Mostrando postagens com marcador GREVE. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador GREVE. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 11 de março de 2020

Em greve, professores protestam no centro administrativo do RN

Servidores montaram acampamento no Centro Administrativo do RN, durante greve de professores. — Foto: Quezia Oliveira/Inter TV Cabugi
Em greve há seis dias, professores da rede pública do Rio Grande do Norte realizaram um protesto em frente à Governadoria, no centro administrativo do Poder Executivo em Natal, na manhã desta quarta-feira (11). Eles afirmam que esperam ser atendidos para saber se há uma nova proposta de pagamento do reajuste do piso salarial da categoria. A paralisação foi motivada pela falta de acordo do sindicato com a administração do estado.
Uma nova assembleia da categoria está marcada para a próxima sexta-feira (13), quando os servidores deverão decidir se mantém a greve por tempo indeterminado ou voltam às atividades.
Alguns estudantes também participaram da manifestação.
O ato desta quarta-feira (11) contou com participação de professores de Natal e de municípios do interior do estado. Eles pedem a implantação imediata do reajuste de 12,84% no salário e o pagamento do retroativo deste aumento em três vezes. De acordo com o sindicato, o reajuste deveria ter sido implantado em janeiro, mas o governo apresentou uma outra proposta, por considerar que não condições financeiras na administração pública:
Implantação do reajuste de 12,84% em três parcelas cumulativas, de 4,11%, para profissinais na ativa, nos meses de junho, setembro e dezembro de 2020;
Implantação do reajuste para aposentados, em três parcelas, de 4,11%, nos meses de agosto, outubro e dezembro de 2020 ; e
Pagamento do retroativo em 24 meses, a partir de janeiro de 2021, com garantia de antecipação das parcelas no momento do recebimento de recursos extras do Fundeb.


*VNT.

quinta-feira, 5 de março de 2020

PROFESSORES DA REDE ESTADUAL DECIDEM POR GREVE POR TEMPO INDETERMINADO

Os trabalhadores em educação da Rede Estadual de ensino decidiram entrar em greve por tempo indeterminado. A deliberação aconteceu na tarde desta quarta-feira (04) em assembleia repleta de profissionais do magistério, na Escola Winston Churchill. O movimento grevista começará nesta quinta, 05 de março.
A categoria cobra a correção do Piso Salarial de 2020, no índice de 12,84%, e está insatisfeita com as propostas apresentadas pelo Governo. Primeiro o Executivo propôs quitar o Piso em três vezes de 4,28% nos meses de maio de 2020, janeiro de 2021 e em abril do ano que vem, sem falar em retroativo.
Depois sugeriu pagar a correção em 2020 tanto para ativos quanto aposentados, mas não apontava datas. Nessa terça (03), em audiência com o SINTE/RN, apresentou a terceira proposta, que é a seguinte:
1- Implantar o reajuste de 12,84% em três parcelas cumulativas de 4,11%, para os ativos nos meses de junho, setembro e dezembro de 2020.
2 – Implantar o reajuste para os aposentados nos meses de agosto, outubro e dezembro de 2020.
3 – Pagar o retroativo em 24 meses a partir de janeiro de 2021, com garantia de antecipação das parcelas no momento do recebimento de recursos extras do Fundeb.
4 – O governo disse que está aberto a receber alterações na proposta, mas pediu que sejam enviadas até 12 de março para análise e negociação.
Agora, a orientação do SINTE é que os professores compareçam as escolas nesta quinta e sexta-feira (05 e 06/03) e conversem com alunos e pais informando acerca da greve.

*Sinte/RN

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Rede Estadual rejeita proposta do Governo do RN para pagar o Piso e poderá entrar em greve

Os trabalhadores em educação da Rede Estadual de ensino disseram não à proposta do Governo para pagar o Piso Salarial de 2020. A deliberação ocorreu em assembleia na tarde desta quarta-feira (19), no Winston Churchill, que apesar da chuva recebeu muitos profissionais do magistério.
Apresentada ao SINTE/RN em audiência nessa terça (18), a proposta do Executivo para quitar a correção, que neste ano é no índice de 12,84%, prevê um parcelamento do pagamento do Piso em três vezes da seguinte forma: 4,28 % em maio de 2020, 4,28% em janeiro de 2021 e 4,28% em abril do ano que vem. O Governo não fala em retroativo.
A proposta foi prontamente rechaçada. Uma nova assembleia foi agendada para 28 de fevereiro, já com indicativo de greve. Até lá se espera que o Estado apresente uma nova proposta. Do contrário, o movimento grevista poderá ser iniciado em 04 de março, momento em que a categoria vai se encontrar em nova assembleia.

Reforma da Previdência
A assembleia também teve como pauta a Reforma da Previdência Estadual. Os trabalhadores em educação se posicionaram contra o projeto, sobretudo quanto aos aumentos das alíquotas, o que representa diminuição de salários, e a taxação dos vencimentos dos servidores aposentados. O posicionamento da base é o mesmo da diretoria do SINTE/RN, que é contrária a Reforma.

Trabalhadores aprovaram encaminhamentos
Os encaminhamentos apresentados pela direção do Sindicato foram acatados pelos trabalhadores. São eles:
28/02 – Assembleia com indicativo de greve;
04/03 – Assembleia de deflagração de greve;
08/03 – Participar das atividades alusivas ao Dia Internacional da Mulher. Está agendada uma caminhada para acontecer a partir das 9h, na Praça das Flores, em Natal;
09/03 – Participar das atividades que a CUT e o MST vão realizar acerca do Dia da Mulher;
13/03 – Realizar Jornada Pedagógica com os temas: Previdência Estadual e FUNDEB Permanente;
18/03 – Aderir a Greve Geral da Educação convocada pela CNTE, para defender o FUNDEB Permanente;
– O SINTE/RN deverá participar das atividades programadas pelo Fórum Estadual dos Servidores.


*SINTE/RN