quarta-feira, 6 de junho de 2012

BOA NOTÍCIA! Governo Federal anuncia R$ 15,1 milhões para UPAs e UBS do RN


O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (6) a seleção de projetos para construção e ampliação de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24 horas) e Unidades Básicas de Saúde (UBS). Os benefícios vão contemplar 125 unidades de saúde potiguares. Serão repassados recursos federais para a construção de uma nova UPAs e para ampliação de outras duas. Para as UBS, serão ampliados 122 postos. Ao todo, serão investidos R$ 15,1 milhões, sendo R$ 4,2 milhões para as UPAs e R$ 12,1 para as UBS. Os recursos fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

"Esses novos serviços para a população representam o compromisso do Governo Federal em aumentar o acesso, com qualidade, dos cidadãos aos serviços do SUS (Sistema Único de Saúde). As UPAs e UBS estão inseridas nas redes prioritárias do Ministério da Saúde, que buscam desafogar os atendimentos nas emergências e ampliar a assistência especializada", destaca o Ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Reforço à atenção básica - Os recursos liberados pelo Ministério da Saúde serão usados para ampliação de 5.459 unidades básicas em 2265 cidades brasileiras. A medida faz parte do programa Saúde Mais Perto de Você, que está aprimorando os serviços de atenção básica do SUS.
As Unidades Básicas de Saúde são locais onde o cidadão pode receber atendimentos básicos e gratuitos em pediatria, ginecologia, clínica geral, enfermagem, odontologia e outros atendimentos essenciais. As Unidades Básicas de Saúde resolvem 80% dos problemas de saúde da população do território que ela é responsável e promovem hábitos saudáveis de vida.

Apoio às emergências - Responsáveis por prestar atendimento de média complexidade, como vítimas de acidentes e problemas cardíacos, as UPAs contribuem para desafogar as urgências dos hospitais do SUS e reduzir o tempo de espera por atendimento.
Nas localidades em que estão em pleno atendimento, as unidades dão conta de atender, sem necessidade de encaminhamento ao pronto-socorro hospitalar, 97% dos pacientes que as procuram.

As UPAS 24h estão inseridas na rede Saúde Toda Hora, que está reorganizando o atendimento de urgência e emergência dos hospitais do SUS. A rede integra, além dos hospitais, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU/192), que organiza o fluxo de atendimento e encaminha o paciente ao serviço de saúde adequado à situação. Nas unidades, os pacientes são avaliados de acordo com uma classificação de risco, podendo ser liberados ou permanecer em observação por até 24 horas, ou se necessário, serão removidos para um hospital de referência.

*Fonte: Agência Saúde

É HOJE!


ANIVERSARIANTE DE HOJE...

Ela é funcionária da Escola Municipal Francisco Alcivan Pinto e recebe os parabéns de todos que fazem a Escola no dia de hoje...
Parabéns e Feliz Aniversário!!!!

Alto escalão da Igreja Católica veta nome de padre Nunes para vice de Hermano Morais


O projeto político do PR que iria indicar padre Antonio Nunes para ser candidato a vice na chapa do deputado estadual Hermano Morais, que disputará a Prefeitura Municipal de Natal, encontrou resistência no alto escalão da Igreja Católica. O arcebispo dom Jaime Vieira Rocha já enviou interlocutores ao padre Nunes com a mensagem “desaconselhando qualquer pleito político”.
A indicação do alto escalão da Igreja para o sacerdote é “nada de palanques eleitorais”.
Com a recusa de padre Nunes, o PR volta a articular para saber que vice indicará para Hermano Morais.
Deu no Blog Panorama Político.

PALESTRA DE DANTE NA CASA DE CULTURA DE APODI

Aconteceu na manhã de ontem (05/06) uma palestra com Luiz Alberto Dante Matemático de no renomado em todo o Brasil.
Público convidado: todos os professores da rede municipal de ensino, que trabalha no Ensino Fundamental, na Casa de Cultura Popular de Apodi.
Tema: A Matemática Fácil e Prazerosa.











Escola Zenilda Gama realiza semana do Meio Ambiente

Em homenagem a semana mundial do Meio ambiente, a escola Zenilda Gama, durante toda semana está realizando uma série de atividades para celebrar o tema e despertar o interesse dos alunos pela preservação.
No dia de ontem (04), os alunos da escola participaram de uma importante atividade. Eles foram divididos em três grupos; um grupo ficou responsável por fazer um apanhado dos principais problemas ambientais da escola, outro grupo ficou responsável por fazer um relatório sobre os principais problemas ambientais do bairro onde a escola está inserida e outro, ficou para fazer um apanhado dos principais problemas ambientais da cidade, o trabalho foram desenvolvidos in loco. A atividade serviu acima de tudo para se ter o conhecimento dos problemas ambientais que nos cercam para posteriores medidas mitigadores.
Professor Welliton Sousa e a diretor Aloma Tereza
Agente do IBAMA Walber Feijó.
Durante a manhã de Hoje (05), os alunos participaram de uma interessante palestra ministrada pelo agente do IBAMA Walber Feijó com sobre o tema: Por que preservar a caatinga do sertão de Apodi? A palestra foi por demais proveitosa e serviu para alertar a todos da importância de se preservar a degrada fauna e flora da caatinga dos sertões apodienses.
O projeto, que tem como coordenador o professor Welliton Souza, será desenvolvido de forma continua e visa, entre outros objetivos, despertar o interesse no aluno em preservar o meio onde eles estão inseridos. Posteriormente haverá outras etapas.
Fonte: Blog do Toinho/Trapiá Apodi.

MEC vai ampliar vagas para formação de novos médicos: Cursos terão mais 2.415 vagas

Curso de medicina da UFRN em Natal: universidade terá mais 40 vagas, no campus de Caicó

Brasília - O Ministério da Educação (MEC) anunciou ontem um plano para ampliar a formação de médicos no país. Serão criadas 2.415 vagas, algumas em cursos já existentes e outras em novos, tanto em universidades públicas como em particulares. O crescimento representa 15% das vagas de medicina do país. De acordo com o ministro Aloizio Mercadante, parte das vagas estará disponível no segundo semestre deste ano. No Rio Grande do Norte, há 40 vagas previstas para a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em curso novo, no município de Caicó. Não foi divulgado quando as vagas estarão disponíveis. Também não há previsão de expansão em instituições privadas do estado, de acordo com dados do MEC.
O argumento do governo para expansão das vagas em cursos de medicina é que a relação de médicos por habitantes no Brasil é muito baixa em comparação a outros países. De acordo com o MEC, a média brasileira é 1,8 médico por mil habitantes (a do RN é 1,2 médico por mil habitantes), enquanto no Uruguai, por exemplo, o índice é 3,7 e na Espanha 4.
Mercadante reconheceu que o problema não é só de quantidade de médicos, mas da distribuição dos profissionais no território. Segundo ele, o Ministério da Saúde estuda medidas para estimular a permanência dos médicos em cidades do interior, principalmente do Norte e Nordeste do país.
"Não basta simplesmente uma política de interiorização das faculdades de medicina, é preciso uma política para atrais esses profissionais para onde há baixa disponibilidade de médicos no serviço de saúde".
Do total de vagas que serão criadas, 800 são em nove instituições privadas e 1.615 em 27 universidades federais. A maior quantidade será no Nordeste: 775. O Norte terá 310 vagas, o Centro-Oeste 270, o Sudeste 220 e o Sul 40.
O ministro disse que a ampliação será feita "com qualidade". Um dos critérios para autorizar a abertura de novas vagas foi o desempenho dos cursos nas avaliações do MEC.
Tanto o Conselho Nacional de Educação (CNE) quanto o Conselho Nacional de Saúde (CNS) precisam autorizar esses processos e um dos pré-requisitos é a disponibilidade de leitos no Sistema Único de Saúde (SUS) para que o aluno possa cumprir a parte prática do curso. De acordo com o ministro, novas autorizações de vagas estão sob análise do CNS.
"Para cada vaga são necessários cinco leitos do SUS. O aluno tem que ter a experiência prática médica concreta durante a faculdade".
A meta é chegar em 2020 com uma média de 2,5 médicos por mil habitantes. "Essas novas vagas continuam insuficientes e terão que ser ampliadas. As vagas que começamos a ofertar hoje só vão formar os primeiros profissionais daqui a seis anos e até lá existe uma carência muito grande de médicos". Segundo Mercadante, serão contratados 1,6 mil professores nas universidades federais, por meio de concurso.

TN Online.

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO