Mostrando postagens com marcador MEIO AMBIENTE. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador MEIO AMBIENTE. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

REGISTRO DE EMPRESAS - DEPÓSITOS DE AGROTÓXICOS EM LOJAS E FAZENDAS

Foto: Souza Cruz
O registro no IDIARN é obrigatório para empresas, que produzam, importem, exportem, manipulem, embalem, armazenem ou comercializem agrotóxico, seus componentes e afins. A validade do registro é por tempo indeterminado, não sendo necessária à sua renovação.
Revendedores de agrotóxicos autorizados pelo IDIARN
Revendas autorizadas no Rio Grande do Norte
Agrotóxicos aptos para comercialização no Rio Grande do Norte
Agrotóxicos aptos para comercialização.


*IDIARN.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

IFRN CAMPUS APODI: Campus Verde lança campanha que contribui para retirada de garrafas Pets do meio ambiente

O Campus Apodi do IFRN firmou parceria permanente com o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Apodi para realizar a coleta de garrafas pet’s (600ml, 1L e 2L). Em contrapartida, o CDP doará algumas vassouras produzidas com o material das garrafas. O objetivo da parceria é economizar recursos públicos, evitando a compra das vassouras, ajudar o meio ambiente e promover a conscientização ambiental para a reciclagem das garradas pet’s.
Quando?
Você pode trazer as garrafas durante todo o ano, pois esta é um ação permanente. A troca pelas vassouras, junto ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Apodi, será realizada 1 vez ao mês.
Onde?
O coletor das garrafas está localizado próximo ao Ateliê.

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

BOLSONARO ANUNCIA CRIAÇÃO DE CONSELHO DA AMAZÕNIAE DE FORÇA NACIONAL AMBIENTAL COORDENADOS PELO VICE-PRESIDENTE MOURÃO

O presidente Jair Bolsonaro informou nesta terça-feira (21), por meio de uma rede social, que determinou a criação do Conselho da Amazônia e de uma Força Nacional Ambiental, que atuará na “proteção do meio ambiente da Amazônia”.
Bolsonaro informou na publicação que o vice-presidente Hamilton Mourão será o coordenador do conselho, que deverá organizar ações entre ministérios para “proteção, defesa e desenvolvimento sustentável da Amazônia”.
“Determinei a criação do Conselho da Amazônia, a ser coordenado pelo Vice Presidente @GeneralMourao, utilizando sua própria estrutura, e que terá por objetivo coordenar as diversas ações em cada ministério voltadas p/ a proteção, defesa e desenvolvimento sustentável da Amazônia”, escreveu Bolsonaro.
“Dentre outras medidas determinadas está também a criação de uma Força Nacional Ambiental, à semelhança da Força Nacional de Segurança Pública, voltada à proteção do meio ambiente da Amazônia”, acrescentou.
Bolsonaro não detalhou, por exemplo, quantos e quais homens vão compor essa Força Nacional para a área ambiental, nem de onde virão os recursos para viabilizar a sua operação. O G1 procurou o Planalto e a Vice-Presidência para obter mais informações e aguarda resposta.
Força Nacional
A Força Nacional atua mediante o pedido feito por governadores ou, em casos pontuais, em apoio à Polícia Federal ou a outros órgãos federais.
A tropa costuma ser utilizada em ações de policiamento ostensivo, de combate a crimes ambientais, bloqueios em rodovias, ações de defesa civil em caso de desastres e catástrofes e ações de polícia judiciária e perícias.
Nos últimos anos, por exemplo, a Força Nacional foi empregada para reforçar a segurança em estados, como o Rio Grande do Sul. A Força Nacional ainda foi empregada, em apoio aos militares das Forças Armadas, em operações de garantia da lei e da ordem (GLO).


*Do G1/Jornal Nacional.

sábado, 18 de janeiro de 2020

A BRIGA CONTINUA: Greta Thunberg manda recado a Jair Bolsonaro: “Escute a ciência”

“Escute a ciência”. Foi com apenas poucas palavras que a ativista sueca Greta Thunberg respondeu quando lhe perguntei se ela tinha uma mensagem para passar ao presidente Jair Bolsonaro. As informações são do UOL.
Alvo de uma forte pressão internacional, o brasileiro se transformou num dos nomes mais citados em manifestações pelo clima no mundo, principalmente após chamar a jovem de “Pirralha”. Greta e Bolsonaro trocam farpas por meio da imprensa desde que o Brasil passou pela crise das queimadas na Amazônia.


*Do BG.