terça-feira, 5 de maio de 2015

Bandidos fortemente armados assaltam e atiram em pneu de veículo de caraubense, entre Campo Grande e Paraú

Na madrugada desta terça-feira, 05/05, por volta das 03:30hs, 6 bandidos fortemente armados realizaram um famoso arrastão na BR-226 e a RN-233 entre Campo Grande e Paraú/RN.

De acordo com as informações, os elementos realizaram a primeira barreira na BR-226, nas proximidades da Fazenda Recreio em Campo Grande e roubaram um veículo Doblo, do caraubense Kele Taxita, que seguia de Caraúbas/Natal com passageiros. Os bandidos levaram tudo que tinha direito e não conformados com a ação, ainda atiraram no pneu do carro, que tinha uma criança de colo e um senhor de idade como passageiros mais frágeis.

Em seguida, os bandidos seguiram com destino a RN-233, e nas proximidades da cidade de Paraú colocaram um “piquete” (pedras na estrada) e realizaram mais assaltos a motoristas que paravam para retirar as pedras da Rodovia Estadual.

Depois desse verdadeiro arrastão, os meliantes abandonaram o veículo Corolla, de cor prata e placas NOH-6116 nas proximidades do Sítio Bom Lugar, a 6 quilômetros de Paraú. Em contato com a Polícia Militar, os mesmos contaram a nossa equipe que o veículo está com placa "fria", pois, na placa do veículo consta um Corolla de cor Prata e placas NOH-6116 de Natal/RN e, ao utilizar o aplicativo Sinesp Cidadão, mostra que o veiculo é de Recife/PE.

No interior do veículo os Policias do Grupamento Tático Operacional (GTO) de Assú, localizaram dois maçaricos, com isso, a polícia acredita que o alvo dos elementos seria uma agência bancaria, como não conseguiram, foram praticar assalto na RN-233 e BR-233.






*Fonte: Diego Moicano/ blog CG na Mídia/Icém Caraúbas.

MPF recomenda retirada de barragem irregular em Alto do Rodrigues

Estrutura instalada pela Prefeitura no Piranhas-Açu, sem licença ambiental, prejudica utilização das águas por quem vive rio abaixo
O Ministério Público Federal (MPF) em Assu emitiu uma recomendação à Prefeitura de Alto do Rodrigues para que remova, no prazo de 30 dias, uma barragem irregular montada no leito do rio Piranhas-Açu. Pedras, sacos de areia e reforço de cimento foram colocados no local (ver foto da estrutura) barrando o curso d'água, mesmo sem a autorização da Agência Nacional de Águas (ANA) ou qualquer licença ambiental.
 

O procurador da República Victor Queiroga cita na recomendação uma Nota Técnica da ANA, que aponta: “Existe preocupação quanto ao risco da implantação de estruturas para elevação de nível no trecho a jusante do reservatório Armando Ribeiro Gonçalves provocar, pelo impacto cumulativo, alterações no tempo de trânsito da água ao longo do rio, com prejuízos aos usuários situados mais a jusante, notadamente aos usos considerados prioritários como é o caso do abastecimento para consumo humano e dessedentação animal.”

O MPF recomenda, além da remoção da estrutura já existente, que o Município de Alto do Rodrigues não promova novos barramentos no leito do rio, sem a devida autorização da Agência Nacional de Águas e o adequado licenciamento ambiental.

Inspeção – A recomendação é um dos frutos da inspeção realizada no rio Piranhas-Açu pelo MPF em novembro de 2014 (confira detalhes). Após a visita in loco do procurador Victor Queiroga, foram solicitadas informações à Agência Nacional de Águas, que esclareceu não haver possibilidade de regularização da barragem.

“Esse barramento irregular vinha prejudicando a população que está abaixo no curso d'água. Deve ser observado que a situação de escassez que atravessa a região torna ainda mais relevante que qualquer intervenção a ser realizada no rio seja pautada pelo mais profundo cuidado, a fim de não prejudicar os usos prioritários da água: o consumo humano e a dessedentação dos animais”, reforça o representante do MPF.

Segundo ele, a recomendação tem também um caráter pedagógico, “tendo em vista que fica reafirmada a impossibilidade de realização de intervenções no rio Piranhas-Açu sem a anuência da agência reguladora competente, a ANA, e do órgão ambiental responsável”.

NOTÍCIAS DA UFRN

INCUBADORA

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) inaugura na tarde desta quarta-feira, 6, a incubadora de Processos Acadêmicos Científicos Tecnológicos Aplicados (inPACTA) da Escola de Ciências e Tecnologia (ECT). A implantação da inPACTA conta com a presença da reitora Angela Maria Paiva Cruz, e do diretor da Escola de Ciências e Tecnologia, Rex Antônio da Costa Medeiros. O evento acontece a partir das 14h, na sala 4 da ECT.

FACISA

Docentes e estudantes da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA) vão participar da 1ª Conferência Livre de Saúde, a ser realizada no dia 23 de maio em Santa Cruz. Na ocasião serão discutidas propostas para a política pública de saúde do município. A Universidade baseia seu Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) e seu planejamento estratégico em políticas públicas definidas para áreas como as de educação, saúde, desenvolvimento tecnológico e social. A FACISA oferta três cursos da área da saúde - Nutrição, Fisioterapia e Enfermagem - e contribui para mudanças na mesorregião do Agreste Potiguar por meio da formação de profissionais cidadãos.

IMD

O Núcleo de Pesquisa e Inovação em Tecnologia da Informação (NPITI) do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) foi contemplado com a doação de 15 placas Intel Edison pela Intel Brasil por meio de uma chamada de projetos de pesquisa voltados ao uso dessa plataforma. Ao todo, 17 professores que atuam no NPITI submeteram 31 projetos de pesquisa. De acordo com Rubem Saldanha, representante da Intel Brasil nas instituições de ensino, essa foi a maior participação de professores e a maior quantidade de projetos entre todas as submissões recebidas pela empresa. “Nenhuma universidade mandou tantos projetos e, por consequência, nenhuma receberá tantas placas quanto a UFRN”, declarou Saldanha ao divulgar o resultado da chamada. Rubem Saldanha fará a entrega oficial das placas no auditório do NPITI no dia 7 de maio, às 9h30. 


Boletim produzido pela Agência de Comunicação da UFRN - AGECOM

Governo do PT quebra o país e quer agora que o Congresso pague a conta, critica Agripino

O presidente nacional do Democratas, José Agripino (RN), disse nesta terça-feira (5) que o governo da presidente Dilma Rousseff quebrou o país e agora quer que o Congresso Nacional “pague a conta”. Desde a semana passada, ministros da gestão petista têm dito em público que suas pastas estão sem verba para investir.

“O governo do PT quebra o país e quer agora que o Congresso pague a conta aprovando a proposta de maldades que a presidente candidata negava de pé junto ‘nem que a vaca tussa’”, criticou o parlamentar pelo Rio Grande do Norte. 


*O Xerife.

Motorista perde controle de veiculo e capota nas proximidades da entrada de Felipe Guerra na BR 405.

Na tarde desta terça-feira (05/05), aconteceu um acidente de transito do tipo capotamento, na rodovia federal BR 405, mais precisamente nas proximidades ao trevo de acesso a cidade de Felipe Guerra.

Segundo informações o motorista do veiculo Fiesta, de cor prata, do município de Pombal / PB, seguia no sentido Mossoró / Apodi, quando perdeu o controle do mesmo, descendo o acostamento e capotando o veiculo varias vezes. Equipes da polícia militar, e do SAMU, estiveram no local do acidente, onde socorreram o motorista do veiculo, para o Hospital Regional Helio Morais Marinho, na cidade de Apodi / RN.

BLOG F5 APODI.

Com corpo falso, profissionais da saúde protestam em Mossoró.

Protesto aconteceu em frente ao Hospital Regional Tarcísio Maia. Manifestantes cobram melhorias no atendimento.
Profissionais da Saúde participaram de um protesto em frente ao Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, na manhã desta terça-feira (5). Os manifestantes pediam, dentre outras coisas, a conclusão da obra de reforma e ampliação da unidade hospitalar que está parada há mais de um ano.

Os manifestantes levaram um falso corpo, coberto com um lençol, para a frente do hospital. Em uma folha de papel estava escrito: "Nome: Cidadão Potiguar. Local da Morte: Corredor do HRTM. Causa da Morte: Falta de leito na UTI".

De acordo com o presidente do Sindsaúde em Mossoró, João Morais, o protesto quer ainda chamar a atenção do governo para problemas como a falta de medicamentos, falta de leitos de UTI, demora no atendimento aos pacientes e falta de profissionais.

"Nós encaminhamos um ofício para a promotora de saúde denunciando a falta de profissionais e medicamentos e as longas esperas no atendimento. Já tivemos muitos problemas com a estrutura do hospital e queremos mais agilidade do governo em resolver problemas relacionados a saúde pública", disse.

Portal G1/Imagens Roberto.

*O Câmera.

FESTA BENEFICENTE EM APODI!!!


Apodi: Ano letivo já começou e alunos do Sítio Arção ainda encontram-se sem transporte escolar

Os alunos do Sítio Arçaõ-Apodi/RN ainda encontram-se sem transporte escolar aguardando providências da secretaria de Educação. O primeiro problema referia-se a eles estudarem em umarizal, só que foi decidido transferirem para Escola Estadual Valdemiro Pedro Viana ( Sìtio Santa Rosa II ) que seria disponibilizado transportes, só que até o presente momento, nada foi resolvido. Desde o início do ano letivo os mesmos encontram-se sem frequentar a Escola.
Vergonha Apodi!!!

*Informação do Cassinho Morais.

Vida Marinha: Projeto da UERN resgata mais um peixe-boi e devolve nova tartaruga ao mar

Uma tartaruga oliva, cuja espécie está em extinção, foi devolvida ao mar por pesquisadores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), depois de ter ficado seis meses na Base de Tratamento de Animais Marinhos, do projeto Cetáceos da Costa Branca, na praia de Upanema, em Areia Branca. A tartaruga foi encontrada com uma nadadeira amputada, provavelmente por ter ficado presa em uma rede de pesca e não tinha mobilidade no mar. O tratamento deu resultado e o animal foi devolvido para viver com os de sua espécie. A operação durou pouco tempo.

A tartaruga foi cuidadosamente transportada em um veículo até a praia de Morro Pintado, de onde foi levada em um barco até o mar. A soltura ocorreu numa distância de 150 metros da praia e foi comemorada pela equipe de biológos e outros participantes do projeto, inclusive da comunidade. "Nos últimos 5 anos, já foram devolvidos 60 animais ao mar", calcula entusiasmado o coordenador do projeto, professor Flávio Lima, fazendo apelo às pessoas que encontrarem qualquer animal encalhado para que não toquem neles. A providência é acionar a equipe do projeto que fica de plantão na base de tratamento.

A Base avançada de Areia Branca é a única do Estado que faz resgate de baleias, peixes-boi, golfinhos, tartarugas e aves marinhas de
toda espécie. Na semana passada, foi resgatado mais um peixe-boi, o 11° numa temporada que vai de outubro do ano passado até agora. O animal é um filhote de aproximadamente três semanas, da espécie de peixe-boi marinho, que também está criticamente ameaçado de extinção.

"Ele está fisicamente bem", atesta o professor Flávio Lima, esclarecendo que está sendo feito um monitoramente sistemático nas praias do
litoral oeste do Rio Grande do Norte (Costa Branca) ao litoral leste do Ceará, àrea de abrangência do projeto, para localizar a mãe do filhote
que foi resgatado na praia do Rosado (Areia Branca). Se as buscas não derem resultado, o filhote só será devolvido ao mar depois que
completar dois anos. Ele continuará por um período sendo cuidado na base da UERN e depois deverá ser transferido para Aquasis, a única
instituição licenciada para o atendimento de encalhes de mamíferos marinhos no Ceará.

Toda operação de devolução da tartaruga oliva foi acompanhada pelo reitor Pedro Fernandes. "Esse projeto é importante para a UERN, pelo trabalho dos nossos pesquisadores e, principalmente, pelo envolvimento de pessoas da comunidade", afirma o reitor Pedro Fernandes, que já apresentou o projeto Cetáceos da Costa Branca aos parlamentares federais do Rio Grande do Norte. Acompanhado do professor Flávio Lima, o reitor levou gravações do encalhe de 30 golfinhos na praia de Upanema quando foram salvos mais de 80% dos animais, superando a média mundial que é de 20%.
Expansão
Projeto Implantará base de tratamento de animais vítimas de acidentes por vazamento de petróleo


O projeto Cetáceos da Costa Branca foi criado há 17 anos pela UERN em parceria com a Petrobras. Além da Base de tratamento em Areia Branca, há um ano e meio foi inaugurado no Campus Central, em Mossoró, o Laboratório de Monitoramento de Biota Marinha/Projeto Cetáceos da Costa Branca que realiza estudos e monitoramentos sobre a biodiverisidade de animais marinhos, interações entre esses animais e as atividades humanas, assim como avalia e tenta diminuir os impactos sobre os ambientes onde eles vivem.

O laboratório conta com espaço para necropsias de animais mortos encalhados na área de abrangência do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia Potiguar (PMP-BP) indicando a causa da morte dos animais. Conta ainda com sala de preparação e análises de material biológico coletado para as análises e laudos, coleção científica de mamíferos marinhos e escritório para pesquisadores e estudantes de graduação e pós-graduação.

Esse trabalho será ampliado com a implantação de uma unidade de atendimento emergencial de animais vítimas de acidentes em vazamentos de petróleo. Será a segunda unidade do país. A primeira fica na Universidade Federal de Rio Grande, no Rio Grande do Sul. Será para atendimento de emergência, uma espécie de Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para socorrer os animais atingidos por vazamentos nas àreas de produção e beneficiamento de petroleo.

A Unidade atenderá toda a àrea da bacia potiguar. A Base funcionará em um anexo ao laboratório de biota marinha, numa parceria também da Petrobras.

Fotos: Solange Santos/ UERNTV

*UERN.

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO