sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Prefeituras no RN com concursos abertos; mais de 100 vagas e salários até R$ 2.500,00

A Prefeitura de Equador, no Rio Grande do Norte, já recebe as inscrições do novo Concurso Público que visa preencher mais de 60 vagas. No entanto, a primeira retificação foi anunciada e corrige o salário do cargo de Professor B1 – Educação Física para R$ 1.438,38. Com Nível Fundamental, os cargos disponíveis são Agente Comunitário de Saúde – zona urbana (4) e rural (1), Motorista – Transporte Escolar (2) e Motorista – Transporte de Emergência (3).

As funções de Agente Administrativo (2), Auxiliar de Consultório Dentário – ACD (1), Orientador Social (10), Técnico em Enfermagem (9), Técnico em Enfermagem – Sala de Vacinação (1) e Técnico em Laboratório (2) exigem o Ensino Médio/ Técnico. As oportunidades seguintes são para candidatos com Nível Superior: Professor B1 – Ciências (1); Professor B1 – Educação Física (1); Professor A1 – Ensino Infantil (3); Professor A1 – 10 ao 50 ano (3); Pedagogo (1); Assistente Social (2); Enfermeiro (4); Enfermeiro – ESF (2); Fiscal de Tributos (1); Fisioterapeuta (1); Médico Plantonista (3); Medico – ESF (2); Nutricionista (1); Odontólogo (1); Odontólogo – ESF (2); Psicólogo (1); Procurador Jurídico (1).

Dentro do total de cargos, há vagas exclusivas para pessoas com deficiência. Já as remunerações variam entre R$ 788,00 e R$ 2.053,70 por mês, correspondentes a jornadas semanais de até 40h. Para participar, acesse o site www.gercon.atecel.org.br e se inscreva até 5 de janeiro de 2016. Em seguida, lembre-se de pagar a taxa de participação de R$ 50,00 a R$ 95,00 por meio de boleto bancário.

A classificação dos candidatos será feita mediante Prova Escrita Objetiva e Pontuação da Titulação e Experiência Profissional, de acordo com cada função. Por isso é importante estar preparado para o primeiro teste previsto para ocorrer em 17 de janeiro de 2016. Este Concurso Público terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado. (DETALHES AQUI)

Prefeitura de São José do Seridó – RN

Por meio de Concurso Público, a Prefeitura de São José do Seridó, Rio Grande do Norte, vai contratar e credenciar novos profissionais. No entanto, é preciso que os interessados tenham atenção, pois este edital foi retificado novamente. Os requisitos para os cargos de Operador de Máquinas e Tratorista foram alterados, e agora, os candidatos devem ter nível Fundamental para participar. Em nosso site você confere o edital completo e os documentos de retificação com outras informações.

Os salários podem variar de R$ 788,00 a R$ 2.500,00, e em alguns casos também haverá gratificação. As jornadas semanais chegam a 40 horas, e todas as funções disponíveis estão descritas conforme os níveis de ensino a seguir: Nível Fundamental: Agente de Endemias (CR); Auxiliar de Serviços Gerais (11); Coveiro (2); Gari (3); Merendeira (3); Operador de Máquinas (1); Tratorista (1); e Motorista (3).

Nível Médio: Agente Administrativo (7); Orientador Social (3); Técnico em Enfermagem (3); e Técnico em Saúde Bucal (1). Nível Superior: Professor de Educação Física (CR); Professor Polivalente/ Educação Infantil (3); e de Ensino Fundamental das Séries Iniciais (3); Professor de Língua Portuguesa (2); e de Matemática (1); Assistente Social (1); Contador (1); Enfermeiro (1); Educador Físico (1); Médico (2); Odontólogo (1); Psicólogo (1); e Supervisor (2). Dentro do total de vagas, estão inclusas as oportunidades para pessoas com deficiência.

O prazo para as inscrições segue até 21 de dezembro de 2015, por meio do site da empresa organizadora, www.atecel.org.br, e as taxas são de R$ 50,00; R$ 75,00; e R$ 95,00. Para classificar os participantes haverá Prova Escrita Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, e Prova Prática. A previsão é de que a primeira etapa seja aplicada em 17 de janeiro de 2016.

A validade do Concurso é de dois anos, no entanto, é possível que o prazo determinado seja prorrogado. (Detalhes aqui)

Robson Pires

Empresários de Mossoró continuam discutindo candidatura a prefeito

Segundo contam pelos corredores do segmento produtivo em Mossoró, os empresários mantém o desejo de lançar um nome para disputar a prefeitura, em 2016. Aliás, há um grupo que vem tomando gosto pela história. O assunto foi discutido durante reunião na quarta-feira (16). A pauta da discussão se voltou para a promoção da economia local, envolvendo os diversos segmentos produtivos.

Dica do blog: enquanto as decisões vier de cima para baixo de escolhas dos representantes, as escolhas dos candidatos á majoritária sempre será rejeitada pela população.

O xerife

Empresas de táxi aéreo esperam liberação do aeródromo de Caicó

Mesmo depois de gastos R$ 600 mil na reforma do aeródromo Ruy Mariz, as empresas de táxi aéreo interessadas em fazer linha para Caicó ainda esperam a liberação da pista. Tal autorização depende da vistoria da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).

O principal item a ser avaliado é o sistema de luzes de aproximação ou balizamento noturno (na imagem ao lado), que vai ajudar a orientar aviões que pousem ou decolem durante a noite. O aeródromo permanece fechado.

O xerife

TCE dá prazo até dezembro de 2016 para Governo devolver recursos do Funfir

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) determinou nesta quinta-feira (17) que o Governo do Estado devolva até o dia 31 de dezembro de 2016 os recursos sacados do fundo da previdência dos servidores estaduais a partir de maio de 2015. A Corte decidiu que os saques realizados a partir desta data foram ilegais.

Além disso, o TCE proibiu a realização de novos saques nos recursos resguardados para a previdência estadual, com exceção das contribuições realizadas após a entrada em vigor da Lei Complementar 526/2014, que unificou os fundos financeiros e previdenciário, editada em dezembro de 2014.

Segundo voto do conselheiro Paulo Roberto Chaves Alves, acolhido à unanimidade pelos demais membros da Corte, o Governo do Estado deve apresentar em 60 dias um cronograma de recomposição do dinheiro retirado do fundo da previdência estadual. O relator acolheu parcialmente os pedidos do Ministério Público de Contas e as sugestões do Corpo Técnico.

De acordo com a decisão do Tribunal, os saques realizados pelo Governo do Estado no Fundo Previdenciário a partir de 01 de maio de 2015 foram ilegais porque a Lei Complementar 526/2014 autorizou o uso dos recursos do fundo até o mês de abril de 2015.

Nas palavras do conselheiro relator, “o Poder Legislativo expediu uma autorização temporária para utilização de tais recursos” e “é dever do Estado recompor a mesma situação, preservando o patrimônio previdenciário dos servidores”.

A lei aprovada pela Assembleia Legislativa do RN determinava a adoção de uma previdência complementar para os servidores, contudo até o presente momento o novo regime não foi implantado.

“O dever legal do Estado era efetivar a Previdência Complementar até 30 de abril de 2015, e só até esta data poderia haver saques. Se a Previdência não foi efetivada, nem por isso os saques poderiam persistir, devendo os recursos permanecer segregados”, aponta o voto.

Ao mesmo tempo, a Corte de Contas indeferiu pedido do Ministério Público de Contas, que alegou a inconstitucionalidade da Lei Complementar 526/2014. Para o relator, que foi acompanhado pelos demais conselheiros, “a Lei em discussão se contém nos limites das atribuições legislativas do Estado”.

Lei de Responsabilidade Fiscal

O TCE também decidiu pela adoção de medidas imediatas, por parte do Executivo, para adequar os gastos de pessoal aos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal. O Governo terá 60 dias para informar as providências que tomou para diminuir o comprometimento das receitas correntes com gastos de pessoal.

Auditoria realizada pela equipe técnica mostrou que, mesmo após ultrapassar o limite legal de gastos, o Governo do Estado aumentou, no período de janeiro a agosto de 2015, o dispêndio de recursos com cargos comissionados em 24,46%.

“Referente ao limite das despesas de pessoal, em confronto com a Lei de Responsabilidade Fiscal, anoto que têm sido ignorados os reiterados alertas expedidos por esta Corte, revelado no Relatório de Auditoria e o Parecer do Ministério Público um quadro efetivo de completa irresponsabilidade fiscal”, afirma o voto do relator.


Entenda o caso

O Tribunal de Contas do Estado aprovou, em sessão realizada no dia 12 de maio de 2015, a realização de uma auditoria para apurar a legalidade da Lei Complementar 526/2014, que autorizou a unificação dos fundos previdenciário e financeiro do Regime Próprio de Previdência Social do Estado. O pedido de investigação foi feito pelo procurador-geral do Ministério Público de Contas, Luciano Ramos, no dia 7 de abril.

A investigação sobre o uso dos recursos do FUNFIR tem por base o Procedimento Preparatório instaurado pelo MPC no dia 9 de janeiro, através de uma representação apresentada pelo Fórum Sindical, entidade que reúne diversos sindicatos de trabalhadores estaduais. Segundo MPC, a resposta ao oficio encaminhado ao Governo do Estado, na época do procedimento, chegou ao Tribunal “com esclarecimentos escassos”.


Fonte: Portal Noar

Empresários são presos com cartões do Bolsa Família, em Carpina

Um casal de empresários de Carpina, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, foi preso por suspeita de reter cartões do Bolsa Família e de outros benefícios como garantia de empréstimos. A prisão foi na

quarta-feira (16), mas o caso só foi divulgado pela polícia nesta quinta-feira (17). Eles foram soltos após pagar fiança.

Ao cumprir um mandado de busca na loja do casal, a polícia encontrou diversos cartões com senhas, a maioria deles do programa Bolsa Família. "Eles emprestavam dinheiro e cobravam um juros altíssimo, que não tinha como as pessoas pagarem. Ficavam com os cartões como garantia desses empréstimos", explica o delegado responsável pelo caso, Antônio Resende.
As investigações começaram a partir de denúncias de aposentados. "Alguns não tinham dinheiro nem para comprar fralda geriátrica. Tem idosos que sofreram AVC, estão presos a uma cama. Eles [os emrpesários] são donos de uma loja, já foram donos de restaurante, têm uma boa condição financeira", aponta Resende.
Os dois foram indiciados pelos crimes de apropriação indébita e estelionato, mas respondem em liberdade. A Delegacia de Carpina segue investigando o caso, em busca de outros possíveis envolvidos.


Fonte: G1

A CHUVA COMEÇA A CHEGAR AO SERTÃO E TRÁS COM ELA A ESPERANÇA DE UM BOM INVERNO

Na tarde dessa quarta-feira (16) a cidade de Lucrécia, assim como várias cidades da região parou para contemplar com alegria a primeira chuva depois de uma longa
estiagem que atormenta a região nordeste. O período chuvoso é esperado com anseio por todos, pois, em todo o nordeste a mais de seis anos veem sofrendo com a falta de chuvas, deixando assim um rastro de destruição e sofrimento para os sertanejos.
O problema da seca não é novo, nem exclusivo do Nordeste brasileiro, vários países sofrem com esse fenômeno, mais nos últimos anos o nordeste brasileiro vem sentindo com mais intensidade esse problema. As consequências mais evidentes das grandes secas são a fome, a desnutrição, a miséria e a migração para os centros urbanos (êxodo rural).
No entanto, a esperança para todos esses problemas tem uma solução, com a chuva que caiu na tarde de ontem em várias cidades, serviu para reavivar a fé e a esperança de um bom inverno. Ainda nessa manhã de quinta-feira (17) o céu de Lucrécia amanheceu nublado com possibilidades de chuvas.

Fonte: portal Lucrécia