sexta-feira, 22 de maio de 2020

RECIFE-PE: PAIS E ALUNOS AJUDARAM A "BARROADA", QUE ELE DISSE PRÁ PARAREM

Na frente do Colégio Salesiano em Recife tem um ambulante que vende cachorro-quente há muitos anos. Seu apelido é “Barroada”.
Seu nome?
Ninguém ou quase ninguém sabe.

Vamos revelar: é o senhor Joaquim Antônio da Silva, um brasileiro muito digno, trabalhador e honesto.
Querido por pais e alunos, de uma geração para outra, ele passava por carências básicas em sua casa, depois que o colégio teve que fechar devido restrições impostas pela pandemia.
Mas aí, pais e alunos (ex-alunos) mobilizaram-se e fizeram doações pulverizadas em sua conta bancária.
Ao olhar, Barroada constatou que havia cerca de oito mil reais para lhe dar suporte nesse período de inatividade.
- Vamos parar, por favor, vamos parar – pediu ele. Segundo sua justificativa, o montante já era o suficiente para “vencer a batalha”.
Ah, que gesto anônimo, de firme compaixão, gratidão e amizade!
E que homem digno o senhor Barroada.


*Blog do Carlos Santos

Nenhum comentário: