Mostrando postagens com marcador SEGURANÇA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador SEGURANÇA. Mostrar todas as postagens

domingo, 17 de novembro de 2019

Governo sanciona lei que reajusta em 23% salários de PMs e bombeiros do RN

Polícia Militar e bombeiros do Rio Grande do Norte terão reajuste — Foto: Demis Roussos/Governo do RN
O governo do Rio Grande do Norte sancionou a lei que reestrutura o plano de carreira dos policiais e bombeiros militares do Estado, concedendo reajuste salarial e modificando o regime de promoções. A sanção foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (15). O aumento previsto é de 23%, sendo parcelado em seis vezes, de forma gradativa, até 2022.
A lei sancionada pela governadora Fátima Bezerra (PT) também prevê redução do tempo para que os militares alcancem promoções dentro de suas respectivas corporações. Pela norma, por exemplo, um soldado da PM que atualmente precisa de 10 anos para subir ao posto de cabo, teria a promoção conquistada com 8 anos de serviço.

O projeto, proposto pelo próprio Poder Executivo, foi aprovado pela Assembleia Legislativa em outubro. Com a sanção, agora entra em vigor
Confira as mudanças: Salários
Praças
Soldado: R$ 3.571,82
Cabo: R$ 4.464,78
3º Sargento: R$ 5.357,74
2º Sargento: R$ 6.250,69
1º Sargento: R$ 7.143,65
Subtenente: R$ 8.929,56
Oficiais
2º Tenente: R$ 9.822,51
1º Tenente: R$ 10.715,47
Capitão: R$ 12.501,38
Major: R$ 14.287,29
Tenente-coronel: R$ 16.073,21
Coronel: R$ 17.859,12
No final da carreira, um coronel pode chegar a receber R$ 23.302,10
Parcelas
Fica o reajuste parcelado da seguinte forma:
2,5% a partir de março de 2020
2,5 % a partir de novembro de 2020
3,50 % a partir de março de 2021
3,50% a partir de novembro de 2021
4,50% a partir de março de 2022
4.58% a partir de novembro de 2022
Principais pontos contemplados na lei:
Redução dos interstícios dos praças;
Ex officio para os oficiais com o máximo de oito anos de permanência no posto;
Dispensa da obrigatoriedade de constar em três quadros de acesso para a promoção por requerimento do tenente coronel a coronel;
23% de majoração do subsídio em seis parcelas, sendo: 2,5% em março e novembro de 2020; 3,5% em março e novembro de 2021; 4,5% em março de 2022 e 4,58% em novembro de 2022, totalizando o acumulado de 23% no período.
Interstícios
De soldados para cabo, passa de 5 ou 10 anos - para 4 ou 8 anos
De cabo pra 3º sargento de 3 ou 6 anos - para 3 ou 4 anos
De 3º sargento para 2° sargento de 2 ou 4 anos - para 2 ou 3 anos
De 2º sargento para 1º sargento, de 2 ou 4 anos - para 2 ou 3 anos
De 1º sargento para subtenente, de 2 ou 4 anos - para 2 ou 3 anos


*VNT. 

quinta-feira, 7 de novembro de 2019

MOSSORÓ-RN: [VÍDEO] POLICIAL MILITAR INTENSIFICA PATRULHAMENTO E ABORDAGENS NO SÃO MANOEL

Desde que assumiu o comando do 12°BPM em meados mês de outubro de 2019, em publicação do Diário Oficial do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, o Major Lima, vem fazendo um trabalho de intensificação de rua.
O trabalho consiste em policiamento preventivo/ostensivo. As viaturas ROCAM, viaturas da área que compõe o 12°BPM no grande Alto de São Manoel, estão sendo acionados em grupos para intensificar as abordagens nos Bairros Alto de São Manoel, Pirrichil , Malvinas, Sumaré Liberdade, Planalto e adjacências Tudo isso dentro da "Operação Resistência", que inclui também viaturas extras em alguns casos se somam ao grupo para aumentar o efetivo. Segundo Major Lima, o mais importante de tudo, é trazer para a população a sensação de segurança pública nas ruas. Abordagens, averiguação de ficha criminal para tentar tirar foragidos das ruas, apreender armas de fogo, recuperar veículos roubados, além de evitar crimes como assaltos na região. Aos envolvidos nossos parabéns!. Assim como está acontecendo também na área do 2°BPM que tem agora o comando do Ten. Cel. Humberto Pimenta que também assumiu em meados mês de outubro do ano vigente.
A sociedade pode contribuir com a PM, ligando para repassar informações através do 190 ou 182, da Polícia Civil, lembrando que não precisa de se identificar.


*Passando na Hora.

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

GOVERNADORA DIZ QUE TRABALHO DO OBVIO CONTRIBUI PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA NO RN

A governadora Fátima Bezerra participou nesta quarta-feira, 23, da abertura do “I Seminário Observatório da Violência da UFRN - múltiplas abordagens da violência”, instituição que passa a hospedar o Observatório da Violência do RN - Obvio.
Antes sediado na Universidade Federal do Semiárido, agora baseado na UFRN, no Campus de Natal, o Obvio vai ampliar as bases de pesquisa nas diversas abordagens da violência e contribuir para a reflexão e tomada de decisão na proposição de políticas públicas que tenham como foco o enfrentamento à violência.

Fátima Bezerra afirmou que "o Obvio tem papel relevante, é fonte segura de dados, utiliza metodologia inovadora e contribui para ações de inteligência". A governadora ressaltou o trabalho feito na área da segurança pública pela atual administração que hoje classifica o Rio Grande do Norte entre os quatro estados que mais reduziram a violência em 2019. "Reduzimos a violência e a criminalidade em mais de 30%, índice acima da média nacional. Em 2019 foram poupadas 501 vidas em nosso estado", destacou.
Ela explicou que este resultado "é fruto de ação, determinação, foco, interação, planejamento e diálogo entre todos os órgãos da segurança e forças municipais e federais. Temos uma equipe técnica competente e comprometida sob a coordenação do vice-governador Antenor Roberto. Fizemos muito. Mas é preciso mais. O Governo do Estado vai continuar empenhado em reduzir ainda mais a violência, promover o desenvolvimento econômico e sócio sustentável e garantir cidadania ao nosso povo.”
No seminário, a governadora esteve acompanhada do vice-governador, Antenor Roberto, e de titulares da administração direta e indireta do Estado: Pedro Florêncio (Seap), Osmir Monte (secretário-adjunto da Sesed), coronel Luiz Monteiro (CBM), Ana Cláudia Saraiva (delegada geral da Polícia Civil) e Tereza Freire, coordenadora do programa Mais Saúde da Secretaria Estadual de Saúde.


*ASSECOM/O Câmera.

quinta-feira, 3 de outubro de 2019

MOSSORÓ-RN: Agentes penitenciários realizam revista no Complexo Penal Mário Negócio

Agentes da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap/RN) realizaram, nesta quarta-feira (2), uma ação preventiva de revista no Complexo Penal Agrícola Doutor Mário Negócio, em Mossoró. A ação não encontrou nenhum material ilícito.
O objetivo da intervenção era buscar possíveis materiais ilícitos nas alas A e B, bem como promover uma limpeza nas celas. Na ocasião foi retirado materiais como garrafas pet, isopor, entre outros.
A medida foi executada pelo Grupo de Operações Especiais Penitenciárias (GOE) com apoio da equipe de plantão da unidade prisional. Em paralelo, o Grupo Penitenciário de Operações com Cães (GPOC) permaneceu no local dando segurança as demais equipes e utilizando os animais na vistoria. O trabalho foi coordenador pelo Departamento de Operações Táticas da Seap (DOT).


*O Câmera.

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

GOVERNADORA EMPOSSA NOVO DIRETOR DO CDP DE APODI

Medida faz parte do projeto de readequações da secretaria, que conta ainda com ações de valorização dos servidores
A governadora do Estado, Fátima Bezerra, e o secretário estadual da Administração Penitenciária (Seap/RN), Pedro Florêncio Filho, assinaram o ato de posse dos novos diretores do sistema prisional do Rio Grande do Norte, nesta quinta-feira (19), no auditório da Governadoria.

As mudanças fazem parte do programa de readequações da Seap/RN, iniciado com atual gestão em fevereiro deste ano, que além desta medida, visa introduzir programas de ressocialização e implementar ações de valorização do trabalho dos agentes penitenciários. Ao todo, sete unidades tiveram suas direções renovadas na Grande Natal, Mossoró, Jucurutu, Apodi e Caicó.

A governadora Fátima Bezerra destacou o trabalho dos servidores na manutenção do controle e da ordem do sistema prisional, citando como causa direta na redução dos índices de violência no Rio Grande do Norte. De acordo com ela, a criação da Secretaria da Administração Penitenciária foi uma medida administrativa necessária e benéfica para a segurança pública do estado.

“Fico muito feliz com todas as iniciativas que a Seap vem adotando, principalmente, na questão da ressocialização. Hoje podemos dizer que somos referência e temos capacidade e para estar entre os melhores do Brasil. O sistema prisional é um desafio, mas somos modelo pelas boas práticas e de cumprimento da lei. É um belo exemplo de gestão, voltada pra o dialogo, sem autoritarismo e sem abrir mão do seu papel. Para isso acontecer, o secretário sabe que não faz nada sozinho, sem uma equipe preparada”, disse.

O titular da Seap, Pedro Florêncio explicou as mudanças nas direções, argumentando a necessidade de levar um novo modelo de trabalhos às unidades, voltado para a formalidade dos atos administrativos e com uma preocupação à atenção ao servidor.

“Manter o sistema prisional sob controle depende da disciplina e do trabalho, que tem relação direta com a atenção que damos ao servidor. Meu gabinete está de portas abertas para este servidor sem intermediário, desde que não atrapalhe o andamento do serviço público. Quem vem fazendo diferença no sistema prisional é o trabalho dos servidores. A Seap também avançou no quesito da formalidade, deixando de lado a oralidade e normatizando os procedimentos previstos legalmente, para coibir os excessos e evitar a negligência”, comentou.

Já o vice-governador Antenor Roberto enalteceu as medidas administrativas adotadas pela gestão da Seap, revelando fazer parte de um plano de governança baseada no modelo de Sistema Único de Segurança Pública (SUSP).

“O que vemos na Seap é um exemplo prático de governança e esta solenidade de posse faz parte deste plano. Identificamos em cada diretor aqui escolhdio uma aptidão para assumir o cargo e liderar com autoridade, mas com respeito para exercer bem a função. O plano de governança é burocrático, porém feito em conjunto e iremos levar este modelo para as polícias Civil e Militar e Itep. Com certeza vamos fazer mais pelo povo do RN”, declarou.

Participaram ainda da solenidade, o secretário de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), Araújo Silva, o adjunto da Sesed, Osmir Monte, o comandante-geral da PM, coronel Alarico Azevedo, a chefe da COEAP, Roberiana Bezerra, a ouvidora da Seap, Andrea Rodrigues, a responsável pelo Departamento de Promoção à Cidadania (DPC/Seap), Alcinéia Rodrigues, o vice-presidente do SindaspRN, André de Carvalho, além de familiares e servidores.


Tomaram posse com a assinatura dos atos:

Silvan Moura e Iataanderson Teixeira, como diretor e vice-diretor da Cadeia Pública Professor Raimundo Nonato Fernandes, em Natal;

João Vitor Soares e Dickson Bezera, como diretor e vice-diretor da Penitenciária Estadual Rogério Coutinho Madruga, em Nísia Floresta/RN;

Márcio do Carmo Morais, como diretor do Complexo Penal Agrícola Dr. Mário Negócio, em Mossoró/RN;

Airton Lucena do Carmo, diretor do Centro de Detenção Provisória de Apodi;

Vanderlan Pedreira como diretor do Centro de Detenção Provisória de Jucurutu;

Izabel Maria de Medeiros como diretora da Penitenciária Estadual do Seridó Desembargador Francisco Pereira Nóbrega, em Caicó/RN;

Arthur Cavalcanti para responder pelo expediente do Complexo Penal Dr. João Chaves.


domingo, 8 de setembro de 2019

PATU-RN: Prefeitura entrega Guarda Civil Municipal aos Patuenses

Na tarde de quinta-feira (05), a Prefeitura deu posse a Guarda Civil Municipal que ao todo contará com 32 homens. Em sua fala, o prefeito Rivelino Câmara ressaltou a importância de fortalecer a segurança do município juntamente com as polícias Civil e Militar. Lembrou ainda, que o poder legislativo teve papel fundamental na aprovação do projeto, ressaltando também que: "Patu merece sempre o melhor e eu estarei aqui até o último dia do meu mandato, trabalhando diariamente pelo bem da nossa gente.”
A guarda Civil Municipal contará com 04 veículos sendo duas motocicletas.
Rivelino ressaltou ainda as parcerias realizadas com a Prefeitura do Natal através da Secretaria de Defesa social que possibilitou a capacitação da guarda, bem com a Justiça, através do Fórum de Patu na pessoa do juiz Waldir Lobo Maia que disponibilizou recursos das penas pecuniárias para aquisição de equipamentos bem como veículos a disposição da justiça para serem utilizados como viaturas.


*Assessoria.

sexta-feira, 19 de julho de 2019

Governo do RN e PF criam força-tarefa de combate ao crime organizado

O Governo do Estado e a Polícia Federal vão trabalhar em conjunto no combate ao crime organizado no Rio Grande do Norte. O principal ponto do acordo de cooperação técnica assinado nesta quinta-feira (18) pelo Governo, representado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), e a Superintendência da Polícia Federal no RN é a criação de uma força-tarefa para o enfrentamento às organizações criminosas.

A força-tarefa agirá no combate a diversos crimes no RN, desde o tráfico de drogas nacional e internacional até a lavagem de dinheiro, com uma ação conjunta envolvendo as polícias Militar e Civil sob a coordenação da Polícia Federal. O modelo de força-tarefa forjado a partir do acordo de cooperação técnica entre o Governo e a instituição federal é pioneiro no Brasil. A parceria tem vigência oficial de cinco anos, contados a partir da publicação no Diário Oficial da União.

“Este acordo representa um avanço no combate ao crime organizado e na busca pela diminuição dos índices de criminalidade no Rio Grande do Norte. E mostra coerência com a integração que defendemos desde o início da gestão”, afirmou a governadora Fátima Bezerra.

A chefe do Executivo estadual assinou o documento em conjunto com o vice-governador Antenor Roberto, o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Francisco Araújo, a superintendente da PF no RN, delegada Tânia Fogaça, o comandante da PM-RN, coronel Alarico Azevedo, e a delegada-geral da Polícia Civil, Ana Cláudia Saraiva. “Essa parceria aponta que estamos trabalhando e trazendo resultados. Com essa parceria a Polícia Federal dá ainda mais credibilidade e mostra que acredita no sistema de segurança pública potiguar. Vamos prestar um grande serviço à população”, completou o secretário Francisco Araújo.

Com a formalizaçãoda parceria cria-se um ambiente de integração, inédito no RN,nas ações de combate ao crime, treinamento e capacitação dos agentes de segurança e troca de informações entre as forças estaduais e federais.

“A Polícia Federal tem muito o que aprender com as forças de segurança do RN, mas também tem muito a ensinar. Vamos focar inicialmente na formação da força-tarefa de combate ao crime organizado e seguir trabalhando na parte de treinamentos, compartilhamento de bancos de dados e outros pontos como a questão de bombas e explosivos”, explicou a delegada Tânia Fogaça.

A parceria entre Governo e PF complementa a política de trabalho integrado já existente entre as forças de segurança do RN. A diretriz dada pelo Governo desde o início do ano, a integração entre Polícia Militar, Polícia Civil e sistema penitenciário proporcionou uma redução recorde nos índices de violência no estado.

A atuação integrada resultou na diminuição de 30,5% dos homicídios no RN durante o 1º semestre de 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado. Com isso foram poupadas 315 vidas entre janeiro e junho deste ano. Os dados apurados pela Coordenadora de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine) da Sesed ainda apontaram a diminuição em ataques a bancos (-44,8%), estupros (-65,5%) e roubos de veículos (-20,6%), por exemplo.

Com vistas ao médio e longo prazo, o Governo também está trabalhando na confecção do Plano Estadual de Segurança Pública. A ação, que é conduzida pelo vice-governador Antenor Roberto, visa tornar o RN o primeiro estado da federação a apresentar seu plano de segurança ao Ministério da Justiça e da Segurança Pública e, consequentemente, aderir ao Sistema Único de Segurança Pública (SUSP).


*Elisa Elsie/ASSECOM/RN.

sexta-feira, 14 de junho de 2019

MILITARES DO RN CONFIRMAM PARALISAÇÃO A PARTIR DE SEGUNDA FEIRA (17)

A reivindicação principal é a atualização salarial, que chega a uma defasagem de 60,48% e os pagamentos das folhas salariais em atraso.
Apesar de o Governo do Estado ter convidado os representantes de policiais e bombeiros militares, praças e oficiais, para encontros de negociação das demandas reivindicadas, não houve avanço nas propostas do Governo no tocante à atualização salarial. A última reunião foi na segunda-feira (10), na Governadoria, com o secretário-chefe do Gabinete Civil e das Secretarias de Planejamento e Finanças.
No dia 31 de maio, os militares estaduais deliberaram por unanimidade a interrupção das atividades a partir da próxima segunda-feira (17). Neste dia, os policiais e bombeiros militares deverão se apresentar em frente à Governadoria, às 8h, segundo o que foi acordado pelo coletivo. A decisão foi tomada em Assembleia Geral Unificada com a presença de praças e oficiais. Além disso, a deliberação acompanhou o que foi aprovado em assembleias realizadas no interior do estado, com militares das regiões de Nova Cruz, Currais Novos, Caicó, Pau dos Ferros, Mossoró e Santa Cruz.
A reivindicação principal é a atualização salarial e os pagamentos das folhas em atraso. Também foram confirmadas as pautas de reivindicação: pagamento das folhas em atraso; pagamento das promoções já realizadas (abril, agosto e dezembro de 2018) e atualização dos níveis remuneratórios.
Segundo o subtenente Eliabe Marques, presidente da ASSPMBMRN, o déficit salarial dos militares atualmente chega a 60,48%. Ele explica que a categoria não recebe ao menos a reposição inflacionária há cinco anos. Além disto, os militares do RN possuem o pior salário inicial da Federação, na carreira policial, que também possuem o pior salário entre as demais forças de segurança do RN.
“Os índices de violência têm diminuído em todo o RN, vemos isto sendo noticiado pelos institutos de pesquisa, jornais e até mesmo pelo próprio Governo. Este resultado se dá graças ao sacrifício e abnegação dos militares estaduais, que merecem uma contrapartida do Governo pelo grande esforço que fazem para desempenhar o seu trabalho”, argumenta o subtenente Eliabe Marques.
 

*Daísa Alves/Letra A Comunicação.

quinta-feira, 13 de junho de 2019

Policiais Militares do RN confirmam paralisação a partir de segunda (17)

FOTO: DEMIS ROUSSOS/GOVERNO DO RN
Militares do Estado vão interromper as atividades a partir da próxima segunda-feira (17). Neste dia, policiais e bombeiros militares vão se apresentar, em protesto, em frente à Governadoria, às 8h.
A paralisação ficou definida no último dia 31 de maio, em assembleia geral com praças e oficiais. Nessa segunda-feira, 10, houve uma reunião, na governadoria, entre representantes dos militares com representantes do Estado. Mas, não houve um acordo.
A reivindicação principal é a atualização salarial e os pagamentos das folhas em atraso. Também foram confirmadas as pautas de reivindicação: pagamento das folhas em atraso; pagamento das promoções já realizadas (abril, agosto e dezembro de 2018) e atualização dos níveis remuneratórios.
Segundo o subtenente Eliabe Marques, presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos PM e Bombeiros Militares, o déficit salarial dos militares atualmente chega a 60,48%. Ele explica que a categoria não recebe ao menos a reposição inflacionária há cinco anos. Além disto, os militares do RN possuem o pior salário inicial da Federação, na carreira policial, que também possuem o pior salário entre as demais forças de segurança do RN.
“Os índices de violência têm diminuído em todo o RN, vemos isto sendo noticiado pelos institutos de pesquisa, jornais e até mesmo pelo próprio Governo. Este resultado se dá graças ao sacrifício e abnegação dos militares estaduais, que merecem uma contrapartida do Governo pelo grande esforço que fazem para desempenhar o seu trabalho”, argumenta o subtenente Eliabe Marques.


*VNT.

domingo, 2 de junho de 2019

No RN, para cada PM existe um vigilante de empresa privada

A elevação histórica dos indicadores da violência no Rio Grande do Norte, aliada a falta de efetivos e investimentos em segurança pública, abriu espaço a um fenômeno social e comercial: o crescimento dos serviços de segurança privada. 
 
De acordo com dados atualizados da Polícia Federal, o RN tem 6.812 vigias em atuação em 39 empresas regulamentadas. Isso significa que, para cada Policial Militar em atuação no Estado, há um vigilante. O ‘exército’ de seguranças privados, apesar de não substituir o trabalho de um policial, segundo análise de especialistas, é fundamental para não agravar a sensação de insegurança constantes.

Atualmente, entre praças e oficiais, a PMRN dispõe de 7.978 homens e mulheres, sendo 7.514 praças e 464 oficiais. Extraindo os que estão cedidos a outros órgãos e em licença médica, esse efetivo gira em torno de 6.500 pessoas. A Lei Complementar nº 449, de 20 de dezembro de 2010, diz que o estado deveria ter um efetivo de 13.466 policiais militares, sendo 12.791 praças e 675 oficiais. É quase o dobro do que realmente existe em atuação. É considerada a necessidade de se ter um policial para cada grupo de 250 pessoas.

Com a experiência de mais de 30 anos em segurança pública e 25 anos em segurança privada, o major Jorge Ferreira de Oliveira Filho, sócio da Feroli – Academia de Formação de Vigilante e Tiro, é categórico: a atividade policial não substitui a da segurança privada, e vice-versa.

*Tribuna do Norte.

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Governo autoriza nomeação de aprovados em concurso da Polícia Federal

Governo autoriza nomeação de aprovados em concurso da Polícia Federal
O governo autoriza a nomeação de candidatos aprovados no concurso público da Polícia Federal. O decreto assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, autorizando a nomeação, está publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (24).
De acordo com o decreto, serão nomeados 1.047 candidatos, sendo 500 aprovados e classificados dentro do quantitativo de vagas originalmente previsto para pronto provimento e mais 547 aprovados, que não estavam dentro da quantidade de vagas originalmente prevista.
No dia 14 de abril, em uma postagem no Twitter, o presidente da República escreveu que o governo chamaria mil candidatos aprovados em concurso da PF para compor o quadro da instituição.
“Governo anuncia convocação de mais 1.000 policiais federais. O objetivo é compor gradativamente o quadro de inteligência, como no trabalho da Lava-Jato (combate à corrupção) e outros serviços de segurança nacional dentro do orçamento possível destes primeiros 100 dias de mandato.”


*VNT.

sábado, 27 de abril de 2019

Rio Grande do Norte recebe aeronave do Ceará para a Segurança Pública

A Secretaria do Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) recebeu, nesta sexta-feira (26), um helicóptero do Governo do Ceará. A parceria ocorrerá enquanto o Potiguar 01, pertencente ao Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER), passa por manutenção.
A aeronave Fênix 03 é do mesmo modelo do Potiguar 01 - S350 B2 esquilo. Além da aeronave, o Ceará enviou um piloto e um mecânico. O custo de manutenção e do combustível será todo do Rio Grande do Norte.
Além de ações de Segurança Pública, o helicóptero também será utilizado para acompanhar, de forma preventiva, a situação das barragens do Estado.


*O Câmera.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Bandido ameaça Bolsonaro

Um bandido que incendiou um posto de gasolina no Ceará ameaçou Jair Bolsonaro, que reagiu:
“Note a necessidade mais que urgente de se mudar a legislação com participação de todas as esferas de Poderes e Imprensa. Não porque o marginal ameaça citando meu nome, mas para mostrar ao povo ordeiro de que lado estão o Executivo, Legislativo e Judiciário.”
É urgente aprovar o pacote de Sergio Moro contra o crime organizado.


*O Xerife.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Ceará vai receber mais 200 agentes da Força Nacional, diz Governo do Estado

Força nacional reforça segurança no Ceará — Foto: Natinho Rodrigues/SVM
O Ceará vai receber um reforço de mais 200 agentes da Força Nacional ainda na noite desta segunda-feira (7), de acordo com o Governo do Estado. Trezentos agentes da tropa federal já atuam no Ceará desde sexta-feira (5), na tentativa de conter a onda de ataques que ocorre no estado há seis dias. Os crimes, no entanto, continuaram no domingo e nesta segunda-feira.

Em todo o estado, ocorreram 153 ações criminosas desde quarta-feira (2). Em um dos crimes mais ousados, um bando explodiu a coluna de um viaduto na BR-020, em Caucaia. A estrutura recebe escoras e está bloqueada para o tráfego de veículos. Em Limoeiro do Norte, criminosos explodiram a antena de uma telefonia e deixaram 12 cidades sem sinal em celulares.

O Ceará recebeu também reforço de 100 policiais militares da Bahia e 50 policiais rodoviários federais, que atuam em conjunto na tentativa de conter a onda de violência.

As ações criminosas são uma reação de membros de facção à proposta do Governo do Estado de reforçar a fiscalização nos presídios para evitar a entrada de celulares. Os criminosos pedem também, por meio de pichações em prédios públicos, a saída do secretário da Administração Penitenciária, Mauro Albuqurque, que afirmou que iria acabar com a divisão de facções nos presídios do Ceará.

Atualmente, cada presídio do estado abriga internos integrantes da mesma organização criminosa. 


*G1 CE.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

PM AMEAÇA PARAR ATIVIDADES CASO GOVERNO DO RN NÃO CUMPRA ACORDO

Diante da promessa feita pelo governo do estado em pagar nesta sexta-feira o 13º salário de 2017, categoria diz que vai esperar que pagamento seja o governo cumpra o prometido. 
Depois da paralisação da Polícia Civil, iniciada na quarta-feira (26) e intitulada de Operação Zero, a Polícia Militar também declarou que poderá parar as atividades de rotina, caso o Governo do Estado não cumpra, até o fim da manhã dessa sexta-feira (28), o acordo feito com a categoria. A declaração foi feita pela Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros Militares do RN (Asspmbmrn).
O Estado se comprometeu em realizar o pagamento do 13º salário, ainda de 2017, aos bombeiros e policiais militares nesta sexta-feira (28), após uma cobrança da Asspmbmrn. Esse é o prazo final dado pela categoria. O acordo foi fechado durante uma reunião entre a secretária de Segurança, Sheila Feitas, os comandantes das forças militares estaduais e o governador, no dia 20 de dezembro. Eliabe Marques, presidente da associação, afirmou que uma assembleia seria convocada de emergência se o acordo fosse descumprido.
Já Nilton Arruda, presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), reiterou que ao longo dessa quinta-feira (27), as delegacias em todo o Estado permanecerão fechadas. O presidente afirmou que duas reuniões foram travadas ontem com a gestão administrativa do governo, mas não houve acordo. Hoje, haverá mais uma reunião para uma terceira tentativa.
De acordo com Nilton, a secretária de Segurança pediu que a categoria cedesse um pouco e realizasse, ao menos, as prisões em flagrantes. Mas a categoria não aceitou e continua em Operação Zero, disse.
No ano passado, os agentes de segurança realizaram a Operação Segurança com Segurança, que durou 23 dias. Ao longo da greve, a violência aumentou no estado e principalmente em Natal. Por isso, a Força Nacional foi acionada e 100 homens foram enviados ao RN para tentar controlar a situação nas ruas.
Além disso, o governo federal enviou 2,8 mil homens das Forças Armadas, no dia 30 de dezembro, para reforçaram o patrulhamento. A permanência das Forças Armadas no RN seguiu até o dia 12 de janeiro deste ano.
 

*OP9/Passando na Hora.

terça-feira, 25 de dezembro de 2018

DECISÃO DE PARALISAÇÃO NA POLÍCIA CIVIL E SEGURANÇA DO RN POR TEMPO INDETERMINADO

Os Policiais Civis do Rio Grande do Norte e os servidores da Sesed se reuniram em Assembleia Geral, na manhã desta segunda-feira (24), na sede do SINPOL-RN. As categorias decidiram deflagrar Operação Zero a partir da quarta-feira, dia 26 de dezembro.

Ficou deliberado que, às 8h, todos os Policiais Civis irão para a Central de Flagrantes. A partir de então, a categoria estará mobilizada por tempo indeterminado.

Os Policiais Civis e Servidores da Segurança cobram do Governo do Estado o pagamento do restante do 13º de 2017, bem como uma definição sobre o 13º de 2018 e o salário de dezembro.

Nilton Arruda, presidente do SINPOL-RN, afirma que se o governador Robinson Faria anunciou pagamento do 13º salário de 2017 dos policiais militares para o dia 28 deve fazer o mesmo para as outras categorias.

“O sentimento atual é de grande revolta, pois ao anunciar o pagamento apenas para uma categoria da Segurança o Governo promove uma injustiça e discriminação. Infelizmente, nos últimos dias da sua gestão, o governador gera um caos na Segurança Pública ao adotar esse posicionamento”, comenta Nilton Arruda.

O SINPOL-RN orienta aos Policiais Civis do interior que, aqueles que puderem, também se dirijam para a Central de Flagrantes, na quarta-feira. Os que não puderem se concentrem nas delegacias regionais, também adotando a Operação Zero.