quinta-feira, 16 de abril de 2015

Veiculo capota na RN 117 próximo a Lagoa de Pau na zona rural de Mossoró

Um acidente tipo capotamento foi registrado na tarde de quinta feira 16 de Abril de 2015, na RN 117, estrada que liga Mossoró a Governador Dix-Sept Rosado Rio Grande do Norte. O capotamento ocorreu em uma curva e pode ter sido provocado durante uma ultrapassagem forçada

O Estudante de Informática, Willame Matheus Cesar, estava chegando a Mossoró em um veículo tipo Honda City e durante uma ultrapassagem forçada, segundo a Polícia Estadual de Trânsito, perdeu o controle em uma curva próximo a ponte de Lagoa de Pau e capotou.

A equipe de uma Unidade Com Suporte Avançado “Alfa” do Samu foi acionada e socorreu o mesmo para o Hospital Regional Tarcísio Maia. Segundo o medico da equipe Willian aparentemente não sofreu nenhum trauma grave, apenas escoriações. 


*Informações e imagens: O Câmera.

ACIDENTE PRÓXIMO AO PICO DO CABUGI: MOTORISTA PERDE CONTROLE E TOMBA CAMINHÃO NA BR 304

Um acidente envolvendo um caminhão aconteceu nas proximidades do Pico do Cabugi no final da manhã desta quinta-feira, 16 de Abril na BR-304.
As informações são que um caminhão da empresa Polo Norte, carregado com refrigerantes da marca Frevo tombou na pista.
Ainda de acordo com as primeiras informações, o ocorrido se deu por volta das 11 horas e trinta minutos, e tudo pode ter sido ocasionado por distração do motorista, que perdeu o controle do caminhão e não conseguiu evitar o acidente.
O veículo ficou de rodas pro ar, e parte da carga ficou espalhada pela rodovia, no meio do asfalto.
O trânsito ficou lento e alguns populares ajudaram a assegurar o controle, enquanto se esperava a chegada da PRF.

Fotos: Leitor do Blog
Fonte: Focoelho.com via Robson Freitas.

AVIÕES DO FORRÓ E DORGIVAL DANTAS NO 27 DE ABRIL EM APODI

A banda Aviões do Forró estará no dia 27 de abril em Apodi, para a realização de um show beneficente, juntamente com o cantor Dorgival Dantas, que fará uma participação.

A notícia foi dada pelo cantor da banda Alexandre, em seu perfil do Instagram. O show será no Parque de Vaquejadas Francisco Joaquim de Sales e será cobrado apenas 2 Kg de Alimentos ou 01 lata de leite em pó.

"Flagrante" Motorista perde controle de veiculo e bate na mureta de proteção na BR 304 em Mossoró

Um acidente tipo colisão foi registrado na manhã de quinta feira 16 de Abril de 2015, na BR 304 próximo ao terminal rodoviário em Mossoró Rio Grande do Norte.

A condutora de um veiculo tipo Ford K de placa MZC 6361, perdeu o controle do carro, rodou na pista e colidiu com a mureta de proteção que divide as duas pistas. No veiculo estavam duas mulheres que nada sofreram.

Uma viatura do Departamento Estadual de Transito esteve no local auxiliando as vitimas até a chegada da Policia Rodoviária Federal.


*O Câmera.

FEIJOADA CULTURAL EM APODI!!!

A Associação ARD, Associação Raimunda Dantas, estará realizando a feijoada cultural domingo dia 19 de abril. A arrecadação será para restauração da sede da Associação Raimunda Dantas na Casa de Cultura Popular. Não percam!!!
Dia 19/04 - Domingo
Local: Em frente a Casa de Cultura Popular
Hora: A partir das 11:00 h.

TCU diz que governo cometeu crime de responsabilidade fiscal

BRASÍLIA - O Tribunal de Contas da União (TCU) declarou não haver mais nenhuma dúvida de que o governo Dilma Rousseff incorreu, de fato, em crime de responsabilidade fiscal, ao utilizar recursos de bancos públicos para inflar artificialmente seus resultados e melhorar as contas da União. As operações, que contrariam frontalmente a Lei de Responsabilidade Fiscal, passaram a ser conhecidas como "pedaladas fiscais".

"Não tenha dúvida. Há um descumprimento de lei. Um banco público não pode emprestar dinheiro para o governo. É como se você estivesse devendo no seu cheque especial, e o governo não pode ter esse cheque especial", disse o relator do processo do TCU, José Múcio. "Faltou dinheiro e a conta foi paga por terceiros". Nos cálculos do TCU, mais de R$ 40 bilhões foram sacados pelo governo das contas do Banco do Brasil, Caixa e BNDES, para engordar a contabilidade fiscal e se aproximar da meta de superávit primário, a economia feita para o pagamento dos juros da dívida pública.

Na prática, a decisão do plenário do TCU sobre as "pedaladas fiscais" pode fortalecer a intenção da oposição, que analisa um possível pedido de impeachment de Dilma por "crime de responsabilidade". Após as manifestações do dia 12, o PSDB pediu ao ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior que avaliasse a possibilidade. Ao Estado, Reale Júnior disse que o seu parecer não se refere, na prática, ao impeachment, mas sim à avaliação se houve um crime comum para a solicitação de uma eventual ação penal. "O ponto nuclear é a análise das 'pedaladas fiscais' detectadas no TCU", disse.

O tema impeachment foi levantado em uma reunião da bancada de deputados com o presidente nacional da sigla, senador Aécio Neves (MG). No final do encontro, Aécio pediu para que deputados que defendiam a proposta se manifestassem. Praticamente todos os presentes levantaram a mão a favor. O principal defensor da ideia na Câmara é o líder da minoria, Bruno Araújo (PE), que conta com o apoio do líder da bancada, Carlos Sampaio (SP).

Explicações. Em decisão tomada nesta quarta-feira, 15, pelo plenário do TCU, 17 autoridades do governo Dilma Rousseff terão de explicar essas operações. O ministro José Múcio Monteiro deu 30 dias de prazo improrrogável, para que todos prestem informações sobre as irregularidades nas contas. Caso sejam condenadas, as autoridades podem ser alvos de multas e processos por crime de responsabilidade. O TCU tenta identificar quem deu a ordem para as "pedaladas". Perguntado se a presidente Dilma poderia ser chamada a dar explicações, Múcio disse que essa possibilidade "não é avaliada".

Mas o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, entrou para a lista de convocados para prestar esclarecimentos sobre a utilização de dinheiro de bancos públicos pelo governo. Além de Tombini, a corte de contas quer ouvir explicações do atual presidente da Petrobrás e ex-presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine.

Também estão listados o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega; o ex-secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin; o atual ministro do Planejamento, Nelson Barbosa; o ministro do Trabalho, Manoel Dias; o ex-presidente da Caixa Jorge Hereda, e o presidente do BNDES, Luciano Coutinho.

As 'pedaladas' no Banco do Brasil envolveriam, por exemplo, recursos para subsidiar juros baixos em financiamentos de produtores rurais e incentivos a exportadores. A situação motivou representação de acionistas minoritários do banco ao TCU para que a situação fosse apurada.

Banco Central. Presente na sessão plenária do TCU, o procurador-geral do Banco Central, Isaac Ferreira, disse que o BC não tem, por competência, a tarefa de detectar as irregularidades fiscais que foram cometidas pelo governo. Ferreira também fez questão de frisar que Alexandre Tombini não é alvo de investigações ou acusações de irregularidades, mas foi chamado apenas para prestar esclarecimentos. "O Banco Central não tem competência para captar irregularidades fiscais, nem para punir bancos que porventura foram acusados de cometer irregularidades fiscais", disse Ferreira.

Segundo o procurador, o BC não é órgão de execução da política fiscal, não ordena despesa nem arrecada receita orçamentária, cabendo-lhe apenas elaborar estatísticas fiscais, "o que é bem distinto da execução ou contabilidade orçamentária".

"Quanto ao mérito, tenho a convicção jurídica pessoal de que, do ponto de vista da regulação bancária, sequer enxergo elementos que caracterizem operação de crédito vedada. De todo modo, os trabalhos do TCU ainda estão em sua fase inicial e tudo se submeterá ao crivo do contraditório", afirmou Ferreira.
 
*MSN.

Souza sugere regionalização de unidade de saúde em Mossoró

Deputado defende que União, estados e municípios se aliem na promoção à saúde 
Crédito da foto: Eduardo Maia
Devido à grande demanda de pacientes de outros municípios nas unidades de saúde de Mossoró, que representam 47% dos atendimentos, o deputado Souza (PHS) defendeu em seu pronunciamento, na manhã desta quarta-feira (15), a regionalização da Casa de Saúde Dix-sept Rosado.
“É importante regionalizar e apoiar esta importante casa de saúde de Mossoró, como o grande centro receptor destes pacientes. A Dix-sept Rosado já está, com grande esforço, realizando cirurgias eletivas, mas existem pessoas na fila de espera há dois meses e casos ainda mais longos de espera de quatro a seis meses”, afirmou o parlamentar.
A unidade de saúde atende a pacientes de aproximadamente 72 cidades. O parlamentar citou que no mês de fevereiro, por exemplo, foram realizados 252 partos e em março esta quantidade subiu para 420, diante da crise no Hospital da Mulher, que chegou a suspender seus serviços. Souza prestou contas de sua reunião com o atual secretário de saúde do RN, Ricardo Lagreca e fez um apelo para que municípios, estados e União se unam na promoção à saúde como um todo.

Servidores do IFRN deflagram greve a partir de hoje

Os trabalhadores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN), reunidos em assembleia na segunda-feira (13), decidiram entrar em greve a partir de hoje (16).

O movimento paredista é resultado da avaliação da paralisação de três dias realizada semana passada que movimentou e mobilizou muitos servidores na Instituição.

A categoria reivindica ampliação da flexibilização da jornada de trabalha aos servidores técnicos administrativos e redução do horário de funcionamento da instituição no período de férias escolares.

PT anuncia afastamento de João Vaccari da tesouraria do partido

Secretário nacional de Finanças foi preso pela PF na Operação Lava Jato.
Partido critica prisão e diz que Vaccari se afastou por razões 'práticas'.


