sábado, 27 de junho de 2020

UERN LAMENTA FALECIMENTO DA PROFESSORA APOSENTADA ISETTE MONTEIRO CABRAL

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) lamenta, com pesar, o falecimento da professora aposentada Isette Monteiro Cabral.
Isette fazia parte da Faculdade de Educação (FE), onde dedicou parte de sua vida à formação de jovens pedagogos.
Neste momento de dor, a Universidade se solidariza com seus familiares e amigos, ratificando nosso voto de pesar pela grande perda e agradecimento à dedicação e trabalho prestado a esta Instituição.

MOSSORÓ-RN: FOTÓGRAFO MORRE VÍTIMA DA COVID-19

Chegou a triste notícia do falecimento da morte de Aluísio fotógrafo mais vítima da Covid-19 na cidade de Mossoró na região oeste do Rio Grande do Norte.
Aluísio morreu na noite desta sexta feira (27), e era uma pessoa muito conhecida e querida em Mossoró, nossos sentimentos aos familiares e amigos.

*Passando na Hora 

MOSSORÓ-RN: 95º HOMICÍDIO EM 2020 - HOMEM É BRUTALMENTE ESPANCADO E MORRE NO HRTM

Elivanaldo Gomes da Silva de 38 anos, morador da Rua Francisco Sales, por trás do clube O Extra no Conjunto Abolição I morreu na tarde desta sexta feira 26 de junho de 2020, no Hospital Regional Tarcísio Maia, vítima de espancamento. Elivanaldo foi encontrado caído e bastante espancado, com afundamento de crânio, na madrugada do dia 23 de maio desse ano, na Estrada da Raiz, próximo ao Campo de Futebol O Raizão no Bairro Santo Antônio em Mossoró na região Oeste Potiguar.
Ele foi socorrido por uma unidade de suporte avançado (Alfa) do Samu, para o Hospital Tarcísio Maia, mas acabou morrendo 34 dias após ser internado naquela unidade hospitalar. O corpo de Elivanaldo Gomes da Silva, foi removido do necrotério do HRTM, por um carro funerário e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) do Itep, onde foi examinado e depois liberado para a família.
O laudo necroscópico do IML atesta que Elivanaldo morreu em consequência do espancamento sofrido na madrugada do dia 23 de maio e este será encaminhado à Delegacia Especializada em Homicídios de Mossoró (DHM), que vai investigar o caso como assassinato. Ainda não se sabe qual teria sido a motivação do crime, bem como a identidade da autoria do espancamento, que acabou em morte.
Com mais uma morte violenta registrada em Mossoró, a cidade passa a contabilizar 95 assassinatos em 2020. Em 12 de maio de 2017, um irmão de Elivanaldo, Elenilson Gomes da Silva, que era usuário de drogas, foi encontrado morto no fosso do elevador do antigo Hospital Duarte Filho no Centro de Mossoró.
O corpo de Elenilson foi encontrado pelo próprio irmão Elivanaldo Gomes, espancado e morto três anos depois. Elivanaldo chegou a ser preso pela Delegacia de Homicídios suspeito da morte do irmão, mas foi solto no dia 17 de setembro de 2019, depois que recebeu da justiça o alvará de soltura e aguardava decisão do judiciário.
Mossoró contabiliza 95 mortes por homicídio em 2020.


*Fim da Linha

COVID-19 MATOU 18 PROFISSIONAIS DA SAÚDE NO RN EM TRÊS MESES

Pelo menos 15 vítimas fatais da Covid-19 no Rio Grande do Norte contraíram a doença por atuarem na linha de frente em hospitais e outras unidades de saúde para combater a pandemia do novo coronavírus. O Estado possui 889 mortes confirmadas decorrente da doença, e 18 foram de profissionais de saúde, segundo a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). Apenas três eram profissionais aposentados, mas a grande maioria contraiu o vírus e morreu enquanto lutava contra ele na tentativa de salvar outras vidas.
A Sesap/RN contabilizou 2.207 profissionais de saúde infectados pelo coronavírus nos mais de 100 dias de pandemia, entre o primeiro caso confirmado, em 12 de março, e esta sexta-feira, 26. O percentual equivale a aproximadamente 10% de todos os infectados, que chegou a 23,3 mil. No início da pandemia do novo coronavírus, os profissionais de saúde acometidos pela doença chegaram a representar 30% de todos casos confirmados.
A primeira morte pela covid-19 registrada no Rio Grande do Norte aconteceu no dia 28 de março. A vítima foi o professor universitário Luís di Souza, de 61 anos. Cinco dias depois, o enfermeiro Luís Alves Sobrinho, de 48 anos, faleceu. Ele foi a terceira vítima pela covid-19 no Estado. Dos 18 profissionais de saúde vítimas fatais da covid-19, oito são de Mossoró - caso de Luís Alves Sobrinho - e outros dez, da Grande Natal.
Segundo Kelly Lima, subcoordenadora do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador, o Estado conseguiu garantir maior segurança nas unidades de saúde durante a pandemia. “Foi um intenso trabalho realizado em todas as unidades de saúde no que diz respeito à segurança sanitária e uso adequado dos equipamentos de proteção individual”, afirmou nesta sexta-feira durante a coletiva de imprensa da Sesap/RN.
Em abril, o Estado recebeu testes rápidos do Ministério da Saúde para priorizar profissionais da linha de frente, principalmente das áreas da segurança pública e saúde. O aumento da testagem também possibilitou o maior controle da pandemia entre essas categorias. “Os profissionais da saúde são a categoria laboral mais testada em todo o Estado. Esses dados que eu coloco acerca dos profissionais de saúde são todos os profissionais que estão na rede pública e privada, municipal ou estadual”, acrescentou Lima.
Segurança pública
Os profissionais da segurança pública, também considerados linha de frente no combate à covid-19, tem dois óbitos registrados pela doença e 453 casos confirmados pela Sesap. Outros 578 trabalhadores são considerados suspeitos e aguardam resultado dos exames. As mortes foram em Mossoró e Natal.
Segundo Kelly Lima, a maioria dos profissionais são homens entre 30 e 49 anos. São considerados profissionais de segurança pública os policiais (civis, militares e penais), bombeiros, vigilantes e outros semelhantes. “Entendemos que essas pessoas estão em atividade laboral. O ambiente de trabalho pode ser sim um local de transmissão da doença. Daí a importância do distanciamento social e barreiras de proteção para que os trabalhadores possam exercer as atividades de forma segura”, afirmou a subcoordenadora do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador.
Samara Dantas ressaltou necessidade de manter o isolamento. Foto/Elisa Elsie 
Sesap/RN registra 31 mortes em 24h
Mais 1.131 infectados pelo novo coronavírus e 31 novas mortes foram confirmados no Rio Grande do Norte nesta sexta-feira, 26. O número total de confirmados é de 23.730 infectados e 889 mortes. Outras 141 mortes permanecem em investigação e mais de 31,7 mil pessoas são suspeitas. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde Pública.
“A situação epidemiológica demonstra que estamos no pico de pandemia. A taxa de transmissibilidade hoje está em 0,86, mas é importante que essa taxa continue por pelo menos 10 dias para a gente conseguir um cenário mais favorável com relação à pandemia", afirmou coordenadora e articuladora de redes de atenção da Secretaria de Estado de Saúde Pública, Samara Pereira Dantas.Dantas pediu a permanência do distanciamento social para manter a taxa de transmissão - que indica quantas novas pessoas são infectadas a partir de uma - baixa. Segundo os dados da empresa de tecnologia InLoco, a taxa atual é de 39,84%. O percentual é praticamente 11% mais baixo que o mínimo esperado pelo Comitê de Cientistas da Sesap.
Apenas nove leitos públicos intensivos ou semi-intensivos do Rio Grande do Norte estão disponíveis, segundo o sistema Regula RN. Equivale a 4,07% do total dos leitos. A ocupação é de 191 leitos, o que representa 86,43% do total. Outros 21 leitos (9,5%) estão bloqueados.
Nesta sexta-feira, 26, 76 pacientes em estado grave estavam na fila de espera por leito crítico. Eles estão internados em unidades municipais, em leitos que não são adequados para a gravidade da doença.

Correção
O Governo do Estado informou que, diferente do publicado na Plataforma Regula RN, da Sesap, o Hospital Colônia João Machado conta com 20 leitos operantes para casos de covid-19. Na plataforma, consta que esses leitos estão bloqueados por problema de atualização do sistema. 
Justiça nega suspensão de testes
A 6ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Natal, em decisão liminar desta sexta-feira (26), indeferiu pedido de tutela de urgência formulado em Ação Civil Pública pelo Ministério Público Estadual consistente na suspensão, imediata, da realização de testagem rápida até que o Município do Natal comprove uma série de requisitos.
A unidade judiciária responsável pela decisão destacou que já se manifestou reiteradamente acerca da necessidade de respeito ao princípio da separação dos poderes, devendo-se privilegiar a atuação do Poder Executivo na adoção de políticas públicas, sendo excepcional a intervenção do Poder Judiciário.
Aponta o pronunciamento judicial que os argumentos apresentados pelo Ministério Público se referem à escolha de política pública adotada pelo Poder Executivo, matéria inerente à gestão da Secretaria Municipal de Saúde, estando a execução e planejamento dessas medidas dentro dos limites técnicos do órgão.
LEIA TAMBÉM: BA: Gêmeas recém-nascidas morrem após serem atacadas por cachorro da família

*Por Luiz Henrique Gomes/Tribuna do Norte/Passando na Hora 

LUÍS GOMES-RN: [VÍDEO] Dupla em Moto Executa Homem Que Estava em Bar na Cidade

Um homem identifica apena por Pedrinho, que estava no interior de um bar do Gordo, no bairro Das Casinhas, no município de Luís Gomes, foi surpreendido por dois criminosos que chegaram numa motocicleta se aproximaram e efetuaram vários disparos contra a vítima, que não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no local.
A Polícia Militar está no local fazendo o isolamento para a equipe do ITEP realizar a perícia e o recolhimento do corpo.

* Foco Pé Na Cova

MOSSORÓ-RN: MAIOR É PRESO E ADOLESCENTE APREENDIDO ACUSADOS DE ASSALTO

Policiais da Força Tática do 2º BPM prenderam nesta sexta-feira 26 de junho de 2020, Edilson Mateus da Silva, 21 anos de idade e apreenderam um adolescente após a dupla praticar um assalto no Bairro Boa Vista em Mossoró no Oeste Potiguar.
Os dois indivíduos usando um simulacro de pistola, abordaram um motociclista em via pública onde anunciaram o assalto e tomaram sua moto e seu celular.
Após o assalto os dois elementos fugiram para o Bairro Santo Antônio, mas acabaram sendo localizados e detidos.
Com a dupla os policiais da FT apreenderam um simulacro de pistola e o celular roubado da vítima. A Moto foi localizada, pela VTR do Santo Antônio, na rotatória do Thermas, depois que a mesma apresentou uma pane por causa de um dispositivo de segurança instalado no veículo.
Edilson juntamente com o adolescente e o material apreendido, foram apresentados na Delegacia de Plantão. Os dois foram autuados em flagrante pelo delegado Teixeira Júnior. Edilson por crimes de roubo (art. 157) e corrupção de menor (art. 244-B) e encaminhado à Cadeia Pública.
Já o adolescente foi autuado em flagrante por ato inf
racional análogo a roubo e conduzido ao Centro de Atendimento Socio-educativo Provisório (CASEP). Os dois ficarão a disposição do judiciário. A Moto e o Celular foram devolvidos ao legítimo proprietário.

*Fim da Linha 

MOSSORÓ-RN: POLÍCIA CIVIL PRENDE COMPANHEIRA DO LÍDER DO PCC NO VALE DO ASSÚ

Policiais Civis de Delegacia de Assu-RN, sob o comando do delegado Bel. Paulo Pereira Junior, deslocaram-se até a cidade de Mossoró na região Oeste do RN, onde cumpriram um mandado de prisão preventiva, expedido pela justiça contra a pessoa de Mônica Pereira da Silva.
Ela foi presa em seu apartamento, no residencial Celina Guimarães, bloco A, no Bairro Aeroporto. Segundo a Polícia Civil, a mesma já havia sido presa temporariamente no dia 05 de junho deste ano pelo suposto crime de Organização Criminosa, juntamente com o seu companheiro, Francisco Canindé de Souza, vulgos Boy Régis, ou Zé Bedeu, do Alto do São Francisco, na cidade de Assu-RN.
De acordo com a Polícia Civil, ele é considerado o líder da facção criminosa PCC no Vale do Assu. Após ser presa Mônica foi levada para o ITEP, onde se submeteu a Exame de Corpo de Delito e depois encaminhada para o Complexo Penal Estadual Agrícola Dr. Mário Negócio, na "Capital do Oeste Potiguar", onde permanecerá à disposição da justiça.
A Polícia Civil de Assu solicita à população que, caso haja informações, as quais levem à prisão de criminosos, a serem repassadas, ligue para o seu disque denúncia pelo número (84) 99992-2122, e garante o sigilo da identidade do denunciante.
LEIA TAMBÉM: [VÍDEO] Advogada pagou assassinos para ser morta em São Paulo

*Assessoria da Polícia Civil-RN/Passando na Hora 

COLAPSO NA SAÚDE DO RN: INTERNADA A 3 DIAS EM UPA EM ESTADO GRAVE, MESMO COM DECISÃO JUDICIAL IDOSA COM COVID-19 NÃO CONSEGUE UTI

Maria Inocência de Souza, de 60 anos, tem problemas cardíacos, diabetes e hipertensão. Ela não conseguiu vaga porque não há leitos disponíveis nas redes pública e privada.
Maria Inocêncio de Souza aguarda leito de UTI há 3 dias — Foto: Cedida
Internada há três dias na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cidade da Esperança em Parnamirim, Grande Natal, Maria Inocêncio de Souza, de 60 anos, aguarda transferência para um leito de UTI. O quadro da idosa é considerado grave.
Segundo familiares, ela é cardiopata, hipertensa, diabética, possui uma infecção bacteriana e testou positivo para a Covid-19. Preocupada com o agravamento do quadro clínico ao longo dos últimos três dias, a família acionou a Justiça para que Maria Inocêncio fosse tratada em um leito de terapia intensiva.
Na ação em face do Governo do Rio Grande do Norte e da Prefeitura de Parnamirim, a juíza Tatiana Lobo Maia concedeu decisão favorável à Maria Inocêncio. No entanto, mesmo com a determinação judicial, ela não conseguiu ser transferida porque não há vagas nas redes pública e privada, segundo a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap).
"O estado dela é muito grave e a tendência é piorar. Ela sofreu um infarto e apresentou descompasso no coração. Está há três dias na sala vermelha da UPA de Parnamirim e não consegue uma UTI. Lá ela só está se agravando porque ela não está respondendo aos medicamentos", disse Elenilza André, filha da idosa.
A Prefeitura de Parnamirim informou que aguarda a regulação da idosa, que é feita pela Sesap. Em nota, a Sesap disse que Maria Inocêncio está na fila de regulação. A assessoria afirmou ainda que a secretaria não consegue atender todas as demandas "porque a rede de saúde está colapsada".
A fila de espera dos pacientes tem 113 pessoas que aguardam um leito para tratamento da Covid-19. Além disso, 18 pessoas que já foram reguladas aguardam transporte. A Região Metropolitana de Natal está 98,2% lotada nesta sexta-feira (26), de acordo com a plataforma Regula RN.
"É uma situação desesperadora, não sabemos mais o que fazer e ela só piora. Nem com decisão judicial nós conseguimos a transferência. É muito triste. O governo e a prefeitura estão descumprindo a ordem, ficam jogando um para o outro. Minha mãe disse 'minha filha, eu não queria morrer nessa pandemia porque eu quero que meu enterro seja com muita gente'", diz Elenilza André, filha de Maria Inocêncio.

*Do G1 RN