sábado, 16 de abril de 2016

UFERSA divulga edital de concurso para Professor efetivo

A Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) divulga o Edital 013/2016 que visa a realização de concurso público para Professor efetivo. Ao todo, são ofertadas 09 vagas divididas entre os campi da Ufersa em Mossoró, Caraúbas e Pau dos Ferros.

O regime de trabalho é de 40 (quarenta) horas semanais com dedicação exclusiva. A remuneração inicial consistirá do salário básico, segundo o regime de trabalho, acrescido da gratificação da titulação mais elevada e do auxílio alimentação.

DAS VAGAS

Em Mossoró, as vagas são para professor de Ciências Contábeis com Doutorado em Contabilidade ou em áreas afins (01); docente com Graduação (Licenciatura) em Física, com Mestrado em Educação (01).

Em Caraúbas, as vagas são para professor com Graduação e Mestrado em Engenharia Elétrica ou em Eletrotécnica (01); docente com Graduação (Licenciatura) em Letras Libras (01); docente com Graduação em Letras com habilitação em Português (01).

Já em Pau dos Ferros, as vagas são para docentes com Mestrado em Computação (01); docente com Mestrado em Engenharia Ambiental ou Engenharia Ambiental e Sanitária (01); professor com Mestrado em Engenharia Civil ou em Geotecnia (01) e docente com Mestrado em Engenharia Civil ou em Estruturas (01).

DAS INSCRIÇÕES

As inscrições serão realizadas online até o dia 29 de abril de 2016 com taxa de R$ 95,00 reais e o pagamento poderá ser efetuado até o dia 02 de maio de 2016. O Candidato pode ainda solicitar isenção de taxa até o dia 14 de abril via formulário disponível na página do concurso. Para realizar a inscrição no concurso, clique aqui.

O prazo de validade do concurso público será de até 02 (dois) anos, a contar da homologação do respectivo resultado, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período. Para mais informações, consulte o edital abaixo:

Edital 013/2016

Pontos para as provas Escrita e Didática

Fonte: O Portal N10/Patu em Foco.

Direção da maior penitenciária do RN confirma nova fuga

Túnel aberto, escavado a partir do pavilhão 1, foi achado neste sábado (16).
Agentes farão recontagem para saber quantos presos conseguiram escapar.  
A direção da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior presídio do Rio Grande do Norte, informou na manhã deste sábado (16) que houve uma nova fuga na unidade. Policiais militares da Força Nacional encontraram um túnel aberto do lado de fora. A quantidade de fugitivos, no entanto, ainda não foi confirmada.

Vice-diretor de Alcaçuz, Juciélio Barbosa da Silva disse ao G1 que a fuga aconteceu por um túnel escavado a partir do pavilhão 1. Uma recontagem deve ser feita ainda nesta manhã. Alcaçuz fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal. Atualmente, a unidade possui 1.100 detentos. A capacidade, no entanto, é para 620.

Fugas

O sistema prisional potiguar passa por uma grave crise. Sem contar com a fuga deste sábado em Alcaçuz, 153 detentos já conseguiram escapar de unidades prisionais do estado somente este ano. Na última segunda (11), quatro presos fizeram uma 'pirâmide humana' e fugiram da Cadeia Pública de Mossoró, na região Oeste do estado.

Calamidade

O governo do Rio Grande do Norte renovou por mais seis meses o decreto de calamidade no sistema prisional potiguar. A renovação, assinada pelo governador Robinson Faria, foi publicada na edição do dia 17 de março do Diário Oficial do Estado (DOE). O documento diz que a renovação tem por objetivo "legitimar a adoção e execução de medidas emergenciais que se mostrarem necessárias ao restabelecimento do seu normal funcionamento".

Portal G1 - RN

MAIS UMA DA PÁTRIA EDUCADORA: Moradores abandonam Casa do Estudante por falta de alimentos

Estudantes que residem na Casa do Estudante de Mossoró (Cem) reclamam da interrupção na entrega de mantimentos à entidade há pelo quatro meses por parte do Governo do Estado. Em função das dificuldades, a casa que já chegou a acomodar 110 estudantes, atualmente mantém apenas 70.
A redução no número de moradores na Casa acontece em função de parte dos estudantes não conseguirem manter-se no local sem o envio de mantimentos do Governo, fazendo com que alunos tranquem suas matrículas nas universidades e retornem às suas cidades de origem.
Segundo o membro da diretoria da Casa do Estudante e graduando em Direito Brendo Câmara, que mora na Cem há pelo menos três anos, os mantimentos eram enviados pelo Governo do RN normalmente durante as gestões anteriores a cada 15 dias.
Ainda segundo Brendo Câmara, além de cereais (como arroz e feijão), os alunos também recebiam algum tipo de carne para complementar as refeições diárias que eram feitas na própria casa.
Sem a ajuda fixa quinzenal, os alunos atualmente sobrevivem a partir do apoio das próprias famílias, além da ajuda de um grupo de empresários ex-moradores da Cem que prestam solidariedade aos estudantes.
Anteriormente os estudantes faziam duas refeições diárias na Casa, almoço e jantar, a partir dos mantimentos recebidos do Governo. Atualmente, os alunos fazem apenas uma refeição diária no local. Aqueles que dispõem de algum tipo de transporte, frequentam restaurantes populares para não terem que retornar às suas cidades.
Secretaria de Ação Social afirma que responsabilidade com mantimentos é dos estudantes
Procurada pelo Jornal O Mossoroense, a Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas) informou que, “A responsabilidade de entrega de alimentos às Casas de Estudantes não é do Estado, por que essas entidades são instituições particulares e não possuem personalidade jurídica, por esta razão, a responsabilidade da compra dos mantimentos é dos próprios estudantes”.
Ainda segundo a assessoria da Sethas, sobre as gestões passadas terem enviado mantimentos à Casa do Estudante de Mossoró é um caso à parte, cabendo apenas à essas gestões, e que não diz respeito ao novo Governo.
A assessoria da Sethas também informa que os estudantes devem procurar o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) para elaboração de relatório específico para reaverem os mantimentos antes entregues à Casa do Estudante.
Caso semelhante aconteceu com os estudantes de Natal, que tiveram a entrega de alimentos suspensa, mas que junto ao MPRN conseguiram o benefício novamente. A Sethas reforça que está aguardando os estudantes se mobilizarem o quanto antes para resolução do problema.
Fonte: O Mossoroense.
Via: http://messiasonline.blogspot.com/ 


Do Blog: É muito zelo com a nossa educação! Socorro!!!!! Olhem que o prefeito de Apodi foi à Casa do Estudante e prometeu melhorias para a casa, se fosse eleito; Olhem que o prefeito de Felipe Guerra e de Itaú, já foram diretores da Casa do Estudante! É obrigação deles? Não. Mas eles podem e devem ir até o governo do estado e pedir agilidade na solução do problema, não podem?

NINGUÉM VÊ OS ESTUDANTES DE APODI E DE CARAÚBAS PERDENDO AULAS POR FALTA DE TRANSPORTE ESCOLAR, NEM MINISTÉRIO PÚBLICO, NEM PREFEITO, NEM GOVERNADOR

Dois meses (UM BIMESTRE) que as aulas da rede estadual de ensino iniciaram. E os estudantes da zona rural dos municípios de Apodi e de Caraúbas ainda não assistiram aula no ano de 2016. Mesmo tendo o direito ao transporte, as autoridades negam esse direito. O governo municipal não quer assinar o convênio com o governo do estado, o governo do estado diz que a culpa é do município, o Ministério Público parece que ainda está sem tomar conhecimento do problema. E assim os estudantes estão com dois meses sem aulas. O governo do estado, parece que não sabia dos custos que tem com os transporte e mandou um pessoal fazer a rota, parece que as comunidades saíram do lugar. Tudo, só enrolação e os estudantes no prejuízo! Ou Pátria educadora!!
Autoridades, assim os estudantes sentem vergonha de ...

APOSENTADORIA PARA RITA DAS MERCÊS

Publicada no Diário Oficial deste sábado a aposentadoria – por tempo de contribuição – de Rita das Mercês Reinaldo.
Ex-procuradora-geral da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, a servidora está afastada e é alvo de investigação do Ministério Público.

MAIS DOIS CONCURSADOS DA ASSEMBLEIA FORAM NOMEADOS

A Assembleia Legislativa nomeia mais dois aprovados no concurso público.
Estão sendo convocados os concursados João Filomeno Silva Filho e Priscila Felipe Medeiros da Câmara Castro.

A equipe da Homicídios esclarece a autoria de três crimes em Mossoró

A Delegacia Especializada em Homicídios de Mossoró “Dehom” divulgou na tarde de hoje, 15 de abril, os nomes dos principais suspeitos de envolvimento na morte de três pessoas nos meses de dezembro de 2015 e janeiro de 2016, na cidade de Mossoró, região Oeste do Rio Grande do Norte.
Segundo a Delegada Liana Aragão, responsavel pelas investigações, Gersony Gonzaga de Assis, de 35 anos de idade, Vitor Hugo da Silva Venceslau de 17, e Francisco Ferreira Viana, “Chiquinho” de 37 anos, foram mortos em crimes envolvendo tráfico de drogas no bairro Paredões.

Principais envolvidos, segundo a polícia:

Diego de Souza Pontes, "Diego Tardelly” "sem camisa tatuado" 23 anos de idade, é acusado de homicídio, responde por porte ilegal de arma de fogo, furto qualificado e tráfico de drogas. Ele está preso na Cadeia Pública Juiz Manoel Onofre de Souza.

Paulo Vitor Cortez de Oliveira, "camisa branca" de 19, é acusado de envolvimento na morte de Gersony Gonzaga de Assis, segundo a polícia. Ele está preso na Cadeia Pública Juiz Manoel Onofre de Souza - "camisa branca".

Francisco de Assis Diego da Silva, “Diego de Boneca” "camisa preta" de 24 anos, está com prisão preventiva decretada pela Justiça, mas continua foragido - "camisa preta".

Manoel Horácio do Nascimento Neto, "sem camisa" de 18 anos de idade, morador do bairro Paredões, foi morto em troca de tiros com a policia

Os crimes:

Gersony Gonzaga de Assis, 35 anos de idade, morador da cidade de Areia Branca, foi encontrado morto com as mãos amarradas para trás, próximo a Unidade de Saúde do bairro Barrocas, na Rua Marechal Floriano, na madrugada do dia 06 de dezembro do ano passado.

O adolescente Victor Hugo da Silva Venceslau, de apenas 17 anos de idade, morador da Ilha de Santa Luzia, foi baleado próximo ao Museu Municipal no centro da cidade e morreu no Hospital Tarcísio Maia, no dia 15 de janeiro passado.

Francisco Ferreira Viana, “Chiquinho” de 37 anos de idade, foi morto na calçada de sua casa na Rua Anatália de Melo Alves no bairro Paredões, no dia 16 de janeiro de 2016.
 
*O Câmera.

Gilberto Kassab pede demissão do Ministério das Cidades, diz Planalto

Ministro do PSD deixa pasta após bancada na Câmara apoiar impeachment.
Líder do PSD havia dito que partido não cobraria saída Kassab do governo. 

JBelmont: A assessoria do ministro Jaques Wagner, chefe de gabinete da presidente Dilma Rousseff, informou na noite desta sexta-feira que Gilberto Kassab (PSD) entregou mais cedo carta de demissão do cargo de ministro das Cidades. O pedido do ministro para deixar o governo se dá a dois dia da votação do processo de impeachment na Câmara.

O anúncio foi feito pela assessoria dois dias após o líder do PSD na Câmara, Rogério Rosso (DF), informar que vai orientar a bancada a votar favoravelmente à continuidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Ver mais AQUI

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO