quarta-feira, 17 de maio de 2017

É MUITO ROUBO PARA O POBRE DO BRASIL!!!

JBS pagou propina a 1890 políticos
O Antagonista apurou que a delação premiada do grupo JBS atinge nada menos que 1890 políticos, do presidente da República ao vereador. São histórias sórdidas de toda a estrutura corrupta do Brasil.

‘Não tem mais clima para trabalhar’, diz Maia ao encerrar sessão na Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encerrou mais cedo a sessão plenária desta quarta-feira (17), após a divulgação de notícias, do jornal O Globo, de que o empresário Joesly Batista, dono da JBS, gravou o presidente Michel Temer dando aval para “compra de silêncio” do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
Ao deixar a Câmara às pressas, Maia afirmou que não havia mais clima para trabalhar e disse que só se pronunciaria após ver o teor da denúncia.

*O Xerife.

Joesley gravou Temer em acerto de propina de R$ 50 milhões

O Antagonista descobriu que Joesley Batista também entregou à PGR a gravação de uma conversa em que combina com Michel Temer o pagamento de R$ 50 milhões em propinas.
O montante seria pago “a longo prazo”, como uma espécie de “plano de previdência” do presidente. O encontro ocorreu no subsolo do Palácio do Planalto, com senha para entrada, às 22h30min, do dia 7 de abril.

Por O Antagonista/BG.

Diante da mesada para Cunha ficar em silêncio, Temer incentivou: “Tem que manter isso, viu?

Nela, o presidente Michel Temer foi gravado em um diálogo embaraçoso. Diante de Joesley, Temer indicou o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F (holding que controla a JBS).
Posteriormente, Rocha Loures foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley. Temer também ouviu do empresário que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão para ficarem calados. Diante da informação, Temer incentivou: “Tem que manter isso, viu?”.

O Globo/BG.

Joesley diz que não tinha intimidade com Lula

Segundo O Globo, Joesley Batista contou à PGR que não tinha intimidade com o ex-presidente. Mas narrou encontro em que reclamou com Lula sobre o risco do crescente volume de doações, que ultrapassou R$ 360 milhões em 2014. Segundo ele, o ex-presidente nada falou.

Por: O Antagonista.

MOSSORÓ-RN: Crime de homicídio no bairro Boa Vista

Popular foi morto dentro de uma lanchonete
Um crime de homicídio foi registrado na noite de quarta feira 17 de Maio de 2017, na Rua Paulo de Albuquerque no Bairro Boa Vista em Mossoró Rio Grande do Norte.

Segundo informações, um homem foi alvejado com vários disparos de arma de fogo quando estava em uma lanchonete no bairro Boa Vista, o mesmo não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local.

Uma viatura da Polícia Militar esteve no local realizando o isolamento até a chegada do Instituto Técnico e Cientifico de Perícia, que fez a remoção do corpo para sede do órgão.

*Informações e imagens: O Câmera.

Dono da JBS gravou Presidente Michel Temer dando aval para comprar silêncio de Cunha Acesse a Postagem Original: http://blogdobg.com.br/#ixzz4hNuyWH3o

POR O GLOBO / FOTO AGÊNCIA O O GLOBO
Na tarde de quarta-feira passada, Joesley Batista e o seu irmão Wesley entraram apressados no STF e seguiram direto para o gabinete do ministro Edson Fachin. Os donos da JBS, a maior produtora de proteína animal do planeta, estavam acompanhados de mais cinco pessoas, todas da empresa. Foram lá para o ato final de uma bomba atômica que explodirá sobre o país — a delação premiada que fizeram, com poder de destruição igual ou maior que a da Odebrecht. Diante de Fachin, a quem cabe homologar a delação, os sete presentes ao encontro confirmaram: tudo o que contaram à Procuradoria-Geral da República em abril foi por livre e espontânea vontade, sem coação.

É uma delação como jamais foi feita na Lava-Jato:
Nela, o presidente Michel Temer foi gravado em um diálogo embaraçoso. Diante de Joesley, Temer indicou o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F (holding que controla a JBS). Posteriormente, Rocha Loures foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley.
 
Temer também ouviu do empresário que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão para ficarem calados. Diante da informação, Temer incentivou: “Tem que manter isso, viu?”.

Aécio Neves foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley. O dinheiro foi entregue a um primo do presidente do PSDB, numa cena devidamente filmada pela Polícia Federal. A PF rastreou o caminho dos reais. Descobriu que eles foram depositados numa empresa do senador Zeze Perrella (PSDB-MG).

Joesley relatou também que Guido Mantega era o seu contato com o PT. Era com o ex-ministro da Fazenda de Lula e Dilma Rousseff que o dinheiro de propina era negociado para ser distribuído aos petistas e aliados. Mantega também operava os interesses da JBS no BNDES.

Joesley revelou também que pagou R$ 5 milhões para Eduardo Cunha após sua prisão, valor referente a um saldo de propina que o peemedebista tinha com ele. Disse ainda que devia R$ 20 milhões pela tramitação de lei sobre a desoneração tributária do setor de frango.

Pela primeira vez na Lava-Jato foram feitas “ações controladas”, num total de sete. Ou seja, um meio de obtenção de prova em flagrante, mas em que a ação da polícia é adiada para o momento mais oportuno para a investigação. Significa que os diálogos e as entregas de malas (ou mochilas) com dinheiro foram filmadas pela PF. As cédulas tinham seus números de série informados aos procuradores. Como se fosse pouco, as malas ou mochilas estavam com chips para que se pudesse rastrear o caminho dos reais. Nessas ações controladas foram distribuídos cerca de R$ 3 milhões em propinas carimbadas durante todo o mês de abril.

Se a delação da Odebrecht foi negociada durante dez meses e a da OAS se arrasta por mais de um ano, a da JBS foi feita em tempo recorde. No final de março, se iniciaram as conversas. Os depoimentos começaram em abril e na primeira semana de maio já haviam terminado. As tratativas foram feitas pelo diretor jurídico da JBS, Francisco Assis e Silva. Num caso único, aliás, Assis e Silva acabou virando também delator. Nunca antes na história das colaborações um negociador virara delator.
A velocidade supersônica para que a PGR tenha topado a delação tem uma explicação cristalina. O que a turma da JBS (Joesley sobretudo) tinha nas mãos era algo nunca visto pelos procuradores: conversas comprometedoras gravadas pelo próprio Joesley com Temer e Aécio — além de todo um histórico de propinas distribuídas a políticos nos últimos dez anos. Em duas oportunidades em março, o dono da JBS conversou com o presidente e com o senador tucano levando um gravador escondido — arma que já se revelara certeira sob o bolso do paletó de Sérgio Machado, delator que inaugurou a leva de áudios comprometedores. Ressalte-se que essas conversas, delicadas em qualquer época, ocorreram no período mais agudo da Lava-Jato.

Nem que fosse por medo, é de se perguntar: como alguém ainda tinha coragem de tratar desses assuntos de forma tão desabrida?
Para que as conversas não vazassem, a PGR adotou um procedimento inusual. Joesley, por exemplo, entrava na garagem da sede da procuradoria dirigindo o próprio carro e subia para a sala de depoimentos sem ser identificado. Assim como os outros delatores.

Ao mesmo tempo em que delatava no Brasil, a JBS mandatou o escritório de advocacia Trench, Rossi e Watanabe para tentar um acordo de leniência com o Departamento de Justiça dos EUA (DoJ). Fechá-lo é fundamental para o futuro do grupo dos irmãos Batista. A JBS tem 56 fábricas nos EUA, onde lidera o mercado de suínos, frangos e o de bovinos. Precisa também fazer um IPO (abertura de capital) da JBS Foods na Bolsa de Nova York.

Pelo que foi homologado por Fachin, os sete delatores não serão presos e nem usarão tornozeleiras eletrônicas. Será paga uma multa de R$ 225 milhões para livrá-los das operações Greenfield e Lava-Jato que investigam a JBS há dois anos. Essa conta pode aumentar quando (e se) a leniência com o DoJ for assinada. (Colaborou Guilherme Amado)
Informações colhida no Blog do BG.

CHUVA EM CAICÓ

A chuva chegou forte nesta quarta-feira (17) em Caicó. A cidade vive um colapso de água e muitas pessoas aproveitam para armazenar água da chuva, já que nos próximos dias haverá rodízio de água.
Informação do Xerife.

Eike começa a pagar fiança e vai seguir em prisão domiciliar, decide juiz

O empresário Eike Batista começou a pagar a fiança de R$ 52 milhões nesta quarta-feira (16) e, com isso, ganhou o direito de permanecer em prisão domiciliar enquanto deposita o restante do montante – os valores não foram divulgados.
Com a confirmação do início do pagamento, o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, suspendeu os efeitos da decisão de que Eike teria que voltar à cadeia caso a fiança não fosse paga até o fim desta quarta.
“Suspendo os efeitos da decisão até a integralização do valor da fiança”, escreveu o magistrado, sem determinar um prazo.
O advogado de Eike, Fernando Martins, informou na terça-feira que tentava reverter na Justiça o bloqueio de contas do empresário, que chegava a cerca de R$ 900 milhões. Segundo o advogado, com essa verba bloqueada, não seria possível pagar a fiança.
*G1.

MOSSORÓ-RN: Popular morre em confronto com a Policia Civil

Everton Fernandes da Silva, 18 anos, morto em confronto com a policia Civil no Loteamento Três Vinténs é a 100ª Morte violenta em Mossoró em 2017
Agentes da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos "Defur" em parceria com a Divisão de Polícia do Oeste, "Divpoe" checavam a informação de uma casa, na Rua Genival Lopes de Macedo, no Loteamento Três Vinténs, em Mossoró, com vários elementos em atitude suspeita.
Segundo informações, quando a polícia chegou no local foi recebida a bala. No confronto Everton Fernandes da Silva, “Cupim” de 18 anos de idade, residente na Rua Maximiano Urbano de Sales, nas Barrocas, foi baleado e morreu quando estava sendo socorrido.
Arma, droga e outros dois foram detidos, e conduzidos para a Delegacia.

*O Câmera.

MOSSORÓ-RN: Mototaxista é morto a tiros no bairro Aeroporto

O crime aconteceu na Rua Dolores do Carmo Rebouças
Um crime de homicídio foi registrado na tarde de quarta feira 17 de Maio de 2017, no bairro aeroporto II em Mossoró Rio Grande do Norte.
Segundo informações, um homem identificado como Robenilson, moto taxista foi alvejado por disparos de arma de fogo e veio a óbito no local.
Ainda segundo informações, os mesmo estava na calçada de um bar na Rua Aderson Dutra quando indivíduos em uma motocicleta chegaram e efetuaram os disparos contra o mesmo, que ainda tentou correr mas foi alcançado e morto.
Uma viatura da Policia Militar esteve no local realizando o isolamento até a chegada do Instituto Técnico e Cientifico de Policia que fez a remoção do corpo para sede do órgão.

VÍDEO - Homem encontra cobra escondida no banco de moto, em Mossoró

Imagina você trafegar tranquilamente na rua e descobrir que tem uma cobra pegando carona na sua moto? Essa foi a sensação de um homem que encontrou uma da espécie corre-campo, que estava escondida debaixo do banco da moto dele, em Mossoró.
Um funcionário da Mikrocenter percebeu um barulho estranho que parecia ser de algo que se mexia. Ele então resolveu ir até uma oficina da cidade para ver o que se tratava. Quando o mecânico retirou o banco da moto, se deparou com a serpente escondida na parte de trás da carenagem.
Após descobrir a cobra, o homem pediu ajuda a funcionários da oficina, que teriam retirado o animal. Não foi revelado o destino da cobra, mas a espécie não é venenosa e é bastante comum na região, principalmente às margens do Rio Mossoró.
Veja o vídeo:

*Ismael Sousa.

PF deflagra operação para apurar fraudes em benefícios previdenciários

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (17/5), na capital potiguar, a OPERAÇÃO ANJO MAU, que visa obter provas da existência de uma organização criminosa suspeita de fraudar vínculos trabalhistas, bem como, apurar a suposta participação de servidores do INSS, os quais teriam atribuído à terceiros, a falsa condição de “segurado”, com a consequente obtenção de benefícios previdenciários fraudulentos.
Cerca de 20 policiais estão cumprindo quatro mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal/RN em endereços residenciais e na Agência da Previdência Social, bairro de Nazaré.
A investigação que resultou nesta operação foi fruto de um trabalho em parceria realizado pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e a Representação da Inteligência Previdenciária – REINP.
Não haverá entrevista coletiva.
(*) O batismo da operação faz referência ao significado (acrescido de adjetivo) do prenome de origem grega de um dos implicados na trama criminosa.


*PF/JBelmont.

NOTA DE FALECIMENTO

Faleceu na madrugada de hoje (17) Maria de Lourdes (LURDINHA DE ANTÔNIO DE CHICO EUZÉBIO). A mesma tinha mais de 70 anos e residia em Mossoró.
O corpo de Lurdinha está sendo velado na residência de sua filha Neta, às 11 horas segue para Serra do Mel e o sepultamento acontecerá amanhã, quinta feira no Cemitério Público de Serra do Mel.

Tia Lurdinha, descanse em paz!

Reflexão de Boa Vontade — Por Paiva Netto* Mães ensinam a cuidar do outro

Dia das Mães! Ora, as mulheres, em especial as mães, são reconhecidamente dignas de nossas maiores homenagens. Com elas, aprendemos a cuidar do outro com acurado esmero e sacrifício. O que ambicionamos nós senão pedir à Humanidade mais humanidade para com ela mesma? Desejamos ver raiar o dia em que, afinal, nos reconheçamos como irmãos, componentes de uma única família, convivendo pacificamente nesta morada global.
Era o que sonhava a costureira Rosa Parks (1913-2005), ativista dos direitos civis dos afro-americanos. Essa destemida mulher, certa vez, declarou: “Eu acredito que estamos aqui, no planeta Terra, para viver, crescer e fazer o que nós podemos para que este seja um mundo melhor e para que todas as pessoas tenham liberdade”.
Costumo afirmar que a humildade é, acima de tudo, corajosa. E Rosa Parks tornou-se um ícone na luta pela igualdade racial e pelo fim do preconceito nos Estados Unidos. Seu gesto aparentemente pequeno — quando, em 1o de dezembro de 1955, se recusou a ceder lugar a um homem branco em um ônibus da cidade de Montgomery, Alabama — significou quebrar algemas da tirania do racismo. Àquela época, mesmo havendo divisão entre assentos para brancos e negros, estes eram obrigados a se levantar para os brancos, caso todos os lugares do veículo estivessem preenchidos.
Exemplos como esse só reforçam o que há décadas repito: Valorizar a mulher é dignificar o homem. E vice-versa.

* José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

SERRA DO MEL-RN: Seis pessoas foram mortas na maior chacina já registrada no interior do RN

Seis pessoas foram mortas a tiros e uma saiu ferida, na chacina que aconteceu na Vila Pará, no município de Serra do Mel
Seis pessoas foram mortas na maior chacina já registrada no interior do Rio Grande do Norte, fato que aconteceu no município de Serra do Mel, no Oeste do Rio Grande do Norte no início da noite de hoje, 16 de maio.
Segundo informações da polícia, pistoleiros invadiram a casa quebrando as portas dos fundos e balearam as setes pessoas que estavam na residência. As vitima morreram no local.
Vítimas da chacina:
Anderson Damião Lopes de 19 anos de idade, sua esposa Edileusa ou Milena, também de 19 anos, recém chegados do estado de São Paulo, o agricultor Orlando, primo de Anderson, Felipe, que é natural de Natal, recém-chegado a Serra do Mel, Diogo e Luiz, que segundo informações, são da cidade de Major Sales.
Um adolescente baleado, se fingiu de morto e foi socorrido para o Hospital do município de Serra do Mel e depois transferido para o Tarcísio Maia em Mossoró.
O principal alvo da chacina, saiu ileso. Segundo informações, ele estava no local com as outras pessoas e teria saído numa motocicleta que pediu emprestada a uma das vítimas. O rapaz retornou mesmo na hora da invasão a residência pelos criminosos. Ele abandonou a motocicleta, que havia tomado emprestado momentos antes e fugiu a pé.
Ele é filho de um morador da vila e segundo registro, é responsável por vários arrastões a residências e assaltos na região. A polícia não sabe ainda qual seria a acusação ou a participação dos mortos, num possível esquema criminoso.
Segundo o perito criminal Eduardo Alexandre, os criminosos utilizaram armas do tipo escopeta calibre 12, pistola e possivelmente revólver.
Um forte esquema de segurança foi montado pelo Delegado e toda equipe da Polícia Civil de Plantão com o apoio do comandante do 12º Batalhão em Mossoró, para os procedimentos no local realizados pelos Peritos Eduardo Alexandre e Renildo Marcelino. As vítimas não portavam documentos de identificação.


*Informações e imagens: O Câmera.

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO