quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Sonho de uma mãe: Aos 96 anos, moradora de Apodi-RN localiza a filha com quem não se comunicava há mais de 40 anos


Há mais de 40 anos - dona Maria Delfina da Silva, natural da cidade do Apodi, e onde reside atualmente, mãe de 13 filhos e aos 96 anos de vida, totalmente lúcida - sofria com a saudade de uma das suas filhas, a Auxiliadora, que deixou a casa da família ainda na juventude e foi morar em Mossoró, ainda no RN.
Anos depois, Auxiliadora se mudou para o Rio de janeiro, pouco tempo depois conseguira contato com a mãe por meio de cartas. A última escrita que chegou para a mãe, Auxiliadora contou sua vida no Rio, que havia casado e tinha uma filha, daí por diante a família perdeu-se totalmente o contato com Auxiliadora.
Dona Maria Delfina tentou uma busca pelo paradeiro da filha na internet, escreveu para programas de TVs, mas infelizmente, sem sucesso. Como quem procura acha, "uma hora acharíamos!" E no meio dessa grande família Tôrres, Deus escolheu a sua neta Kécia para fazer a história acontecer de verdade.
O Pedido
Há um tempinho (em 2013), dona Maria Delfina pediu aos prantos! Para a sua neta Kécia encontrar a filha dela, desaparecida há mais de 40 anos. Kécia comovida e sem saber por onde começar, pediu algumas informações aos parentes, e principalmente, clamou àquele que sabe de todas as coisas, DEUS! Um tempo depois, através de um sonho, isso mesmo, um sonho muito real! DEUS deu as orientações
O Sonho
Kécia sonhou que estava em uma rodoviária, e lá, ela encontrava uma mulher chorando. No sonho, Kécia ofereceu ajuda, e a tal mulher disse que precisava de uma família, que tinha uma, mas não tinha contato. Nessa hora, Kécia começava a chorar e dizia que tinha uma tia que foi embora e nunca mais havia dado notícias. A mulher do sonho, perguntou: “vocês já procuraram?”, deu às costas e saiu. Kécia acordou chorando e muito angustiada. E foi assim que começaram as buscas com as poucas informações que tinha.
A saga
Kécia falou com uma amiga do TRE que trabalha no município de Caraúbas e pediu para ela procurar por Maria Auxiliadora Tôrres. Nada constou. Quando foi colocado a filiação Bento Pereira Tôrres e Maria Delfina da Silva, apareceu Maria Auxiliadora de Mendonça. depois que casou... Tirou o Tôrres. Depois kécia pediu ao seu esposo Ubirajara Praxedes que fizesse uma consulta no setor de cadastro único onde o mesmo trabalha como coordenador da referida instituição e o mesmo de imediato localizou a cidade onde possivelmente dona Auxiliadora morava, então entrou em contato com a Ana Paula Cordeiro, gestora do cadastro único da cidade de Magé no Rio de Janeiro, e através de informações encontrou o endereço. Quando localizada na cidade de Magé - RJ, há três ou quatro horas de Macaé - RJ, Kécia contatou a prima Jéssica que tem uma amiga em Magé e passou mais algumas informações.
A confirmação
Através de um cruzamento de dados feito pelo sistema de Cadastro Único (Bolsa Família) e TRE, o esposo de kécia conseguiu fortes dados como endereço e nomes de dois filhos da tia, aí então, Ubirajara entra em contato através de seu fecebook com Demarques Mendonça, e o mesmo começa um diálogo.
Horas depois de Demarques responder as mensagens de Ubirajara, e diante às conversas e muita emoção, o tão sonhado dia chegou. A confirmação foi feita e de imediato já fizeram um contato em chamada de vídeo pelo WhatsApp.
Toda a família já manteve contato através de meios tecnológicos, inclusive, Dona Maria Delfina (96 anos), mãe da Auxiliadora, já falou e viu sua filha e netos. O encontro pessoalmente será feito o mais rápido possível.
Filiação
Bento Pereira Tôrres e Maria Delfina da Silva.
  • Sete Filhos
Antônio Bento Tôrres; Vitor Bento Tôrres; Sidrônio (Chico) Bento Tôrres; João Bento Tôrres; Solismar José Tôrres; Bento Tôrres Filho;Pedro Tôrres Neto.
  • Seis Filhas
Maria Alcídia Tôrres Zuleide Maria Tôrres Francisca (Santa) Maria Tôrres Maria Auxiliadora (Tôrres) de Mendonça Maria Zeneide TôrresMaria das Graças Tôrres 13 filhos
  • Netos
Filhos de Alcídia; Seis filhos (três homens e três mulheres).
  • Filhos de Santa
Sete filhos (quatro homens e três mulheres); Filho de Zuleide ; Um filho homem; Filhos de Antônio;Dois filhos (dois homens); Filhos de Vitor; Um casal de filhos; Filhos de Chico; Três filhos (dois homens e uma mulher); Filhos de Auxiliadora;Quatro filhos (dois homens e duas mulheres); Filhos de Zeneide; Dois filhos homens; Filhos de João;Quatro filhos (dois homens do casamento e um casal extraconjugal); Filhos de Solismar;Um casal de filhos; Filhos de Graça;  Um casal de filhos; Filhos de Bento; Dois filhos homens;Filhos de Pedro;  Dois filhos homens; 26 netos homens e 13 netas mulheres.
  • 39 netos!
Bisnetos Netos de Alcídia (oito netos, seis homens e duas mulheres). Netos de Santa (dezessete netos, oito homens e nove mulheres Bethânio Júnior, primeiro bisneto, filho de Wanda, morreu aos 24 anos.). Netos de Zuleide (três netos, um homem e duas mulheres); Netos de Antônio (seis netos, cinco homens e uma mulher); Netos de Vitor (quatro netos, três homens e uma mulher);Netos de Chico (quatro netos, três homens e uma mulher); Netos de Auxiliadora (cinco netas mulheres);Netos de Zeneide (três netos, um homem e duas mulheres); Netos de João (dois netos homens); Netos de Solismar (uma neta); Netos de Graça (ainda nenhum); Netos de Bento (uma neta); Netos de Pedro (ainda nenhum); 28 bisnetos homens e 25 bisnetas mulheres.
  • 53 bisnetos!
Tataranetos; 1 tataraneto, primeiro bisneto da filha Santa.
*Jair Sampaio.

Nenhum comentário: