sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

DIONÍZIO DO APODI RESOLVE FICAR PELO FORTALECIMENTO DA CULTURA LOCAL

Amigas e amigos das redes sociais. Há três dias comuniquei por aqui o meu desligamento do trabalho artístico que desenvolvemos desde outubro de 2017 junto à Prefeitura de Apodi. Houve uma repercussão muito grande sobre a decisão, pautada em critérios que estabeleço e não mudo, em relação ao trabalho que desenvolvo e acredito. Quero agradecer imensamente as dezenas e dezenas de manifestações de carinho ao trabalho da gente, ao nosso jeito de conduzir as coisas. Fiquei muito comovido com tudo, e agradeço o respeito do povo apodiense e de outros lugares também, que conhecem a minha luta e a minha forma de trabalhar.
Ontem recebi a visita de uma pessoa que admiro muito, e assim disse no meu texto que informava o meu desligamento da Prefeitura de Apodi, que é o prefeito Alan Silveira, uma pessoa, para mim, correta, decente e com grandes intenções. Nos ouvimos, nos falamos, e nos acertamos para a continuidade do trabalho que já vínhamos desenvolvendo. VOU FICAR SIM. Talvez eu desaponte alguns, talvez eu alegre outros. Mas quando vejo o que já fizemos juntos, nessa parceria altamente pensada para o fortalecimento da cultura apodiense, com as garantias que o prefeito me dá, aumentando a estrutura da Prefeitura de Apodi, envolvendo a partir de agora, mais secretarias para servir ao projeto que temos, não vejo razão para não voltar atrás em minha decisão, e assim comunico com alegria, que estamos juntos com Alan nessa empreitada.
Corrigimos e corrigiremos os equívocos acontecidos, algo normal de acontecer em qualquer lugar, desde que haja uma vontade de voltar atrás e enxergar o novo momento que Apodi vive, e assim será feito por mim e por Alan. Há alguns desgastes com um ou outro da própria gestão, mas tenho garantias do prefeito de que o nosso trabalho será protegido de qualquer incômodo para poder ser realizado ainda com mais liberdade.
O prefeito Alan Silveira é responsável direto pelo meu retorno de São Paulo para Apodi, para realização de um sonho, que é este trabalho que realizamos até aqui. Como o próprio prefeito me disse ontem: o mais difícil foi trazê-lo de volta para Apodi. E então não haverá problema algum que não possa ser resolvido. E assim o faremos.
Desde o início de nossa parceria já fizemos dois projetos de Natal (É Natal no Sertão do Apodi, com Caravana Natalina, Cidade Natalina, Natal das Crianças e uma série de atividades que já deixaram o Natal como marca em Apodi); iniciamos o projeto de Carnaval Sociocultural, prevendo em médio prazo termos fortalecido uma outra via carnavalesca; abrimos um Festival Sociocultural de mais de uma semana, de comemoração ao aniversário de Apodi; um projeto junino chamado Casa de Taipa, que fortalece o São João raiz, a partir da identidade cultural do povo do Apodi; criamos o grupo de teatro Além das Mãos (composto por 10 surdos de nosso município); formamos As Meninas do Apodi, um grupo cênico/musical de nosso Apodi; já fortalecemos O Boi Encantado do Apodi, que é uma referência às antigas brincadeiras de papangus que existiam pela nossa zona rural em décadas passadas; incentivamos a criação do Coralzinho da Capoeira do Professor Jônatas, com crianças da região da Baixa do Caic; iniciamos um trabalho lindo de fortalecimento de memórias com as idosas do CRAS São Sebastião; fizemos o I Apodi Gospel, o I Encontro de Poetinhas do Apodi, o I Encontro de Mestres do Apodi, e tudo enxergando a zona urbana e a zona rural. Fizemos muito mais. E é por isso que vamos continuar.
Aproveito aqui e divulgo para o conhecimento de todos, o nosso Calendário Sociocultural para o ano 2019, já aprovado pelo prefeito Alan Silveira, e que iremos realizar:
Março: II Carnaval Sociocultural e II Festival Sociocultural.
Maio: I Seminário Histórico e Sociocultural do Apodi.
Junho: Projeto Junino Casa de Taipa (II Edição).
Agosto: I Festival de Cinema do Apodi.
Outubro: Festival de Rock do Apodi.
Dezembro e Janeiro: III edição do projeto É Natal no Sertão do Apodi.
Vamos colocar Apodi na rota cultural do Brasil, porque somos o berço da cultura potiguar. Há cinco mil anos já tinha gente pintando nas pedras do Lajedo da Soledade. Nosso Apodi é imensamente rico culturalmente e precisa desse projeto de continuidade, pensando em longo prazo. Tudo certo entre o prefeito Alan e nossa pequena equipe, para isso continuar acontecendo.
Agradeço ao apoio incondicional neste momento, dos secretários Sabino (saúde), Elmo Torres (Educação), Isiany Medeiros (Assistência Social), ao vereador Evangelista Menezes, ao prefeito Alan Silveira pela humildade e bons olhos para resolver a situação, ao grupo de pessoas que tem participado de todos os nossos projetos (sem distinção de cor, religião, visão política, etc), e ao povo de Apodi que me deixa profundamente emocionado, ao perceber que o projeto que pretende ser de longo prazo, já deixou marcas profundas.
O texto ficou imenso mas não poderia ser de outra forma. O restante a gente conversa em nossos encontros na feira e calçadas de Apodi, com olho no olho, abraço e aperto de mão.

Dionízio do Apodi.

Nenhum comentário: