domingo, 21 de outubro de 2012

Fuga no Complexo Penal de Pau dos Ferros

Dois detentos fugiram do complexo penitenciário de Pau dos Ferros durante a madrugada de domingo 21 de Outubro de 2012. Os agentes conseguiram evitar a fuga de mais dois.

Os detentos conseguiram fugir, cavando um buraco, partindo de uma das celas até a área externa do presídio. "Rafael Inácio" e "Didi" foram embora. "Ivo Barbosa da Silva" e "Do More", foram impedidos pelos agentes, que perceberam a movimentação estranha no local. Eles disseram que não se evadiram por que ficaram com medo da escuridão.

Segundo informações a péssima qualidade da iluminação nos arredores do presídio, dificulta o trabalhos dos agentes que ficam de sentinela e facilitar as ações criminosas dos detentos.

Fonte: O Câmera.

FLAMENGO VENCE O SÃO PAULO, 1 X 0 NO ENGENHÃO

Marcos Gonzáles deu a cabeçada que decretou o resultado. Isso é Flamengo 1 X 0 São Paulo! É isso que queremos!
O time do Flamengo jogou bem e venceu o São Paulo por 1 x 0. Com a vitória, o Flamengo chegou aos 40 pontos, ocupando a 13ª posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro.

TAMIRES FREIRE TAMBÉM COMEMORA ANIVERSÁRIO HOJE...


Feliz aniversário Tamires Freire!

Leia com atenção:

FAZER ANIVERSÁRIO

Fazer aniversário é ter a certeza de que ao menos uma vez ao ano a vida será vista de uma maneira diferente.
Fazer aniversário é brincar de crescer e quem sabe mais tarde virar "gente".
É sorrir sem ter motivo ou chorar pela mesma coisa.
É ter de novo a certeza de que os sonhos ainda poderão se realizar.
É reconhecer que amigos se importam com a sua importância.
É contar o tempo que se viveu e o que se deixou de viver.
É luz na escuridão.
É lembrar da vitória de um dia ter sido embrião.
É aprender a valorizar o tempo.
É contar com a presença dos ausentes.
É tornar novo o que se fez velho.
É fazer do novo o sempre.
Enfim, fazer aniversário é contar, os minutos, as horas os dias meses e anos, e muito mais que tudo isso,
Fazer aniversário é saber que só se nasce uma vez e que por isso a oportunidade de viver é única e isso torna o valor da vida sem valor, porque Fazer aniversário é viver sem preço, mas viver feliz.
Lyndcey Lee

HOJE É O ANIVERSÁRIO DO BLOGUEIRO JÂNIO DUARTE...

Jânio Duarte, o homem do ApoDiário faz aniversário hoje e queremos desejar muitos anos de vida! Parabéns pelo aniversário! E que Deus possa orientá-lo mais e mais nas suas postagens! Feliz aniversário!!!

PEDRO JÚNIOR FAZ ANIVERSÁRIO HOJE...

Pedro Júnior comemora aniversário hoje. Aceite as nossas homenagens e viva a vida! Parabéns pelo aniversário e que a data se repita muitas e muitas vezes!!!

CRIS MONTEIRO FAZ ANIVERSÁRIO HOJE...

 Cris Monteiro comemora aniversário hoje. Parabéns e muitas felicidades!!!

111ª Morte violenta em Mossoró em 2012

*Informações e imagens: O Câmera.
Daniel Urubu, foragido do Complexo Penal Mario Negocio foi executado no Km 45 da Br 304, na Avenida do contorno, quando saia de uma festa no Bairro Bom Jesus em Mossoró. O crime foi registrado na Central de Operações da Policia Militar por volta de 4 horas e 30 minutos de domingo 21 de Outubro de 2012.
Daniel Felipe da Silva, ““Daniel Urubu”” 21 anos de idade, residente na Rua Raimundo Jacinto da Costa, no Bairro Belo Horizonte, foi executado com cerca de 4 disparos de arma de fogo, quando saia de uma festa no Bairro Bom Jesus.
Daniel estava foragido do Complexo Penal Mario Negocio, onde cumpria pena acusado do crime de receptação. Segundo informações de uma moça que esteve no local do crime se dizendo esposa, Daniel estava refugiado na cidade de Areia Branca, mas constantemente vinha a Mossoró.
Ainda segundo a moça, os dois participavam de uma festa e ele teria dito que ia a um bar, no mesmo bairro. Ele foi encontrado caído, já sem vida ao lado da motocicleta da esposa, cerca de 500 metros do local para onde teria ido. Daniel foi morto quando tentava fazer um retorno na Br.
O Bacharel Luiz Fernando, Delegado de Plantão, disse não saber a quem atribuir à autoria do crime, mas acredita que “Daniel Urubu” tenha sido surpreendido pelos atiradores. O delegado disse que iria ouvir a esposa e amigos mais próximos da vitima e as informações seriam encaminhadas para a Delegacia de Homicídio de Mossoró.
Patrulheiros da Rodoviária Federal e da Policia Militar fizeram o isolamento do local, para a realização dos trabalhos de pericia. O corpo foi removido para a sede do Instituto Técnico e Cientifico de Polícia, para os procedimentos de necropsia.

Doação de sangue: o amor de quem doa é vida para quem recebe

Os apelos feitos pelos servidores do Hemocentro de Mossoró, por doadores de sangue voluntários, são cada vez mais frequentes. O líquido, que não pode ser substituído por nenhum outro componente e nem fabricado em laboratório, é vital. Diariamente, muitas pessoas precisam de uma transfusão, são pacientes com câncer, pessoas acidentadas ou doentes sobre uma mesa de cirurgia. Para essas pessoas, o gesto simples pode simbolizar a continuidade da vida e quem se dedica a doar pode se tornar um herói anônimo.
José Cícero da Silva Júnior já não é principiante em matéria de solidariedade. Aos 29 anos, ele já doou sangue outras vezes. “É a quarta vez com essa. Sempre gosto de doar, ajudar a quem precisa. Da mesma forma que ajudo, posso precisar um dia”, diz, consciente, o ajudante de soldador.
Da primeira vez ele que doou a ação não foi voluntária. Sua ex-enteada foi fazer uma cirurgia e precisou que as pessoas próximas repusessem o estoque do Hemocentro. Por isso, ele viu a importância do gesto e tomou a atitude. Hoje é voluntário. “Eu me sinto bem em poder ajudar a quem precisa. Acho que cada tempo da sua vida você tem que parar para ajudar a quem precisa”, afirma, sem se importar quem vai receber o seu sangue.
Everton Bruno, de 19 anos, também pretende se tornar um doador fixo. Ele doou sangue pela segunda vez. Da primeira vez foi incentivado pelo chefe. Agora, a iniciativa foi própria, a partir de uma matéria de jornal.
Como tem um tipo sanguíneo mais raro, resolveu ajudar. “Devido o sangue ser mais difícil, decidi ajudar o próximo. Queria que esse gesto fosse seguido por outras pessoas que estão sadias”, diz o jovem.
O gesto simples que demora apenas alguns minutos faz toda a diferença na vida de pessoas como Eleuda Lima de Mendonça e Magda Dayane Maia. Elas são pacientes do Centro de Oncologia e Hematologia de Mossoró (COHM) e durante a luta contra o câncer já precisaram de várias bolsas de sangue.
Eleuda tem 49 anos de idade e conta que a doença começou na mama, retirada há alguns anos, e voltou a se manifestar, posteriormente, em outras partes do corpo. Na luta contra a doença, ela já precisou de transfusão de sangue mais de uma vez. “É muito importante que as pessoas doem”, diz ela. “As pessoas deviam parar para pensar que não é uma escolha nossa ficar doente”, acrescenta, lembrando que não é só durante as campanhas que as pessoas devem dar sangue.

Já Magda tem 22 anos. Durante os sete em que luta contra o câncer, vários tratamentos já foram experimentados. Há quatro anos, durante uma das etapas de quimioterapia, ela precisou da transfusão sanguínea. De lá para cá, não sabe dizer quantas vezes teve que receber doações. Ela tem sangue tipo O+, que já é mais difícil de ser encontrado. Por causa disso, algumas vezes os pais de Magda precisaram encontrar doadores com esse tipo sanguíneo para repor as bolsas de sangue necessárias à filha. Tudo por causa das dificuldades vivenciadas no Hemocentro.
“Por isso que é bom sempre ter quando precisa”, comenta a jovem. “Se eu estou passando por isso, amanhã pode ser essa pessoa”, complementa, lembrando que ninguém está isento da necessidade.
Mesmo sem saber quem são seus benfeitores, ela se orgulha e incentiva os voluntários: “Que continue sempre sendo um doador para a gente, ajudando a salvar outras almas”.
Para Eleuda, o sangue tem um significado ainda mais especial, pois as bolsas sanguíneas que recebe lhe ajudam a sobreviver. Ciente disso, ela pede a Deus pelos doadores. “Eu fico orando pelas pessoas”, revela.
A grande necessidade por parte dos pacientes do Centro do Oncologia se justifica pelo fato de que a quimioterapia age na interrupção ou retardo do crescimento de células tumorais, que são células que crescem rapidamente, como explica o oncologista Thiago Rego. Segundo ele, o princípio básico da quimioterapia é destruir essas células com crescimento acelerado.
Como efeito colateral do tratamento, no entanto, elementos precursores sanguíneos, como plaquetas e glóbulos, são atacados, causando anemia nos pacientes e justificando a necessidade de bolsas de sangue. Para se ter uma ideia, diariamente, são necessárias cerca de 20 bolsas de sangue só para os pacientes do Centro de Oncologia.
“A importância do doador voluntário é que é imprescindível que não haja atraso ao tratamento desses pacientes”, ressalta o oncologista.

Profissional fala da necessidade de doadores e do percurso do sangue
A enfermeira do Hemocentro de Mossoró, Rosana Márcia, explica que a cidade cresceu, a população aumentou e os serviços de saúde realizados em Mossoró foram ampliados. O número de doadores, no entanto, não evoluiu na mesma proporção. “A cidade cresceu e o Hemocentro precisa crescer junto. Aqui é um banco, se não deposita, não funciona”, alerta a enfermeira.
“Hoje a gente está aqui, amanhã, pode estar do outro lado”, argumenta. E Rosana sabe bem o que é estar do outro lado, pois tem familiares que já precisaram de doações.
A enfermeira explica que, para contribuir na tentativa de salvar uma vida, o procedimento é simples, mas dividido em várias etapas. Primeiro o voluntário chega ao Hemocentro com um documento de identificação com foto. Caso ele seja menor de idade, já que agora é possível doar sangue a partir dos 16 anos, ele deve estar acompanhado de um responsável, que assinará um documento.
Em seguida, o voluntário vai para o setor de Serviço Social, onde recebe orientações sobre a doação. Depois é encaminhado para a pré-triagem, onde são realizados pré-exames (pressão, peso, altura, etc). Concluída essa etapa, ele segue para a triagem clínica; no setor é realizada uma entrevista sigilosa entre doador e triador, onde são abordadas várias questões, com intuito de garantir a qualidade do sangue que poderá ser doado. É imprescindível que o voluntário seja sincero. Isso porque existe um tempo, denominado janela imunológica, no qual, caso o sangue esteja contaminado, o agente que causou essa contaminação pode permanecer oculto durante os exames, comprometendo a qualidade do sangue, daí a necessidade de ser preciso nas respostas às perguntas feitas na entrevista.
Encerrados os procedimentos descritos e aprovada a doação, o voluntário segue para a etapa final, que é a doação.
Após a doação, a bolsa, que contém 450ml de sangue, vai para o setor de fracionamento, onde é feita a separação dos hemocomponentes – elementos como plasma, plaquetas, hemácias - . Em seguida, ela é levada para o pré-estoque onde fica guardada à espera de exames de sorologia. Se o resultado desses exames for bom, então o sangue vai para o estoque.
O gesto é simples, mas as consequências dele podem ser extremamente valiosas para quem precisa de uma doação. “A gente pede, a cada dia, que as pessoas tomem consciência do ato de solidariedade humana, de amor ao próximo. Doar é um ato de amor”, ressalta. “O sangue não é fabricado, é doado. Por isso, trabalhamos para sensibilizar as pessoas”, diz Rosana Márcia, lembrando que a substância não pode ser substituída por nenhuma outra.
Dependendo do quadro de saúde do paciente, um só paciente pode precisar de várias bolsas. De acordo com Rosana Márcia, a maior demanda do Hemocentro é para o Centro de Oncologia, seguido do Hospital Regional Tarcísio Maia. Mas o órgão também envia bolsas sanguíneas para outras cidades.

CRITÉRIOS PARA SER UM DOADOR – Para doar sangue é necessário ter idade entre 16 e 67 anos, pesar acima de 50 kg, estar saudável e bem alimentado, não estar tomando medicação, não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação, não ter fumado duas horas antes de doar e permanecer sem fumar, pelo menos, até duas horas depois, estar bem alimentado e ter dormido, no mínimo, seis horas na noite anterior. Para quem tem tatuagem, a doação só pode ser realizada após um ano depois que a tatuagem foi feita.
Os homens podem doar sangue a cada 60 dias. Para as mulheres, o intervalo de tempo é maior, são 90 dias.

‘Essa corrente precisa de você’

A assistente social do Hemocentro, Lenita Helena, informa que o Dia Nacional do Doador de sangue é comemorado em 25 de novembro. Este ano a campanha traz como tema ‘Essa corrente precisa de você. Doe sangue!’. O objetivo da campanha é aumentar o número de voluntários comprometidos com a causa.
Segundo ela, dados do Ministério da Saúde revelam que apenas 1,80% da população doa sangue por ano. A meta do Ministério é chegar ao percentual de 3% a 5%. Em Mossoró, mensalmente, são realizadas cerca de 600 a 700 doações, mas aqui a meta é aumentar o número em quase 50%, passando para um total mensal de 900 a 1.000 bolsas de sangue, totalizando, por ano, algo em torno de 1.000 a 1.200.
Como captar doadores também é o objetivo principal do Serviço Social do Hemocentro, para isso, o órgão desenvolve um trabalho junto a empresas e universidades. Além disso, o Hemocentro também realiza campanhas em datas próximas a eventos comemorativos, ocasiões em que as pessoas se expõem mais ao risco de precisar de uma doação. A assistente social argumenta que doando sangue uma pessoa pode salvar até quatro vidas.
Para Lenita Helena, “A questão da doação de sangue passa por uma questão cultural”. A dificuldade no Brasil é que essa questão não é abordada desde cedo, o que reflete nos desafios.
A assistente social explica que o Ministério da Saúde determina que as doações de sangue não podem ser remuneradas, pois a compensação comprometeria a doação de sangue. “O benefício, em primeiro lugar, é a satisfação da pessoa”, afirma.
Em Mossoró e no Rio Grande do Norte, no entanto, existem leis próprias que determinam que, se no período de um ano uma pessoa realizar três doações ela terá direito à isenção na taxa de inscrição de concursos e vestibulares do Estado.

*Gazeta do Oeste.

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO

DETRAN: CALENDÁRIO DE LICENCIAMENTO