerais e ao candidato petista a governador do estado, Fernando Pimentel. As informações sobre a ação dos Correios em Minas foram divulgadas pelo jornal “O Estado de S.Paulo”.

“Depois de uma denúncia feita por uma liderança do PT de que os Correios estavam privilegiando a candidata oficial, agora recebemos denúncias [...] de que os Correios em Minas, durante toda a campanha, não cumpriram com a sua responsabilidade. Cometeram um crime e não enviaram as correspondências da nossa campanha, seja do candidato [Pimenta da] Veiga, [candidato a governador] , seja da candidatura presidencial”, disse Aécio.


*G1

Dilma diz ser 'absurda' denúncia de que Correios favoreceram campanha

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, classificou nesta que quarta-feira (1º) como "um absurdo" a denúnia divulgada pela imprensa sobre suposto beneficiamento de sua campanha com ações dos Correios em Minas Gerais.

Conforme vídeo divulgado na terça-feira (30) pelo site do jornal “O Estado de S. Paulo”, o deputado estadual mineiro Durval Ângelo (PT-MG) afirmou durante reunião com dirigentes dos Correios que a presidente Dilma só chegou aos 40% de intenções de voto em Minas Gerais porque "tem dedo forte dos petistas dos Correios”.

A presidente rebateu as infomações em coletiva de imprensa no Palácio do Alvorada nesta quarta ao ser indagada sobre o que achou da denúncia. “Gente, vocês são jornalistas. Vocês acreditam nisso? Gente, nós estamos vivendo um momento eleitoral e fica uma situação um pouco nervosa. Isso é um absurdo”, disse a presidente.

Na terça-feira, após a divulgação do vídeo, a coligação do candidato á presidência do PSDB, Aécio Neves, anunciou que vai pedir apuração do caso pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Nesta quarta, ele disse que acionará a Justiça para que também sejam apuradas denúncias de que os Correios em Minas Gerais teriam deixado de entregar correspondências com seu material de camapanha no estado. Os Correios negam as informações.

A presidenciável do PSB, Marina Silva, criticou nesta quarta o suposto aparelhamento das empresas públicas para, segundo ela, assegurar a reeleição. Ela reiterou que esse tipo de problema é o que a leva a defender o fim da reeleição no país. "Tenho dito reiteradas vezes que sou contra a reeleição. A reeleição é uma chaga. Isso tudo começou com compra de votos, com o mensalão no Congresso. Querem se reeleger a qualquer custo", disse.


*G1.

BISPOS DO RN PEDEM CONSCIÊNCIA NA HORA DE VOTAR

Faltando apenas três dias para as eleições gerais de domingo, a Igreja Católica divulga nota na qual os bispos das três dioceses do Rio Grande do Norte chamam a atenção dos fieis para a responsabilidade na hora de votar. Para Dom Jaime Vieira Rocha (arcebispo de Natal), Dom Mariano Manzana (bispo de Mossoró) e Dom Antônio Carlos Cruz Santos (bispo de Caicó), a escolha dos cristãos, em relação aos candidatos, deve ser feitas “à luz dos valores do Evangelho” e, alertam, que não é adequado se abster do processo político das eleições diante de “falhas” verificadas em partidos e/ou políticos.

Confira a nota na íntegra

Caríssimos irmãos e irmãs em Cristo,
Querido Povo de Deus,

Já se aproxima o dia 05 de outubro, quando somos convocados a escolher dentre os candidatos, pelo voto livre e soberano, o presidente da República, o Governador do Estado, um senador e deputados estaduais e federais, sobre os quais confiaremos os destinos do Brasil e do Estado pelos próximos quatro anos. Trata-se de um grave desafio que exige responsabilidade de cada eleitor. Neste instante, nos dirigimos aos cristãos, em especial, os católicos dos quais nos identificamos como irmãos e pastores.

Todos são chamados a assumir o seu lugar próprio no enfrentamento deste desafio cidadão. Assumi-lo com decisão, buscando amparo e luzes nos valores do Evangelho. À Luz desses valores temos a chance de fazer uma leitura mais adequada da realidade complexa na qual estamos inseridos.

Temos convicção de que atentos e fiéis aos valores que emanam do Evangelho, cada eleitor poderá agir e decidir, fazendo escolhas capazes de gerar novos rumos no mundo da política brasileira. Há um momento primeiro que não pode ficar fora da pauta do cidadão que se orienta pela indissociável relação entre fé e vida.

Trata-se de uma discussão ética, ampla e fundamentada, a respeito de candidaturas, programas de governo e representatividade. A sociedade espera de cada um de nós o testemunho da fé, que se traduz na vivência do cotidiano, que tem muito a contribuir para a transformação da vida, com incidências próprias no âmbito político e partidário.

Os partidos políticos, assim como as organizações da sociedade civil são indispensáveis à democracia. São as artérias pelas quais a cidadania constrói, oxigena e aperfeiçoa a democracia. Criminalizar os partidos políticos e as organizações da sociedade civil porque seus membros falham, é criminalizar o exercício da cidadania e, por consequência, mutilar a própria democracia. Deve-se punir, sim, aqueles indivíduos que se utilizando das instituições cometem crimes contra a democracia e as conquistas políticas, sociais, econômicas, dentre outras, da cidadania.

Então, ao fazer nossas escolhas, é preciso compreender que, ao fazê-las sem critérios, estaremos gerando um grande prejuízo que incide sobre décadas da história futura e, de modo ainda mais perverso, no presente, sobre a vida dos mais pobres.

Cada um é convidado a compreender a política, conforme ensina o Papa Francisco, como uma das formas mais altas da caridade, porque busca o bem comum. Essa é mais uma oportunidade de aperfeiçoar a democracia a partir de reflexões, reuniões, voto consciente contra a corrupção e a favor da honestidade.

Todo cidadão tem direito a ser governado e representado por agentes políticos probos, íntegros e honrados. Este é o momento certo que o processo democrático nos oferece para garantir à sociedade o seu direito de exercer democraticamente o poder político, melhorando a representação. Agora é hora privilegiada de cada cidadão contribuir para qualificar a gestão pública e o serviço à política. Não é tarefa fácil fazer a melhor escolha.

Por isso, torna-se indispensável analisar programas e propostas das coligações partidárias e ponderar elementos, especialmente aqueles de inegociável sensibilidade social, num momento em que o pobre e o excluído precisam ter prioridade de tratamento e destinações. Não se pode dispensar o compromisso dos que têm competência para gerar e garantir dinâmicas de crescimento econômico e a conseqüente inclusão social, alargando as conquistas sociais nas áreas da saúde, educação, assistência social, da agricultura familiar e convivência com o semiárido.

Por tais razões, já não é possível se deixar levar por apelos emotivos e falsas promessas dos candidatos que preferem enganar o eleitor a se comprometer com os graves problemas que a maioria dos brasileiros, no momento, se encontra submergida. Basta lembrar como anda a saúde, a educação, a segurança pública e a situação hídrica que lhe aflige no município em que cada um reside.

Lembremo-nos que o ato de votar não encerra a nossa participação cidadã, mas requer ainda mais uma participação de todos na construção de um modelo de Estado republicano, fundado sob a cidadania, centrado na pessoa e na dignidade humana,onde a tônica principal do desenvolvimento não seja apenas o mercado e o lucro, mas, acima de tudo, a comunidade dos cidadãos, alicerçada na defesa e promoção da justiça, da fraternidade, da igualdade de direitos, da solidariedade, e cuja prática política esteja plasmada nos valores ética e da promoção e defesa da vida de cada pessoa, especialmente dos mais pobres e indefesos, as crianças e idosos.

Por fim, rogamos ao Senhor Deus que derrame sobre cada eleitor brasileiro e potiguar, o Dom do Espírito Santo: da sabedoria e da inteligência, do discernimento e da caridade, a fim de que possamos fazer nossas escolhas amparadas nos princípios do Bem Comum, da supremacia do interesse público, da justiça social e da paz entre os povos. Com especial bênção apostólica.

Dom Jaime Vieira Rocha
Arcebispo de Natal

Dom Mariano Manzana
Bispo de Mossoró

Dom Antônio Carlos Cruz Santos, MSC
Bispo de Caicó. 

Pleno do TRE decide manter cancelamento da candidatura de Roberto Ronconi para o Senado

Por maioria de votos, a Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, em sessão realizada ontem, decidiu manter a decisão monocrática de Verlano Medeiros que cancelou o registro da candidatura de Carlos Roberto Ronconi, Ricardo Bezerra de Farias e Aldenor Alves dos Santos, candidatos a senador, primeiro e segundo suplente, respectivamente, pelo partido PSL.

A razão para o indeferimento é que uma chapa ao senado, pelo princípio constitucional da unicidade e indivisibilidade da chapa, deve estar completa. A chapa do PSL, uma vez que o primeiro suplente renunciou e o partido, ao qual competia apresentar um substituto em até 10 dias, não o fez, ficou incompleta.

O Registro foi indeferido, à unanimidade e em consonância parcial com o Ministério Público Eleitoral, mantendo a decisão agravada. Portanto, no próximo domingo (5), como as Urnas foram lacradas antes da decisão do TRE-RN, a chapa do PSL constará nas Urnas Eletrônicas e caso seja mantida essa decisão pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os votos serão anulados.


Fonte: Panorama Político.

TSE multa Dilma em R$ 25 mil por pronunciamento do Dia do Trabalho

Na sessão plenária de ontem, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) multou a presidente da República, Dilma Rousseff, em R$ 25 mil por considerar que ela realizou propaganda eleitoral antecipada no dia 30 de abril em pronunciamento sobre o Dia do Trabalho (1º de maio). Por maioria de votos, os ministros acolheram recurso do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) para julgar procedente representação, fixando a multa no valor máximo previsto no artigo 36, parágrafo 3º, da Lei 9.504/97.

De acordo com o PSDB, Dilma utilizou-se de rede nacional de rádio e de televisão para promover sua imagem e sua eventual candidatura à reeleição à Presidência da República.

A questão voltou a julgamento com o voto-vista do ministro Luiz Fux. Ele acompanhou a divergência iniciada, no dia 24 de junho, pelo ministro Gilmar Mendes, que puniu Dilma não apenas porque houve o pronunciamento, mas por entender que, no caso, o conteúdo caracterizaria propaganda eleitoral antecipada.


Fonte: Panorama Político.

Prefeito de São Vicente é levado à sede da PF para prestar esclarecimento sobre dinheiro encontrado no carro

Pacote de dinheiro leva prefeito a depor na Polícia Federal 
O prefeito de São Vicente, no Seridó, foi conduzido agora há pouco para a sede Polícia Rodoviária Federal, em Natal.
Ele foi parado na estrada, indo para o Seridó, e numa ação de rotina da PRF, foi vistoriado.
Como foi encontrado dinheiro no carro, o prefeito foi levado a prestar esclarecimento.

Fonte: www.thaisagalvao.com.br

Prefeito de Mossoró recolheu e não repassou R$ 7 milhões de contribuição previdenciária dos servidores

O prefeito de Mossoró, Francisco Silveira Júnior, atrasou e negociou com o Instituto de Previdência de Mossoró uma dívida no valor de R$ 7 milhões, informou ao portalnoar.com o presidente do Previ-Mossoró, Paulo Afonso Linhares. Ao valor, se soma um atraso de R$ 4 mi remanescentes ainda da gestão da ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB), totalizando um débito de R$ 11 mi.

O débito da administração de Silveira Júnior foi dividido em 60 parcelas mensais de aproximadamente 117 mil. Os atrasos nos repasses aconteceram durante cinco meses de gestão do atual prefeito. Linhares suspeita que o endividamento tenha sido gerado por dificuldades financeiras. A assessoria de imprensa do prefeito foi procurada para comentar o assunto, mas o celular se encontrava desligado até a publicação desta matéria.


De no Xerife.

139ª morte violenta: Individuo baleado no Boa vista morreu no Tarcísio Maia

A cidade de Mossoró no Rio Grande do Norte registrou mais uma morte provocada por disparos de arma de fogo em 2014.

Jetro Kellis Salles dos Santos, 33 anos de idade, ferido na cabeça com um dispara de uma arma do tipo espingarda no final da noite de ontem 30 de Setembro, morreu no sala de cirurgia do Hospital Regional Tarcísio Maia para onde foi socorrido.

Segundo informações, Nego Jetro, estava em uma esquina, próximo a lanchonete de Marrom Lanche, na Rua Paulo de Albuquerque no bairro Boa Vista, quando foi surpreendido e baleado por dois indivíduos que se encontravam de motocicleta.

Getro foi socorrido por uma Unidade de Suporte Avançado "Alfa" do Samu para o Hospital Regional Tarcísio Maia e não resistiu.


*O Câmera.

RESUMO DO DEBATE: Henrique Alves pede para o eleitor comparar e diz que “o Estado não pode mais errar”

O candidato Henrique Eduardo Alves pediu para o eleitor comparar no pleito.

“Está na hora de comparar. Você que está indeciso e comparar, os candidatos a sua história. O Estado nãopode mais errar. Natal foi para o novo e depois de 4 anos vive arrependimento. É preciso mudar. Não se muda com radicalismo tem que ter força política para mudar, buscar parceria”, comentou.

*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Araken Farias pede para o eleitor “não vender seu voto”

Na última participação no debate Araken Farias pediu o “voto consciente”.

“O Brasil passa por grave situação de corrupção. Nesta eleição não venda seu voto. Esse é momento em que você pode dizer quem será o próximo governador. É preciso acreditar no novo. O povo está cansado das mesmas mentiras, das mesmas propostas. Cabe a você, a responsabilidade é sua (eleitor)”, disse.

*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Robério Paulino promete reequipar os hospitais regionais

Robério Paulino, ao responder questionamento sobre saúde, disse que priorizará os hospitais regionais. “A saúde é um caos. O Estado está destruído em várias áreas. Vamos recuprar a saúde do Estaod e reeequipar os hospitais regionais. O médico, a enfermeira precisa resolver o problema no local e não chamar ambulância. O hospital precisa estar equipado”, disse.

Robério Paulino disse que convocará a sociedade para fazer um plano para saúde, educação e segurança.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Robinson Faria ataca Araken Farias: “o candidato Araken aderiu ao acordão”

O candidato Robinson Faria atacou Araken Farias de ter aderido a campanha de Henrique Alves e pediu respeito a memória do pai, Osmundo Faria, na acusação de Robinson Faria ter feito um desastre ambiental na sua salina.

“Araken Farias está desinformado e o senhor (Araken Farias) respeite a memória do meu pai”, disse Robison Faria.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Araken Farias voltar a atacar Robinson Faria e acusa de “ter feito maior desastre ambiental”

Ao comentar questionamento sobre projetos ambientais, Araken Farias voltou a atacar o candidato Robinson Faria, acusando de ter praticado crime ambiental.

“Um dos problemas do Rio Grande do Norte é a burocracia, que é excessiva. Nossa reforma administrativa vai tratar também deste assunto. Na verdade, a salina Amarra Negra (do pai de Robinson Faria) provocou o maior desastre do Estado. Mais de 120 milhões de dólares. Foram dizimados peixes e caranguejos porque não teve licença ambiental concedida”, disse Araken Farias.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Henrique Alves diz que, caso eleito, retomará os JERNS, jogos escolares do RN

O candidato Henrique Alves disse que, caso eleito, retomará os jogos escolares do Estado, conhecido como JERNS.

“Restabelecer o calendário do esporte amador. Precisa restabelecer os Jerns. O esporte é sério, une, agrega e faz bem as pessoas interiormente e externamente. Integra o jovem com a família e a sociedade”, destacou o candidato.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Araken Farias promete, caso seja eleito, abrir Arena das Dunas para o esporte amador

O candidato Araken Farias, ao responder questiomamento de Henrique Alves sobre esporte, propôs abriar o estádio Arena das Dunas para o esporte amador.

“Queremos promover campeonatos estaduais no Rio Grande do Norte para os jovens. Queremos colocar o Arena das Dunas para o esporte amador. Precisa também que as escolas façam seus campeonatos. Essa é uma política a ser implantada em todas as escolas. No meu plano de governo será tempo integral”, disse.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Robério Paulino propõe mudança na gestão de recursos hídricos, caso seja eleito

Ao responder pergunta de Araken FArias, o candidato Robério Paulino chamou atenção para situação hídrica no Estado. Ele disse que é preciso mudar a forma de armazenamento de água.

“Nossos açudes estão secando. Não tem água até o final do ano. Há um processo de desertificação. Achamos que tem que mudar completamente. Esse modelo hídrico está errado. Tem que mudar a forma de acumular água”, disse Robério Paulino.

Ele destacou ainda que é necessário acelerar a reforma agrária. “Apoiamos o movimento de luta pela terra para reduzir os preços para as pessoas”, disse.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Candidato Araken Farias promete acabar com antecipação do ICMS

O candidato Araken Farias prometeu, caso eleito, criar novos pólos industriais no Estado.

“a economia do Estado precisa crescer. Vamos acabar com antecipação do ICMS e fazer com que o investidor volte para nosso Estado. Vamos criar o pólo industrial de Macaíba, Natal e Mossoró. Vamos fazer com que o setor produtivo cresça no nosso Estado. Precisa fazer um governo voltado para o povo, para o cidadão”, comentou.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Robinson Faria acusa Henrique de apresentar pouco projeto no Congresso, peemedebista rebate e cita Minha Casa, Minha Vida

O candidato Robinson Faria acusou Henrique Alves por ser pouco produtivo no Congresso Nacional.

“Recebi de Robinson Faria, em seu último ato na presidência da Assembleia, reconhecendo o meu trabalho no Congresso Nacional. O meu trabalho, entre tantos outros, foi a Media Provisória do Minha Casa, Minha Vida. Eu fui buscar as obras da barragem de Oiticica. O aeroporto é luta nossa”, comentou.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Henrique Alves diz que Robinson Faria pediu a “presidência da Assembleia” em troca de não ser candidato

O candidato Henrique Alves acusou Robinson Faria de fazer uma proposta para deixar de ser candidato a governador. Segundo Henrique, Robinson Faria pediu para ser presidente da Assembleia Legisativa e em troca deixaria a candidatura.

“Essa é a verdade que há”, disse Henrique.

Já Robinson Faria disse que Henrique propôs Fábio Faria como candidato a vice.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Henrique Alves revela que Robinson Faria “pediu para ser adotado por ele e prometeu ingressar no PMDB”

O candidato Henrique Alves disse que Robinson Faria pediu para ser “adotado” por ele e prometeu ingressar no PMDB.

“Robinson Faria esteve na minha casa, em Brasília, e pediu para eu o adotar. E ele ainda disse que depois passaria para o PMDB. Como pode tanta hipocrisia. Essa foi a proposta dele e o filho dele não pode negar. Esta é a verdade e Robinson Faria não pode negar”.

Robinson Faria disse que o tempo todo assediou o deputado Fábio Faria para ser o vice. “Eu não fui para essa proposta porque não sou candidato a governador de gabinete”, disse.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Henrique Alves para Robinson Faria: “não é acordão, é união, para o Estado ter força para mudar”

O candidato Henrique Alves rebateu as acusações do candidato Robinsno Faria. “Não é acordão, é união. Esse Estado está tão dramático que pelo radicalismo não pode errar de novo. Não pode haver erro e nem aventura. Estou procurando política clara, transparência, quero que as pessoas me ajudem. Temos força política para mudar”, disse Henrique Alves.

*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Robério Paulino promete interiorização do turismo e novas campanhas para “vender o Estado”

Robinson Faria questionou Robério Paulino sobre o potencial do turismo e disse “não se conformar o Estado do Rio Grande do Norte não ser o melhor Estado para receber turista”.

O candidato Robério Paulino comentou: “o Rio Grande do Norte tem perdido espaço porque o Estado não sabe defender e se projetar. Morei em São Paulo, vi campanhas de Pernambuco, Ceará e o Estado não faz essa campanha. Vamos fazer campanhas para vender o Estado. Precisamos também acabar com o turismo sexual e interiorizar o turismo, fazer o turismo ecológico, levar para o interior”, comentou Robério Paulino.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Robério Paulino: “Robinson Faria foi cúmplice do Governo Rosalba”

O candidato Robério Paulino acusou Robinson Faria de ser cúmplice do Governo Rosalba. “Robinson é o vice-governador de Rosalba, é cúmplice e omisso de tudo que esse governo fez. Ele não fez denúncia ou crítica a destruição dos servidores públicos. Eles tratam servidor público como inimigo. Precisa ser feito concurso e, de fato, valorizar o servidor público”, disse Robério Paulino.

Robinson Faria retrucou: “fiz minhas críticas de maneira construtiva, dei meu expediente. O mandato de vice-governador não é comissionado, tem um papel constitucional e eu honrei cada dia desse mandato”.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Robinson Faria acusa Araken Farias de “pergunta de aluguel”

O candidato Robinson Faria acusou Araken Farias de fazer pergunta de aluguel. O candidato do PSL questinou Faria sobre um suposto “crime ambiental”praticado por uma empresa de Robinson Faria, em Galinhos.

“Existia um projeto de meu pai, de salina, aprovado em Recife. E está na Sudene, com todos os órgãos ambientais. E meu pai executou o projeto rigorosamente de acordo como estava aprovado na Sudene. Não havia nenhum crime ambiental. Agora houve perseguição a nossa empresa e o processo está arquivado. O senhor está mal informado. Pergunta de aluguel só dá nisso”, disse.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Robinson Faria acusa Araken Farias de “pergunta de aluguel”

O candidato Robinson Faria acusou Araken Farias de fazer pergunta de aluguel. O candidato do PSL questinou Faria sobre um suposto “crime ambiental”praticado por uma empresa de Robinson Faria, em Galinhos.

“Existia um projeto de meu pai, de salina, aprovado em Recife. E está na Sudene, com todos os órgãos ambientais. E meu pai executou o projeto rigorosamente de acordo como estava aprovado na Sudene. Não havia nenhum crime ambiental. Agora houve perseguição a nossa empresa e o processo está arquivado. O senhor está mal informado. Pergunta de aluguel só dá nisso”, disse.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Robinson Faria diz que vai colocar novo PROADI

O candidato Robinson Faria afirmou que irá implantar, caso seja eleito governador, um novo programa de incentivo a indústria, o PROADI.

“Precisa dar agilidade para abrir empresa. Hoje para abrir uma empresa no Estado demora dez meses. Vou lançar a Central do Empreendedor. Na hora que tiver agilidade vamos gerar empresa só. E vamos focar na questão da micro e pequena empresa. Fui deputado que aprovou a lei do Simples. Vamos dar condição para empresa viva”, comentou.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Candidato Henrique Alves ataca Robinson Faria: “é candidato de um poço só”

Situação tensa no debate: O candidato Henrique Alves disse que a “questão de recursos hídricos tem que ser prioridade”e definiu Robinson Faria como “candidato de um poço só”. “O senhor foi secretário de um poço só. Isso está no relatório de Recursos Hídricos. E de setembro a abril consegui perfurar 1.400 poços no Estado”, afirmou Henrique.

Robinson Faria retrucou: “o candidato Henrique tem jogo de palavra. É o candidato da pirotecnia. Na Secretaria de Recursos Hídricos sai com toda lisura”


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Henrique questiona Robinson Faria sobre recursos da Secretaria de Recursos Hídricos

O candidato Henrique Alves questionou Robinosn Faria por que ele aplicou apenas 8% do orçamento que tinha na Secretaria de Recursos Hídricos, quando esteve no órgão.

“Seria irresponsável se aplicasse recursos em obra que estava subjudice. Eu montei uma equipe de excelência, de coordenadores. Deixei um planejamento pronto para os 4 anos porque os governos pecam porque não planejam. Na Secretaria deixei tudo planejado”, disse Robinson Faria.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Robinson Faria: “o povo não se intimida com pesquisa”

O candidato Robinson Faria questionou Robério Paulino sobre pesquisa eleitoral. E destacou que “o eleitor não se intimida com pesquisa”.

“Existem pesquisas e pesquisas. Há prática dos grupos dominantes e candidatos são privilegiados por pesquisas. O povo já se libertou e não tem mais medo e não se intimida de pesquisa que dá resultado favorável”, disse Robinson Faria.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Henrique Alves diz que “quer ser o governador da segurança”

Ao responder pergunta do candidato Araken Farias, Henrique Alves enalteceu o trabalho na segurança. “Vamos mostrar que vale a pena ser do bem. As pessoas vítimas da criminalidade. Vamos fazer com que o policial tenha capacitação, carreira, saúde, habitação. Ele (o policial) é vitima desse processo e vamos dar condição para ele representar junto a sociedade a lei, a segurança”, comentou.

Henrique Eduardo Alves disse que “quer ser o governador da segurança pública”. Ele disse que vai “expulsar os bandidos, traficantes e deixar esse Estado em paz”.


*Panorama Político.

RESUMO DO DEBATE: Araken Farias: “segurança no RN vai de mal a pior”

O candidato Araken Farias disse que será prioridade, caso seja eleito, fazer anualmente concurso público onde convocará mil policiais.

“Vamos também retirar os presídios das proximidades das cidades. Vamos fazer política de segurança como foi feito no período da Copa e garantir em 90 dias a segurança total no nosso Estado”, comentou.


*Panorama Político.

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO