sexta-feira, 22 de maio de 2020

“Eu não vou meter o rabo no meio das pernas” para pedidos de impeachment baseados em “frescura” e “babaquice”, afirma Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, em um trecho da reunião ministerial do dia 22 de abril, que as possíveis decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) não o farão “meter o rabo no meio das pernas”. ‘Então não é o ministro ir de peito aberto, enfrentar, entrar no covil dos leões, mas não pode, né? Por exemplo, quando se fala em possível impeachment, ação no Supremo, baseado em filigranas, eu vou em qualquer lugar do território nacional e ponto final!”, disse.

“O dia que for proibido de ir pra qualquer lugar do Brasil, pelo Supremo, acabou o mandato. E, espero que eles não decidam, ou ele, né? Monocraticamente, querer tomar certas medidas porque daí nós vamos ter uma crise política de verdade. E eu não vou meter o rabo no meio das pernas. Isso daí zero, zero. Tá certo?” O presidente também afirmou que os pedidos de impeachment contra ele são baseados em “frescura” e “babaquice”.

“Porque se eu errar, se achar um dia ligação minha com empreiteiro, dinheiro na conta na Suíça, porrada sem problema nenhum. Vai pro impeachment, vai embora. Agora, com frescura, com babaquice, não!”, comentou.

*UOL/JBelmont

Nenhum comentário: