terça-feira, 11 de outubro de 2016

8ª Morte violenta em Umarizal em 2016: Cidadão é morto a tiros em bar no bairro Caraíbas

Por volta das 12:20 horas, desta terça-feira (11), no bar de Edvan das traíras, nas proximidades do campo de futebol, aconteceu a oitava morte violenta no município de Umarizal no ano de 2016.

O senhor Manoel Maguim, proprietário de um bar no final do bairro mutirão, foi morto com vários tiros de arma de fogo. Segundo informações ainda preliminares, um só elemento chegou em uma motocicleta usando capacete e sem falar nada sacou a arma de fogo e efetuou seis disparos na direção da vítima. O senhor Edvan, proprietário do bar disse que estava deitado em uma rede e conversava com vítima quando o crime aconteceu.

O Sargento Carneiro, lotado no pelotão, mesmo estando de folga foi quem foi até ao local colher as informações, mas no exato momento em que ele chegava, o Delegado Luciano e sua equipe também chegou e passou a tomar as medidas de praxe que o caso requer.

Vale salientar que das oito mortes ocorridas no âmbito do município de Umarizal no ano de 2016 até esta data, três deles aconteceram em confronto com as polícias Civil e Militar. 


Fonte: Umarizal News.

SÃO FRANCISCO DO OESTE/RN: acidente de trânsito com vítima fatal na BR 405, Sítio Curralinho

No final da manhã de hoje (11/10), aconteceu um acidente de transito com vítima fatal, na BR 405, Sítio Curralinho, município de São Francisco do Oeste/RN. 

Uma moto de placa PJG 9374, São Francisco do Oeste/RN, que estava sendo conduzida pelo senhor Nelson Mandela (Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Francisco do Oeste), acompanhado do senhor Pedro Bezerra de Lima (Pedro Rufino), colidiu na traseira de um caminhão, de placa JJD 5865, Rafael Fernandes/RN, de transporte de água, que estava parado na BR, aparentando está com problemas. 


O senhor Nelson Mandela que se dirigia para a cidade de Pau dos Ferros/RN, ao bater no caminhão foi arremessado para fora da pista, socorrido pela equipe do SAMU para cidade de Pau dos Ferros e aparentemente está bem, infelizmente o senhor Pedro Rufino, que caiu no asfalto, foi a óbito no momento do acidente.

A polícia Militar e de Transito Estadual se encontram no local aguardando a chegada do ITEP e da Polícia Federal.





















*Fonte: Blog Eugênio Freitas.

MOSSORÓ: Rosalba anuncia equipe de transição

A prefeita eleita de Mossoró, Rosalba Ciarlini (PP) anunciou sua equipe de transição.

Equipe:

1 – José Anselmo de Carvalho Júnior

2 – Maria de Fátima Oliveira Marques (ex-controladora geral e planejamento do município)

3 – Pedro Almeida Duarte (ex-secretário de Educação e Agricultura do RN)

4 – Sebastião Ronaldo Martins Cruz (ex-diretor da Emater-RN)

5 – Yuri Tasso Duarte Queiroz Pinto (ex-secretário de Obras e Infraestrutura e ex-presidente da Caern).


*JBelmont.

CANDIDATURA DO VEREADOR LAETE OLIVEIRA FOI DEFERIDA

Com a entrada de Laete Oliveira, na lista dos eleitos, sai Evangelista. Assim, acontece alteração na lista dos vereadores eleitos em Apodi.

MEC prevê ensino médio integral em até 572 escolas; veja lista por estado

O Ministério da Educação prevê implantar o programa de ensino médio integral em até 572 escolas públicas brasileiras. No total são 257.400 vagas, divididas por estado de acordo com a população. A lista com a portaria de fomento à implantação de escolas em tempo integral foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (11) (VEJA ABAIXO).

Para aderir ao programa, o estado precisa apresentar um projeto pedagógico que será avaliado pelo Ministério da Educação. O prazo de adesão dos estados ainda não foi divulgado. De acordo com a portaria, o cronograma será estabelecido pela Secretaria de Educação da Básica do MEC.

Para cada vaga de ensino médio integral (ou seja, com alunos permanecendo na escola por, em média, sete horas ao dia), o governo federal promete pagar à rede de ensino R$ 2 mil por ano, durante quatro anos. O repasse às escolas será calculado anualmente, realizado em duas parcelas.

Reforma do ensino médio
O programa de fomento ao ensino médio integral foi anunciado pelo governo federal no dia 22 de setembro, junto com a medida provisória de reforma do ensino médio. Um dos pontos da nova lei, que altera a Lei de Diretrizes e Bases (LDB), determina que a carga horária mínima anual do ensino médio, atualmente de 800 horas, “deverá ser progressivamente ampliada, no ensino médio, para 1.400 horas”, ou seja, em tempo integral. A regra, porém, está vinculada à meta 6 do Plano Nacional de Educação (PNE), que prevê que, até 2024, 50% das escolas e 25% das matrículas na educação básica (incluindo os ensinos infantil, fundamental e médio) estejam no ensino de tempo integral.

Atualmente, de acordo com o Censo Escolar, o Brasil tem, somando todas as etapas da educação básica, 18% das matrículas em tempo integral, principalmente nas creches.

Segundo a portaria, cada edição do programa terá duração de 48 meses para implantação, acompanhamento e mensuração de resultados. Cada estado poderá aderir ao programa atendendo o número mínimo de 2.800 alunos, o máximo varia de acordo com a população (veja lista abaixo) e chega até 30 escolas.

A prioridade é para as escolas localizadas em regiões de vulnerabilidade social. O programa deverá ser implementado até o fim do primeiro semestre de 2017.

A carga horária estabelecida na proposta curricular deve ser de, no mínimo, 2.250 minutos semanais, com um mínimo de 300 minutos semanais de língua portuguesa, 300 minutos semanais de matemática e 500 minutos semanais dedicados para atividades da parte flexível.

Monitoramento e permanência
Para se manter no programa, as secretarias da educação terão de reduzir a média de abandono e reprovação entre os alunos cumulativamente, conforme dados do Censo Escolar. O MEC também vai utilizar como avaliação a taxa de participação mínima de 75% no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O desempenho no exame deve estar 15 pontos acima da média geral do estado ou Distrito Federal.

Estado – Número máximo de escolas – Número máximo de alunos

Acre – 9 – 4.050

Alagoas – 11 – 4.050

Amapá – 8 – 3.600

Amazonas – 18 – 8.100

Bahia – 30 – 13.500

Ceará – 30 – 13.500

Distrito Federal – 8 – 3.600

Espírito Santo – 16 – 7.200

Goiás – 30 – 13.500

Maranhão – 30 – 13.500

Mato Grosso – 24 – 10.800

Mato Grosso do Sul – 16 – 7.200

Minas Gerais – 30 – 13.500

Pará – 28 – 12.600

Paraíba – 21 – 9.450

Paraná – 30 – 13.500

Pernambuco – 30 – 13.500

Piauí – 26 – 11.700

Rio de Janeiro – 30 – 13.500

Rio Grande do Norte – 16 – 7.200

Rio Grande do Sul – 30 – 13.500

Rondônia – 10 – 4.500

Roraima – 8 – 3.600

Santa Catarina – 30 – 13.500

São Paulo – 30 – 13.500

Sergipe – 9 – 4.050

Tocantins – 14 – 6.300

Total – 572 – 257.400

*G1/Blog do BG.

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO