/* <![CDATA[ */ (function (doc

sexta-feira, 30 de outubro de 2020

Assentamento Chico Mendes em Macaíba/RN recebe ação solidária da LBV

Famílias que vivem da agricultura serão contempladas com cestas de alimentos e verdes, kits de limpeza A Legião da Boa Vontade – LBV, intensifica sua atuação com a campanha LBV – SOS Calamidades, a iniciativa conta com o apoio da Fundação Banco do Brasil, que juntos distribuirão cestas de alimentos não perecíveis e kits de limpeza e higiene pessoal as famílias em situação de vulnerabilidade social do Assentamento Chico Mendes, zona rural de Macaíba/RN.  

A iniciativa solidária, chega a comunidade nesta sexta-feira, 30, às 10h, percorrendo 40 quilômetros da capital até ao assentamento, para fazer a entrega de cestas composta de arroz, feijão, óleo de soja, açúcar, macarrão, farinha de mandioca, fubá, extrato de tomate e sal. Além disso, os atendidos receberão kits de material de limpeza e higiene, e cestas verdes.  

Neste momento, sua Boa Vontade é o caminho para que mais pessoas se previnam desse vírus e tenham condições de o enfrentarem com força e saúde.  

Por isso, a Solidariedade não pode parar, a LBV continua a solicitar a todos que a ajudando, para que mais famílias sejam amparadas com a sua generosidade, e possam enfrentar esse momento desafiador.  

Faça a sua doação, acessando o site www.lbv.org

Arivaldo Oliveira
Relacionamento Institucional | Natal/RN
Legião da Boa Vontade|www.lbv.org

NENÉN DE DETINHO CONTINUA TRABALHANDO PARA CHEGAR À CÂMARA MUNICIPAL

O candidato "Neném de Detinho" segue fazendo sua campanha, visitando amigos, ex-alunos e mostrando as suas propostas.

Neném sempre trabalhou com crianças e jovens, mostrando a importância do esporte. Escolinha de futebol, sempre descobrindo e despertando valores do esporte apodiense. Faltando apenas investimentos do setor público, que poderia ter mais atenção.

Além do esporte, Neném conhece os problemas de todas as regiões do Apodi. Coragem e disposição para contribuir com o desenvolvimento do município, ele tem. 

Neném conta com o apoio dos verdadeiros amigos, que torcem pelo seu sucesso.

A vontade que Neném tem, é de trabalhar na saúde, no esporte e na educação, além de reivindicar dos deputados, recursos destinados à moradia, que é uma carência grande no município de Apodi. Coisa que os atuais vereadores não pedem aos seus deputados.

Por isso, Neném de Detinho está à disposição do povo que deseja votar em alguém comprometido de verdade.

RECIFE-PE: APÓS 2 ANOS FORAGIDO, UM DOS MAIORES TRAFICANTES DE DROGAS DO RN É PRESO

Apontado pela Polícia Civil como um dos maiores traficantes de drogas do Rio Grande do Norte, Alexsandro dos Santos Pinheiro, conhecido como “Sandrinho”, foi preso nesta quinta-feira 29 no Recife, em Pernambuco. Ele estava foragido há 2 anos, após ter sido preso com 150 quilos de drogas, joias e armas.

A prisão de Sandrinho foi feita por policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), em conjunto com policiais civis da DEPATRI/PCPE.

O traficante ficou conhecido após ser preso, em 2018, com 150 quilos de drogas, balança de precisão, joias, dinheiro e duas armas, uma espingarda calibre 12 e uma pistola 9mm — sendo solto na audiência de custódia.

A alegação na época, tanto do Ministério Público quanto do Judiciário, foi de que o delegado que lavrou o flagrante tinha negado aos advogados de defesa o direito de elaborar perguntas às testemunhas policiais. Após a liberação do preso na audiência de custódia, a DEICOR pediu a prisão dos envolvidos. 

No entanto, Sandrinho fugiu. Depois destes dois anos, os policiais da DEICOR descobriram que o foragido continuava traficando drogas, que estava morando em Pernambuco e que tinha ligação direta com uma facção de São Paulo.

*Agora RN

CORONAVÍRUS: RN REGISTRA 02 ÓBITOS NAS ÚLTIMAS 24 HORAS; TOTALIZANDO 2.575 MORTES

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta sexta-feira (30). Os casos confirmados somam 81.079. São 129 casos mais em comparação com o boletim dessa quinta-feira(29), quando eram 80.950. 

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 2.575 no total. Dois óbitos nas últimas 24 horas. Em investigação estão 350 mortes. 

Casos suspeitos somam 35.086 e descartados (190.280). Recuperados são 45.546.

APODI-RN: GOVERNO DO ESTADO GARANTE APOIO À CRIAÇÃO DO PRIMEIRO MUSEU INDÍGENA DO RN

O Governo do Estado vai apoiar a criação do primeiro museu de história indígena do Rio Grande do Norte. A medida foi discutida em reunião realizada na tarde desta quinta-feira (27) entre a equipe da gestão estadual, encabeçada pela governadora Fátima Bezerra, e lideranças de comunidades indígenas do RN. Na ocasião, Fátima atendeu à solicitação da cacique Lúcia Paiacu Tabajara, que apresentou a demanda através de uma carta lida por sua neta Gabriela Paiva, e oficializou o apoio à criação do Museu do Índio Luíza Cantofa, em Apodi.

"O momento que estamos vivendo aqui reflete a política do Governo do Estado de reconhecimento e valorização da população indígena do Rio Grande do Norte, em atenção à legítima luta de vocês, travada ao longo dos séculos com muita resistência e bravura. Através desse encontro, que é o segundo que realizamos desde que assumimos esta gestão, reafirmo nosso compromisso em atender às justas reivindicações da população indígena potiguar", declarou a governadora.

A comunidade indígena de Apodi requisita a doação do prédio, de propriedade do Governo do Estado, localizado numa das margens da Lagoa do Apodi, em local conhecido como balneário Missão 1. O prédio foi ocupado há dois anos pela Associação Indígena Centro Histórico Cultural Tapuias Paiacus para instalação da sede da entidade e do Museu do Índio Luíza Cantofa.

Conhecida como Casa das Máquinas, a edificação foi levantada há três décadas, mas nunca funcionou. "Construímos esta carta para solicitar que o prédio que está sendo ocupado na nossa aldeia seja doado, para que a gente possa garantir que a história dos indígenas, que não deixaram de existir, mas foram silenciados, se perpetue a todas as gerações", disse a cacique Lúcia, que há anos atua como guardiã da história de seu povo.

APOIO

Dando continuidade à política de igualdade racial implementada pelo Governo do Estado, estão sendo assistidas todas as 15 comunidades indígenas do RN com cestas básicas, máscaras e álcool em gel. Na reunião, a governadora Fátima Bezerra fez a entrega simbólica de cestas de alimentos e dos itens de proteção, em mais um desdobramento do programa RN Chega Junto, criado para fortalecer a rede de assistência às pessoas que tiveram a situação econômica durante a pandemia do novo coronavírus.

Durante a solenidade, as lideranças presentes foram convidadas a tecer suas considerações. Todas elas reconheceram o empenho da gestão estadual pela abertura em ouvir e atender às reivindicações da população indígena do Estado, desde a implantação da Secretaria de Estado das Mulheres, da Juventude Social, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh), até a entrega de alimentos e insumos no combate ao coronavírus, como também a inclusão da pauta indígena em um edital na Lei Aldir Blanc - Lei Federal de Emergencial Cultural, que está sob a gestão da Fundação José Augusto (FJA).

E por último, o apoio declarado à criação do primeiro museu indígena do Rio Grande do Norte, cujo apoio foi iniciado através de uma articulação feita com o controlador-geral Pedro Lopes, que conheceu a comunidade numa das entregas de cestas do RN Chega Junto.

Por outro lado, os indígenas também apresentaram as suas demandas, as suas dificuldades, as quais foram respondidas pelos gestores presentes a fim de que o Estado encontre os caminhos para solucionar. "Nós sabemos que as solicitações que vocês fizeram estão sendo atendidas pelas Secretarias de governo. Vamos nos unir e vamos em frente para poder atendê-los", destacou Eveline Guerra, titular da Semjidh.

RN CHEGA JUNTO

Até o final do ano, estão sendo entregues três mil cestas de alimentos compostas por itens da agricultura familiar, além de nove mil máscaras e 840 litros de álcool em gel às comunidades indígenas mapeadas pela Semjidh. A gestão do Programa RN Chega Junto está sendo feita pela Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), com apoio da Controladoria Geral do Estado, que também gerencia o programa RN + Protegido, para distribuição de máscaras.

A população indígena do Rio Grande do Norte, de acordo com mapeamento feito pela Semjidh, tem cerca de 1.600 famílias cadastradas, totalizando mais de 6 mil pessoas.

Ao todo, são 15 comunidades: Sagi Trabanda e Jacu (Aldeia Potiguara/Baía Formosa); Catu (Potiguara/Canguaretama e Goianinha); Tapará (Tapuia/Macaíba e São Gonçalo do Amarante); Ladeira Grande (Tapuia/Macaiba e São Gonçalo); Lagoa do Mato (Tapuia/Macaiba); Mendonça de Natal (Potiguara/Natal-Zona Norte); Cachoeira (potiguara/Jardim de Angicos); Assentamento Santa Terezinha (Potiguara/João Câmara); Amarelão (Potiguara/João Câmara); Serrote de São Bento (Potiguara/João Câmara); Açucena (Potiguara/João Câmara), Assentamento Marajó (Potiguara/Assu); Caboclos Potiguara/Assu) e Apodi (Tapuia Paiacu/Apodi). Participaram da solenidade o controlador-geral Pedro Lopes; as secretárias Eveline Guerra (Semjidh) e Íris Oliveira (Sethas), o secretário da Educação, Getúlio Marques e a adjunta Márcia Gurgel; o secretário-adjunto da Administração, George Câmara e o presidente da Fundação José Augusto, Crispiniano Neto. Estavam presentes as lideranças indígenas Cacique Dioclécio Mendonça (Amarelão/João Câmara), Cacique Luiz Katu, articulador dos Povos Indígenas do RN (Catu/Canguaretama e Goianinha), Zuleide Bezerra, coordenadora das Mulheres Indígenas do RN (Tapuia Tarairiu/Macaíba e São Gonçalo do Amarante) e Cacique Eva Claudino da Silva (Jacu/Praia do Sagi-Baía Formosa).

*ASSECOM-RN

NATAL-RN: MENINO DE 8 ANOS CONTINUA DESAPARECIDO APÓS 9 DIAS; POLÍCIA DIZ QUE INVESTIGAÇÃO SEGUE SOB SIGILO

 Foto: Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi
Nove dias após o desaparecimento, o paradeiro do menino José Carlos da Silva, de 8 anos, segue um mistério para a família, que mora na Redinha, Zona Norte de Natal. A Polícia Civil do Rio Grande do Norte informou que as investigações estão sob sigilo. 

A criança desapareceu no dia 21 de outubro, ao sair de casa no bairro da Redinha, Zona Norte de Natal, para levar comida para irmãos que estavam em um sinal de trânsito na avenida João Medeiros Filho. A criança nunca chegou ao destino. 

A Polícia Civil emitiu uma nota sobre o caso após protestos realizados por familiares, vizinhos e amigos que cobram respostas sobre o desaparecimento. 

Segundo a Polícia Civil, os familiares do menino registraram o desaparecimento no dia 22 de outubro e as investigações foram iniciadas pelo Núcleo Investigação Sobre Pessoas Desaparecidas (NIPD), vinculado à Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

"Desde a data do registro, foram realizadas diversas diligências pelas equipes de policiais civis, porém as informações encontram-se sob sigilo, para garantir o êxito das investigações". 

"A instituição se solidariza com a dor dos familiares e ressalta que todos os esforços estão sendo empreendidos no intuito de esclarecer os fatos, identificando e responsabilizando o(s) autor(es)", disse em nota. 

Desaparecimento 

De acordo com familiares, a criança foi levar suco para o irmão que estava trabalhando no semáforo do cruzamento da Avenida João Medeiros Filho com a Avenida Moema Tinoco. 

Testemunhas que viram José Carlos afirmaram que ele estava andando por um caminho próximo a um matagal, perto da região onde ele morava. 

Ainda de acordo com a mãe, a criança era acostumada a andar sozinha pela região e nunca tinha acontecido de desaparecer. Ainda de acordo com a família, o garoto tem problemas cardíacos.

Quem tiver alguma informação, pode ligar para o número 181, da Polícia Civil. 

*Do G1 RN

EXTREMOZ-RN: PREFEITO É AFASTADO DO CARGO EM OPERAÇÃO DA PF E MPF QUE IVESTIGA DESVIO DE R$ 2 MILHÕES DA SAÚDE

Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão e afastamento de cargo público na Prefeitura de Extremoz, RN — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi
O prefeito de Extremoz, Joaz Oliveira, a primeira-dama, que é chefe de gabinete, e três servidores públicos do município foram afastados dos cargos por decisão da Justiça, na manhã desta sexta-feira (30). Os afastamentos ocorreram durante uma operação deflagrada por uma força tarefa do Ministério Público Federal e Polícia Federal, Receita Federal e Controladoria Geral da União. O grupo é suspeito de fraudes em licitação da Saúde, desvio de recursos públicos estimados em R$ 2 milhões e lavagem de dinheiro no município da Região Metropolitana de Natal.

Segundo a PF, mais de 70 policiais cumprem 23 mandados de busca e apreensão por determinação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN) em desfavor dos servidores e de empresários do Rio Grande do Norte e Pernambuco. Também são cumpridos cinco mandados de afastamento dos cargos, determinados pelo corregedor regional Eleitoral, desembargador Claudio Santos. 

Além das residências dos servidores e de sete empresários envolvidos, os mandados tiveram como alvo a sede da Prefeitura de Extremoz, a Secretaria de Saúde e o Hospital e Maternidade Presidente Café Filho. Dos endereços onde foram cumpridos, onze são de Natal, seis de Extremoz e dois em Recife. 

Na casa de um empresário em Natal foram apreendidos R$ 70 mil, 996 dólares e 2.865 euros em dinheiro, segundo a PF. 

A Prefeitura de Extremoz informou que vai divulgar uma nota logo que o prefeito manifestar seu posicionamento sobre o assunto. 

Além do prefeito e da primeira-dama, foram afastados a chefe de gabinete adjunta, a secretária Municipal de Administração e o gerente de Tributação e Fiscalização Municipal. Sete sócios e administradores de empresas envolvidos no esquema estão sendo investigados.

Mandado de busca e apreensão é cumprido na Prefeitura de Extremoz. Prefeito foi afastado do cargo. — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi
Suspeita de desvios  

A investigação teve início a partir de indícios de falsidade na prestação de contas da campanha política da primeira-dama, candidata a deputada estadual nas Eleições de 2018. Conforme o MPF, a prestação de contas de Elaine Neves foi desaprovada por diversas irregularidades que indicavam a ocorrência de captação e gastos ilícitos de recursos. No início de novembro de 2018, já depois da votação, servidores públicos do município – principalmente ocupantes de cargos em comissão - teriam sido constrangidos por superiores a realizar depósitos na conta de campanha de Elaine Neves. 

Ao todo, 14 servidores promoveram 38 depósitos em espécie, totalizando R$ 87 mil (25% do valor arrecadado pela candidata na campanha, em que se tornou suplente). Servidores comissionados confirmaram, em depoimento ao Ministério Público, que promoveram as doações para a campanha da “primeira-dama” a pedido de ocupantes de cargos do alto escalão do município e sob a promessa de que teriam o dinheiro de volta, o que de fato ocorreu. Segundo o MPF, seria uma manobra pra tentar justificar a propina utilizada na campanha. 

A força-tarefa aponta que o prefeito, sua esposa e outros servidores promoveram fraudes em licitações para compra de medicamentos, em troca de pagamento de propina. Parte dessa contrapartida teria ido para a campanha da primeira-dama. 

O grupo ainda teria tentado camuflar a irregularidade a partir de doações ilegais feitas por cargos comissionados da Prefeitura, já depois da votação, e por ordem do prefeito.

PF cumpre mandados de busca e apreensão na Prefeitura de Extremoz, RN — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi
Segundo o MPF, o esquema de corrupção ainda se mantém ativo. Somente em 2020, as empresas envolvidas teriam recebido mais de R$ 800 mil do município.  

Risco  

Segundo o MPF, o grupo é suspeito de ações ilícitas que vão das previstas na Lei de Licitações, até crimes contra a Administração Pública, organização criminosa, somados à lavagem e ocultação de bens, em conexão com crimes eleitorais. 

No pedido de afastamento dos servidores, os procuradores eleitorais Fernando Rocha, Rodrigo Telles e Ronaldo Sérgio Chaves Fernandes afirmam que “os elementos (…) evidenciam um audacioso esquema de corrupção em curso na Prefeitura Municipal de Extremoz”. 

O Ministério Público apontou o risco de o esquema não só seguir ocorrendo, como de vir a gerar novos reflexos na atual campanha, em que Joaz Oliveira é candidato à reeleição. “A ausência de qualquer tipo de responsabilização pelos fatos pretéritos constitui um verdadeiro convite a que se utilize novamente dos mesmos expedientes criminosos”, afirma o MP Eleitoral.

Operação foi deflagrada nesta sexta-feira (30) e tem foco em desvios de dinheiro público em Extremoz, na Grande Natal — Foto: PF/Divulgação

Fraudes 

Ainda de acordo com os investigadores, a propina que os suspeitos teriam tentado “lavar” através das doações dos servidores é resultado de um esquema montado desde o início da atual gestão de Joaz Oliveira (iniciada em 2017) junto a empresas de medicamentos. Segundo o MPF, há provas coletadas através da movimentação financeira dos envolvidos e relatórios da CGU, além de colaborações premiadas. 

O MP Eleitoral concluiu pela existência de uma “verdadeira organização criminosa” na Prefeitura, com objetivos de recebimento de propina “paga pelas empresas de fornecimento de medicamento para o atual prefeito e sua esposa” em troca de desvio de recursos públicos em favor desses empresários.  

As fraudes nas licitações (confirmadas por auditoria feita pela CGU a pedido do MP Eleitoral) incluíam a utilização de empresas chefiadas por laranjas, fraude na cotação de preços, divergências de dados, ausência de notas fiscais, entregas de produtos diferentes dos licitados, dentre outras irregularidades. De 230 itens licitados em um dos certames, somente houve disputa efetiva em 11, um forte indício de “conluio entre os licitantes”. 

Em todos os procedimentos analisados, a CGU encontrou "graves irregularidades". O potencial prejuízo aos cofres públicos alcançou R$ 2.024.064,55.  

Medidas  

Além de afastados de suas funções, os cinco integrantes da Prefeitura (assim como os sete empresários) não poderão manter contato com as testemunhas que assinaram termo de colaboração premiada e nem poderão acessar qualquer prédio público relacionado à administração do Município de Extremoz. O MP Eleitoral também obteve suspensão de todos os pagamentos da Prefeitura (e dos próprios contratos) às empresas investigadas. 

*Do G1 RN

APODI-RN: ÚLTIMO BOLETIM DO NOVO CORONAVÍRUS DIVULGADO ONTEM


CARAÚBAS-RN: THAINÁ PRECISA DE NOSSA AJUDA

A menina Thainá sofreu um grave acidente em Natal e está internada no Hospital Walfredo Gurgel. A família da jovem precisa de ajuda.

Thainá é natural de Caraúbas e tem recebido orações de todos.

Vamos ajudar!

EXTREMOZ-RN: UM MORREU EM TROCA DE TIROS COM A POLÍCIA E DOIS FORAM PRESOS EM OPERAÇÃO DE COMBATE AO TRÁFICO DE DROGAS

Polícia apreendeu armas e drogas em Extremoz — Foto: Polícia Militar/Divulgação
Uma operação da Polícia Militar de combate ao tráfico de drogas apreendeu drogas, armas e dinheiro em uma casa em Extremoz, na Grande Natal, na manhã desta quinta (29) . Dois homens foram presos e um morreu baleado em troca de tiros com a polícia.

A PM foi ao local cumprir mandados de busca e apreensão e de prisão. Um dos suspeitos reagiu, houve troca de tiros e ele foi baleado. O homem chegou a ser levado para o Hospital Santa Catarina, na Zona Norte de Natal, mas não resistiu e morreu.

Outros dois homens foram presos. No local foram apreendidas 4 armas, carregadores das armas, celulares, maconha, crack e dinheiro fracionado.

 

*Do G1 RN

BANDIDAGEM VOLTA A AGIR NO RIO GRANDE DO NORTE

Foto: Tribuna do Norte
Ontem (29), a noite, ocorreram vários assaltos no acesso que dá para o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal (RN). Houve disparos. Os bandidos colocaram paus e pedras na estrada. O trecho não oferece segurança. Muita gente ficou em pânico com a violência dos bandidos. A situação está descontrolada. O povo está com medo. A bandidagem está de volta ao RN. Assaltos estão sendo registrados da Capital ao interior na maior facilidade.

CORONAVÍRUS: BRASIL CHEGA A 159 MIL MORTOS POR COVID; MÉDIA MÓVEL DE ÓBITOS VOLTA SUBIR E FICA EM 439

País tem 159.033 óbitos registrados e 5.496.402 diagnósticos de Covid-19, segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa.

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta quinta-feira (29).

O país registrou 553 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 159.033 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 439. A variação foi de -13% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de estabilidade nas mortes por Covid, ou seja, quando não houve aumento ou queda significativa no período.

Na véspera, essa média chegou a 432, a menor marca desde o dia 5 de maio, quando estava em 411. Agora, volta a subir, após três dias em queda.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 5.496.402 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 26.647 desses confirmados no último dia. A média móvel de novos casos nos últimos 7 dias foi de 24.389 por dia, uma variação de +18% em relação aos casos registrados em dua semanas. Ou seja, indica aumento em relação aos últimos 14 dias, pelo terceiro dia seguido. Essa tendência de alta veio após 83 dias em queda ou em estabilidade.

Cinco estados apresentam indicativo de alta de mortes: Espírito Santo, Acre, Amazonas, Amapá e Ceará. Outros onze estados e o DF têm curvas que apontam queda.

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. No AC, por exemplo, a média estava em 1 permaneceu em 1 no período de duas semanas, resultando em uma variação de +40%. Foi similar ao que ocorreu no AP, onde a média se manteve em 1, e a variação ficou em +60%. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Brasil, 29 de outubro
Total de mortes: 159.033
Registro de mortes em 24 horas: 553
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 439 por dia (variação em 14 dias: -13%)
Total de casos confirmados: 5.496.402
Registro de casos confirmados em 24 horas: 26.647
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 24.389 por dia (variação em 14 dias: +18%)
(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou dois boletins parciais, às 8h, com 158.516 mortes e 5.470.115 casos; e às 13h, com 158.611 mortes e 5.474.840 casos confirmados.)

Estados
Subindo (5 estados): ES, AC, AM, AP e CE
Em estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu significativamente (10 estados): RS, SC, RJ, GO, PA, BA, MA, PE, PI e SE
Em queda (11 estados + o DF): PR, MG, SP, DF, MS, MT, RO, RR, TO, AL, PB e RN
Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

MINUTOS DE SABEDORIA!!!!

ESTUDE sua própria personalidade.

Se nada nos valerá o conhecimento de todas as ciências do mundo, de tudo o que está fora de nós, se não conhecermos a nós mesmos.

Estude sua alma, que é seu verdadeiro eu, que se reflete em sua personalidade exterior.

Nosso corpo é a projeção de nossa alma.

Conheça a si mesmo, para viver uma vida consciente e feliz.

APODI-RN: MAIS UM ACIDENTE É REGISTRADO NA AVENIDA MOÉSIO HOLANDA

Aconteceu mais um acidente no início da noite desta terça feira, 27 de setembro de 2022 na Avenida Moésio Holanda, bairro Bacurau 1, Apodi-R...

TIME: REVELAÇÃO

TIME: REVELAÇÃO

REVELAÇÃO E BACURAU

REVELAÇÃO E BACURAU

COMISSÃO TÉCNICA

COMISSÃO TÉCNICA