O PT informou nesta quarta-feira (15) por meio de nota (leia a íntegra ao final desta reportagem) que o tesoureiro do partido, João Vaccari Neto, solicitou afastamento da Secretaria Nacional de Finanças da legenda.

A nota, assinada pelo presidente do PT, Rui Falcão, informa que Vaccari pediu afastamento por questões "práticas e legais" e manifesta "solidariedade" ao tesoureiro, preso nesta quarta pela Polícia Federal durante a 12ª fase da Operação Lava Jato sob suspeita de receber propina em esquema de corrupção na Petrobras. Vaccari sempre negou as acusações.

De acordo com assessoria de imprensa do PT, as razões "práticas" para o afastamento são a impossibilidade de Vaccari exercer suas tarefas na Secretaria de Finanças do partido do partido enquanto está preso.

Segundo a nota, a prisão de Vaccari é "injustificada" porque, afirma no texto o presidente do PT, ele sempre se colocou à disposição das autoridades para prestar esclarecimentos. O texto também informa que os advogados de Vaccari ingressarão na Justiça com pedido de habeas corpus, a fim de que ele seja libertado "no prazo mais curto possível".

"Reafirmamos nossa confiança na inocência de João Vaccari Neto, não só pela sua conduta à frente da Secretaria Nacional de Finanças e Planejamento, mas também porque, sob a égide do Estado Democrático de Direito, prevalece o princípio fundamental de que todos são inocentes até prova em contrário", diz o texto.

O anúncio do afastamento de Vaccari foi feito depois de uma reunião entre o presidente do partido, Rui Falcão, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Falcão estava em Brasília e, depois da prisão de Vaccari, viajou para São Paulo, onde almoçou junto com Lula.

Novo tesoureiro

 
O secretário de comunicação do PT, José Américo, disse que o novo tesoureiro do PT deve ser definido até sexta-feira. Segundo ele, o partido não pode ficar sem tesoureiro por questões práticas como a assinatura de documentos.

O secretário nacional de Organização do PT, Florisvaldo Souza, disse nesta quarta, ao sair do prédio do Diretório Nacional, em São Paulo, que apesar da prisão de Vaccari, o partido precisa manter sua rotina. "Temos um governo, temos o Congresso, a vida continua", afirmou.

Denúncias

 
Vaccari é réu em processo na Justiça Federal do Paraná que investiga as denúncias da Lava Jato. Ele é suspeito de ter recebido propina em esquema de corrupção que atuou dentro da Petrobras.

O ex-gerente de Serviços da estatal Pedro Barusco, também investigado, afirmou em depoimento por meio de acordo de delação premiada que Vaccari recebeu cerca de R$ 200 milhões em nome do PT no esquema investigado pela Lava Jato.

As apurações da PF apontam que as propinas eram pagas por empreiteiras que firmavam contratos com a estatal.

O tesoureiro também é mencionado em depoimentos de outro delator da Lava Jato, o doleiro Alberto Youssef, apontado como um dos operadores do esquema. Youssef disse que chegou a mandar um funcionário entregar, na frente da sede do PT, em São Paulo, R$ 400 mil para serem entregues a Vaccari.

Tesoureiro nega

 
Em depoimento de quase oito horas no último dia 9 à CPI da Petrobras, Vaccari afirmou que nunca tratou de assuntos financeiros do partido com ex-diretores da Petrobras e que todas as doações recebidas pela legenda são legais, feitas por meio de transações bancárias e mediante recibo.

Nota
Leia a íntegra da nota divulgada pelo PT:

NOTA OFICIAL DA PRESIDÊNCIA DO PT

O Partido dos Trabalhadores manifesta-se a respeito da desnecessária detenção, na data de hoje, do Secretário de Finanças e Planejamento, João Vaccari Neto, nos seguintes termos:

1 – A detenção de João Vaccari Neto é injustificada visto que, desde o início das investigações, ele sempre se colocou à disposição das autoridades para prestar qualquer esclarecimento que lhe fosse solicitado. Convocado, prestou depoimento na Delegacia da Polícia Federal de São Paulo, em 5 de fevereiro desse ano. Além disso, na CPI da Petrobras, respondeu a todas as questões formuladas pelos parlamentares.

2 – Reafirmamos nossa confiança na inocência de João Vaccari Neto, não só pela sua conduta à frente da Secretaria Nacional de Finanças e Planejamento, mas também porque, sob a égide do Estado Democrático de Direito, prevalece o princípio fundamental de que todos são inocentes até prova em contrário.

3 – Os advogados que cuidam da defesa de João Vaccari Neto estão apresentando um pedido de habeas corpus para que sua liberdade ocorra no prazo mais curto possível.

4 – Informamos ainda que, por questões de ordem práticas e legais, João Vaccari Neto solicitou seu afastamento da Secretaria de Finanças e Planejamento do PT.

5 – O Partido dos Trabalhadores expressa sua solidariedade a João Vaccari Neto e sua família, confiando que a verdade prevalecerá no final.

Rui Falcão

Presidente Nacional do PT.

G1, São Paulo.