terça-feira, 31 de março de 2015

Capotamento de veículo deixa uma pessoa ferida na BR 304 Próximo cemitério novo em Mossoró

Um acidente tipo capotamento foi registrado na noite de terça feira 31 de Março de 2015, na BR 304 próximo ao cemitério novo em Mossoró rio Grande do Norte.

Segundo informações, o condutor de um veiculo tipo Gol de cor branca, identificado como Eduardo Vidal Limeira, 22 anos de idade natural do Ceara, seguia na BR 304 sentido fortaleza quando segundo o mesmo, teve que desviar de uma motocicleta que invadiu a preferencial, o mesmo perdeu o controle do veiculo colidiu com a mureta de proteção atravessou a pista e caiu dentro de um córrego.

O Cabo George da Polícia Militar com auxílio dos policiais da Força Tática, realizaram o resgate da vítima enquanto aguardavam a chegada da equipe de socorristas do Samu, que após os procedimentos no local socorreram o mesmo para o Hospital Regional Tarcísio Maia apenas com escoriações.


*Informações e imagens: O Câmera.

NÃO PERCAM!!!!

Neste domingo, dia 05 de abril de 2015, mais um grande torneio de futebol sete, no campo do bairro Bacurau 1. Início do torneio às 08 horas da manhã, logo após o torneio, haverá sorteio de 01 grade de cerveja e 01 frango assado. Logo em seguida, haverá seresta ao vivo, com Magno Adiel no Bar do Pãozeiro.

Participem!

Organização: Valdir, Pãozeiro e amigos!!!

Base governista insatisfeita com Mineiro

Babado que circula pelos corredores da assembléia legislativa do Rio Grande do Norte:

– Existe muita insatisfação da base governista de apoio a Robinson Faria com as atitudes do deputado estadual Fernando Mineiro que como líder do governo na assembléia legislativa se sente o próprio governador do Estado.

Também há muita reclamação em relação a indicação de cargos comissionados em várias partes do Estado.

Para os insatisfeitos o Partido dos Trabalhadores vem impondo suas vontades.


*Do Xerife.

PREFEITURA DE APODI ABANDONA OS SERVIÇOS BÁSICOS NO MERCADO PÚBLICO

 
A fama de pior administração pública municipal desde que Apodi virou cidade não é por acaso. Um exemplo real disso, é a simples limpeza dos banheiros do mercado público, que não acontece há meses, e a população é quem paga a conta, '' comprar material de limpeza e ter alguem para limpar isso não tem, mas a coléta dos impostos a prefeitura arrecada toda semana, só não sabemos para onde vai esse dinheiro. Pedimos ajuda dos vereadores, que desde as eleições de 2012, nunca mais passaram por aqui'' diz um ambulante do mercado revoltado.
 

Governo do Estado do Rio Grande do Norte decreta Luto Oficial de três dias pelas vitimas do acidente na BR 304

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL - ASSECOM

Nota de pesar do Governador Robinson Faria

Com profunda consternação, externo meu pesar pela perda dos servidores da Secretaria de Estado da Infraestrutura, falecidos de forma trágica na tarde desta segunda-feira, 30.

Quero manifestar minha solidariedade e apoio aos familiares das vítimas: o motorista Maxwel Barbosa de Araújo, a engenheira Maria Lívia Oliveira Araújo e o engenheiro Rodolfo Campos Cavalcanti. Neste momento de profunda dor, unimos nossos pensamentos e elevamos nossas orações a Deus, pedindo o conforto necessário aos parentes e amigos.

Também manifesto solidariedade e apoio à concluinte de arquitetura Ana Beatriz Lima Câmara, que sobreviveu.

Em sinal de respeito aos que se foram o Governo do Estado do Rio Grande do Norte decreta Luto Oficial de três dias.

Informação a imprensa. 


*O Câmera.

Detran divulga cronograma de exames de direção veicular do interior do RN

O Detran/RN inicia nesta quarta-feira (1º) pela cidade de Parelhas o cronograma de exames de direção veicular voltado aos municípios do interior do Estado. Serão 21 cidades polos espalhadas pelas várias regiões do RN que receberão os examinadores do Órgão. A previsão é realizar mais de dois mil testes durante os 18 dias da operação.

Os peritos analisam o conhecimento prático de volante dos alunos que já foram considerados aptos nos exames médico e psicológico, e que também já concluíram a carga horária de aulas prática e teórica ministradas pelo centro de formação de condutor de sua escolha.

O usuário que deseja permissão para pilotar veículo automotor de quatro ou mais rodas é avaliado no tocante a estacionar em vaga delimitada por balizas removíveis e referente à condução do veículo em via pública, urbana ou rural.

Já para os veículos de duas rodas são exigidas habilidades de ziguezague com no mínimo quatro cones, passagem por prancha ou elevação, por sonorizadores em duas curvas sequenciais de 90° (noventa graus) em “L” e duas rotatórias circulares que permitam manobra em formato de “8”.

Segundo a Controladoria de Trânsito do Detran/RN, para que o candidato seja aprovado no teste é necessário que ele não cometa nenhuma falta eliminatória e que a soma dos pontos negativos seja menor do que três. No caso de reprovação o candidato só poderá repetir o exame decorridos 15 dias da divulgação do resultado.

Os municípios de Ceará Mirim, Currais Novos, Caicó e Pau dos Ferros vão receber os examinadores em dois momentos distintos. Além do cronograma de testes de direção veicular direcionado as cidades do interior, o Detran/RN realiza um processo diário de avaliações com equipes de examinadores fixas nos municípios de Natal e Mossoró.

De acordo com o setor de Estatística do Departamento, no primeiro bimestre deste ano foram efetivados em todo o Estado 9.100 exames de direção veicular.

CRONOGRAMA - EXAME DE DIREÇÃO VEICULAR ABRIL DE 2015
01/04 – Parelhas;
06/04 – Passa e Fica;
07/04 – Angicos e Tangará;
08/04 – Goianinha;
09/04 – Jucurutu;
10/04 – Caicó;
13/04 – São Paulo do Potengi e Extremoz;
14/04 – Ceará Mirim e João Câmara;
15/04 – Currais Novos;
16/04 – Pau dos Ferros;
17/04 – Pau dos Ferros e São Miguel;
22/04 – Ceará Mirim e Macau;
23/04 – Caraúbas;
24/04 – Apodi;
27/04 – São José do Mipibu e Canguaretama;
28/04 – Santa Cruz e Jaçanã;
29/04 – Currais Novos;
30/04 – Caicó.
 

Assessoria de Comunicação Detran/RN

3232 2999.

CHUVAS REGISTRADAS PELA EMPARN EM TODO O RN

Per.: das 7:00hs de 30/03/2015 as 7:00hs de 31/03/2015

No. Postos Existentes: 197 No. Postos sem Contato: 75

No. de Postos com Chuva: 64 No. de Postos sem Chuva: 58

MESORREGIAO OESTE POTIGUAR

Assu(Particular) 16,4

Tibau(Prefeitura) 12,9

Sao Francisco Do Oeste(Prefeitura) 12,0

Ipanguacu(Base Fisica Da Emparn) 11,1

Patu(Particular) 11,0

Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 11,0

Ipanguacu(Emater) 10,5

Pendencias(Emater) 9,3

Gov. Dix-sept Rosado(Particular) 8,6

Pau Dos Ferros(Particular) 8,0

Itaja(Emater) 7,0

Coronel Joao Pessoa(Emater) 6,0

Felipe Guerra(Prefeitura) 6,0

Alto Do Rodrigues(Emater) 5,5

Frutuoso Gomes(Emater) 5,0

Jose Da Penha(Emater) 5,0

Sao Rafael(Emater) 4,7

Janduis(Emater) 4,2

Assu(Emater/st. Casa Forte) 4,0

Campo Grande(Particular 2) 4,0

Campo Grande(Particular) 3,6

Francisco Dantas(Emater) 3,5

Messias Targino(Prefeitura) 3,5

Agua Nova(Prefeitura) 3,3

Umarizal(Fazenda Camponesa(partic)) 3,2

Parana(Emater) 3,1

Alto Do Rodrigues(Diba/baixo Assu) 3,0

Dr. Severiano(Emater) 2,5

Lucrecia(Emater) 2,5

Vicosa(Prefeitura) 2,5

Portalegre(Particular) 1,5

Porto Do Mangue(Prefeitura) 0,7

Apodi(Base Fisica Emparn) 0,4

MESORREGIAO CENTRAL POTIGUAR

Florania(Inemet) 79,6

Florania(Sitio Jucuri) 71,6

Tenente Laurentino Cruz(Emater) 53,1

Santana Do Serido(Emater) 22,6

Fernando Pedroza(Emater) 15,4

Parelhas(Emater) 14,0

Caico(Acude Mundo Novo-emparn) 11,0

Caicara Do Rio Dos Ventos(Particular) 9,2

Acari(Particular) 9,1

Santana Do Matos(Emater) 9,0

Pedro Avelino(Base Fisica Da Emparn) 8,8

Sao Vicente(Emater(ex-particular)) 4,4

Jardim De Angicos(Emater) 2,0

Sao Joao Do Sabugi(Emater) 2,0


MESORREGIAO AGRESTE POTIGUAR
Sao Paulo Do Potengi(Emater) 66,2

Bento Fernandes(Riacho Dos Paus-part.) 47,0

Jundia(Emater) 37,7

Varzea(Prefeitura) 24,0

Ielmo Marinho(Prefeitura) 16,7

Serrinha(Emater) 13,2

Barcelona(Particular) 12,0

Boa Saude(Emater) 8,2

Santo Antonio(Emater) 8,1

Sao Bento Do Trairi(Prefeitura) 7,1

Lagoa De Pedras(Prefeitura) 6,1

Joao Camara(Centro Saude) 5,8

MESORREGIAO LESTE POTIGUAR

Taipu(Particular) 35,0

Pedra Grande(Emater) 21,0

Montanhas(Prefeitura) 3,1

Parnamirim(Base Fisica Da Emparn) 0,9

Natal 0,7

Dilma assentou menos famílias que Lula e FHC; meta é 120 mil até 2018

No 1º mandato, foram 107 mil; nova presidente do Incra tomou posse.
Para CPT, há retrocesso e abandono da reforma agrária; governo nega.

A nova presidente do Incra, Lúcia Falcón, afirmou após tomar posse nesta segunda-feira (30) que até o final do ano pretende realizar o assentamento de 11 mil famílias em áreas destinadas à reforma agrária. Ao final dos quatro anos do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff, disse, a meta é assentar 120 mil famílias, conforme compromisso da própria presidente.

No primeiro mandato de Dilma, o número de famílias assentadas é menor que o registrado por Luiz Inácio Lula da Silva em seu primeiro e em seu segundo mandatos e por Fernando Henrique Cardoso em cada um de seus dois governos.

De 2011 a 2014, 107.354 famílias sem-terra foram beneficiadas pelo governo federal, segundo dados do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Nos governos Lula e FHC, o número de assentados jamais foi inferior a 200 mil. No ano passado, por exemplo, 32 mil famílias foram assentadas, superando a meta estipulada pelo governo de 30 mil. Mesmo assim, o número é inferior ao de todos os anos dos antecessores de Dilma.

Para José Batista Afonso, da Comissão Pastoral da Terra, foi consolidado no governo Dilma um movimento de abandono da reforma agrária. “O governo elegeu como modelo de desenvolvimento no campo o agronegócio. Além disso, houve acordos com a bancada ruralista no Congresso que fizeram com que o governo sacrificasse não só o assentamento de famílias sem-terra, como também a demarcação de terras indígenas e a regularização de áreas de comunidades remanescentes de quilombos. Houve um retrocesso imenso.”

O total de área incorporada para a reforma agrária no governo Dilma também é bem menor que nos governos anteriores. Foram 2,9 milhões de hectares de terra em quatro anos. Antes, a pior marca era a do segundo governo FHC (8,6 milhões de hectares).
Presidente do Incra
Questionada sobre como avalia o ritmo menor de assentamento nos últimos anos, a nova presidente do Incra disse que a prioridade foi a qualidade do processo de reforma agrária.

“Tivemos necessidade, em alguns momentos, de acelerar o assentamento e, nestes últimos anos, foi priorizada a qualificação desses assentamentos. Foi priorizado investimento para agregar valor no processo produtivo. Agora, estamos entrando numa terceira fase, eu diria, em que precisamos fazer as duas coisas ao mesmo tempo”, disse Falcon ao G1.

A nova presidente do Incra disse que em 30 dias apresentará uma proposta para desburocratizar a obtenção de terras, uma das metas de sua gestão.

“[Temos] que providenciar não somente o assentamento dessas famílias, mas principalmente agregar valor ao processo produtivo. Temos que pensar no desenvolvimento dos territórios. Eu não acredito no desenvolvimento de um assentamento isolado. Como uma fábrica isolada não muda o desenvolvimento de uma região, ela precisa formar uma cadeia produtiva, um arranjo produtivo. É assim que eu penso os assentamentos, formando cadeias de proteção, com produção de alimentos saudáveis, segurança alimentar, segurança hídrica inclusive”, completou.
Qualidade e quantidade
Antes mesmo da posse da nova presidente, o discurso do Incra no governo Dilma sempre foi o de "combinar quantidade e qualidade", convertendo os assentamentos em comunidades rurais autônomas integradas, um diferencial em relação a governos anteriores.

O órgão diz alcançar ano a ano uma maior cobertura de assistência técnica, com mais e mais famílias atendidas em todo o país. Em 2014, o Incra diz ter atendido o maior número de famílias de toda a sua história: 332.941. Foram feitos investimentos de R$ 369,4 milhões.

Para José Batista Afonso, o discurso é “falso”. “Na verdade não melhorou a qualidade dos assentamentos. Boa parte das políticas executadas pelo Incra foi retirada do órgão, como a construção de casas, que ficou sob responsabilidade do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’. Aqui em Marabá (PA), por exemplo, o resultado é que nos últimos dois anos não foi feita nem uma casa sequer nos assentamentos. E não adianta dar assessoria técnica se não houver recursos para abertura de estradas e construção de pontes e crédito para investir na produção.

Em nota, o Incra informa que as obras de infraestrutura, como acesso a estradas e pontes, são executadas por meio de uma chamada pública nacional que possibilitou ao órgão fazer convênios com governos estaduais e municipais. Por meio dos convênios, em 2014 foram contratadas obras para recuperação e abertura de estradas vicinais, com investimentos de R$ 221 milhões, afirma. Para 2015, o Incra diz que o orçamento para a área “será de igual valor ou com perspectivas de crescimento”.

Sobre a nova política do Minha Casa, Minha Vida, o Incra diz que “a inclusão dos assentados entre o público atendido, sob a responsabilidade do Ministério das Cidades, representou um passo significativo para a ampliação dos investimentos em infraestrutura já realizados”. “Contratos assinados por quase 5,3 mil famílias com Banco do Brasil ou Caixa Econômica para construção ou reforma de casas e projetos entregues nessas entidades financiadoras relativos a 18,7 mil famílias demandaram recursos de R$ 474,5 milhões”, diz a nota.

O Incra cita ainda outros programas, como o Água para Todos, que abastece 55 mil famílias assentadas, e o Terra Forte, que fomenta a agroindústria em assentamentos e alcança 26 mil famílias, como exemplos de investimentos no país.



*Do G1.