Mostrando postagens com marcador INVESTIGAÇÃO. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador INVESTIGAÇÃO. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 22 de maio de 2020

Celso de Mello envia à PGR pedidos de depoimento e de apreensão do celular de Bolsonaro

Foto - República de Curitiba
O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), enviou para a Procuradoria Geral da República (PGR) três notícias-crimes apresentadas por partidos e parlamentares que pedem novos desdobramentos na investigação sobre a suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

Entre as medidas solicitadas estão o depoimento do presidente, e a busca e apreensão do celular dele e de seu filho, Carlos Bolsonaro, para perícia.

Em despachos enviados nesta quinta-feira (21) à PGR, o ministro ressaltou ser dever jurídico do Estado promover a apuração da "autoria e da materialidade dos fatos delituosos narrados por ‘qualquer pessoa do povo’”.


A indisponibilidade da pretensão investigatória do Estado impede, pois, que os órgãos públicos competentes ignorem aquilo que se aponta na “notitia criminis”, motivo pelo qual se torna imprescindível a apuração dos fatos delatados, quaisquer que possam ser as pessoas alegadamente envolvidas, ainda que se trate de alguém investido de autoridade na hierarquia da República, independentemente do Poder (Legislativo, Executivo ou Judiciário) a que tal agente se ache vinculado”, escreveu o ministro do STF.

Os pedidos chegaram ao STF logo após o ex-ministro da Justiça Sergio Moro deixar o governo afirmando que o presidente tentou interferir na PF e que Bolsonaro buscou informações de investigações em andamento na Corte (veja no vídeo abaixo).

É praxe que ministros do STF enviem esse tipo de ação para manifestação da PGR, que é responsável por propor investigação do presidente perante o STF. Celso de Mello é relator do inquérito proposto pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, que investiga os fatos narrados por Moro.

Aras já defendeu em outros pedidos feitos no mesmo inquérito por deputados que a competência para esse tipo de linha investigação cabe ao MPF.

Celso de Mello enviou os casos para análise da PGR e ressaltou que compete ao PGR analisar os fatos colocados. Não há prazo para Aras decidir sobre os pedidos. 


*Por Márcio Falcão e Fernanda Vivas, TV Globo — Brasília

quinta-feira, 14 de maio de 2020

CP DA ARENA DAS DUNAS TERÁ 5 DEPUTADOS ESTADUAIS COMO MEMBROS

Foto: Assessoria de Comunicação
A definição da quantidade de 5 membros na formação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para fiscalizar números da construção e manutenção da Arena das Dunas, em Natal, foi aprovada nesta quinta-feira (14) durante a reunião virtual da Mesa Diretora e reunião de líderes. A fixação do número corresponde aos artigos 88, 89 e 91 do Regimento Interno da Assembleia Legislativa do RN.
Ontem, os líderes dos blocos e partidos da Assembleia Legislativa já haviam aprovado a criação da CPI que recebeu 10 assinaturas, garantindo o início do trabalho de fiscalização de supostas incoerências apontadas por auditoria no contrato firmado da Arena das Dunas entre o Governo do RN e o Consórcio Arena das Dunas Concessão e Eventos S/A.
Durante a reunião de líderes – que tem efeito opinativo – os deputados estaduais Isolda Dantas (PT); Gustavo Carvalho (PSDB); Kelps Lima (SDD); George Soares (PL); Sandro Pimentel (Psol) e Coronel Azevedo (PSC) comentaram com o presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira (PSDB) sobre a intensa atividade que o Legislativo terá nas próximas semanas.
Logo após, a reunião da Mesa Diretora aprovou a sugestão da reunião de líderes que fixou a quantidade de membros da CPI. “A última CPI do legislativo potiguar foi em 1999 para debater a CPI do Leite”, destaca o presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira (PSDB).
O trâmite legislativo de hoje, com consulta aos líderes e à Mesa Diretora, obedece a um encaminhamento do Presidente do Legislativo, como disposto nos parágrafos 1º e 2° do artigo 90 da Constituição Estadual.
Os nomes indicados pelos líderes serão oficializados na próxima reunião de líderes, agendada para a próxima terça (9).

*ALRN

quarta-feira, 13 de maio de 2020

Ex-superintendente da PF do Rio contradiz Bolsonaro e confirma que filho dele era investigado

Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, era investigado em um inquérito em curso na Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro. Disse, porém, que nunca recebeu cobranças do presidente a respeito de investigações em andamento.
Veja: Bolsonaro insiste que não falou em PF no vídeo de reunião, apesar de ministros dizerem o contrário. 'Ramos se equivocou'
A confirmação da existência desse inquérito contra o filho do presidente é um fato considerado relevante para os investigadores, porque pode ser a prova de um interesse concreto de Bolsonaro na PF do Rio de Janeiro, e contradiz o discurso que vinha sendo adotado pelo presidente. Ontem, após vir a público informações sobre o teor do vídeo da reunião ministerial em que vincularia trocas na PF à necessidade de proteger familiares, Bolsonaro havia afirmado em entrevista: "A Polícia Federal nunca investigou ninguém da minha família".

TEM MAIS CLIQUE AQUI


*JBelmont

quinta-feira, 23 de abril de 2020

TABOLEIRO GRANDE-RN: CRIME EM MOTEL, NO ALTO OESTE POTIGUAR TEM REVIRAVOLTA SURPREENDENTE

Reviravolta no caso de Carla Simone assassinada a golpes de faca e pauladas dentro de um motel em Taboleiro Grande RN, caso ocorrido na madrugada de primeiro de março deste ano.
Segundo informações colhidas pelo blog João Moacir, Adriano Valdivino, ex companheiro da vítima que está preso e era o único acusado pelo crime, mudou seu depoimento e incriminou Luciana, uma das mulheres que o acompanhou até o motel e disse em depoimento que ela teria participado do crime e que ela foi quem desferiu as facadas na vítima.
Ele ainda teria dito que resolveu mudar o depoimento porque não iria levar a culpa sozinho.
A fonte ainda informou que a polícia civil prendeu Luciana por volta do meio dia e a mesma também ficará a disposição da justiça.

Reveja a Matéria AQUI

*Informações: João Moacir

sábado, 18 de abril de 2020

MOSSORÓ-RN: Delegacia de Homicídios localiza e prende parte da quadrilha envolvida na morte do motorista de aplicativo

O motorista de aplicativo, Francisco Lenilson da Silva, de 36 anos foi encontrado morto com perfurações de tiros nas costas e espancamento, na manhã de ontem, 17 de abril, numa lagoa no bairro Paredões em Mossoró. 
A equipe da Delegacia de Homicídios de Mossoró comandada pelo Leonardo Germano prendeu Antônio Gledson da Costa Bezerra e Jessica Sabrina Pereira Fernandes, são acusados de participação direta no crime. Eles negam tudo, porem o casal foi visto andando com o motorista de aplicativo no seu veículo na madrugada de ontem.
Segundo informações, o carro de Lenilson foi encontrado na manhã de ontem estacionado na frente da casa de Jéssica Sabrina, na Rua Anatália de Melo Alves no bairro Paredões.
Além do casal, Gledson e Sabrina, a equipe prendeu outras três mulheres e uma adolescente. A polícia também já identificou outros dois homens que participavam de uma festinha dentro de um motel, regrada a droga e muita bebida.
As outras mulheres pagaram fiança e foram liberadas, para responder o processo em casa. Antônio Gledson e Jéssica Sabrina foram autuados em flagrante pelos crimes de homicídio qualificado. Eles foram encaminhados para exames no Itep e depois para o sistema prisional de Mossoró, onde ficarão a disposição da Justiça.


*Fonte: O Câmera

terça-feira, 10 de março de 2020

NATAL-RN: Suspeito de matar motociclista atropelado é preso ao se apresentar

De acordo com as investigações, suspeito preso é o motorista que guiava o Renault Clio que atropelou e matou Cícero dos Santos
Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deram cumprimento, na manhã desta terça-feira (10), a um mandado de prisão temporária (30 dias) contra Bruno Luis Duarte da Costa Pereira, 34 anos. De acordo com as investigações, ele é o motorista que guiava o Renault Clio, de cor branca, que atropelou e matou Cícero dos Santos, 53 anos. Bruno Costa se apresentou à DHPP, onde prestou esclarecimentos sobre o caso. O vídeo acima mostra o momento do atropelamento.

Saiba mais:
DHPP investiga caso de morte de motociclista em Natal; VEJA VÍDEO 

Após a identificação do motorista, realizada na segunda-feira (9), a Justiça atendeu o pedido da Polícia Civil e determinou a prisão temporária do suspeito nesta terça (10). Entretanto, antes mesmo de a Polícia Civil chegar ao suspeito para efetuar a prisão, o próprio condutor resolveu se apresentar na sede da DHPP.
Durante o depoimento, o suspeito confirmou a briga de trânsito e declarou que perseguiu o motociclista para que o pedreiro aguardasse a chegada da perícia, mas que não tinha a intenção de atropelá-lo. Bruno Costa também teria informado que não sabia que tinha matado o pedreiro no momento do acidente.
Bruno Costa será encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.


*Agora RN.

terça-feira, 7 de janeiro de 2020

PM do caso Ana Clara em Apodi é preso em Mossoró por ameaça e injúria

O policial militar cearense Kliston Sanderson Albuquerque, que estava com a jovem Ana Clara, de 18 anos, quando ela morreu no dia 17 de novembro, num quarto de hotel, em Apodi, foi preso na manhã desta segunda-feira (6), em Mossoró, por violência doméstica (crimes de ameaça e injúria) contra a mãe da namorada.

A informação de que ele teria agredido a namorada Kethlen Medeiros (estava com olho roxo) foi negado pela própria aos policiais. Ela assegurou que não foi agredida pelo namorado Kliston Sanderson. Disse que a notícia era falsa.

E falou mais.




Após passar por exames de Corpo Delito no ITEP, em Mossoró, Kliston Sanderson foi levado para a prisão, uma sala de estado maior, em um quartel da Polícia Militar em Fortaleza, no Ceará (CE).

No final da tarde, saiu a informação que a Justiça o havia colocado em liberdade, conseguida mediante intervenção do advogado Allyson Maia. O próprio advogado, um pouco mais tarde, confirmou que o juiz decidiu por coloca-lo em liberdade.

O MOSSORÓ HOJE procurou a Polícia Civil para comentar o caso, porém não obteve respostas. O espaço fica aberto para caso os advogados de qualquer uma das partes ou o próprio Kliston Sanderson, queira comentar sobre o assunto em questão.

No caso Ana Clara, que cursava enfermagem na UERN, em Mossoró, o ITEP apontou que ela morreu de overdose de cocaína. Ocorre que professores, amigos, colegas de turmas e familiares, asseguram que ela não gostava de beber, fumar e muito menos usar drogas.

Veja mais:

Caso Ana Clara: ITEP aponta que a morte foi ocasionado por overdose

Professores e colegas dizem que Ana Clara tinha pavor de álcool e drogas

Todos eles suspeitam que a jovem tem sido dopada com cocaína pelo “namorado” Kliston Sanderson e, por não ter costume de usar drogas, terminou morrendo. O caso, que teve enorme repercussão, está sendo investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Apodi.

Kliston Sanderson, em contato com a mídia, deixou a entender que a jovem Ana Clara suicidou e ainda tentou matar a filha dele. Também insinuou que a jovem Ana Clara se prostituía.

Veja mais:

Kliston insinua que Ana Clara suicidou e ainda tentou matar a filha dele

As insinuações do policial militar no Ceará e estudante de medicina em Mossoró deixou familiares e amigos ainda mais revoltados, que contrataram o advogado Diego Tobias, em Mossoró, para acompanhar o caso e inclusive acionar o Ministério Público Estadual.


*Erivan Morais, do Portal Mossoró Hoje.