quinta-feira, 8 de novembro de 2018

EM NOTAS DO XERIFE!

Nem toda mudança é positiva
A política brasileira está mudando. Isso é evidente aos olhos de todos. No entanto, nem tudo na mudança é positivo. As pessoas estão cada vez mais radicais e intolerantes ideologicamente. Com o debate moderado, é possível construir o avanço. Já a intolerância só provoca o ódio. Essa parte da mudança foi muito negativa.

Tucanos e petistas afinados
Depois de apoiar a candidatura da governadora eleita Fátima Bezerra (PT) no segundo turno, o presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira (PSDB), mostrou total afinidade com o petista Odon Júnior, prefeito de Currais Novos, ao recebê-lo ontem na Assembleia. O clima era de aliados.

Empresariado do RN teme governo Fátima
A governadora eleita Fátima Bezerra (PT) provoca desconfiança no empresariado potiguar. A petista é conhecida por encabeçar lutas contra empresas tanto na geração de empregos, a exemplo do Grupo Riachuelo com o programa Pró-sertão, como nas questões ambientalistas. Fátima precisará deixar de ser militante para virar governante. É hora de guardar a bandeira e a estrela para pensar nos interesses do povo do RN, sob pena de ser um grande desastre. A população está de olho!

Tiro certeiroAo contrário do governador Robinson Faria (PSD), que esperou o fim do mandato para tomar medidas contra a crise e ganhou um NÃO dos deputados estaduais, a governadora eleita Fátima Bezerra (PT) decidiu tomar as medidas impopulares no início da gestão, quando tem capital político e apoio popular a gastar nesse processo.

Vem aí o pacote de Fátima Bezerra
A governadora eleita Fátima Bezerra (PT) já sinaliza para uma convocação extraordinária da Assembleia Legislativa em janeiro para votar as medidas mais urgentes do futuro governo. Vamos ver o que vem por aí.

Styvenson quer apoio de Bolsonaro ao governo Fátima
O senador eleito Capitão Styvenson (REDE) já avisou que só vai para o PSL de Bolsonaro se houver apoio do Governo Federal ao Rio Grande do Norte, durante o governo Fátima Bezerra, que é do PT, sem discriminação. Ele atuaria como aliado de ambos para trazer benefícios pro RN. Esperto!

Molecagem contra o país

A decisão de senadores enrolados na Justiça de aprovar o aumento bilionário do Judiciário foi uma molecagem contra as contas públicas: o País quebrado gastará até R$6,5 bilhões com isso só no primeiro ano.

Nenhum comentário: