segunda-feira, 14 de novembro de 2016

APODI: JOVEM É MORTO A TIROS NO BAIRRO SÃO SEBASTIÃO

Um crime de homicídio foi registrado na noite desta segunda feira, 14 na cidade de Apodi-RN.

Ícaro Vinícius da Silva Paiva, 22 anos foi morto próximo ao antigo Parque de Vaquejadas.

De acordo com informações, Vinícius foi surpreendido por um homem que havia saído de um terreno baldio e efetuou cerca de cinco disparos de arma de fogo contra a vítima, que morreu no local. O atirador fugiu pelo mesmo terreno.

A Polícia Militar foi ao local do crime e faz o isolamento da área e espera a chegada do ITEP, que deve fazer remoção do corpo da vítima para sede do órgão em Mossoró.
Mais um crime que será investigado pela delegacia de Polícia Civil sob o comando do Delegado Renato Oliveira.

Zuzu do “Keké Isso” estava desaparecida, mas á foi localizada

A humorista mossoroense, Zuzu, que participa do programa Keké Isso na TV, esteve desaparecida por mais de 24h. Depois do susto na família, Zuzu foi encontrada na casa de amiga no Bom Jardim.

De acordo com Natali, filha de Zuzu, a mesma relatou que sua mãe teria adormecido na residência de uma amiga, que estava doente, e resolveu permanecer na residência da mesma para a ajudar.

Tudo resolvido, graças a Deus!!


UFERSA PUBLICA NOTA DE FALECIMENTO DE ALUNO NATURAL DE MOÇAMBIQUE, NA ÁFRICA


A SUPER LUA, AGORA EM APODI

A Super lua nesse momento em Apodi-RN! 20h46min, 14/11/2016!

Tentativa de homicídio em Mossoró

O Centro de Controle da Polícia Militar de Mossoró registrou no inicio da noite de hoje, 14 de novembro de 2016, mais uma tentativa de homicídio na cidade.

Um jovem foi ferido a bala na Rua Francisco Assis de Medeiros, no cruzamento com à Avenida Alberto Maranhão próximo ao Bar da Tábua e à marmoraria. 


*O Câmera.

Crime de homicidio na zona rural de Alexandria

O homicídio foi registrado no final da tarde de hoje, 14 de novembro de 2016, no sítio Panati, município de Alexandria, no Oeste do Rio Grande do Norte. Segundo informações, Genilson de Geraldo de João Dantas, foi morto com disparos de pistola calibre 380 e ponto 40. A polícia Militar faz o isolamento do local aguardando a equipe de plantão no Itep em Mossoró para os procedimentos. 

*O Câmera.

A SUPER LUA, AGORA EM APODI

A Super lua nesse momento em Apodi-RN! 19h54min, 14/11/2016!

Suspeito de matar policial militar no Ceará é preso no RN

 
Osvaldo Ferreira de Souza foi preso suspeito de envolvimento na morte de policial militar (Foto: Marcelino Neto/g1)

Um homem acusado de ter envolvimento na morte de um policial no Ceará foi preso na tarde deste domingo (13) em Mossoró, região Oeste do Rio Grande do Norte. Segundo a polícia, o suspeito foi identificado como Osvaldo Ferreira de Souza, de 30 anos. O suspeito tinha mandados de prisão em aberto nos estados da Paraíba e no Ceará. Osvaldo foi conduzido para a Delegacia de Plantão.

Ainda de acordo com a polícia, o acusado é conhecido como "Manoel do Massapê". A Central de Operações da Polícia de Mossoró recebeu a denúncia da existência de um possível foragido da Justiça no bairro de Forno Velho e o conduziu a prisão. Segundo a polícia, ele teria participado de uma tentativa de assalto na cidade de Jaguaretana-CE que terminou na morte de um policial militar.

O acusado deverá ser encaminhado a Cadeia Pública de Mossoró.

*G1 RN.

Africano, estudante da Universidade Federal Rural é encontrado morto dentro de condomínio em Mossoró

Geraldo Monteiro Silveira de 28 anos de idade, natural de Moçambique, na África e estudava na Universidade Federal Rural do Semi Árido “Ufersa” em Mossoró, no Rio Grande do Norte. Ele foi encontrado morto no inicio da tarde de hoje, 14 de novembro dentro do condomínio Portal da Resistência, onde residia. Geraldo era Engenheiro Agrônomo e fazia mestrado no curso de Fitotecnia.

Segundo informações, ele teria sido visto no final da tarde de sábado, mas os amigos só sentiram sua falta no inicio da noite de ontem, 13.

O corpo do Estudante apresentava um hematoma profundo na testa e pequenas escoriações pelo corpo, além de 02 pequenas perfurações da região glútea.

No local havia marcas de sangue e sinais de arrastos, mas segundo o responsável pela perícia criminal, não é possível saber se houve algum tipo de luta corporal. Os hematomas podem ter sido causados pela vitima se debatendo.

Segundo Jader Viana, só após os procedimentos de necropsia será possível identificar as possíveis causas da morte do Estudante. O corpo foi removido para o necrotério do Itep.


 *O Câmera.

BAXEIRO ESTÁ COM DUAS LOTAÇÕES PARA CANINDÉ-CE!!!!

BAXEIRO avisa ao povo em geral, que está com duas lotações para o CANINDÉ-CE! Dia 09 e 23 de dezembro. Interessados, procurar o mesmo em sua residência na Baixa da Alegria, ou falar com Vanilda e Edmilson na Rua do Papôco. Pode falar também com Novinha, nas Malvinas. A lotação sairá da Praça da Maternidade, preço da passagem, 75 reais.

Hoje é dia de dá atenção a ‘Diabetes”

No Dia Mundial do Diabetes, lembrado hoje (14), a Federação Internacional do Diabetes faz um alerta: um em cada dois adultos com a doença não está diagnosticado e, portanto, não tem ciência de sua condição e não toma os devidos cuidados.

O tema da campanha este ano é De olho no diabetes, com foco em promover a importância do rastreamento e garantir o diagnóstico precoce, o tratamento e a redução do risco de complicações mais sérias – sobretudo em casos de diabetes tipo 2.

Dados da entidade mostram que a doença segue crescendo em todo o mundo: ao todo, 415 milhões de adultos viviam com diabetes em 2015. A previsão é de que esse número chegue a 642 milhões em 2040 – uma proporção de um adulto diabético para cada dez adultos no planeta.

“Muitas pessoas vivem com diabetes tipo 2 por muito tempo sem que tenham ciência de sua condição. Quando recebem o diagnóstico, as complicações provocadas pela doença podem já estar presentes”, destaca a federação.

Os números mostram ainda que até 70% dos casos de diabetes tipo 2 podem ser prevenidos por meio da adoção de hábitos mais saudáveis. A quantia deve representar cerca de 160 milhões de pacientes até 2040.

“Diante de índices crescentes de subnutrição e de baixa atividade física entre crianças de diversos países, o diabetes tipo 2 na infância tem potencial para se tornar um problema de saúde pública global, provocando sérias consequências”, acrescenta a entidade.

Em diversas localidades do mundo, o diabetes figura como a principal causa de cegueira, doenças cardiovasculares, falência renal e amputação de membros inferiores.


*O Xerife.

CHEIROX, PERFUMARIA E PAPELARIA

Rua Sabiá, Nº 52, Bacurau 1, Apodi-RN!!!!

Ministro do STF contra ‘operação abafa’ diz que não é o limite de gastos que precisa ser enfrentado, mas os privilégios

Da Folha de S. Paulo de hoje, via Thaisa Galvão.
‘Sou contra a operação abafa, é preciso estar atento’, diz ministro do STF


MÔNICA BERGAMO
COLUNISTA DA FOLHA
REYNALDO TUROLLO JR.
DE BRASÍLIA
O ministro Luís Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), é um defensor da Operação Lava Jato e afirma que, para “mudar um paradigma pervertido de absoluta impunidade” no Brasil, não é possível fazer “mais do mesmo”.
Ele também defende o fim do foro privilegiado para autoridades e diz que é preciso “estar atento” para que não prevaleça uma “operação abafa” no país. “A quantidade de interesses que foram revolvidos [pela Lava Jato] faz com que isso seja uma possibilidade”, afirma ele

Leia abaixo os principais trechos da entrevista concedida à Folha.


*Folha – O empresário Donald Trump acaba de ser eleito presidente dos EUA. Há uma onda conservadora no mundo e também no Brasil?
Luís Roberto Barroso – A onda da eleição acabou de estourar, estamos no meio da espuma. Não há visibilidade para grandes interpretações. É preciso esperar. Mas que [Trump] é uma opção conservadora, ninguém duvida.
E o Brasil?
Eu não acho que o Brasil viva propriamente uma onda conservadora. É preciso inclusive identificar o que é progressista e o que é conservador. Existe uma esquerda extremamente conservadora, defensora de dogmas que a realidade já superou.
Mas o Brasil está indo para a frente ou para trás?
Caminha para a frente, mas devagar demais.
Por exemplo, quando houve a mudança de governo, de Dilma [Rousseff] para o de Michel Temer, o grande debate era: quem é o melhor nome para ser ministro da Fazenda. Pois eu defendo que a educação deva ter o mesmo status, a mesma prioridade.
Para evitar intriga: não há reserva ao atual ministro da Educação [Mendonça Filho], até já o recebi, é uma pessoa distinta, bem intencionada. Mas a educação não é tratada como a economia.
Como consequência disso, eu não acho que o maior problema brasileiro seja a corrupção. O nosso maior problema é a mediocridade, é a escassez de pessoas pensando o país lá na frente.

Os críticos da PEC do teto de gastos dizem que ela imporá, no longo prazo, cortes drásticos justamente na educação.
A vida não é feita de tudo o que a gente quer. Ela é feita do possível. A responsabilidade fiscal não tem ideologia. O Estado não pode gastar mais do que arrecada porque os juros sobem, gera inflação, e isso penaliza os mais pobres.
Há uma discussão desfocada. Quando você diz que não pode gastar além de determinado patamar, não está dizendo que vai cortar da educação ou da saúde.
A disputa não deve ser contra a PEC. E sim na discussão do orçamento, que não existe no Brasil. É nela que o país define suas políticas públicas e faz as suas escolhas trágicas.

No Brasil, com interesses corporativos tão consolidados, os da educação não acabam sempre sacrificados?
Eu sou contra todos os interesses corporativos, inclusive os do Judiciário, inclusive todos os penduricalhos que os juízes ganham.
São valores maiores do que o teto estabelecido por lei.
Não eu, e não os ministros do Supremo, tenho que dizer.
Mas os próprios juízes se dão aumentos. Quem pode controlá-los?
Os juízes devem ser bem pagos. Mas devem ter remuneração transparente. Esse Judiciário em que nem o tribunal de contas consegue saber quanto juízes ganham dá um mau exemplo.
Não é o limite de gastos que precisa ser enfrentado. E sim os privilégios, onde quer que existam.
É preciso diminuir o Estado. Não há alternativa. Vamos precisar de menos Estado, menos oficialismo, mais República. E talvez até um pouco de capitalismo, que aqui vive de financiamento público e reserva de mercado.
O modelo no Brasil não é propriamente capitalista. É um socialismo para ricos.

E a Operação Lava Jato? É um avanço ou um atraso em relação aos direitos individuais?
Nós nos demos conta que o país vive -e creio que há muitos anos, senão desde sempre- uma corrupção endêmica. Há uma certa perplexidade, um choque. Onde você destampa, tem problema.
Não é fácil enfrentar isso. O STF começou, no mensalão. A Lava Jato é desdobramento, símbolo de uma sociedade que se descobriu imersa em corrupção, em desmandos, e deseja sair disso.
No geral, tanto o juiz [Sergio Moro] como o Ministério Público e a Polícia Federal prestam um bom serviço ao ajudar a revelar a extensão e a profundidade do que ocorria.
E você não consegue mudar um paradigma pervertido de absoluta impunidade fazendo mais do mesmo.
Agora, tudo o que envolve persecução penal deve ser olhado com cautela. Se tem um espaço na vida em que o risco de abuso é perigoso, é o processo criminal.
Em “Julio Cesar”, de Shakespeare, a multidão vai atrás dos conspiradores que o mataram.
Um deles se chama Cinna. Encontram um homem com esse nome, só que não era o conspirador, e sim um poeta. Mas a multidão queria fazer justiça de qualquer jeito, e disseram: “Matem-no pelos seus maus versos”.

É preciso ter cuidado com a ira da multidão.
Dito isso, no entanto, as decisões [de Moro] têm sido mantidas pelos tribunais superiores. Olhando à distância, eu não acho que haja “Cinnas” em Curitiba.

Como o senhor vê a proposta de dez medidas de combate à corrupção defendida pelo Ministério Público?
Não vou comentar porque elas podem chegar no STF. Mas sou a favor de se criarem instrumentos constitucionalmente compatíveis para enfrentar a corrupção.
Você não faz um país com direito penal e repressão. Mas eles fazem parte de qualquer sociedade civilizada.
Nós criamos um país repleto de ricos delinquentes porque o direito penal não funcionou como mínima prevenção para esse tipo de criminalidade.
No Brasil, você é honesto ou não honesto se quiser, porque não acontece nada. Não acontecia, pelo menos.

Esse país que o senhor preconiza pode conviver, por exemplo, com um juiz que divulga conversas privadas, como fez Sergio Moro com as da família de Lula, quando a lei diz que devem ser destruídas?
Eu não comento casos concretos. Mas, falando genericamente, vazamentos de conversas privadas não associadas à investigação são reprováveis.
Um agente público à frente de uma grande operação não tem responsabilidade redobrada?
[Barroso fica em silêncio].
Em algum momento limites legais estão sendo rompidos?
Não, não tenho esse sentimento, não tenho. A minha percepção é a de que não há um Estado policial e sim um Estado democrático de direito querendo mudar seu patamar ético e civilizatório, com todas as dores que isso traz.
Como o senhor vê a possibilidade de o Congresso anistiar quem fez caixa dois?
É uma questão do varejo político sobre a qual eu não gostaria de me manifestar. Agora, eu acho que nós não podemos perder este momento de mudança do patamar da sociedade brasileira.
Eu sou contra a operação abafa. Se não aproveitarmos esse momento, vamos continuar nos arrastando na história, liderados pelos piores.

Há uma operação abafa no ar?
[Depois de um silêncio de sete segundos] Eu acho que não. Mas a quantidade de interesses que foram revolvidos [pela Lava Jato] faz com que isso seja uma possibilidade. É preciso estar atento.
Uma das sensações que me entristecem no Brasil é a gente ser menos do que pode ser. Se andarmos na direção certa, nós viveremos uma ascensão mundial inexorável.

O país já não perdeu a roda da história?
O iluminismo demorou a prevalecer. Não prevaleceu com José Bonifácio, Joaquim Nabuco, Ruy Barbosa e San Tiago Dantas. O iluminismo chega ao poder com Fernando Henrique [Cardoso]. Depois, com Lula, houve aprofundamento das coisas boas que já vinham ocorrendo. Para além disso, você não tem perspectiva histórica ainda.
O senhor defende o fim do foro privilegiado?
Eu falo sobre isso há mais de dez anos. Quem deve ter foro no Supremo? Os chefes de Poder e talvez os ministros do Supremo, e mais ninguém.
Aí você tem duas possibilidades: ou todas as autoridades passam a ser julgadas pelo foro que julgaria qualquer cidadão comum, ou talvez elas precisem de algum grau de proteção institucional.
O parlamentar, o político em geral é um homem sujeito a paixões e ódios. Portanto, no seu foro de origem, na sua comarca, ele pode ser protegido ou pode ser perseguido.
Se criássemos um juízo de primeiro grau especializado, em Brasília, ele poderia ter uma isenção. E daria uma certa unidade ao modelo.

A comarca de um ex-presidente é o Brasil inteiro. Lula foi à ONU dizer que não está tendo um julgamento justo no país.
[Silêncio de nove segundos] Eu não posso comentar.
Ele pode eventualmente sofrer perseguição?
[Silêncio de cinco segundos] Tenho muitas opiniões, mas eu vivo um momento em que não posso compartilhá-las todas. Peço que entendam a minha situação.
Agora, eu não acho que corrupção possa ser carimbada, a corrupção do PT, a do PSDB, a dos que eu gosto mais, a dos que eu gosto menos. A corrupção é um mal em si, venha de onde vier, e não deve ser politizada.

A lógica da Justiça não pode ser a do amigo ou inimigo.
Há de ser a do certo ou errado, justo ou injusto, legítimo ou ilegítimo.
Quem se dispõe a participar desse movimento do Estado democrático de direito, justo, tem que se despir de suas convicções e preferências políticas. Aprendi a fazer isso aqui e, honestamente, procuro viver assim.

Apodi=Tentativa de homicídio é registrada pela policia durante a madrugada na Zona Rural.

Por volta de 01:00 da madrugada desta Segunda feira dia 14/11, a Central de Operações da Policia Militar foi informada de que na altura do Sítio Baixa Fechada, havia uma pessoa caída com ferimentos provocados por arma de fogo.

De imediato uma viatura da Policia Militar se deslocou até o referido sítio e constatou a veracidade da informação. A vítima que ainda não foi identificada, sabe-se que é apenas da cidade de Mossoró, foi socorrida ao hospital de Apodi e em seguida transferida para o Tarcísio Maia em Mossoró.

Segundo informações repassadas a policia, a vítima tinha passado a noite numa festa dançante que acontecia no clube de Zé Morador, e quando retornava pra cidade, sofreu esse atentado. As investigações ficará por conta da policia civil de Apodi que tem a frente o delegado Renato Oliveira.



*Sentinelas do Apodi.

Cantora Paula Fernandes anuncia fim de noivado de quatro anos

A cantora Paula Fernandes anunciou neste domingo que terminou o noivado de quatro anos com o dentista Henrique do Valle.

Em seu perfil no Instagram, ela publicou uma foto do (ex) casal com a seguinte legenda, acompanhada de um pedido:

“Durante 4 anos de relacionamento, Henrique e eu nos cuidamos e nos amamos muito. Mas neste momento, decidimos seguir caminhos diferentes. Espero que nos respeitem e desejem nossa felicidade. Estamos em paz”.

Em dez horas, a postagem alcançou 24.500 curtidas e mais de 1.800 compartilhamentos.

Do blog: Tem boi na linha. Um grande amor não se acaba assim...


*JBelmont.