sábado, 27 de abril de 2019

APODI-RN: NOTA DE FALECIMENTO

É com pesar, que noticiamos aqui o falecimento do senhor João de Deus Pinto (Joãozinho de João de Paulo), 84 anos.
O mesmo se encontrava internado no Hospital, em Mossoró e veio a óbito na tarde deste sábado, 27 de abril de 2019. Joãozinho completaria 85 anos amanhã. O sepultamento deve ser realizado nesse domingo(28).
A todos os familiares, deixamos aqui os nossos votos de pesar. Joãozinho de João de Paulo, descanse em paz!

MOSSORÓ-RN: [VÍDEO] FILHO ENCONTRA CORPO DO PAI NAS ÁGUAS DO RIO MOSSORÓ

Jair Soares da Silva, 49 anos de idade, que estava desaparecido foi encontrado morto nas águas do Rio Mossoró, na manhã deste sábado 27 de abril de 2019.
A viatura do Centro encontra-se isolando a área na Barragem existente após as pontes que liga o Alto São Manoel para o Centro.
As informações da Polícia Militar, é que Jair estava desaparecido à cinco dias, e seu filho teria recebido uma informação que teriam matado ele de faca e jogado o corpo no Rio. O filho passou a procurar e o encontrou na manhã deste sábado.
As suspeitas foram confirmadas, depois dos procedimentos realizados no local, pelas equipes da Delegacia de Plantão e do Instituto Tecnico-Cientitico de Pericia, Itep. Jair Soares da Silva foi mesmo assassinado a golpes de faca peixeira ou facão .
Mossoró contabiliza 50 mortes violentas em 2019.

Mais imagens
Veja vídeo:

*Passando na Hora.

POLÍCIA CIVIL PRENDE FORAGIDO SUSPEITO DE PRATICAR HOMICÍDIOS NO RN E PB

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) com o apoio da Polícia Civil de Patos-PB, prenderam em flagrante, na manhã desta sexta-feira, 26 de Abril de 2019,José Maria Alves, conhecido como “Zé Maria”, de 41 anos. Além do flagrante, foi dado cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pelo Juízo da Comarca de Campo Grande/RN.
A ação teve início após informações de que um foragido da Justiça estaria morando em Pium. “Zé Maria” é suspeito de participação em diversos homicídios no Alto Oeste Potiguar, assim como no estado da Paraíba. No momento em que os policiais da DEICOR checaram no local informado, “Zé Maria” se passou pelo irmão, apresentando um documento falso.
Após uma busca, foi encontrado o documento original com seu nome verdadeiro, um revólver calibre 38, seis munições intactas e a quantia de R$ 600,00. O homem foi conduzido à sede da DEICOR em Natal e autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido, receptação, além do uso de identidade falsa.
A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.


*Passando na Hora.

Lula: “Fico preso cem anos, mas não troco minha dignidade pela minha liberdade”

Foto: Reprodução/TV El País
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entra em um pequeno auditório da superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Lá dentro, é esperado pelos jornalistas do EL PAÍS e do jornal Folha de S. Paulo. Chega de tênis, camisa social, calça jeans e paletó cinza, e um calhamaço de papeis embaixo do braço. Senta-se numa mesa ao centro com alguns poucos microfones. Não está feliz nem triste. Nem tampouco envelhecido. Mas está diferente. “Tudo bem?”, diz ele aos presentes, ainda com o rosto um pouco fechado, e se dirige para uma mesa improvisada ao centro, onde fica de frente para o repórter do EL PAÍS e para Mônica Bergamo da Folha, que vão conduzir a entrevista. “Antes de vocês fazerem a primeira pergunta… quero fazer um micropronunciamento para tratar especificamente do meu caso, e depois do caso do Brasil”, diz ele, em tom grave.
Suas mãos tremem um pouco quando começa a ler.

Seu rosto fica vermelho olhando para o texto que traz um rosário de críticas contra seus julgadores. “Sei muito bem qual lugar que a história me reserva. E sei também quem estará na lixeira.” Lula critica o ex-juiz Sergio Moro, responsável pela sua condenação, a Operação Lava Jato, e o procurador Deltan Dallagnol. “Reafirmo minha inocência, comprovada em diversas ações”. O silêncio é absoluto, apesar da presença de delegados da Polícia Federal e de três oficiais armados, todos a serviço da PF, que está sob o guarda-chuva do Ministério da Justiça, conduzido por Sergio Moro.

Lula está engasgado e sabe que esta entrevista é a oportunidade para falar depois de um ano silenciado pela prisão em abril de 2018. A conversa tem início e o ex-presidente ainda mantém um semblante sério. Mas uma pergunta quebra a rigidez. Quando é questionado sobre a morte do irmão Vavá, em janeiro deste ano, e o neto, Arthur Araújo Lula da Silva, de 7anos, dois meses depois. “Esses dois momentos foram os mais graves”, lembra ele, citando também a perda do ex-deputado Sigmaringa Seixas, morto no final do ano passado. “O Vavá é como se fosse um pai pra família toda. E a morte do meu neto foi uma coisa que efetivamente não, não, não… [pausa e chora]. Eu às vezes penso que seria tão mais fácil que eu tivesse morrido. Porque eu já vivi 73 anos, eu poderia morrer e deixar meu neto viver.”

Lula diz que há outros momentos que o deixam triste, com uma mágoa profunda. “Quando vejo essa gente que me condenou na televisão, sabendo que eles são mentirosos, sabendo que eles forjaram uma história, aquela história do powerpoint do Dallagnol, aquilo nem o bisneto dele vai acreditar naquilo. Esse messianismo ignorante, sabe? Então eu tenho muitos momentos de tristeza aqui. Mas o que me mantém vivo, e é isso que eles têm que saber, eu tenho um compromisso com este país, com este povo”, completa.

Começa a entrevista, que virou caso de Justiça. Só foi realizada após a interferência do Supremo Tribunal Federal. Uma conversa que vai durar duas horas. E o ex-presidente começa a relaxar. É o Lula de sempre. Ele está igual. Quem esperava vê-lo envelhecido ou derrotado, se frustra. Ele tem fúria. E obsessão para provar sua inocência. “Não tem problema que eu fique aqui para o resto da vida. Quem não dorme bem é o Moro, Dallagnol e o juiz do TRF-4 [que confirmou sua condenação em segunda instância].”

Os detalhes desta conversa serão publicados ao longo do dia no site e nas redes sociais do EL PAÍS. JBelmont.

ESTAMOS VENDENDO CARTELA DO OESTE CAP E NATAL CAP

OESTE CAP: Cartelas de 6 e de 10 reais. Basta só nos chamar pelo whatsApp: 99159 1630!
NATAL CAP: Cartelas ao peço de 10 reais. Também pode nos chamar no whatsApp: 99159 1630! E Boa Sorte!!!

Ex-presidente preso: A jornais, Lula diz que Brasil está sendo “governado por um bando de maluco”

Ex-presidente Lula durante entrevista aos jornais Folha de S.Paulo e El País na sede da PF em Curitiba
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse em entrevista aos jornais Folha de S.Paulo e El País, concedida nesta sexta-feira, 26, e publicada há pouco nos sites das duas publicações, que o Brasil precisa fazer uma autocrítica e tem sido governado “por um banco de maluco”. Ele agradeceu ainda a solidariedade do vice-presidente Hamilton Mourão quando da morte do neto dele, Artur.
Esta é a primeira entrevista que o ex-presidente concede depois da prisão, em 7 de abril do ano passado. “Vamos fazer uma autocrítica geral neste País. O que não pode é este País estar governado por esse bando de maluco que governa o País. O País não merece isso, e sobretudo o povo não merece isso”, disse o ex-presidente.
Aos jornalistas, Lula afirmou que era “grato” a Mourão “pelo que ele fez na morte do meu neto”. O ex-presidente disse que, se sair da prisão, quer “conversar com os militares” para entender o ódio ao PT.
O petista criticou ainda o ministro da Justiça, Sérgio Moro. Para ele, o ex-juiz, que o condenou à prisão, “não sobrevive na política”. “Eu tenho certeza de que durmo todo dia com a minha consciência tranquila. E tenho certeza de que o (Deltan) Dallagnol não dorme, que o Moro não dorme.”
Segundo o relato do jornal, os jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas tiveram de ficar a quatro metros do ex-presidente. Lula respondeu às perguntas diante de uma mesa, da qual os entrevistadores não podiam se aproximar. A Polícia Federal informou aos presentes que a medida era o cumprimento de um protocolo de segurança comum a todos os presos.


*Agência Estado.

APODI-RN: PM TROCA TIROS COM ELEMENTOS ESTAVAM PRATICANDO ASSALTOS NA ZONA RURAL

(Foto: Portal ApoNews )
Na manhã desta quinta-feira(25), 04 elementos em 2 motocicletas realizaram um assalto nas proximidades da escola da comunidade de Santa Cruz, Zona Rural de Apodi. Na ocasião os elementos roubaram da vítima 01 motocicleta de modelo Honda Bros.
Os elementos após consumarem o fato delituoso empreitaram fuga e logo a frente em uma comunidade vizinha abandonaram uma das motocicleta usada para realizar o roubo.
Após ser acionado o GTO de Apodi, com apoio dos policiais militares das cidades de Caraúbas, Patu e de Umarizal fecharam um cerco na região e na comunidade de São Paulo os elementos abandonaram mais uma motocicleta. Os elementos ainda no sítio São Paulo praticaram mais um assalto e roubaram mais uma motocicleta.
Durante a fuga os elementos foram interceptados por policiais militares da cidade de Umarizal, onde ocorreu um intensa trocas de tiros. Os elementos abandonaram mais 2 motocicletas e empreitaram fuga pelo matagal.
Os policiais durante a operação conseguiram recuperar e apreender 4 motocicletas.

Fonte: Radar Apodiense.

Rio Grande do Norte recebe aeronave do Ceará para a Segurança Pública

A Secretaria do Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) recebeu, nesta sexta-feira (26), um helicóptero do Governo do Ceará. A parceria ocorrerá enquanto o Potiguar 01, pertencente ao Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER), passa por manutenção.
A aeronave Fênix 03 é do mesmo modelo do Potiguar 01 - S350 B2 esquilo. Além da aeronave, o Ceará enviou um piloto e um mecânico. O custo de manutenção e do combustível será todo do Rio Grande do Norte.
Além de ações de Segurança Pública, o helicóptero também será utilizado para acompanhar, de forma preventiva, a situação das barragens do Estado.


*O Câmera.

MOSSORÓ-RN: 67 NOVOS SARGENTOS DA PM SÃO FORMADOS

Na manhã desta sexta-feira, 26 de Abril de 2019, aconteceu a solenidade de encerramento do Curso de Formação de Sargentos – CFS/2018.3 na cidade de Mossoró. Na oportunidade, 67 alunos concluíram com êxito o curso. Totalizando 372 formandos em todo o Estado.
O CFS teve carga horária de 720 horas/aula. Constitui-se uma das condições básicas para o Cabo da Polícia Militar ingressar no quadro de acesso para a promoção à graduação de Sargento. O curso contemplou diversas disciplinas que estão em consonância com os anseios da sociedade potiguar, tais como: tiro policial, gerenciamento de crises, abordagem policial, capacitação em policiamento comunitário, direitos humanos, dentro outras.
A turma denominada “Cabo PM José Williams da Silva (In Memoriam)” foi prestigiada com a presença da Governadora do Estado, Fátima Bezerra, da Prefeita do Município Rosalba Ciarlini, do Secretário de Estado da Segurança Pública, Coronel PM Araújo, do Comandante Geral da PMRN, Coronel Alarico, do Diretor do Centro Clínico, Coronel PM Demócrito, do Comandante do 12º BPM, Tenente Coronel PM Humberto, do Comandante do 2º BPM, Major PM Maximiliano, do Comandante do CFAPM, Tenente Coronel Vilela, do Deputado Estadual, Coronel PM Azevedo, dentre outras autoridades civis e militares.
O Coronel PM Alarico, em sua fala, parabenizou a todos os novos sargentos e familiares presentes, enalteceu a importância do Curso de Formação de Sargentos e comemorou a diminuição do índice de homicídio no RN, “Nos últimos três meses poupamos mais de 200 vidas, comparado ao primeiro trimestre do ano passado”.


*Passando na Hora.

Bolsonaro autoriza estudo para privatização dos Correios

O presidente Jair Bolsonaro autorizou a realização de estudos para a privatização dos Correios. A informação foi confirmada em publicação no Twitter. Bolsonaro lembrou ainda os casos e as suspeitas de irregularidades que envolveram a estatal.
“Demos OK para estudo da privatização dos Correios. Temos que rememorar para a população o seu fundo de pensão. A empresa foi o início do foco de corrupção com o mensalão, deflagrando o governo mais corrupto da história. Com o Foro de SP destruíram tudo nome da Pátria Bolivariana”, escreveu o presidente.
Durante a campanha eleitoral, Bolsonaro já sinalizava que a empresa poderia ser privatizada devido aos prejuízos.
Com 356 anos de existência, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos é subordinada hoje ao Ministério das Comunicações, Ciência, Tecnologia e Inovação. Após prejuízos registrados entre 2103 e 2016, a estatal registrou lucro de R$ 161 milhões em 2018 e de R$ 667,3 milhões em 2017.
A recuperação financeira ocorreu após lançamento de ações da empresa como renegociação de dívidas, revisão de contratos, redução de custos com pessoal, mudanças na rede de atendimento e cobrança de novas taxas.

O presidente Jair Bolsonaro autorizou a realização de estudos para a privatização dos Correios. A informação foi confirmada em publicação no Twitter. Bolsonaro lembrou ainda os casos e as suspeitas de irregularidades que envolveram a estatal.

*VNT.