sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Criminosos matam e enterram corpo de galego de Mossoró em Ibaretama

Conforme o Delegado Regional, Dr. Marcos Vinicius, o cobrador de crediários de uma firma de Mossoró, no Rio Grande do Norte, identificado como Gulamar Targino de Oliveira foi dado como desaparecido no último sábado, 05 de agosto. A vítima estava fazendo cobranças em sua motocicleta na zona rural do Município de Ibaretama.
Acrescenta o delegado que a vítima deixou de dar notícias aos seus familiares. A motocicleta da vítima também desapareceu. Com as investigações, dois nomes foram apontados, o popular João Marcílio de Melo, enquanto a polícia ainda não pode passar detalhes.
O inspetor David, Thiago e outros se deslocaram até a localidade de Pedra e Cal, em Ibaretama, lá chegando, conseguiram identificar os possíveis autores. Ao perceberam a presença da polícia, eles fugiram para a mata. Os agentes ficaram durante toda a quarta-feira, 09, na localidade.
Pela manhã de hoje, 10, a equipe caiu em campo e receberam informações de possíveis locais onde o corpo poderia estar. A motocicleta de Marcilio já estava com algumas peças da moto da vítima, como aro, pneus, assim, a polícia não tem dúvida de sua autoria.
Policiais civis e populares perceberam um aglomerado de matos e ao retirarem, começaram a cavar, encontrando o corpo enterrado.
De acordo com Polícia Civil, o trabalhador teve a sua motocicleta roubada, não satisfeito com o roubo, os meliantes ainda o assassinaram. De forma cruel, eles ainda enterram o cadáver em um matagal.
Mais uma vez, a equipe da Polícia Civil de Quixadá desvenda um crime bárbaro em poucas horas, recebendo ainda mais a confiança depositada pela população, que pode colaborar fazendo denúncias.

Revista Central Ceará, Via: O Câmera.

Natal: Policial da reserva desaparece após trocar tiros com bandidos no rio Potengi

Dois policias da reserva e um amigo foram alvos de um atentado na tarde desta quinta-feira (10), no rio Potengi, na conunidade Beira Rio, zona Oeste de Natal. As vítimas estavam pescando em uma embarcação quando homens armados se aproximaram também de barco e passaram a efetuar disparos. Segundo uma das testemunhas um dos PMs trocou tiros com os suspeitas e acabou baleado, as demais pessoas conseguriam escapar nadando até a margem.
O Sub tenente Amaury, o Sargento J.Silva e o amigo saíram de casa no início da manhã para uma pescaria, atividade que os três costumavam fazer sempre, mas deveriam voltar ao meio dia, porém acabaram surpreendidos pelos criminosos que segundo a polícia tinham acabado de tentar invadir um esconderijo da facção rival no Paço da Pátria. Essas informações foram confirmadas também pelo filho do Sub tentente que terá a identidade preservada. "Estamos todos angustiados e torcendo que ele esteja vivo escondido no mangue," disse.
O amigo dos policiais relatou a polícia que o Sargento e ele conseguiram nadar até a margem do rio, mas se separaram, só horas depois que o Sargento J.Silva foi encontrado no bairro Igapó em uma localidade de viveiros. O Sub tenente Amaury, ainda segundo a testemunha trocou tiros com os criminosos e foi baleado. "Eu vi meu amigo ser atingido e não pude fazer nada", lamentou. Durante toda a noite equipes da Polícia Militar realizaram diligências e buscas, mas até o início da manhã desta sexta-feira (11), o policial da reserva continuava desaparecido.

*Sérgio Costa: Portal BO, Via O Câmera.

Governo sanciona LDO e salário mínimo será de R$ 979 em 2018

O presidente Michel Temer sancionou, com vetos, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2018. A LDO estabelece as metas e prioridades do governo para o ano seguinte e orienta a elaboração da lei orçamentária anual. O texto sancionado está publicado na edição de hoje (9) do Diário Oficial da União.
A LDO estipula o aumento do salário mínimo de 937 para 979 reais. O valor representa um aumento de quase 4,5% no atual piso. Se considerada a inflação prevista pelo governo para este ano, de 4,3%, trata-se um reajuste real (acima da inflação) perto de 0,2%.
A atual regra de correção do salário mínimo, que vale até 2019, prevê um aumento de acordo com inflação mais o crescimento da economia dois anos antes. Em 2016, o PIB encolheu 3,8%. Para 2019, a previsão é de um mínimo de R$ 1.029.
O texto sancionado mantém a meta fiscal proposta pelo governo e prevê, para 2018, um deficit primário de 131,3 bilhões de reais para o conjunto do setor público consolidado (que engloba o governo federal, os estados, municípios e as empresas estatais), sendo 129 bilhões de reais para os orçamentos Fiscal e da Seguridade Social da União e 3,5 bilhões de reais para o Programa de Dispêndios Globais.
Também projeta um crescimento real da economia brasileira de 2,5%, taxa básica de juros (Selic) em 9%, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 4,5% no ano e o dólar a 3,40 reais no fim de 2018.
Essa será a primeira LDO a entrar em vigor após aprovação do teto de gastos públicos, que atrela os gastos à inflação do ano anterior, por um período de vinte anos.

*Fonte: São Miguel News.