quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

DUAS MULHERES FORAM MORTAS A BALA AGORA POUCO EM RUSSAS-CE

Informações dão conta de um Duplo Homicídio a bala no Município de Russas-CE, mais precisamente na Lagoa do Toco, próximo ao DETRAN. Duas mulheres foram assassinadas, sendo elas identificadas como Tânia, manicure, residente no Mutirão e a outra por nome de Débora, residente na Várzea Alegre. A qualquer momento traremos outras informações.
VÍTIMA DE NOME DÉBORA
VÍTIMA DE NOME TÂNIA

*FONTE: ALTO SANTO É NOTÍCIA.

Acidente com vítima fatal na RN 233 próximo a cidade de Paraú

O acidente aconteceu por volta das 14 horas de hoje, 27 de janeiro de 2016. Duas pessoas foram encontradas caídas as margens da RN 233, próximo a cidade de Paraú, região Oeste do Rio Grande do Norte.
Segundo informações, os dois são pescadores da cidade de Assú e estavam numa motocicleta titan de cor verde e placa MXI 2007.

A polícia acredita que eles foram colhidos por um veículo ainda não identificado, que após o acidente, fugiu do local sem prestar socorro às vítimas.

Uma das vítimas do acidente, não resistiu e morreu no local. O corpo foi removido, mas se encontra sem identificação na Unidade Regional do Itep em Mossoró.



*Informações e imagens: O Câmera.

ANTÔNIO MARTINS: FAMÍLIA PROCURA HOMEM DESAPARECIDO

A família do senhor José Joaquim de Oliveira Neto, conhecido por ZÉ NETO, irmão de Corrinha de Adalzira do Muquém, residente em Antônio Martins, comunica que seu irmão esta desaparecido desde a noite de ontem dia 26 de janeiro de 2016 , quando por volta da meia noite seus familiares sentiram sua falta e ate o momento não se sabe o seu paradeiro. 

A FAMÍLIA INFORMA, que o mesmo sofre Esquizofrenia FATOR 20, Toma medicações durante todo o dia.

Com passagem 04 vezes pelo São Camilo.

Urgentemente a família pede a quem souber do seu paradeiro entrar em contato pelos telefones:

904184 9 9602 -4204 - Corrrinha
904184 9 9924-0887 - Ilany Gomes
903184 9 9844 - 6043 - Eudinho.

CONVITE DE CANTORIA!!!


MPF se reúne com moradores de comunidade que será inundada pela Barragem Oiticica

Distrito em Jucurutu terá de ser realocado, porém nova área não começou sequer a ser preparada pelo poder público e alguns vilarejos já sofrem os efeitos da obra  
O procurador da República Bruno Lamenha representou o Ministério Público Federal (MPF) em uma reunião com os moradores do Distrito de Barra de Santana, zona rural do Município de Jucurutu, nessa segunda-feira (25). Ele ouviu da população local o temor quanto ao andamento das obras da Barragem Oiticica, cujas águas do reservatório inundarão o distrito. A promessa é de que toda comunidade seria transferida para outra área, mas os serviços de preparação desse novo espaço sequer iniciaram.

Bruno Lamenha percorreu o canteiro de obras e visitou alguns vilarejos, antes de se reunir com os moradores na igreja local. A barragem é construída com recursos federais e houve acordo da União com o Governo do Estado para remoção dos moradores e edificação da Nova Barra de Santana, em uma área que não será inundada. O termo de compromisso previa, entre outras obrigações, que o Estado promoveria a terraplanagem e drenagem desse novo espaço, concluindo os serviços até dezembro de 2015.
 

Até hoje, no entanto, os projetos de terraplanagem e drenagem não foram sequer encaminhados pelo Departamento Nacional de Obras contra a Seca (Dnocs) à Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), que será a responsável por selecionar a empresa. Ao mesmo tempo, a barragem já se encontra 33% concluída, segundo informações repassadas ao procurador pelo chefe da obra.  
Investigações - Tramita no MPF em Caicó um inquérito civil tratando do tema. Além da realocação do distrito, uma das preocupações repassadas pelos moradores e que será analisada pelo MPF diz respeito aos processos de avaliação das moradias, sem contar a promessa de criação de um novo cemitério e a remoção de pequenos vilarejos rurais. Em um desses, Carnaúba Torta, 12 famílias moram tão próximas à obra que suas casas sofrem rachaduras decorrentes das explosões de dinamite usadas na construção. O fato foi verificado in loco pelo procurador Bruno Lamenha.

Na reunião em Barra de Santana, estiveram presentes o presidente da Coordenadoria de Defesa dos Direitos dos Atingidos no Perímetro da Barragem de Oiticica (Codepeme), Joaquim Gaspar; o presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Pianco-Piranhas-Açu, José Procópio de Lucena; e o prefeito de São Fernando, Genilson Medeiros.

O encontro foi uma iniciativa do próprio Ministério Público Federal, após uma comissão de moradores ter ido à Procuradoria da República em Caicó e relatado a tensão existente hoje na comunidade, diante dos prazos não cumpridos pelo poder público. A população ameaça, inclusive, paralisar a obra, caso a União e o Governo do Estado não adotem as medidas já prometidas.
 

Prioridades - Bruno Lamenha, ao fim da reunião, esclareceu aos moradores as medidas que o MPF deverá adotar em busca de solução para os problemas. Inicialmente, o procurador quer identificar a razão da demora no encaminhamento do projeto de terraplanagem e drenagem da comunidade Nova Barra de Santana. De acordo com informações do inquérito civil, esse material se encontra em análise pelo Dnocs desde julho do ano passado.

O representante do MPF vai solicitar também informações sobre a obra do novo cemitério e, da Prefeitura de Jucurutu, esclarecimentos sobre um suposto compromisso de inserir algumas famílias locais no programa municipal de aluguel social. O procurador também requisitará dados sobre a remoção dos moradores de Carnaúba Torta.

Artigo: Violência contra a mulher - uma causa do Legislativo Potiguar

No Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte tramitam mais de 13 mil processos de violência contra a mulher (dados de 2015). O levantamento do Mapa da Violência – Homicídio de Mulheres, publicado em 25 de novembro do ano passado, aponta que entre 2003 e 2013 houve um crescimento de 178% dos casos de feminicídio no Rio Grande do Norte. Dado que, mesmo com advento da Lei Maria da Penha em 2006, infelizmente continua a assombrar as mulheres potiguares e brasileiras.

A violência contra mulher tem sido até os dias de hoje cultuada pela sociedade machista e patriarcal. Embora tenham avançado os mecanismos legais de combate a essa realidade, que vitima a cada minuto uma nova mulher, ainda não foi superado o conceito de que a relação entre homens e mulheres é estabelecida por critérios de poder, etnia e classe. Então, como reverter esse quadro por meio da atuação do Poder Legislativo?

Um primeiro passo defendido ao longo do meu primeiro mandato na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte consistiu em trabalhar para que esse tema seja incluído no processo educativo das crianças e jovens potiguares, por meio da apresentação de um projeto de lei que institui, no mês de agosto, o “Mês de Proteção à Mulher”. Acredito que as crianças ao serem inseridas em um contexto de formação cidadã que promova a igualdade de gênero, crescem menos suscetíveis a reproduzirem episódios de violência - até mesmo de crescer considerando ser normal ver a mãe ser agredida dentro de casa.

Por outro lado, também defendo a aplicação de medidas mais rígidas para garantir o cumprimento das medidas protetivas expedidas pela Justiça, dentro do arcabouço legal da Lei Maria da Penha. Neste sentido queremos criar, no âmbito do Estado do Rio Grande do Norte, o projeto de lei que cria a Patrulha Maria da Penha. Só com uma fiscalização efetiva da Polícia Militar os agressores se manterão afastados das mulheres. Estas, por sua vez, poderão se sentir mais protegidas junto com seus filhos, que também são vítimas da violência doméstica.

A violência contra a mulher será uma causa sempre presente no Poder Legislativo Potiguar enquanto a nossa sociedade não trilhar caminhos que promovam a igualdade de gênero e enxergar que a mulher também é protagonista de sua própria vida. Neste sentido, enquanto representante do povo, defendo que as mulheres vençam o medo e denunciem seus agressores e estou empenhada em colaborar com essa transformação social.

PMDB divulga agenda da visita de Michel Temer ao RN

O presidente do diretório regional do PMDB-RN, ministro Henrique Eduardo Alves, vai receber na próxima sexta-feira (29), em Natal, o vice-presidente da República e presidente do PMDB Nacional, Michel Temer. A assessoria peemedebista divulgou a agenda em terras potiguares:

PROGRAMAÇÃO

Dia: 29/01/2016
Local: Hotel Imirá – Via Costeira – Natal/RN
13:30 – Reunião com membros do PMDB/RN
Auditório Centro de Convenções
15:00 – Reunião com representantes da Sociedade Civil do Rio Grande do Norte
Sala Monet – Pavimento Superior
16:00 – Conversa com Impressa
Espaço anexo à sala Monet.

Professor da Escola de Música apresenta colóquio em Portugal

O professor Gabriel Gagliano, da Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, participará da série de colóquios "Música em Contexto", realizada pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, em Portugal.

A série reúne pesquisadores de instituições portuguesas e estrangeiras para discutir assuntos de destaque nas áreas de Musicologia e Etnomusicologia.

O debate será conduzido pelo professor nesta quinta-feira, 28, nas dependências da Faculdade e terá como tema "O Legado de um Mestre: O Professor José Botelho e a Construção de uma Escola Luso-Brasileira de Clarineta".

José Botelho é um dos mais conceituados clarinetistas brasileiros. Nascido no Rio de Janeiro em 1931, mudou-se ainda criança para Portugal, diplomando-se no Conservatório de Música do Porto. De volta ao Brasil, foi professor de inúmeros clarinetistas brasileiros, entre eles Paulo Sérgio Santos, Fernando Silveira e Cristiano Alves.

A pesquisa que Gagliano tem desenvolvido na UFRN é fundada em aportes teóricos provenientes de Composição Musical, Estética da Música e Teoria da Memória Social aplicadas à busca de novas perspectivas para o entendimento das escolas de Práticas Interpretativas.

Revoltados, taxistas realizam operação 'Tapa Buracos' por conta própria em Várzea, RN

Taxistas revoltados tapam buracos no percurso de 1,5 quilômetros em Várzea, RN - Fotos: Enviadas ao VNT
 

VNT - Alguns motoristas taxistas realizam uma operação 'Tapa Buracos' nesta quarta-feira (27) na rodovia que da acesso a cidade de Várzea, agreste do Rio Grande do Norte. Os profissionais do volante revoltados se uniram para amenizar a situação precária do asfalto

Taxistas da cidade de Várzea, RN passaram a cumprir uma tarefa que deveria ser desempenhada pelo poder público: tapar os incontáveis buracos responsáveis pelo tormento na vida de motoristas que trafegam pelos 1,5 quilômetros no trecho que vai do início do calçadão da cidade até o retorno na RN-003, próximo ao pórtico da entrada da cidade

Em uma matéria publicada em 28 de março de 2015, o VNT fez o percurso, e mostrou em fotos os vários trechos com buracos, veja AQUI.

Por meio de um ofício enviado a Câmara de Municipal no dia 16 de março DE 2015, a Prefeitura de Várzea, em resposta a requerimentos de vereadores disse que já foi enviado ao Departamento de Estradas e Rodagens (DER) a solicitação para a recuperação do trecho que da acesso à cidade,


TUDO ISSO VOCÊ ENCONTRA EM RIVANI VARIEDADES!!!!

Criminosos armados explodem caixa de banco em Rafael Fernandes, no RN

Agência do Bradesco foi invadida na madrugada desta quarta-feira (27). Segundo PM, 10 homens explodiram o caixa; ninguém foi preso.
Criminosos explodiram uma agência do Bradesco na madrugada desta quarta-feira (27) no município de Rafael Fernandes, na região Oeste do Rio Grande do Norte.

De acordo com a Polícia Militar, 10 homens fortemente armados invadiram o estabelecimento. Ninguém foi preso.

Segundo o soldado Cleitano de Freitas, do 7º Batalhão da PM, o crime aconteceu pouco antes das 4h. A quadrilha estava dividida em dois carros. Os assaltantes invadiram o local e explodiram o caixa. Parte da agência ficou destruída.

"Na fuga, eles atiraram pelas ruas. É como sempre acontece", lamentou o soldado. A PM faz buscas na região.

*Do G1 RN/O Câmera.

Nova fase da Lava Jato cumpre 6 mandados de prisão

Operação Triplo X mira atividades criminosas da Bancoop, a Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo; PF também cumpre 15 mandados de busca e apreensão
Carlos Skarlack: Operação Triplo X. É o primeiro desdobramento das investigações sobre o mega esquema de corrupção instalado na Petrobras em 2016. A nova fase mira atividades criminosas da Bancoop, a Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo, e a estratégia da construtora OAS de utilizar imóveis como método para despistar o pagamento de propina. A Bancoop foi presidida pelo ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, preso e já condenado a mais de 15 anos de prisão pelo juiz Sergio Moro por atuar como cobrador e coletor de propina do petrolão.

Ao todo são cumpridos 15 mandados de busca e apreensão, seis mandados de prisão temporária e dois mandados de condução coercitiva nas cidades de São Paulo, Santo André (SP), São Bernardo do Campo (SP) e Joaçaba (SC). Entre os presos está a publicitária Nelci Warken, que prestou serviços à Bancoop e teria ligações com a offshore Murray. Ela foi levada para a Polícia Federal em São Paulo e ainda hoje deve ser transferida para Curitiba.

Segundo a Polícia Federal, as investigações da Triplo X mostram que empresas offshores e contas no exterior eram usadas para ocultar o produto de crimes cometidos contra os cofres da Petrobras. A investida policial ocorre também contra a empreiteira OAS, suspeita de ocultar o patrimônio em empreendimentos imobiliários para camuflar o pagamento de propina. Os executivos da OAS já foram condenados por Moro, incluindo o então presidente Leo Pinheiro, penalizado com 16 anos e quatro meses de prisão.

Na 22ª fase da Lava Jato estão sendo apurados, entre outros, crimes como corrupção, evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Um dos principais alvos desta etapa é a offshore Murray, criada pela empresa Mossack Fonseca no Panamá para supostamente ocultar os verdadeiros donos de um tríplex no Guarujá (SP) no mesmo condomínio em que a OAS reservou um apartamento ao ex-presidente Lula. As atividades da OAS e o estreito relacionamento da empreiteira com próceres do PT, em especial o ex-presidente, estão há tempos na mira da Promotoria de Justiça de São Paulo.

Conforme revelou VEJA, no processo que tramita em São Paulo e não tem relação direta com o escândalo de corrupção da Lava Jato, Lula será denunciado por ocultação de propriedade. A cooperativa habitacional de bancários que deu calote em seus associados enquanto desviava recursos para os cofres do PT. A Bancoop quebrou em 2006 e deixou quase 3 000 famílias sem seus imóveis, enquanto petistas graúdos, como Lula, receberam seus apartamentos.

Em abril do ano passado, VEJA revelou que, depois de um pedido feito por Lula ao então presidente da OAS, Leo Pinheiro, a empreiteira assumiu a construção de prédios da cooperativa. O favor garantiu a conclusão das obras nos apartamentos de João Vaccari Neto, por exemplo.

CLINI VIDA!!!!