quinta-feira, 22 de junho de 2017

Acidente entre duas ambulâncias, ônibus e carreta deixa 21 mortos na BR-101 em Guarapari no Espírito Santo

Acidente envolvendo duas ambulâncias, uma carreta e um ônibus deixa 21 mortos e vários feridos no km 343 da BR-101, em Guarapari (Foto: Jefferson Rocio/ Futura Press/ Estadão Conteúdo)

Um acidente envolvendo duas ambulâncias, uma carreta e um ônibus deixou 21 mortos e 22 feridos no km 343 da BR-101, em Guarapari, na Grande Vitória. A última atualização sobre as vítimas foi divulgada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), às 13h12. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o número de mortos pode ser maior, porque as equipes ainda estão trabalhando no local.

O acidente aconteceu por volta das 5h50 desta quinta-feira (22). Os dois sentidos da rodovia estão interditados para realização de perícia no local.

O ônibus é da viação Águia Branca e seguia de São Paulo para Vitória com mais de 30 passageiros. As ambulâncias eram dos municípios de Alfredo Chaves e Jerônimo Monteiro. O caminhão transportava rochas. A polícia suspeita que a carreta tenha causado o acidente.

Vítimas

Pelo menos 13 mortos e 19 feridos estavam no ônibus
1 morto e 5 feridos leves estavam na ambulância do município de Jerônimo Monteiro
3 feridos estavam na ambulância de Alfredo Chaves
1 morto era o motorista do caminhão
6 mortos; ainda sem informação sobre em que veículo estavam
22 pessoas foram socorridas para hospitais

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), sete feridos estão em estado grave. Os pacientes estão internados em três hospitais:

4 no Hospital Jayme Santos Neves, em Serra
2 no Hospital São Lucas, em Vitória
1 no Hospital Antônio Bezerra de Faria, em Vila Velha

A Sesa pede para que as pessoas doem sangue para as vítimas.

 

(Foto: Editoria de arte/G1)

 

O acidente

A PRF informou que a carreta, que transportava rochas invadiu a contramão e bateu no ônibus da viação Águia Branca. As duas ambulâncias seguiam atrás do coletivo e também foram atingidas.

Testemunhas contaram que, assim que o caminhão bateu no ônibus, o coletivo partiu ao meio e pegou fogo.

Os passageiros do ônibus receberam os primeiros-socorros na rodovia. Alguns foram levados para hospitais da Grande Vitória de helicóptero. Ainda segundo a PRF, a maioria das vítimas teria morrido carbonizada.

O secretário de Saúde de Jerônimo Monteiro, José Maria Justo, disse que o veículo do município era uma Doblô. Nela, estavam o motorista e cinco passageiros – três pacientes e dois acompanhantes.

Segundo Justo, para evitar a colisão com a carreta e o ônibus, o motorista tentou desviar para o acostamento, mas acabou batendo na traseira da ambulância de Alfredo Chaves.

O motorista morreu no local do acidente, e os passageiros não tiveram ferimentos. “Estamos com um sentimento de tristeza muito grande. Perdemos um colega de trabalho.
Agora, os passageiros estão na sede da polícia em Anchieta aguardando o transporte da prefeitura para que possam voltar para Jerônimo Monteiro”, disse o secretário.

A Prefeitura de Alfredo Chaves informou que na ambulância do município estavam um motorista, uma paciente e um acompanhante. Os três estão bem e já receberam atendimento médico. Segundo a prefeitura, o motorista tentou desviar do acidente e acabou capotando. A paciente seguia para um hospital de Vitória para tratar de uma torção no pé.

Luto oficial

O governador Paulo Hartung decretou luto oficial de três dias em função deste grave acidente. O governador manifestou tristeza e consternação com a tragédia. “Estamos todos consternados. Meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos daqueles que hoje perderam suas vidas”, disse.
 

*Com informações do G1/BG.

MOSSORÓ-RN: Mortos no Costa e Silva foram identificados no Itep

Ivanilson Pinheiro Alves de 20 anos e José Ferreira da Silva Neto de 18, foram mortos em Mossoró
Na noite de ontem, 21 de junho, dois jovens foram mortos a tiros na Rua Francisco Mota no bairro Costa e Silva em Mossoró, no Oeste do Rio Grande do Norte. Eles não portavam documentos e foram identificados na manhã de hoje, na Coordenação de Medicina Legal, “Comele” no Itep em Mossoró

Ivanilson Pinheiro Alves de 20 anos de idade, residente na Rua Presbítero Anselmo Faustino, no conjunto Pastor Juscelino em Areia Branca e seu primo José Ferreira da Silva Neto, “Neném” de 18, haviam acabado de se mudar para Mossoró, para não serem mortos na cidade de Areia Branca.

Segundo informações de familiares, Neném, o que foi morto dentro de uma rede, não tinha envolvimento com ilícitos, ele teria sido morto por estar na companhia de seu primo Ivanilson, teria vindo embora pra Mossoró, para não ser morto, lá em Areia Branca.


*O Câmera.

Grave acidente na BR 230 deixa uma vítima fatal e vários feridos próximo ao Distrito de Santa Gertrudes, em Patos

Rodrigo Barbalho não resistiu e morreu no local do acidente
 
Uma colisão traseira provocou um grave acidente automobilístico nesta quarta-feira, dia 21, por volta das 11h00, na BR 230, próximo ao Distrito de Santa Gertrudes, Município de Patos.

As equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e do 3º Batalhão do Bombeiro Militar (3º BBM) estiveram no local e confirmaram que uma pessoa veio a óbito ainda no local do acidente. As demais vítimas foram removidas com ferimentos ao Hospital Regional de Pato

De acordo com as primeiras informações, um veículo Chevrolet, modelo Cruiser, teria colidido violentamente na mureta da ponte sobre um riacho próximo ao Distrito de Santa Gertrudes e depois atingiu o Nissan, modelo Marc, que estava logo a frente também na BR 230.  .


O impacto foi tão violento que arrancou o motor do CruseOr.


O veículo Cruiser, após o impacto, saiu da estrada e capotou várias vezes ficando alguns metros da BR 230. Já o Marc ficou sobre a ponte onde os feridos foram socorridos. Uma mulher identificada por Cintia Maria também está em estado grave. 

Relatos dão conta que a vítima fatal foi Rodrigo, da cidade de Mossoró. Três pessoas estão em estado considerado grave no Hospital Regional de Patos. O acidente pode ter sido provocado por excesso de velocidade.


Em contato com o Tenente Laurentino, do 4º BBM, a reportagem foi informada que o veículo Cruiser tem placa de Mossoró (RN). O Tenente relatou que algumas vítimas tinham pulseiras de acesso a camarotes do São João da cidade de Patos.

Cinthia Maria foi levado para o hospital em estado grave.

Atualização

Duas das vitimas foram identificadas: Rodrigo Barbalho (vítima fatal), de Mossoró-RN e Cinthia Maria, de São Bento-PB.
 
Ela continua hospitalizada e, segundo informações seu estado de saúde é considerado grave. A outra foto mostra Cinthia Maria, inclusive o detalhe, a roupa que ela vestiu é a mesma da foto a qual ela está ferida dentro do carro.
Rodrigo Barbalho, natural de Mossoró, morreu no local. Cintia Maria foi socorrida e permanece internada em estado grave no Hospital Regional de Patos.
 
Ruan Mendes, foi socorrido com ferimentos graves. Segundo a PRF os ocupantes do Cruiser não usavam cinto de segurança e o carro fazia ultrapassagens perigosas, diz PRF
 
O laudo que deverá apontar as causas do acidente deverá ser concluído em 60 dias
 
*Patosonline.com/JBelmont

MOSSORÓ-RN: Médico cirurgião é preso pela Polícia Federal

O médico foi condenado à pena privativa de liberdade de 5 anos, 10 meses de reclusão
Agentes da Polícia Federal, Delegacia Regional de Mossoró, cumpriram na tarde desta quarta-feira 21 de junho, um mandado de prisão expedido pela justiça federal, contra o médico cirurgião Dr. Ermance Fernandes Pinheiro. Ele foi preso no Hospital Regional Tarcísio Maia onde estava de plantão.
O médico foi condenado à pena privativa de liberdade de 5 (cinco) anos, 10 (dez) meses de reclusão e 97 (noventa e sete) dias-multa, em regime inicialmente fechado, na Penitenciária Estadual Mário Negócio em Mossoró.
Dr. Ermance Fernandes foi julgado e condenado pela prática dos crimes previstos no art. 171, § 3º c/c art. 71 e art. 316, ambos do Código Penal, por cobrar pelos serviços que já eram pagos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e também por forjar internações na antiga Casa de Saúde Santa Luzia, em Mossoró. Estes crimes, segundo a justiça federal teriam sido praticados há 10 anos e julgados neste ano de 2017.
Por unanimidade de votos, a Quarta Turma do Egrégio Tribunal Regional Federal da 5ª Região, negou provimento à apelação interposta pela defesa e deu parcial provimento ao recurso de apelação interposto pelo Órgão Ministerial, tão somente para fixar as penas de (1) um ano e 9 (nove) meses de reclusão e em 18 (dezoito) dias-multa para o crime de estelionato e, para cada um dos crimes de concussão, em 2 (dois) anos e 3 (três) meses de reclusão e em 40 (quarenta) dias-multa, resultando, diante do concurso material, em uma pena concreta e definitiva em 6 (seis) anos e 3 (três) meses de reclusão e em 98 (noventa e oito) dias-multa, cada qual valorado em 1/3 (um terço) do salário mínimo vigente à época dos últimos fatos (fevereiro/2007).
Após ser preso o médico foi conduzido ao ITEP para realização de exame de corpo de delito e depois encaminhado para a Penitenciária Mário Negócio. De acordo com o processo, a sentença ainda cabe recursos.


*O Câmera.

MOSSORÓ-RN: Dois homens são mortos a tiros no Costa e Silva

Com o duplo homicídio Mossoró registra a 124ª morte violenta em 2017
Um duplo homicídio foi registrado na noite de quarta-feira 21 de junho, em Mossoró no Oeste do Rio Grande do Norte. Dois homens, ainda sem identificação, foram mortos com disparos de arma de fogo, na Avenida Francisco Morta, no bairro Costa e Silva.
Segundo informações, eles haviam acabado de chegar para morar no bairro e no início da noite foram surpreendidos por criminosos que invadiram a casa atirando.
Um deles foi morto deitado numa rede dentro da casa, numa vila as margens da BR 110. O outro, conhecido como Samuel, ainda correu, mas foi perseguido e alcançado e morto, cerca de 500 metros da casa onde estava com o amigo. Ele foi alvejado com seis disparos de arma de fogo e morreu no local.
As primeiras Informações é que os dois indivíduos são da cidade de Areia Branca e tinham alugado o quarto há dois dias.
A equipe do Instituto Técnico e Cientifico de Pericia esteve no local realizando a perícia e recolheu os corpos para sede do órgão.

*Fonte: O Câmera.