sábado, 24 de janeiro de 2015

Bons ventos em João Câmara

O Jornal Nacional, edição de hoje (24), destacou os bons ventos que chegaram ao município potiguar de João Câmara. A zona rural de lá abriga dez parques eólicos, que paga de R$ 700 a R$ 1000 pelo aluguel de área para cada aero gerador (aqueles “ventiladores” gigantes). Há agricultores que chegam a lucrar R$ 20 mil/mês. Outro detalhe: O PIB de João Câmara cresceu 90%.

*O Xerife.

MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ REGISTRA PRIMEIRO CRIME DE HOMICÍDIO EM 2015

Um latrocínio, roubo seguido de morte, foi registrado na tarde deste sábado (24) na RN que Liga Santa Cruz a Japi.

Segundo informações da Polícia Militar, por volta das 15h um jovem identificado por Edvanilson Pereira da Silva “Gordin”, 20 anos, residente no bairro Alegre, tentou fugir do roubo a sua motocicleta, acelerou o veículo e acabou sendo alvejado por alguns disparos de arma de fogo. A vítima caiu e veio a óbito ainda no local.

Ainda de acordo com a polícia, populares informaram que dois motociclistas foram vistos nas proximidades da cidade de Japi pilotando em alta velocidade.

*Fonte: Rádio santa Cruz AM/Blog de Robson Freitas.

Prefeitura Municipal Tabuleiro Grande-RN garante Reajuste de 13,01% no Piso Salarial dos Professores

Em reunião na manhã desta quinta-feira, 22 de janeiro, a Prefeita Bernadete Rêgo autorizou o Secretário Municipal de Educação Giordano Freitas a implementar já no Mês de Janeiro o Reajuste do Piso Salarial do Magistério com o percentual de 13,01% nos vencimentos dos professores, como também o pagamento do Terço de Férias dos profissionais da educação. "Valorizar os educadores foi e sempre será prioridade de nossa administração", ressaltou a Prefeita Bernadete Rêgo.

Da Assessoria.

Protestos lideram casos de violência contra jornalistas no Brasil

Em 2014, 129 jornalistas brasileiros sofreram agressões no exercício da profissão no país. O número é menor que o de 2013, quando houve 181 casos, mas o número de assassinatos aumentou. Enquanto no ano anterior dois profissionais foram assassinados, em no ano passado o total de vítimas fatais chegou a três.

Os números constam do Relatório de Violência e Liberdade de Imprensa, produzido pela Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas). Também foram mortos três radialista e um blogueiro, mas o relatório não computa esses casos porque não pertencem à mesma categoria dos jornalistas.

De acordo com o relatório, a maior parte das agressões a jornalistas ocorreu durante as manifestações populares, repetindo o que já havia ocorrido em 2013.

“Neste ano, 65 jornalistas foram agredidos durante manifestações de rua, número inferior ao registrado em 2013, quando 143 jornalistas sofreram agressões, mas ainda assim é um número alarmante, visto que representa a metade do total (50,39%) de casos”, informou a Fenaj.


*O Xerife.

3º MEGA FEIRÃO DE RIVANI VARIEDADES!!!