Mostrando postagens com marcador POLÍTICA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador POLÍTICA. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Governo Bolsonaro oficializa demissão de Bebianno

Depois de quase uma semana de crise, Gustavo Bebianno é exonerado / Mauro Pimentel / AFP
O porta-voz do Palácio do Planalto, general Otávio Rêgo Barros, comunicou, nesta segunda-feira (18), a exoneração de Gustavo Bebianno do cargo de ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência.

Questionado sobre o motivo da demissão, o porta-voz alegou "foro íntimo" do presidente. Bebianno foi um dos principais articuladores da campanha de Jair Bolsonaro.

A saída ocorreu após cinco dias de desgaste público. O agora ex-ministro foi chamado de mentiroso pelo vereador Carlos Bolsonaro, na última quarta-feira.

O filho do presidente disse que Bebianno mentiu ao falar que havia conversado com Bolsonaro no dia anterior. A declaração foi dada com o intuito de negar uma possível crise governo após denúncias de distribuição de dinheiro público para “candidaturas laranjas” do PSL.

Entenda o escândalo

Denúncias de candidaturas laranjas do partido de Jair Bolsonaro, o PSL, feitas pelo jornal Folha de São Paulo, neste mês de fevereiro, revelaram indícios de desvios de verbas públicas em dois estados durante o período eleitoral de 2018. O escândalo coloca em xeque o discurso de ética e combate à corrupção bradado pelo presidente e seus correligionários durante o pleito.

Primeiro Ato

As primeiras denúncias ocorreram em Minas Gerais e envolvem Marcelo Álvaro Antônio, atual ministro do Turismo. Na época, ele era presidente do PSL no estado e tinha o poder de decisão sobre quais candidaturas seriam lançadas.

De acordo com as denúncias do jornal paulistano, Álvaro Antônio está envolvido em um esquema que implica quatro candidaturas laranjas em Minas Gerais.

As candidatas receberam R$ 279 mil da verba pública que deveria ser utilizada na campanha da legenda. Cerca de R$ 85 mil foram destinados a quatro empresas que são de assessores, parentes ou sócios de assessores do hoje Ministro do Turismo.

Ainda segundo o jornal, não há indícios da realização de campanha efetiva das candidatas durante a eleição, que, juntas, alcançaram cerca de dois mil votos, apesar de estarem entre as 20 candidatas que mais receberam dinheiro do partido no país inteiro.

Em depoimento prestado ao Ministério Público, em 18 de dezembro, a candidata a deputada estadual pelo PSL em Minas Gerais, Cleuzenir Barbosa, disse que foi coagida por dois assessores de Marcelo Álvaro Antônio a devolver R$ 50 mil dos R$ 60 mil que havia recebido da legenda.

Frente à denúncia, Álvaro Antônio disse que as as acusações foram feitas “com base em premissas falsas de que houve simulação de campanha com laranjas no partido”.

Segundo Ato

Uma segunda denúncia foi feita pela Folha, no dia 10 de fevereiro. Luciano Bivar, recém-eleito segundo vice-presidente da Câmara dos Deputados, teria criado uma candidata laranja em Pernambuco. De acordo com o jornal, o partido de Bolsonaro repassou R$ 400 mil do fundo partidário no dia 3 de outubro, a apenas quatro dias antes da eleição.

Maria de Lourdes Paixão foi a terceira candidata que mais recebeu dinheiro do partido no país e se candidatou de última hora para preencher a vaga remanescente de cota feminina.

De acordo com a candidata, 95% do dinheiro foi gasto em uma única gráfica, destinado à impressão de 9 milhões de santinhos e 1,7 milhão de adesivos. Cada um dos 4 panfleteiros, que ela diz ter contratado, deveria ter distribuído cerca de 750 mil santinhos por dia.

O também presidente do PSL, Luciano Bivar, nega que a candidata tenha sido laranja. Ele argumenta que a decisão de repassar R$ 400 mil foi da direção nacional do partido, na época presidida por Gustavo Bebianno, hoje secretário-geral da Presidência da República. Seguindo no jogo de “empurra”, Bebianno, por sua vez, alegou que as decisões dos repasses são das direções estaduais.

À época, Bebianno era o presidente nacional do PSL e coordenou a campanha de Jair Bolsonaro. Ele era responsável formal por autorizar repasses dos fundos partidários e eleitoral a candidatos da legenda.

Segundo apuração da Folha, ele liberou R$ 250 mil de verba pública para a campanha de uma ex-assessora, que repassou parte do dinheiro para uma gráfica registrada em endereço de fachada. Bebianno nega ter envolvimento com candidaturas laranjas do PSL.


*Brasil de Fato.

sábado, 16 de fevereiro de 2019

Bolsonaro vai exonerar Bebiano na segunda-feira (18)

O ministro da Secretaria-geral, Gustavo Bebianno, confirmou, no início da tarde deste sábado (16), que o presidente Jair Bolsonaro indicou que vai exonerá-lo na próxima segunda-feira (18). Ao deixar o hotel onde mora, em Brasília, ele afirmou que está com a consciência tranquila e que ainda tem “carinho” pelo presidente.
Apesar da sinalização de que será demitido, Bebianno disse que ainda aguarda a formalização da exoneração na edição do Diário Oficial da União (DOU) de segunda-feira.
Em reunião, ontem, Bolsonaro sinalizou que quer exonerar o ministro e ofereceu a ele um cargo na diretoria de Itaipu Binacional, embora a possibilidade seja vedada pela Lei das Estatais. A oferta foi prontamente recusada por Bebianno.


*O Xerife.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Ministro Gustavo Bebianno engasgado com os Bolsonaros

Do deputado federal Paulo Teixeira, terceiro mandato, vice-presidente nacional do PT, em seu twitter nesta quinta-feira: 
Não é Bebianno que está publicando.
É o deputado que está assumindo a informação.
Mas…
Hoje perguntei no nosso programa da 95MaisFM se já estaria na hora de Bebianno delatar.
Pelo jeito…
Ministro dos mais próximos do presidente, Gustavo Bebianno se sente o mais raso dos humilhados pelo filho de Bolsonaro.
Na manhã desta quinta ele demonstrou a humilhação, em entrevista ao jornalista Gerson Camarotti.
“Não se dá um tiro na nuca do seu próprio soldado. É preciso ter um mínimo de consideração com quem esteve ao lado dele o tempo todo”.
E disse mais, a outras pessoas de seu convívio:
“Não vou sair escorraçado pela porta dos fundos”.
Porém…
Não dá para não perceber que o ministro já está na porta dos fundos.
Resta saber se o presidente vai resgatá-lo ou vai deixar o filho empurrar o ministro pela escada.


*Thaisa Galvão.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Previdência: Governo fixa idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres

O presidente Jair Bolsonaro e a equipe econômica do governo decidiram que a proposta de reforma da Previdência fixará uma idade mínima de 65 anos para aposentadoria de homens e 62 anos para mulheres, com um período de transição de 12 anos. A proposta de reforma do sistema previdenciário será encaminhada ao Congresso na próxima quarta-feira (20).

As informações são do secretário especial de Previdência, Rogério Marinho, ao final da reunião com o presidente, no Palácio da Alvorada. Foram cerca de duas horas de reunião, com a participação dos ministros da Economia, Paulo Guedes; da Casa Civil, Onyx Lorenzoni; e da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz.

Marinho disse que a equipe econômica defendeu uma idade mínima de 65 anos para homens e para mulheres. Já o presidente discordava da idade mínima das mulheres: queria 60 anos. Além disso, o tempo de transição desejado pelos economistas era de dez anos, algo também negociado por Bolsonaro, que queria 20 anos de transição. No final, o consenso ficou em 12 anos.

Depois de assinar o texto da reforma, na próxima quarta-feira, Bolsonaro vai fazer um pronunciamento à nação para explicar a necessidade de mudar as regras para aposentadoria no país. “O presidente fará um pronunciamento à nação, explicando de que forma essa nova Previdência vai ser encaminhada ao Congresso para ser discutida. E esperamos que seja aprovada brevemente”, disse Marinho.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

ENCANTO-RN: PREFEITO ATENDE POPULAÇÃO NO GABINETE

Antes de sair para visitas administrativas, na manhã de hoje, 11, Atevaldo Nazário dispensou atenção às dezenas de pessoas que desejavam manter um contato pessoal e individual com o gestor municipal de Encanto. Das 7h às 10h30, uma quantidade expressiva de pessoas pôde fazer reivindicações ao prefeito, na sede da prefeitura.
Ao todo tiveram oportunidade de conversar com o chefe do órgão público 72 cidadãos, os quais apresentaram necessidades principalmente na área de saúde. Sobre estas, para situações que estão ao alcance do Executivo, são emitidas autorizações e realizado o devido encaminhamento; em casos opostos os moradores recebem orientações. 

Esse tipo de ação – sem hora de término prevista – acontece geralmente às segundas-feiras, exceto por motivo de uma agenda extra que esteja relacionada à gestão, compromisso em que Atevaldo precise estar presente, na maioria das vezes, se dirigindo a outras cidades do Estado ou à capital federal.

*ASSESSORIA.

Ivan Junior agora virou crítico da governadora que apoiou

Sem espaço no governo estadual por estar envolvido com corrupção no conhecido caso do ENCHENTRÃO, o ex-prefeito de Assu, Ivan Junior, agora começa a mudar de lado mais uma vez e parece que esqueceu o apoio que deu a governadora do Rio Grande do Norte Fátima Bezerra em sua eleição no segundo turno, há três meses. É um elemento de memória política muito curta.
No seu programa em uma rádio assuense, ele vem dando espaço para opositores do governo, como o ex-vice-governador Fábio Dantas e o deputado Kelps Lima. Vozes que vem tentando atrapalhar o início de gestão de Fátima Bezerra.
Mais um comportamento estranho de Ivan que parece que não se emenda!


*O Xerife.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

DEFESA DE GARIBALDI ALVES FILHO COMEMORA

Ficha do Garibaldi – Com o arquivamento feito pelo ministro Edson Fachin, do STF, semana passada, o ex-presidente do Senado Garibaldi Alves Filho pode se considerar ficha limpa.
“Não existem mais processos ou investigações contra ele”, comemora o advogado Erick Pereira, que representa Garibaldi no STF.
 
*Coluna Esplanada.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

BOLSONARO EXONEROU MINISTRO DO TURISMO

O presidente Jair Bolsonaro exonerou Marcelo Álvaro Antônio do cargo de ministro do Turismo, conforme publicação no Diário Oficial da União na madrugada desta quarta-feira (6).
Materia Completa AQUI

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

FÁTIMA BEZERRA PERDEU

Os candidatos da governadora petista Fátima Bezerra foram derrotados nas eleições suplementares hoje (3) em Santa Cruz e Passa e Fica.

domingo, 3 de fevereiro de 2019

Davi Alcolumbre é eleito presidente do Senado

O senador Davi Alcolumbre foi eleito presidente do Senado Federal com 42 votos após a segunda votação realizada na tarde deste sábado (2). Eram necessários 41 para que não houvesse um segundo turno e a primeira votação foi cancelada por fraude, quando foram contabilizados 82 votos de 81 senadores.

Os demais candidatos conquistaram: Esperidião Amin teve 13 votos; Ângelo Coronel teve 8; José Reguffe teve 6; Renan Calheiros teve 5; Fernando Collor teve 3; e ainda foram registraras 4 abstenções.

Alcolumbre é próximo do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, do DEM, que, nos bastidores, articulava apoio para ele. Embora seja de um partido posicionado mais à direita no espectro político, Alcolumbre tem entre seus principais conselheiros o senador Randolfe Rodrigues, da Rede, que é de esquerda. Os dois, inclusive, apoiaram a candidatura do prefeito de Macapá, Clécio Luis, em 2016. Em 2018, Randolfe apoiou a candidatura de Alcolumbre ao Governo do Amapá.

O, agora presidente do Senado, ficou conhecido nesta sexta-feira (1) por assumir a presidência da Mesa Diretora da sessão preparatória, ficando sete horas sem deixar a cadeira, conduzindo a votação que pedia o voto aberto na eleição do Senado e por tecer severas críticas conta Renan Calheiros, que tinha uma grande base de apoio.

Ele também é investigado no Supremo Tribunal Federal (STF) por supostas fraudes cometidas nas eleições de 2014.

Perfil

Alcolumbre nasceu em 1977, em Macapá, e é empresário. Começou na política no PDT, partido pelo qual se elegeu vereador de Macapá em 2000. Também foi secretário de Obras do município. Em 2002 foi eleito deputado federal, sendo reeleito em 2006 e em 2010. Desde 2006 é filiado ao DEM e faz parte do diretório nacional e também do conselho político do movimento jovem da legenda. É o 2º vice-líder do Bloco Social Democrata.

Em 2014 foi eleito senador, com 36,26% dos votos válidos. No Senado, presidiu a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) e participou de colegiados como a Comissão Temporária para Reforma do Código Comercial e da Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul. Em 2018, foi candidato ao governo do Amapá, mas não se elegeu. Os suplentes são José Samuel Alcolumbre Tobelem (DEM) e Marco Jeovano Soares Ribas (DEM).

sábado, 2 de fevereiro de 2019

RENAN RETIRA CANDIDATURA A PRESIDÊNCIA DO SENADO

Em um discurso inflamado e indignado, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) anunciou agora a retirada de sua candidatura à presidência do Senado. “Se eles podem tudo, sou eu que vou ser contra a Constituição? Não sou candidato, para defender a democracia e o interesse do Brasil”, disse.
A eleição estava sendo realizada pela segunda vez hoje, pois foi encontrada uma cédula a mais na urna. Neste momento, os senadores definem como será conduzida a eleição.
Agora, são cinco senadores que concorrem à Presidência do Senado: Ângelo Coronel (PSD-BA), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Espiridião Amin (PP-SC), Fernando Collor (Pros-AL), e Reguffe (sem partido-DF).

RODRIGO MAIA É REELEITO PRESIDENTE DA CÂMARA

Rodrigo Maia é reeleito presidente da Câmara no 1º turno - Foto: Wilton Dias/Agência Brasil
O último voto à Mesa Diretora foi finalizado às 21h26 desta sexta, e Rodrigo Maia foi eleito em primeiro turno e é reconduzido ao cargo de presidente da Casa. Ele recebeu 334 votos. Como todos os 512 que já tomaram posse votaram, a maioria absoluta para ser eleito no primeiro turno era 257 votos. 
Confira o resultado completo:
Rodrigo Maia (DEM-RJ): 334 votos
Fábio Ramalho (MDB-MG): 66 votos
Marcelo Freixo (PSOL-RJ): 50 votos
João Henrique Caldas (PSB-AL): 30 votos
Marcel Van Hattem (Novo-RS): 23 votos
Ricardo Barros (PP-PR): 4 votos
General Peternelli (PSL-SP): 2 votos
Branco: 3 votos

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

EZEQUIEL CONTINUA NA PRESIDÊNCIA DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO RN

O atual presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte Ezequiel Ferreira foi reeleito presidente da Casa.

Veja a chapa:

Presidente: Ezequiel Ferreira (PSDB)
Primeiro vice: George Soares (PR)
Segundo vice: Vivaldo Costa (PSD)
Primeiro secretário: Galeno Torquato (PSD)
Segundo secretário: Raimundo Fernandes (PSDB)
Terceiro secretário: Albert Dickson (PROS)
Quarto secretário: Francisco do PT.
A eleição ocorreu logo após a posse dos novos deputados estaduais.
Estava escrito nas estrelas. Foram 23 votos a favor contra 1 abstenção.

DEPUTADOS TOMAM POSSE HOJE

São 24 parlamentares escolhidos pelo voto direto de aproximadamente um milhão de potiguares no último pleito. Durante a solenidade, o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PSDB), abrirá a sessão e anunciará os nomes dos diplomados para integrar o Legislativo nos anos 2019 a 2022. 
Na solenidade é feita a chamada nominal de cada um e o parlamentar ratificará a declaração afirmando “Assim o Prometo”, como ritual da solenidade.

Confira a relação dos que serão empossados:

  1. Albert Dickson (PROS)
  2. Allyson Bezerra (Solidariedade)
  3. Coronel Azevedo (PSL)
  4. Cristiane Dantas (Solidariedade)
  5. Dr. Bernardo (Avante)
  6. Eudiane Macedo (PTC)
  7. Ezequiel Ferreira (PSDB)
  8. Francisco do PT (PT)
  9. Galeno Torquato (PSD)
  10. George Soares (PR)
  11. Getúlio Rêgo (DEM)
  12. Gustavo Carvalho (PROS)
  13. Hermano Morais (MDB)
  14. Isolda Dantas (PT)
  15. José Dias (PSDB)
  16. Kelps Lima (SOLIDARIEDADE)
  17. Kleber Rodrigues (Avante)
  18. Nélter Queiroz (MDB)
  19. Raimundo Fernandes (PSDB)
  20. Sandro Pimentel (PSOL)
  21. Souza (PHS)
  22. Tomba Farias (PSDB)
  23. Ubaldo Fernandes (PTC)
  24. Vivaldo Costa (PSD)

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Governo do RN parcela repasses de janeiro para Assembleia Legislativa e Tribunal de Justiça

Sede da Governadoria do Rio Grande do Norte, no Centro Administrativo do Estado — Foto: Thyago Macedo
O Governo do Estado vai dividir em duas parcelas os repasses do mês de janeiro para a Assembleia Legislativa e o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. A informação foi confirmada nesta quinta-feira (17) pelo secretário de Planejamento e Finanças (Seplan), Aldemir Freire.

De acordo com Freire, uma parte será paga nesta sexta (18) e a outra no dia 31 de janeiro. A primeira parcela é de R$ 93,3 milhões, que incluem também os repasses integrais para o Ministério Público, a Defensoria Pública e o Tribunal de Contas do Estado.

Na segunda parcela, dia 31, R$ 33,7 milhões complementarão os duodécimos da Assembleia Legislativa e do Tribunal de Justiça. Ao todo, são R$ 127 milhões.

“Eles já foram comunicados. Estamos ajustando os repasses ao fluxo de caixa do Governo”, afirmou o secretário.

O duodécimo – valores repassados pelo governo aos poderes e instituições – é um repasse devido e obrigatório aos poderes Legislativo e Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública. O repasse é feito pelo chefe do Executivo, em razão de os poderes não possuírem renda própria. Assim, os valores recebidos devem ser utilizados para o pagamento de funcionários e atendimento às necessidades financeiras de cada poder/instituição.

*G1 RN.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Fernando Bezerra dá dica a Fátima Bezerra

O ex-senador Fernando Bezerra sugeriu que, para sair da crise, a governadora Fátima Bezerra precisa reduzir as despesas gradativamente e aumentar as receitas. Esse é o segredo!

Nem Sando e nem Robério. É Jacó

Nem o deputado estadual eleito Sandro Pimentel (PSOL), que teve as contas rejeitadas pela Justiça Eleitoral, nem o suplente Robério Paulino (PSOL). Até a Justiça decidir se anula os votos Sandro, quem assume é o suplente Jacó Jácome (PSD), da outra coligação que ficará com a vaga se os votos de Sandro forem anulados.

*O Xerife.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

GOVERNO FÁTIMA TEM INÍCIO COM OS SEGUINTES SECRETÁRIOS

Tomam posse na tarde desta quarta-feira (2) os secretários do novo governo do Rio Grande do Norte. A cerimônia acontece a partir das 14h30 na Escola de Governo, no Centro Administrativo do Estado, no bairro de Lagoa Nova, na Zona Sul de Natal.

A Governadora, Fátima Bezerra (PT) dará posse a 16 secretários e 8 auxiliares. Confira a lista:

Secretários já anunciados:

Gabinete Civil – Raimundo Alves;

Segurança Pública e Defesa Social – Francisco Canindé de Araújo Silva;

Justiça e Cidadania – Arméli Brennand;

Saúde – Cipriano Maia de Vasconcelos;

Educação – Getúlio Marques;

Tributação – Carlos Eduardo Xavier;

Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar – Alexandre Lima;

Trabalho, Habitação e Assistência social – Íris Oliveira;

Agricultura, Pecuária e Pesca – Guilherme Saldanha;

Planejamento e Finanças – José Aldemir Freire;

Desenvolvimento Econômico – Jaime Calado;

Comunicação – Guia Dantas;

Administração – Virgínia Ferreira;

Turismo – Ana Maria Costa;

Infraestrutura – Gustavo Rosado Coelho;

Gestão de Projetos e Articulação Institucional – Fernando Mineiro.

Auxiliares:

Procurador Geral do Estado – Luiz Antônio Marinho;

Comando Geral da Polícia Militar – Alarico José Pessoa Azevedo Júnior;

Delegacia Geral de Polícia Civil – Ana Cláudia Saraiva Gomes;

Comando geral do Corpo de Bombeiros Militar – Luiz Monteiro;

Fundação José Augusto – Crispiniano Neto;

Companhia de Águas e Esgotos do RN – Roberto Sérgio Linhares;

Idema – Leonlene Aguiar;

Controladoria Geral do Estado – Pedro Lopes de Araújo Neto.

*G 1 RN.

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

FÁTIMA BEZERRA É EMPOSSADA GOVERNADORA DO RN

A governadora Fátima Bezerra (PT) foi empossada no cargo de governadora do Estado, juntamente com seu vice Antenor Roberto (PCdoB), em solenidade na Escola de Governo, presidida pelo deputado Ezequiel Ferreira (PSDB) e com a presença de deputados estaduais da atual legislatura que se encerra em 01 de fevereiro, além dos deputados estaduais eleitos.

Estão presentes membros da bancada federal, prefeitos, representantes de instituições e da sociedade civil organizada.

Fátima foi conduzida à mesa de autoridades pelos deputados estaduais não reeleitos, Márcia Maia (PSDB), Larissa Rosado (PSDB) e Fernando Mineiro (PT).


*VNT.

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Fátima Bezerra “boicota” posse de Bolsonaro

Os nove governadores do Nordeste vão boicotar a posse de Jair Bolsonaro.
“Geralmente as cerimônias nos Estados são agendadas pela manhã para não coincidir com a transmissão da faixa presidencial”, diz o Estadão. “Não foi o que ocorreu neste ano”.
Entre eles, a governadora Fátima Bezerra do Rio Grande do Norte.


*O Xerife.