quarta-feira, 21 de março de 2018

MST apronta mais uma e invade a Nestlé em Minas

A série interminável de invasões promovidas pelo MST em todo o País teve mais um capítulo deplorável, nesta terça-feira, em São Lourenço, na região sul de Minas Gerais. Logo cedo, segundo o site G1, cerca de 600 mulheres do MST, com o rosto coberto, chegaram em ônibus fretados pelo grupo, invadiram e vandalizaram a sede da Nestlé na cidade, aos gritos de “Fora Temer”, o mantra preferido pelo grupo.
Tudo por causa de um projeto de privatização das fontes de água do Estado desenvolvido pela Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemig). De acordo com a empresa, a proposta, além de garantir um reforço para o caixa, permitirá uma melhor conservação dos parques nos quais as fontes estão localizadas, que sofrem hoje com a falta de recursos. Mas, para o MST, o projeto vai promover “a entrega das águas às corporações internacionais”.

BR18/ESTADÃO/BG
Postar um comentário