/* <![CDATA[ */ (function (doc

segunda-feira, 27 de junho de 2022

MOSSORÓ-RN: PREFEITO ALLYSON BEZERRA DECLARA APOIO A FÁBIO DANTAS

Foto: Reprodução
O prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra, do Solidariedade, anunciou, em entrevista ao programa Meio Dia RN com BG, que vai apoiar a candidatura do ex-deputado e ex-vice-governador Fábio Dantas para governador. Dantas é o candidato do Solidariedade.

O prefeito disse que depois de arrumar a casa e colocar os salários em dia, seu foco no segundo semestre será a campanha eleitoral e que a prioridade será eleger candidatos com serviços prestados à segunda maior cidade do estado.

Allyson Bezerra acredita que o Solidariedade elegerá um ou dois deputados federais e quatro deputados estaduais, devendo ampliar a bancada na Assembleia Legislativa.

*Do BG

CORONAVÍRUS: RN REGISTRA 3 ÓBITOS POR COVID-19 NAS ÚLTIMAS 24 HORAS

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta segunda-feira (27). São 522.291 casos totalizados. Nas últimas 24 horas foram registrados 88 novos casos e três (03) óbitos (Natal, Nísia Floresta e São Paulo do Potengi).
Óbitos confirmados para Covid-19: 8.251. Em investigação são 1.334. Recuperados são 504.461. Casos suspeitos somam 1.916 e descartados são 986.410. Estimativa de casos em acompanhamento: 9.579.

CARAÚBAS-RN: MOTORISTA DE APODI PERDE O CONTROLE DO CARRO E INVADE CASA NO BAIRRO SEBASTIÃO MALTEZ

O motorista de um veículo perdeu o controle do carro, derrubou o muro e invadiu uma casa na noite deste domingo (26), na cidade de Caraúbas. Segundo informações da Polícia Militar, ninguém ficou ferido.
A PM foi acionada por volta das 23h30. Na casa, localizada no bairro Sebastião Maltez, a família estava dormindo quando ouviu o barulho. O carro bateu no muro e acabou invadindo o imóvel, mas nenhum dos cômodos foi atingido.
A polícia explicou que o imóvel fica localizado no final da rua e que só existe uma saída à esquerda e o motorista não conseguiu fazer a curva e perdeu o controle do veículo.
Ainda de acordo com a PM, ele é da cidade de Apodi e não apresentava sinais de embriaguez. Além dele, no carro também estava a esposa, que sofreu uma pancada na cabeça, foi atendida no hospital da cidade e liberada em seguida.
O motorista se comprometeu a arcar com os prejuízos.

*Do G1 RN

NATAL-RN: HOMEM É ASSASSINADO A TIROS NA ZONA SUL DA CAPITAL

Um homem foi morto a tiros no bairro de Pitimbú, zona Sul de Natal, neste domingo (26). De acordo com informações da Polícia Militar, ninguém foi preso até então.
A principal suspeita é que o homem, que não teve sua identidade revelada, estava realizando assalto na região. O caso ocorreu por volta das 22h30 deste domingo.
Os militares foram acionados pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), de que um homem estava morto na rua Serra da Jurema, localizado no conjunto Cidade Satélite.
No local, os militares isolaram a área do crime. O caso será investigado pela Divisão Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

CANTORIAS COM O POETA JANAILSON CARDOSO EM FELIPE GUERRA E POTIRETAMA-CE

MOSSORÓ-RN: CANTOR MUNICIPAL SANTOS É ATROPELADO NO ALTO DE SÃO MANOEL

Um acidente de trânsito do tipo atropelamento por motocicleta, foi registrado na noite deste domingo 26 de junho de 2022, na Avenida presidente Dutra no Alto São Manoel em Mossoró, no Rio Grande do Norte.
A vítima foi o cantor baiano Municipal Santos, que tentou atravessar a avenida ao lado da paróquia São Manoel e acabou sendo atropelado. A Polícia Rodoviária Estadual, informou que a condutora da moto, se evadiu do local, sem prestar socorro a vítima e não foi identificada. Populares que estavam próximos, acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).
Após receber os primeiros atendimentos no local, o cantor baiano, foi conduzido ao Hospital Tarcísio Maia apresentando escoriações pela boca e perna. Ele foi medicado no hospital e em seguida liberado. Municipal Santos, foi uma das atrações do “Boca da Noite”, evento que encerrou no último sabado (25) o Mossoró Cidade Junina 2022.
Municipal Santos é tido como um dos maiores nomes do Axé/Swingueira, e participou como vocalista de bandas famosas como Prabalá que mais se destacou no cenário nacional e hoje faz carreira solo.

*Folha Potiguar

‘Vai pra trás, meu Deus do Céu’: Bolsonaro destrata pessoas que tentavam caminhar ao lado dele na Marcha para…Jesus?

Não foi uma questão do machismo latente no comportamento do presidente Jair Bolsonaro.

Óóó….seu eleitorado pouco afeito a raciocínio tentou defendê-lo no episódio da Marcha para Jesus, em Balneário Camboriú (SC) neste domingo.

Bolsonaro ‘desfilava’ na ‘ala de autoridades’ ao lado do empresário verde e amarelo Luciano Hang, e não queria ninguém na fila da frente.

“Vai para trás, meu Deus do céu”, gritou Bolsonaro, empurrando para trás as pessoas que tentavam ali um espaço ‘ao lado do presida,.

Entre as pessoas ‘passadas para trás’ estava à vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr, do PL.

A falta de respeito foi com ela e com quem estava alí.

Aí fica a pergunta: marcha para quê, mesmo?

Até no destrato com as pessoas o presidente usa o nome de Deus.

Talvez daí o famoso ‘grito de guerra’ “Deus, Pátria, Família”…

FONTE: thaisagalvao.com.br

CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL: PLACAR DA 14ª RODADA

O final de semana teve mais uma rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2022. A 14ª rodada aconteceu com bastante gols e aqui você confere tudo.
Placar: 
Internacional 3 x 0 Coritiba
Athletic-PR 4 x 2 Bragantino 
Flamengo 3 x 0 América-MG
Corínthians 0 x 0 Santos
Atlético-MG 3 x 2 Fortaleza
Avai 2 x 2 Palmeiras
Botafogo 0 x 1 Fluminense
Goiás 1 x 0 Cuiabá
Ceará SC 1 x 1 Atlético-GO
São Paulo 0 x 0 Juventude 

APODI-RN: HOMEM MORRE VÍTIMA DE QUEDA DE MOTO NA ZONA RURAL

Um grave acidente com vítima falta aconteceu na noite de domingo, 26 de junho de 2022 na zona rural de Apodi-RN.
De acordo com informações, a vítima foi identificada como José Henrique Neto, 55 anos de idade, mais conhecido por Zé de Dionísio, o mesmo vinha de moto sentido Sítio Pindoba/Santana, quando chegou aos Caldeirões, onde é uma passagem de água o mesmo perdeu o controle de sua moto, caiu dentro d’água e morreu na hora.
Uma equipe do Hospital da cidade de Felipe Guerra esteve no local, mas a vítima já estava em óbito. 
A guarnição da Polícia Militar de Felipe Guerra foi acionada para o local e fez o trabalho de isolamento até a chegada da equipe do ITEP.
O corpo de Zé de Dionísio foi removido para a sede do órgão em Mossoró, onde passará por exames de necropsia e logo em seguida será liberado para os familiares.

*Informação: Folha Potiguar

VAMOS CUIDAR DO NOSSO LIXO; O MEIO AMBIENTE AGRADECE!


SÃO JOSÉ DE MIPIBU-RN: Suplente de Styvenson é preso pela PRF durante abordagem

Advogado Alisson Taveira, 1º suplente do senador Styvenson Valentim (Podemos) - Foto: Reprodução
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na manhã desta segunda-feira (27) o advogado Alisson Taveira Rocha Leal, 1º suplente do senador Styvenson Valentim (Podemos).

Alisson Taveira foi preso na BR-101, em São José do Mipibu, na Grande Natal, em uma fiscalização de rotina da PRF. Contra ele havia um mandado de prisão em aberto e não cumprido desde o dia 30 de novembro do ano passado, deferido pela Justiça Estadual da Paraíba. O motivo foi não pagamento de pensão alimentícia.

O advogado é primeiro suplente de Styvenson, mas não tem boa relação com o senador. Em entrevista à 98 FM no início do ano, Styvenson chegou a mencionar o mal relacionamento com o suplente como um dos entraves para renunciar ao mandato caso decidisse disputar o Governo do Rio Grande do Norte e vencesse a eleição.

Em 2020, Alisson Taveira tentou ser candidato a prefeito de Touros pelo PTB, mas foi apontado pela Justiça Eleitoral como “inapto”.

*98 FM de Natal

MOSSORÓ-RN: PM encontra o veículo do sub-oficial da Marinha, vítima de latrocínio e prende suspeito do crime

Polícia Militar, através da Força Tática do 2º Batalhão, encontrou no início da noite deste domingo 26 de junho, o carro do sub-oficial da Marinha, Ricardo Luiz do Santos, assassinado durante um assalto na madrugada de domingo no Bairro Bela Vista em Mossoró no Oeste do Rio Grande do Norte

O veículo, um Nissan Livina com placas de Parnamirim RN, foi encontrado abandonado em uma rua no Conjunto Abolição III. A polícia prendeu após localizar o carro, um suspeito do crime, que segundo a PM teria sido reconhecido no momento da ação criminosa, que terminou com a morte do sub-oficial da Marinha e com um idosa baleada.

A equipe do ITEP foi requisitada pelo delegado de plantão, para realizar perícia no veículo e só após os procedimentos será conduzido à DP de Plantão. O suspeito foi preso no Bairro Sumaré, quando tentava deixar a residência, que segundo a polícia teria sido alugada por ele. O suspeito que ainda não teve o nome divulgado para não atrapalhar as investigações foi conduzido à Delegacia de Plantão para os procedimentos cabíveis.

*Fim da Linha

Assessores de Ribeiro pediram demissão por atuação de pastores no MEC, revela relatório da CGU

Relatório final da Controladoria-Geral da União (CGU) sobre supostas irregularidades na gestão de Milton Ribeiro no Ministério da Educação revela que assessores do então ministro pediram demissão de seus cargos pela insistência de Ribeiro em manter os pastores Arilton Moura e Gilmar Santos dentro de seu gabinete.

O documento, ao qual a CNN teve acesso, diz que assessores do gabinete de Ribeiro chegaram a relatar, “em tom de desabafo”, que alertaram o ministro, por diversas vezes, em relação “ao perigo” que a atuação dos pastores trazia para a imagem do ministro e do próprio MEC.

A CGU diz, no entanto, que as ações adotadas pelo então ministro foram contrárias ao que foi recomendado.

O relatório da Controladoria-Geral da União, de 23 de maio, cita, inclusive, entrevista de Milton Ribeiro à CNN, em março, e diz que as declarações do então ministro sobre ter sido orientado pela própria CGU a seguir recebendo os pastores para que eles não desconfiassem da apuração aberta pelo órgão “suscitam dúvidas quanto à sua veracidade”.

A CGU afirma que os argumentos de Ribeiro, de que teria se distanciado do pastor, não se sustentam a partir de uma série de fatos, entre os quais a venda de um carro para Arilton após as denúncias.

A venda do veículo que envolveu uma transação de R$ 60.000 entre Myrian Pinheiro Ribeiro, a mulher do ex-ministro, e a filha do pastor Victoria Camacy Bartolomeu, não só é citada como uma das provas do relacionamento entre Ribeiro e Arilton, como também ensejou os pedidos de quebra de sigilo bancário dos envolvidos na Operação Acesso Pago, da Polícia Federal.

“Ressalte-se que […] a transação foi realizada em 22/02/2022, ou seja, cerca de seis meses após a denúncia formalizada pelo próprio Milton Ribeiro à CGU”, diz o documento da CGU.

“Infere-se, portanto, que após a denúncia formalizada em agosto de 2021, não houve qualquer alteração efetiva no relacionamento de Milton Ribeiro com o pastor Arilton Moura”, afirma o relatório.

Segundo o órgão, “não houve qualquer preocupação por parte do ministro com a imagem do MEC na manutenção (e, de certo modo, intensificação) dessa proximidade com a dupla de reverendos”.

O relatório da CGU foi usado como base para a operação da Polícia Federal, que na terça-feira (22) prendeu o ex-ministro Milton Ribeiro, além dos pastores Arilton Moura e Gilmar Santos, por suspeitas de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa, e tráfico de influência.

Um dos depoimentos prestados à CGU é de Albério Júnio Rodrigues de Lima, então assessor do gabinete de Ribeiro. Segundo o relato que fez ao órgão, a partir de sua nomeação para o cargo, no final de 2020, ele —por também ser evangélico— ficou encarregado de atender os pastores no gabinete do ministro.

“Desde então, passou a alertar o ministro quanto ao comportamento ‘estranho’ da dupla e a frequência inusual e desarrazoada com que compareciam àquela repartição pública”, diz o documento da CGU. De acordo com que Lima disse à investigação, na prática, os pastores atuavam como pastores do ministro.

Albério afirmou que o pastor Arilton estava ‘vivendo’ no MEC e a sua presença no gabinete era tão frequente que chegava ao ponto de atrapalhar os assessores a despachar assuntos técnicos com o ministro. O relato foi confirmado por outros funcionários da pasta, entre eles Marcelo Mendonça, chefe da assessoria para assuntos parlamentares, e Mychelle Rodrigues de Souza Braga, chefe da assessoria de agenda do gabinete do ministro.

Ela afirmou à CGU que “nenhuma outra pessoa ou autoridade esteve naquelas dependências com a frequência do pastor Arilton”. Mychelle também disse que Ribeiro concedeu aos pastores a prerrogativa de atuarem de modo similar aos parlamentares, solicitando agendas do ministro com prefeitos em diversas localidades do país.De acordo com os então assessores, a atuação dos pastores como porta-vozes do MEC era referendada pelo ministro.

Um caso específico chamou a atenção da CGU. Nos depoimentos, os auxiliares do ministro apontaram que, em determinado momento, o MEC recebeu uma ligação de uma pessoa pedindo para falar com “um assessor chamado Arilton Moura”.

O motivo do contato seria a promessa da construção de uma escola na periferia do Distrito Federal. O caso, segundo os relatos à CGU, foi levado não só ao ministro, mas também ao então secretário-executivo da pasta e hoje ministro da Educação, Victor Godoy Veiga. Os assessores chegaram a sugerir, neste momento, que o ministro “restringisse o acesso dessa pessoa ao MEC ou até mesmo deixasse de recebê-la”.

A CGU questionou os assessores sobre quais medidas foram adotadas pelo ministro a partir dos relatos e todos disseram que, em um primeiro momento, o pastor Arilton deixou de comparecer ao gabinete do ministro. Pouco tempo depois, no entanto, eles souberam que Ribeiro passou a receber Arilton em sua casa e, cerca de dois meses depois, os pastores voltaram a frequentar o gabinete.

Albério Júnio Rodrigues de Lima e Juliana Gonçalves Melo, também assessora do gabinete do ministro à época, disseram à CGU que o episódio contribuiu para que eles pedissem demissão do Ministério da Educação.

O caso, que ocorreu em maio de 2021, também foi levado à Assessoria Especial de Controle Externo da pasta, que sugeriu que o ministro suspendesse “toda e qualquer” interlocução com o pastor Arilton e que fossem avaliadas a exoneração de “pessoas no MEC” que estivessem ocupando funções e tenham sido indicadas pelo pastor.

A sugestão dizia respeito a Luciano de Freitas Musse, que ocupava o cargo de gerente de projeto na secretaria-executiva da pasta e seguiu no posto até que o caso do “gabinete paralelo” se tornasse público.

Indicação de Arilton

Luciano de Freitas Musse foi nomeado no MEC por indicação de Arilton. De acordo com o relatório da CGU, a chegada de Musse na pasta “corrobora as evidências” da “capacidade de influência dos pastores na pasta durante a gestão de Milton Ribeiro”.

No depoimento à CGU, o então secretário-executivo e agora ministro Victor Godoy Veiga disse que a intenção de Milton Ribeiro era de nomear o próprio pastor Arilton para um cargo no MEC. “Como não havia disponibilidade no gabinete do ministro, o então secretário-executivo disponibilizou um cargo de nível DAS 3 para essa finalidade”, diz o documento.

O pastor Arilton, no entanto, “mostrou-se descontente com a remuneração do cargo”. Segundo a tabela de remuneração de cargos comissionados do governo federal, o salário de um DAS 3 é de R$ 5.685,55.

De acordo com o relatório da CGU, o pastor teria “externado sua insatisfação, inclusive, na frente de outros servidores da pasta, em reuniões no MEC que contaram com a presença do ministro Milton Ribeiro e requereu que lhe fosse disponibilizado outro com melhor vencimento”.

A pedido do ministro, foi dado início, em 17 de novembro de 2020, um processo para que Arilton fosse acomodado no MEC. O obstáculo, no entanto, mostra a CGU, veio da Casa Civil, que negou a nomeação do pastor.

No dia 7 de abril de 2021, por determinação do ministro, Luciano de Freitas Musse foi nomeado para o cargo de gerente de projeto, na Secretaria-Executiva do MEC, com salário maior, como pleiteado pelo pastor: R$ 10.373,30.

A CGU aponta, no entanto, que Luciano nunca desempenhou função na Secretaria-Executiva e que desde o seu ingresso na pasta, ele foi colocado à disposição da assessoria do ministro Milton Ribeiro. O afilhado do pastor Arilton foi acomodado na Assessoria Especial de Controle Externo.

Pouco tempo depois, no entanto, Victor Godoy relatou que o desempenho de Musse não era satisfatório na área de controle interno e o colocou à disposição do ministro para desempenhar outra função. Ele foi exonerado em março, quando Godoy assumiu a pasta.

A CNN solicitou manifestações aos defensores do ex-ministro Ribeiro e do pastor Arilton, mas eles ainda não se pronunciaram.

*CNN Brasil/BG

MINUTOS DE SABEDORIA!!!!

NÃO existe pessoas realmente más.
Ou são enfermas ou não têm conhecimento da grande lei de que recebemos exatamente aquilo que damos.
Quem é enfermo precisa ser curado.
Quem pratica o mal precisa ser elucidado.
Mas de modo algum podemos agir com ódio e maldade. 
Procure ensinar aos outros pelo seu próprio exemplo, compreendendo que a maldade é uma situação transitória do homem.

Professor Luis Carlos Noronha pode ser o 1º apodiense eleito para deputado estadual do RN

O professor Luís Carlos tem os apoios do ex-prefeito Pinheiro e de Kelps em Apodi Por participar de uma nominata de pequenos numa partido pe...

TIME: REVELAÇÃO

TIME: REVELAÇÃO

REVELAÇÃO E BACURAU

REVELAÇÃO E BACURAU

COMISSÃO TÉCNICA

COMISSÃO TÉCNICA