sexta-feira, 19 de abril de 2019

Há dois anos, menina ensina vendedor de picolé de 68 anos a escrever

"Ela me ensina aos pouquinhos e uma hora vou aprendendo alguma coisa", diz Zezinho 
"Ela me ensina aos pouquinhos e uma hora vou aprendendo alguma coisa", diz Zezinho.(Foto: Reprodução)
Uma imagem que circulou nas redes sociais nos últimos dias mostra Bárbara Matos Costa, 9, ensinando o alfabeto e a escrita a Francisco Santana Filho, 68. O registro foi feito no pátio do Colégio Diocesano, no Crato (Região do Cariri).

Segundo o site Miséria, há pelo menos dois anos, a menina desempenha essa tarefa. Foi durante uma conversa com Francisco, conhecido como Zezinho, que tudo começou: ela perguntou se ele sabia ler e escrever. Com a negação seguida pela explicação de que o vendedor de picolé há 44 anos não teve tempo para estudar, ela respondeu: “pois vou te ensinar”.

“Foi a coisa mais bonita do mundo”, afirma Zezinho, emocionado.

Desde então, Bárbara dedica seu tempo livre a ensinar o homem a desenhar as letras tal qual as professoras lhe ensinaram.

“Ela me ensina aos pouquinhos e uma hora vou aprendendo alguma coisa”. Por considerar “não ter mais cabeça para isso”, ele revela que já havia desistido de desenvolver a leitura e a escrita.

Desde os 12 anos, Francisco vende picolé. Apesar de entrar todos os dias em escolas, não teve oportunidade de estudar. “Muitos dos alunos que conversavam comigo aqui, do jeito de Bárbara, hoje em dia são pais de família. Vi eles crescendo”.

A professora da menina conta que a atitude partiu “do seu coração amoroso”. “Ninguém mandou ou sugeriu, por isso achamos tão bonito e importante”, explicou. “Foi ela como criança que sentiu a necessidade de ajudá-lo. Ela é uma menina valorosa”.

Para a coordenadora pedagógica Nágela Maia, a atitude de Bárbara é “tudo o que mais queremos ensinar: gentileza, amor e solidariedade”.

*Fonte: Redação O Povo Online/Robson Freitas

Nenhum comentário: